Assis: como fazer um pit-stop de trem no caminho entre Roma e Florença

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Assis: pit-stop entre Roma e Florença

Florença está a 1h30 de Roma, pelos trens de alta velocidade. Caso você queira rentabilizar esse deslocamento, saiba que dá para encaixar uma visita de algumas horas à carismática cidade de Assis, na Úmbria. É uma parada que pode ser feita em qualquer sentido: saindo de Roma para Florença, ou de Florença para Roma.

Assis está a 2 horas de Roma, nos horários diretos. E a 2h30 de Florença, também nos horários sem baldeação. Caso você fosse visitar Assis num esquema bate-volta, gastaria ao todo 4 horas saindo de Roma ou 5 horas saindo de Florença.

Visitando Assis como um pit-stop, você gasta um tempo equivalente aos bate-voltas (4h30 de viagem). Você aproveita o dia do deslocamento (que sempre é meio perdido, por mais curta que seja a viagem) e elimina um bate-volta (que sempre tem o inconveniente da volta).

Eu já tinha escrito um post 'teórico' sobre esse pit-stop em Assis entre Roma e Florença. Mas em julho de 2018 eu testei o meu roteiro na prática. Além de confirmar que funciona, trago mais detalhes.

Pit-stop em Assis | As passagens | Chegando em Assis | O que ver em Assis

  • Pit-stop em Assis: as passagens

Assis: pit-stop entre Roma e Florença

Os trechos Roma-Assis e Assis-Florença (e vice-versa) são realizados em trens Regionali (regionais) da Trenitalia. Ao contrário dos trens de alta e média velocidade (os Freccia e Intercity da Trenitalia, e os trens da cia. privada Italo), os trens regionais italianos não requerem compra antecipada de passagem. O preço não varia e não há como reservar assento.

Ainda assim, comprar com antecedência vale a pena. Por três motivos:

  • Você não perde tempo na estação para comprar passagem (a fila pode estar grande, e você pode ter gente mais atrapalhada que você na sua frente)
  • Você não precisa se entender com a máquina de vender bilhetes
  • Bilhetes comprados online não precisam ser validados nos totens das plataformas

Veja o tela a tela de como comprar sua passagem de trem na Itália clicando neste post.

Caso você decida comprar sua passagem na estação, chegue com mais de meia hora de antecedência do horário de saída para conseguir comprar sem sobressaltos. E não esqueça de validar o ticket num totem da plataforma antes de embarcar.

Quais os melhores horários?

A maioria dos trens para Assis envolvem baldeação. Além da chatice de trocar de trem, a baldeação retarda a sua viagem. Por isso, vamos escolher apenas trens diretos.

Saindo de Roma

  • Compre Roma Termini-Assisi no trem das 7h58 (chega às 10h07, custa 10,75 euros)
  • Compre Assisi-Firenze S.M. Novella no trem das 15h04 (chega às 17h40, custa 15,80 euros)

Veja: Onde se hospedar em Florença

Saindo de Florença

  • Compre Firenze S.M. Novella-Assisi no trem das 8h02 (chegada às 10h49, custa 15,80 euros)
  • Compre Assisi-Roma Termini no trem das 16h24 (chegada às 18h35, custa 10,75 euros)

Veja: Onde se hospedar em Roma

Eu acho chato sair tão cedo (provavelmente cabulando o café da manhã no hotel), mas infelizmente os trens seguintes são ruins.

O pit-stop saindo de Roma é mais enxuto, com 5 horas de permanência em Assis e chegada a Florença num ótimo horário (antes das 18h), conveniente para entrar no hotel, tomar um bom banho e sair para jantar.

O pit-stop saindo de Florença dá meia hora a mais de permanência em Assis, mas a chegada em Roma, às 6 e meia, pode prejudicar uma programação mais formal à noite.

  • Pit-stop em Assis: a chegada

Assis: pit-stop entre Roma e Florença

Existe uma condição imprescindível para que se possa fazer um pit-stop de trem: um guarda-volumes. Estações de trem de grandes cidades normalmente têm guarda-volumes. Na Itália, é o caso de Verona (excelente pit-stop entre Milão e Veneza). Na Alemanha, Dresden (pit-stop entre Berlim e Praga) tem. Bruxelas, na Bélgica, torna-se um ótimo pit-stop entre Paris e Amsterdã porque tem guarda-volumes. Na Espanha, a estação de trem de Córdoba (pit-stop entre Madri e Sevilha) não tem, mas a rodoviária, em frente, tem.

Assis: pit stop entre Roma e Florença

Siga esta seta

Pois bem: a estação de Assis, oficialmente, não tem guarda-volumes. A placa que existe no saguão da estação e que anuncia 'deposito bagagli' está tapada. Mas se você seguir a seta da placa, para a esquerda, vai dar na 'edicola', uma banca/lojinha de conveniência da estação. Se por acaso você perguntar ao atendente "Lei sa dove c'è un deposito bagagli?" (O senhor sabe onde tem um guarda-volumes?), o simpático tiozinho vai responder: "Qua!" (Aqui). Na seqüência, vai perguntar quantos volumes você quer deixar e a que horas vem buscar. Vai cobrar 5 euros por volume e então... arredar um gradil de cheetos e outros salgadinhos leves que parecia colado na parede, mas que na verdade é uma fachada falsa para o mocó onde guarda as mochilas e maletas dos pit-stoppers.

Aproveite e já compre as passagens de ônibus (4 euros ida + volta) para chegar ao centro histórico. O bar é um revendedor autorizado e cobra a tarifa oficial.

A estação de Assis fica a 4 km do centro histórico. O ônibus da linha C faz o trajeto entre a estação e o centro a cada meia hora, em horários mais ou menos coordenados com a chegada e saída de trens. O ônibus faz duas paradas na cidade antiga: a primeira, na parte baixa, perto da Basílica de São Francisco. A segunda, na cidade alta (Piazza Matteotti), onde ficam os estacionamentos.

Assis: pit stop entre Roma e Florença

Inadvertidamente, eu saltei na primeira parada (porque todo mundo estava descendo). E assim tive que enfrentar todas as ladeiras colina acima. Quem quiser fazer menos esforço deve esperar para saltar na segunda parada -- que pra baixo, você sabe, todo São Francisco ajuda.

Assis: pit-stop entre Roma e Florença

Mas olhe: devo dizer que começar por baixo pode ser (bem) mais extenuante, mas em compensação é mais bonito -- as torres vão aparecendo pouco a pouco nos vãos à sua frente. Esta foi a minha segunda visita. Na primeira, fui de carro, estacionei no alto e vim descendo. Desta vez, comecei por baixo e... achei a cidade mais bonita.

  • Pit-stop em Assis: o que ver

Existem dois tipos de visita a Assis: a visita turística convencional, que é a que eu fiz, e a visita espiritual, de quem é devoto de São Francisco. Os dois tipos de visitantes verão as mesmas coisas -- mas o visitante espiritual certamente vai viver emoções que escapam aos não-religiosos como eu.

Assis: pit stop entre Roma e Assis

São Francisco: Basílica inferior

Na parte baixa da cidade está a Basílica de São Francisco, que na verdade são duas: a Inferior e a Superior, construídas em momentos diferentes, mas interligadas por dentro. São Francisco está enterrado aqui (na basílica inferior), numa cripta onde estão expostos seus únicos bens materiais: dois hábitos e um par de sandálias. Nessa cripta é possível acender velas e deixar pedidos escritos de prece, que serão feitas pelos frades durante as missas.

Basílica de São Francisco

  • Basílica inferior: aberta das 6h às 18h30 | Basílica superior: aberta das 8h30 às 18h | Veja horário das missas aqui: inverno e verão

Assis: pit stop entre Roma e Florença

Uma área plana a meio caminho entre a parte baixa e a parte mais alta da cidade é ocupada pela Piazza del Comune, que acaba funcionando como centro de gravidade de Assis. No entorno de uma fonte você vai encontrar restaurantes com mesas na praça -- e o Templo de Minerva, construído pelos romanos e convertido na Basílica de Santa Maria sobre Minerva.

Ainda na região nem alta nem baixa da cidade, procure a Basílica de Santa Clara, que faz parte do roteiro dos peregrinos. Santa Clara, uma das primeiras seguidoras de São Francisco e fundadora da ordem das clarissas, está enterrada ali; seus bens terrenos também estão expostos. Mas a maior atração da basílica é o Crucifixo de São Damião, que teria falado (o crucifixo, não São Damião) com Francisco, precipitando sua conversão.

Assis: pit stop entre Roma e Florença

Outra estação do roteiro franciscano é a Igreja Nova (Chiesa Nuova), construída sobre a casa da família de Francisco. Ali está conservado o cubículo onde Francisco foi preso pelo pai para que desistisse se tornar um missionário.

Na parte mais alta da cidade, já perto da Piazza Matteotti, está a Catedral de São Rufino. Se você viu 'Irmão Sol, Irmã Lua', de Franco Zeffirelli, pode reimaginar a cena mais marcante do filme, em que o jovem Francisco se despe e entrega as roupas para o pai. Zeffirelli não filmou em Assis, mas a cena teria acontecido no pátio em frente à igreja.

Pausa para almoço

Assis: pit stop entre Roma e Florença

Estava muito quente no dia em que visitei, então procurei um restaurante à sombra de uma das muitas vielas de Assis. Pegamos levinho -- uma salada Caesar que veio com molho demais, e uma salada caprese acompanhada por um pão fresquinho e crocante. Não é um lugar que eu desrecomendaria, mas também não é o caso de recomendar... Passeie pela cidade (incluindo a praça central) de olho nos cardápios (que sempre estão expostos) e você vai achar algum lugar com que simpatize.

Mais Assis

A visita a Assis tem dois complementos nos arredores.

Um deles é a Basílica de Santa Maria dos Anjos (Santa Maria degli Angeli), construída sobre a igrejinha da Porciúncula, que São Francisco restaurou com as próprias mãos. Foi ali que ele fundou a ordem dos capuchinhos, em 1209 e, sete anos depois, teria recebido o Perdão de Assis durante uma aparição de Jesus Cristo e da Virgem Maria. A basílica fica a 600 metros da estação de Assis. Você pode descer do ônibus ali e depois seguir a pé.

O outro complemento é o Castelo de Rocca Maggiore, na parte altíssima da cidade -- 600 metros ladeira acima da Piazza Matteotti. A maior atração do castelo é a vista de Assis e do entorno da Úmbria. Mas só vai dar tempo se você vier de carro e puder ficar mais que as 5 horas de quem está de trem.

Assis: pit-stop entre Roma e Florença

São Francisco: Basílica superior

Leia mais:

11 comentários

Maria Rosicler Toazza De Conto

Ricardo!
Adoro vc e suas dicas de viagem.
Te sigo desde minha primeira viagem em 2011.
Meu filho vai fazer Roma/Firenze em out/18.
Vou sugerir o Pit-Stop em Assis.
Abracos

Marcia Ritzmann

Não é o caso do pit stop, mas estando de carro uma dica legal é conhecer o La Celle. Fica fora da cidade e tem placas indicativas do caminho. Como o nome diz é a cela onde São Francisco morou como eremita durante muito tempo. Hoje funciona um seminário no local. Como não é muito conhecido é um local mais vazio e com uma paz indescritível.

Caroline
CarolinePermalinkResponder

Gostaria de compartilhar o que eu fiz quando visitei Assis. Fui caminhando da estação de trem até o alto, era início de verão (Junho) e o caminho, apesar de cansativo, é lindo! A cidade surgindo ao alto, do meu lado direito um campo enorme com uma vegetação que não soube identificar e muitas flores entre a calçada e esse terreno.smile

Fernando Tenório

Estivemos em Assis em março vindo de trem de Florença, pernoitamos e no dia seguinte pegamos o trem para Roma. Como somos católicos praticantes foi uma visita inesquecível que deveríamos ter ficado mais um dia ainda. Saímos de Assis chorando. Assis é mágica, esbanja espiritualidade. Para quem for católico ou até não, recomendo com toda a certeza um pernoite em Assisi. Ficamos no Hotel Berti, atendido por seus proprietários, maravilhoso, aconchegante, excelente localização e um dos melhores café da manhã que já tomei entre todos os hotéis que já fiquei no Brasil e pelo mundo a fora. Recomendo!!!!

Venise Pitman
Venise PitmanPermalinkResponder

Grata pelo seu comentário, Fernando!
Passarei duas noites em Assis, no Hotel Berti. E ler algo a respeito do hotel me deixou mais tranquila e ansiosa pela viagem!

Michele Capiotti - Planejando a Viagem

Oi VnV, muito legal o post. Super atualizado! Maior coincidencia, também fui ao La Lanterna (também tive a mesma sensação). Curiosa para ver as demais paradas desta trip pela Italia! Buona continuazione!

Leidiane
LeidianePermalinkResponder

Olá! A passagem de ônibus pode ser comprar diretamente com o motorista?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leidiane! Provavelmente sim, mas o Ricardo Freire comprou na banca, pelo preço oficial. Na Itália procure comprar a passagem antes de subir no transporte, facilita muito a entrada. (Em alguns lugares você não vai conseguir comprar dentro do transporte.)

Caudia
CaudiaPermalinkResponder

Foi o lugar que mais amei, junto com Peruggia. Vou voltar mais vou ficar uns tres dias, no minimo, nesse lugar.
Tenho que caminhar a noite pelas ruelas, como fiz em Sant Michel, e sentir o ambiente medieval sem nenhuma alma além das esperituais. Divino

Laura
LauraPermalinkResponder

Vou de Roma para Assis. No site da Tremitalia aparece Assisi e Assisi Piazza....alguma coisa. Fiquei sem entender. A partir das 09 da manhã, o trem faz baldeação? Com troca de trem?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Laura! Prefira comprar na Trenitalia com n para não pagar sobretaxas. Selecione "Assisi" simplesmente, conforme está indicado no texto.

Há apenas quatro horários diários diretos de Roma a Assis: às 7h58, 14h28, 17h58 e 19h04.

Veja como usar o site da Trenitalia:
https://www.viajenaviagem.com/2011/10/passo-a-passo-como-comprar-passagens-de-trem-online-na-trenitalia/

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar