Amsterdã

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Amsterdã: como chegar e se deslocar pela cidade

Amsterdã é um dos melhores pontos para iniciar (ou terminar) uma viagem pela Europa, pois tem boas conexões aéreas com todo o continente -- e normalmente oferece passagens mais em conta do que o outro grande hub da Europa Central, Frankfurt.

De trem, Amsterdã é bem conectada à Bélgica, a Paris e ao norte da Alemanha (Colônia, Düsseldorf).

Se preferir, clique para ir direto ao tópico:

Chegando de avião

Como chegar em Amsterdã: posto de turismo do aeroporto

Posto de informações turísticas no aeroporto

A KLM voa direto a Amsterdã saindo de São Paulo e do Rio de Janeiro. A partir de maio de 2018, passou a voar também a partir de Fortaleza, três vezes por semana.

A TAP voa a Amsterdã saindo de Belém, Belo Horizonte, Fortaleza, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, com conexão em Lisboa.

Todas as outras cias. aéreas que voam do Brasil à Europa também levam a Amsterdã com uma conexão.

Se vai fazer uma viagem picada pela Europa, veja as vantagens de comprar uma passagem na modalidade múltiplos destinos, que rentabiliza a sua tarifa e permite que você chegue por uma cidade e volte por outra (muitas vezes, possibilitando incluir trechos intra-europeus com acréscimo mínimo de tarifa).

Chegar | De avião | De trem | Passes de transporte | Chip local

Transporte entre o aeroporto e Amsterdã

O aeroporto que serve a Amsterdã é Schiphol, que está a menos de 20 km da área central da cidade. O táxi não é caríssimo (e o Uber pode ser quase em conta).

O transporte público é bem conveniente.

  • Se você estiver hospedado nos arredores da Museumplein ou da Leidseplein, vá de ônibus
  • Se estiver em outros pontos da cidade, vá de trem até a estação mais próxima do seu hotel (Centraal, Zuid ou Sloterdijk) e siga de táxi ou bonde (tram)

Saindo do aeroporto de táxi ou Uber

Uma corrida de táxi entre o aeroporto Schiphol e o centro de Amsterdã custará entre 45 e 50 euros, pelo taxímetro. A viagem dura aproximadamente 30 minutos, e o ponto oficial fica na saída do aeroporto.

A corrida com Uber tem tarifa dinâmica -- ou seja, varia conforme a oferta e a procura. Ao chegar você pode usar o wifi gratuito do aeroporto e simular uma solicitação de corrida, para ver qual preço aparece. No site do Uber a corrida entre o aeroporto e a área central da cidade varia entre 19 e 27 euros (UberX) e entre 37 e 45 euros (Uber Black).

Saindo do aeroporto de ônibus

Como chegar em Amsterdã: de ônibus do aeroporto à cidade

O ônibus 397 (antigo 197) da Connexxion é a melhor alternativa de transporte público para quem está hospedado para os lados de Museumplein e Leidseplein. O trajeto entre Schiphol e Museumplein leva cerca de meia hora. Há quatro paradas no centro expandido de Amsterdã: Museumplein, Rijksmuseum, Leidseplein e Elandsgracht (uma pequeno terminal de ônibus em Amsterdam West). A passagem custa 6 euros e pode ser comprada direto no ônibus, com o motorista. Crianças até 11 anos pagam 1 euro quando acompanhadas por adulto. O 397 (antigo 197) funciona entre 5h da manhã e meia-noite. De madrugada, funciona o Nightliner, com saídas à 1h21, 2h21, 3h21 e 4h21.

Antes de embarcar, você pode passar no posto de turismo do aeroporto e comprar um passe Amsterdam Travel Ticket, que vale em todo transporte público da cidade de Amsterdã (tram, ônibus, metrô) e também dá direito a viajar entre o aeroporto e Amsterdã de ônibus ou trem. O passe de 1 dia custa 16 euros; de 2 dias, 21 euros; de 3 dias, 26 euros. Cada dia expira às 4h da madrugada do dia seguinte. (Ou seja, se você chegar num dia e sair no outro, vai precisar de um passe de 2 dias).

Apenas tome cuidado para pegar o 397 (antigo 197) na direção certa. Não é preciso atravessar a rua: o 397 (antigo 197) costuma sair da parada B9 ou B11, junto à saída principal de Schiphol. O ônibus que vai para a cidade tem sempre 'Amsterdam' no painel. Na volta, o 397 (antigo 197) traz escrito no painel Schiphol P30 (não pegue esse ônibus na porta do aeroporto, porque ele está indo ao ponto final, num estacionamento).

Para hotéis a uma distância caminhável das paradas do ônibus 397 (antigo 197), veja aqui (organizados por parada).

Saindo do aeroporto de trem

Como chegar em Amsterdã: saindo do aeroporto de trem

O trem é o transporte público recomendado para quem se hospeda no centro de Amsterdã ou no Jordaan. O trajeto leva entre 14 minutos (nos trens Intercity) e 17 minutos (nos trens regionais).

Funciona 24 horas. Entre 6h da manhã e 1h da madrugada, há entre 4 e 8 trens a cada hora. Na alta madrugada, passa um trem a cada hora (1h03, 2h15, 3h15, 4h15 e 5h30). A passagem de ida custa 9,50 euros (incluindo 1 euro do custo do ticket de papel). Você compra nas máquinas, com cartão de crédito. É preciso validar a passagem num dos totens próximos às escadas rolantes antes de descer para a estação.

Você pode aproveitar para passar no posto de turismo e comprar um passe Amsterdam Travel Ticket, que vale em todo transporte público da cidade de Amsterdã (tram, ônibus, metrô) e também dá direito a viajar entre o aeroporto e Amsterdã de trem ou ônibus. O passe de 1 dia custa 16 euros; de 2 dias, 21 euros; de 3 dias, 26 euros. Cada 'dia' expira às 4h da madrugada do dia seguinte. Valide o seu Amsterdam Travel Ticket no totem antes de descer a escada rolante.

Para ir da estação Centraal ao seu hotel, leia aqui.

Saindo do aeroporto de van (shuttle)

A Connection também faz serviço de shuttle (trânsfer compartilhado) em vans entre Schiphol e um grande número de hotéis da cidade. Custa 17,50 euros ida, ou 28 euros ida e volta (preço por pessoa). As saídas do aeroporto no mínimo a cada meia hora, entre 6h e 21h30. Você pode reservar ida e volta pelo site. No aeroporto, o embarque acontece na plataforma A7 da estaçãozinha de ônibus em frente ao aeroporto. Para voltar, a van passa na frente do seu hotel entre 15 minutos antes e 15 minutos depois da hora marcada.

Trânsfer do aeroporto ao hotel:

Trânsfer do hotel ao aeroporto:

Chegar | De avião | De trem | Passes de transporte | Chip local

Chegando de trem

O trem é o melhor meio de transporte para quem chega de Bruxelas (1h50), Düsseldorf (2h15), Colônia (2h40), Paris (3h20) e Frankfurt (4h). De Berlim são 6h20: compare com o preço do avião para ver o que vale mais a pena.

Vindo da França, compre seu bilhete com antecedência em SNCF ou Thalys.

Vindo da Alemanha, compre seu bilhete com antecedência com a Deutsche Bahn (vindo especificamente de Colônia, compare também com o preço do Thalys).

Vindo de Bruxelas, você pode escolher entre dois tipos de trem. O Thalys faz a rota em apenas 1h50, mas tem tarifas variáveis, exige lugar marcado e, por isso, precisa ser comprado com antecedência. Já o InterCity Brussels leva 3h20 -- tem tarifa fixa, não permite reserva de assentos e, por isso, pode ser comprado na hora. As passagens no Thalys só valem para o horário comprado; já as do InterCity Brussels valem para qualquer trem durante o dia de validade (sempre no mesmo sentido; você pode parar pelo caminho, mas não pode voltar atrás).

Você vem de (ou vai a) Bruges, Ghent ou Antuérpia, ou quer simplesmente fazer um pit-stop entre Paris e Amsterdã, ou entre Bruxelas e Amsterdã? Então leia o post Tudo o que você precisa saber sobre trens entre Holanda e Bélgica.

Chegar | De avião | De trem | Passes de transporte | Chip local

Transporte entre a estação Centraal e Amsterdã

Como se locomover em Amsterdã: tram (bonde)

A estação de trem principal de Amsterdã é a Amsterdam Centraal. De lá você pode pegar um táxi ou um tram (bonde elétrico) ao seu hotel.

A corrida de táxi vai custar entre 10 e 15 euros.

Para continuar a viagem de tram (bonde) ou ônibus, use o site 9292.nl, que é a bússola do transporte público na Holanda. (Também funciona com o Google Maps, mas o 9292 traz mais informações.)

Para usar o tram ou no ônibus você pode escolher entre:

  • Passagem de 1 hora (3 euros) que você compra com o motorista ou cobrador do bonde ou do ônibus (entre meia-noite e 6h é ele só vai vender o bilhete Night Bus 1 Trip, que custa 4,50 euros)
  • Passe diário (7,50 euros para 14 horas, 12,50 euros para 48 horas, 17,50 euros para 72 horas), que você compra na máquina de bilhetes junto à parada de ônibus ou tram. Não é possível comprar esses passes com o motorista ou o cobrador. Esses passes não dão direito nem ao trem nem ao ônibus do aeroporto
  • Amsterdam Travel Ticket, um passe que você compra no posto de turismo da estação, mas que só vale a pena se você precisar ir ou vir do aeroporto, porque inclui transporte de trem ou ônibus de/para Schiphol. O passe de 1 dia custa 16 euros; de 2 dias, 21 euros; de 3 dias, 26 euros. Cada dia expira às 4h da madrugada do dia seguinte

Qualquer que seja a passagem ou passe que você compre, será preciso validar o cartãozinho ao subir e ao descer do tram ou ônibus (saiba mais no tópico abaixo).

Chegar | De avião | De trem | Passes de transporte | Chip local

Como se deslocar: os passes de transporte

O ideal é caprichar na localização do seu hotel para poder fazer o máximo de passeios a pé. Mesmo assim, você vai precisar recorrer ao transporte público num momento ou outro.

Veja as características de cada passe e escolha o seu:

Passes diários GVB (day/multi-day tickets)

Como se deslocar em Amsterdã: passe multidias

Ideal para:

  • Quem não chega e/ou não sai pelo aeroporto, e não quer esquentar a cabeça comprando passagem a cada viagem

Os passes diários oferecem o melhor custo x benefício entre os passes para visitantes, com transporte ilimitado em todos os meios de transporte administrados pela GVB (a empresa municipal de transportes): tram (bonde), ônibus e metrô dentro de Amsterdã. Bastam 3 viagens no primeiro dia (ou 5 viagens em dois dias, ou 6 viagens em três dias) para se pagar.

Preço:

  • 24 horas*: 7,50 euros
  • 48 horas*: 12,50 euros
  • 72 horas*: 17,50 euros
  • 96 horas*: 22,50 euros
  • 120 horas* (5 dias): 27,50 euros
  • 144 horas* (6 dias): 31,50 euros
  • 168 horas* (7 dias): 34,50 euros

*Horas corridas a partir da primeira utilização

Você precisa comprar na máquina de tickets. Esses passes não são vendidos a bordo nem dos trams, nem dos ônibus. Não valem tampouco para o ônibus 397 (antigo 197) do aeroporto, nem para nenhum trem. Veja a página oficial aqui.

Passagens de 1 hora

Como se deslocar em Amsterdã: passe de 1 hora

Ideal para:

  • Quem pretende fazer quase tudo a pé, pegando o transporte público apenas eventualmente

A passagem de 1 hora serve como plano B para quando você não conseguir fazer algum trajeto a pé, por conta da distância ou do mau tempo. Você compra ao subir no bonde ou no ônibus (na maioria dos casos você compra direto do motorista, mas alguns bondes maiores têm um cobrador no meio da composição). A passagem permite fazer baldeação dentro de 1 hora para outro bonde ou ônibus. Mas é preciso sempre validar a passagem no início da viagem e ao sair do bonde ou ônibus, senão a passagem não vai funcionar no bonde ou ônibus seguinte.

Preço:

  • Entre 6h e meia-noite: 3 euros
  • Entre meia-noite e 6h: 4,50 euros

As passagens de 1 hora NÃO servem para o ônibus 397 (antigo 197) do aeroporto, nem para nenhum tipo de trem. Leia mais na página oficial aqui.

Amsterdam Travel Ticket

Como se deslocar em Amsterdã: Amsterdam Travel Ticket

Ideal para:

  • Quem chega e/ou sai pelo aeroporto e quer resolver o problema de transporte com um passe só

Na ponta do lápis, a relação custo x benefício do Amsterdam Travel Ticket é inferior ao dos passes multi-dias. Mas no quesito praticidade, é imbatível: você enfrenta uma filazinha no posto de turismo logo na chegada ao aeroporto, e pronto: tem 3 dias de transporte resolvido. O passe oferece transporte ilimitado em tram (bonde), ônibus e metrô dentro de Amsterdã. E ainda inclui transporte ilimitado entre o aeroporto e Amsterdã, nos dois sentidos, tanto com o ônibus 397 (antigo 197) quanto de trem.

Preço:

  • 1 dia*: 16 euros
  • 2 dias*: 21 euros
  • 3 dias*: 26 euros

*Cada dia se estende até as 4h da manhã do dia seguinte.

Este passe só está à venda nos postos de informação turística (não é vendido em máquinas nem a bordo dos ônibus e bondes). Saiba mais na página oficial.

Caso você vá se hospedar fora dos limites municipais de Amsterdã, compre o Amsterdam & Region Travel Ticket.

I amsterdam City Card

Como se deslocar em Amsterdã: I amsterdam city card

Ideal para:

  • Quem quer visitar muitos museus e atrações culturais e usar transporte público sem se incomodar com compra de passagem

O I amsterdam City Card combina transporte e atrações, mas só se paga se você realmente fizer muitas visitas. (Há, porém, atrações que não aceitam o cartão; veja mais abaixo.) De lambuja, inclui um cruzeiro pelos canais.

Preço:

  • 24 horas*: 59 euros
  • 48 horas*: 74 euros
  • 72 horas*: 87 euros
  • 96 horas*: 98 euros

*Horas corridas a partir da primeira utilização

O cartão é vendido nos postos de informação turística, nas atrações participantes e também na recepção de muitos hotéis.

O que o I amsterdam City Card NÃO inclui:

  • Não inclui a Casa de Anne Frank
  • Não inclui o Keukehnhof
  • Não inclui a Heineken Experience (dá 25% de desconto)

O cartão tem dois 'elementos' independentes: o elemento 'transporte' e o elemento 'atrações'. O cartão vale a partir da primeira utilização em cada 'elemento'. Por exemplo: se você comprar um cartão de 24 horas e usar um tram às 8h30 da manhã, o seu cartão vai valer no elemento 'transporte' até as 8h29 do dia seguinte. Mas se você só entrar num museu às 17h, o seu cartão vai valer para entrar em outros museus até as 16h39 do dia seguinte.

Leia a nossa resenha sobre o cartão neste post e as informações oficiais na página do cartão aqui

Anonymous OV-Chipkaart

Como se deslocar em Amsterdã: ov-chipkaart

Ideal para:

  • Quem quer fazer muitos passeios de trem pela Holanda e/ou vai se hospedar fora dos limites de Amsterdã

Esse não é um passe pensado para turistas, mas para residentes na Holanda que não usem o transporte público com freqüência suficiente que justifique a compra de passes mensais/anuais. Com ele você usa todos, todos, todos os transportes públicos na Holanda (incluindo os trens!).

Preço:

  • O cartão custa 7,50 euros
  • Não cobra por viagem, mas por distância percorrida (sites como o 9292.nl calculam o custo de cada viagem)
  • O cartão precisa estar carregado com um mínimo (entre 4 e 10 euros, dependendo do meio de transporte)

Saiba mais na página oficial do ov-chipkaart aqui.

Chegar | De avião | De trem | Passes de transporte | Chip local

Como andar de tram (ou ônibus)

Como se deslocar em Amsterdã: check-in no tram

Valide sua passagem ao embarcar e desembarcar

  • Use o site (também existe a versão app) 9292.nl para simular as viagens e saber qual transporte pegar. O Google Maps também funciona, mas o 9292 é melhor.
  • Seja lá qual for o seu passe, você vai precisar validar a passagem na entrada e também na saída. Basta encostar sua passagem, seu Amsterdam Travel Ticket, seu I amsterdam City Card ou seu OV-Chipkaart no totem que você vai encontrar junto a cada uma das portas do tram ou do ônibus. Os holandeses chamam isso de 'check-in' e 'check-out'. Se um fiscal entrar no seu tram ou ônibus e você não tiver feito check-in, você vai pagar multa na hora. Caso, ao fazer o check-in, você descubra que seu passe está expirado, é só ir até a frente do tram e comprar a passagem avulsa (3 euros) com o condutor.
  • Quando a estação estiver próxima, aperte o botãozinho verde ao lado da porta para solicitar a parada, e novamente para que a porta abra.
  • Não esqueça de encostar o passe no leitor (check-out) antes de descer.

Como comprar seu chip local

Como chegar em Amsterdã: comprando chip local

A melhor maneira de se manter conectado o tempo todo é comprar um chip local. Como na maioria dos lugares, o chip é conhecido na Holanda como 'simcard'. Basta passar numa loja de operadora ou revenda credenciada, comprar o chip pré-pago ('prepaid simcard') e ativar o plano. Investindo entre 10 e 30 euros, você consegue até 3 gigas de crédito para se conectar. Se você não baixar (nem subir) arquivos pesados, e usar wifi sempre que disponível, esses 3 gigas duram muito bem para até um mês de viagem.

Que operadora escolher?

Desde junho de 2017, a União Européia estabelece que os planos de voz ou dados que permitam roaming internacional não cobrem a mais por isso. Ou seja: se você comprar um simcard que dá direito a roaming internacional, a conexão em países europeus fora da Holanda será tarifada como se fosse local.

Mas há uma pegadinha: nem todas as operadoras, e nem todos os planos, oferecem roaming. Por isso, se você vai comprar seu chip na Holanda e seguir viagem para outros países, certifique-se de que está comprando prepaid simcard com roaming europeu.

As maiores operadoras (Vodafone e T-Mobile) oferecem roaming na maioria dos planos. Entre as operadoras mais baratas (que alugam rede das grandes e oferecem conexão menos rápida), a Lebara tem planos com roaming.

Se você ficar apenas na Holanda, pode comprar o prepaid simcard da Lycamobile (que não oferece roaming).

Dá para comprar chip local no aeroporto?

No saguão das esteiras de bagagem você vai encontrar máquinas da Vodafone. O simcard ali custa um pouco mais caro do que na loja, e você não terá a ajuda de um funcionário para a ativação. Mas se você quer resolver a parada já na chegada, e ter roaming europeu, é uma boa pedida.

Já no saguão principal do aeroporto, na passagem 4, você encontra a loja Airport Telecom, que vende e ativa simcards da Lycamobile. Também custa mais caro do que no centro da cidade, mas você já sai do quiosque conectado. Mas lembre-se: a Lycamobile não oferece roaming europeu.

20 comentários

silvia
silviaPermalinkResponder

Oi, eu de novo. Só para checar... a linha 397 é a antiga 197? Ou ainda tem as duas? Eu pergunto porque a 397 é exatamente a linha que o site da Conexxion me manda pegar para chegar ao meu hotel, e que eu pegaria quando fosse ao Keukenhof Garden, mas no bilhete Combo do parque diz 197. Obrigada...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Silvia! É a mesma. Escrevemos isso umas cinco vezes no post.

Camila
CamilaPermalinkResponder

Verifiquei aqui o site do I amsterdam City Card, e agora inclui o Rijskmuseum gratuitamente.

Ygor Pereira Takeishi

Boa noite,

olhando pelo google, do aeroporto até as proximidades do museu van gogh, consta a linha de ônibo N97. É essa mesmo?

Deve ser N de Nightliner, né?

Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ygor! Sim.

Márcia
MárciaPermalinkResponder

Olá Boia vou ficar hospedada no Ibis Budget Amsterdam City Sout, portanto em Amstelveen. Serão 4 dias e vou depender de transporte público todos os dia para o centro. Você acha que vale a pena comprar um passe? Somos 3 pessoas viajando. Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Márcia! Os passes da GVB cobrem Amstelveen. A outra opção é o Amsterdam & Region Travel Ticket.

Márcia
MárciaPermalinkResponder

Desculpe Boia, esqueci. E qual a melhor forma de chegar do aeroporto á esse hotel? Consigo chegar no hotel com um trasporte publico só? Ou terei que pegar dois?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Márcia! Use o Google Maps ou o aplicativo https://9292.nl/en para resolver todos os seus deslocamentos.

Márcia
MárciaPermalinkResponder

Oi Boia, obrigada! Fui no post especifico "Amsterdã: escolha seu passe de transporte (e saiba como usar o tram)" e o link para o site oficial do GVB não está funcionando. Pelo que li, para quem se hospeda em Amstelveen melhor é o GVB. Estou certa?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Márcia! O Amsterdam & Region vai servir para o aeroporto e outros passeios. Você é que tem que ver o que vai fazer durante a sua estada e fazer contas. A gente não pode fazer isso por você. Damos todas as alternativas para você pesar. Quem quer fazer uma viagem por conta própria e econômica tem que aprender a dominar essas ferramentas. Não espere absolutamente tudo de mão beijada, cada pessoa tem uma viagem diferente.

Todos os links, tanto desta página, quanto do post que você cita, estão funcionando perfeitamente.

Márcia
MárciaPermalinkResponder

Ok, Obrigada. O não funcionamento do link deve ter sido uma instabilidade na minha rede.

Tatiana
TatianaPermalinkResponder

Olá! Em primeiro lugar, gostaria de parabenizá-los pelo site, ele é simplesmente sensacional! Eu possuo um chip da vodafone, que comprei em Portugal, no ano passado, qdo estava viajando. Eu poderia ativá-lo na holanda? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tatiana! Provavelmente o chip já expirou e o número foi atribuído a outro chip pré-pago. Caso fosse possível, você teria que ativar pelo número de Portugal mesmo.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tatiana! Provavelmente o chip já expirou e o número foi atribuído a outro chip pré-pago. Caso fosse possível, você teria que ativar pelo número de Portugal mesmo.

Angélica
AngélicaPermalinkResponder

Olá! Pra quem tem o I Amsterdam Card e quer entrar nos principais museus, por exemplo, Van Gogh, sempre terei que entrar na fila pra pegar o ingresso ou teria como obtê-lo pela internet?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Angélica!

Todo o serviço está nesta página:
https://www.viajenaviagem.com/destino/amsterda/o-que-fazer-amsterda/

Claudia Rodrigues

Gente, é sério! Nunca pesquisei uma página de dicas tão uteis como esta. Parabéns! Todo ano quando eu viajo me oriento por aqui.

Giovanna Queiroz

Olá Ricardo, tudo bem?
Acompanho todas as suas dicas, em todas as minhas viagens!!! São sempre muito úteis e práticas!!
Gostaria de uma opinião sobre hospedagem em Amsterdã. Ficaremos de sexta (chegamos de avião as 11hrs da manhã) e vamos embora ( do mesmo aeroporto Schiphol segunda as 9hrs). Mas como é fim de semana, todos os hotéis centrais estão o dobro do preço do hotel do aeroporto. E pelo que vi nesse post do aeroporto para a cidade são cerca de 20 minutos. O que você acha sobre ficar hospedado próximo ao aeroporto? Muito obrigada,

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar