Foz do Iguaçu

Iguaçu, do lado brasileiroPlaneta Água | Ricardo Freire

Por onde você tem andado esse tempo todo, que ainda não foi ver as cataratas mais bonitas do planeta? Não, não se trata de ufanismo da minha parte: para ter a experiência completa, você vai ter que atravessar a fronteira e se deslumbrar com o lado argentino também.

É incrível que tantos brasileiros desdenhem  Iguaçu – ou que precisem de outras desculpas (muambagem no Paraguai, cassino na Argentina, Itaipu) para marcar sua viagem.

Não é só a beleza da paisagem que vai surpreender você: Foz está muitíssimo bem estruturada para receber seus visitantes. Do lado brasileiro, o parque é um exemplo de organização — e acabou se tornando uma espécie de  pólo de ecoturismo light (não é preciso ser jovem nem estar em forma para aproveitar). O parque argentino é mais roots e requer mais atividade física, mas entrega mais água e mais selva para quem se aventurar.


Quando ir Como chegar Onde ficar? O que fazer
Vista do passeio de helicóptero Trenzinho no parque argentino Hotel das Cataratas No Parque das Aves
A primavera e o verão são chuvosos – a vazão de água das cataratas aumenta. O outono e o inverno são mais secos – conseqüentemente, vê-se menos água jorrando.

Já fui a Iguaçu no estio e na época de chuvas, e adorei as duas vezes. Na seca, algumas quedas tinham desaparecido, mas a queda principal me pareceu mais bonita. Na época de vazão caudalosa, me encantei com o volume e a força das águas, mas a Garganta do Diabo estava permanentemente coberta por uma nuvem de spray.

Conclusão: não há melhor época para ir. Meu conselho – vá mais de uma vez, em épocas diferentes, para ver as cataratas do Iguaçu em todas as versões oferecidas no menu.

Há vôos diretos de São Paulo (Guarulhos), Rio (Galeão), Curitiba, Porto Alegre, Cuiabá, Londrina e Maringá.

Com escala, de São Paulo (Congonhas), Brasília e Campo Grande. Vindo de outras cidades você faz conexão em Guarulhos ou Curitiba.

A uruguaia Pluna faz a rota Montevidéu-Foz. A TAM também voa a Ciudad del Este, no Paraguai, desde São Paulo e Assunção. De Puerto Iguazú, na Argentina, Aerolíneas e Lan voam a Buenos Aires; a Andes vai a Salta e Córdoba.

De ônibus são 9h desde Curitiba e 18h desde São Paulo. De Buenos Aires a Puerto Iguazu o ônibus leva 18h. Querendo ir de carro, são 1.065 km desde São Paulo, e 660 km desde Curitiba.

Se você planeja fazer apenas os lados brasileiro e argentino do parque, a melhor localização é um dos hotéis ao longo dos 30 km da Rodovia das Cataratas, que liga o parque ao centro de Foz.

Para fazer o pacote completo – incluindo Itaipu e Ciudad del Este – faz mais sentido ficar no Centro.

E para dedicar-se mais ao lado argentino (e quem sabe seguir de lá para as missões jesuíticas) e aproveitar para sair à noite sem precisar de carro, considere ficar em Puerto Iguazú.

Dos hotéis localizados dentro dos parques, o Hotel das Cataratas brasileiro está numa posição bem mais conveniente do que o Sheraton argentino.

Você vai precisar de um dia completo para fazer o lado brasileiro das cataratas. Inclua o Parque das Aves no programa — fica colado à entrada do parque.

O parque argentino rende facilmente um dia inteiro (vá à Garganta do Diabo, faça o Aventura Náutica e o Circuito Inferior), mas pode também tomar dois dias, se você resolver fazer tudo o que é oferecido por lá (incluindo a ilha San Martín e o passeio de bote pelo braço superior do Iguaçu).

Para encaixar Itaipu e Ciudad del Este no mesmo dia, comece pela hidrelétrica (e prepare-se para um dia puxadíssimo).

Não deixe de passar uma noite em Puerto Iguazú – e se puder, cacife o passeio de helicóptero.

Deixa a bóia te levar

Referências

Foz do Iguaçu: um guia completo em 90 dicas editado por Ricardo Freire

Site oficial de Foz do Iguaçu

Parque das Cataratas do Iguaçu

Dormir

Onde ficar em Foz? No centro ou na estrada? editado por Ricardo Freire

–> dentro do parque brasileiro

Hotel das Cataratas, superluxo

Hotel das Cataratas: renasce uma estrela por Ricardo Freire

–> na Rodovia das Cataratas

San Martin, ao lado da entrada do parque (prefira a ala nova)

Mabu, resort all-inclusive

Bourbon, resort

Carimã, ao lado da ponte para a Argentina

–> no Centro

Rafain, na entrada da cidade, estrutura de lazer

Internacional

Continental Inn

Bella Itália, da maior operadora local de passeios

Tarobá Express, econômico

–> em Puerto Iguazú

Panoramic, confortável à beira-rio

St. George, na rua da rodoviária

Loi Suites, hotel de selva novo e chique

Hotéis de Foz do Iguaçu no Booking

Albergues em Foz do Iguaçu no Hostelworld

Vôos para Foz do Iguaçu

Comer

Puerto Iguazú: vale a noitada por Ricardo Freire

Passear

Passagens aéreas para Foz do Iguaçu

Passagens aéreas para Foz do Iguaçu – Submarino

4 dias em Foz do Iguaçu: o roteiro da Roberta por Ricardo Freire

Foz do Iguaçu: carro alugado, táxi ou ônibus? por Ricardo Freire

Pesquise aluguel de carro em Foz na Rentalcars rc-logo

O lado brasileiro por Ricardo Freire

O Macuco Safári por Ricardo Freire

O lado argentino, ou: Aventura Náutica x Macuco Safári por Ricardo Freire

Passeio de helicóptero: água abaixo por Ricardo Freire

Fotoblog: no Parque das Aves por Ricardo Freire

Puerto Iguazú para duros por Ricardo Freire

Manual de sobrevivência em Ciudad del Este, pelo PêEsse por Ricardo Freire

Visita a Itaipu no Turomaquia, por Patricia de Camargo

Todas de Foz do Iguaçu no Turomaquia, por Patricia de Camargo

Itaipu à noite no Matraqueando, por Silvia Oliveira

Todas de Foz do Iguaçu no Matraqueando, por Silvia Oliveira

Todas de Foz do Iguaçu no Trilhas & Aventuras, por Mauricio Oliveira

Seguir viagem

Pra lá de Iguaçu: Missões argentinas e paraguaias, por Dani S. por Ricardo Freire

Ônibus na Argentina: Plataforma10

Vôos a Salta: Andes Líneas Aéreas

695 comentários para “Foz do Iguaçu”

  1. Cristiane.
    A estrada é boa sim. Após Ponta Grossa é pista simples até Foz, mas o trecho é todo pedagiado e a estrada esta muito bem conversada. Fiz curitiba-foz duas vezes no ano passado e foi muito tranquilo.
    Boa viagem!

  2. Vou para Foz do Iguaçu no carnaval, com marido e 2 filhos de 15 e 21 anos. Fiz um roteiro e queria sugestões de vcs:
    VIAGEM FOZ DO IGUAÇU

    1º DIA: 5ª feira
    Chegada à Foz as 17:40
    Depois de tudo arrumado no quarto, ir para Puerto Iguazú (Argentina) ao rest El Quincho del meu tio Querido e à feirinha de rua

    2º Dia: 6ª feira
    Parque das Cataratas e Parque das Aves (Brasil). O PC abre às 9 hs, já temos ingressos, vamos de ônibus. Ao lado tem o Parque das Aves.
    Noite: Rest Zaragoza (espanhol e bife de chourizo) Rua Quintino, 882, 20 min a pé do hotel (Foz)

    3º Dia: sábado
    Manhã: Citytour(marco 3 fronteiras, templo budista, mesquita) Almoço: Rest La Cabaña (galeto e parrillada) Av Paraná, 60
    Tarde: Itaipu: não pode ir de chinelo nem salto, nem joelhos de fora. Fazer o passeio Circulo Especial e ficar até a iluminação, as 20 hs

    4º Dia: domingo
    Ciudad del Este (Paraguai)

    5º Dia: 2ª feira
    Parque Argentino,levar pesos para pagar as entradas, depois lá dentro aceitam qq coisa. Ver q hs sai o último ônibus para Brasil
    Free Shop
    Noite: Rest Aqua (PI) Rua Córdoba (da rodoviária, esq com Carlos Tays).

    6º Dia: 3ª feira:
    18 hs Cassino (PI):levar dólar
    Rest Terra: Rua Missiones, 125+ Ice Bar (PI)

    7º Dia: 4ª feira
    Voltar ao Parque Argentino
    Sanduíche Barbarella: Av Brasil, 1119 (Foz)

    8º Dia: 5ª feira: Retorno, voo as 12:43

    Obrigada

    Um abraço,

    Ana

    1. Olá, Ana! Está redondo! Mas de todo modo vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

    2. Olá Ana,
      Será que no Paraguai também não é carnaval ? As lojas irão abrir no domingo ?
      Forte abraço !

      1. Olá, Maria Ines! As lojas de Ciudad del Este normalmente estão fechadas todos os domingos.

        1. Eu não iria aos domingos, até existem lojas que abrem mas são poucas e somente até o meio dia.

  3. Ana, eu pularia as atrações do city tour, pois são fracas. Também deixaria um só dia no parque argentino, pois apesar dele ser maior, o nosso dá um banho em termos de organização, beleza e estrutura.
    E iria de taxi até o parque argentino, pois de ônibus achei demorado e um super perrengue.
    Veja se não terá lua cheia no período de sua estada e, havendo, veja se não haverá o passeio noturno no parque brasileiro. O jantar era mais ou menos, mas o passeio bem bacana e disputado!
    E tenha em mente que os restaurantes de Puerto Iguazu são melhores que os de Foz e não raras vezes mais baratos.
    Por fim, se for consumista, o free shop da Argentina tem van gratuita de alguns hotéis. Dá para encaixar em alguma noite, inclusive antes da ida ao Paraguai para comparar os preços antes de fazer as compras no lado paraguaio.

  4. Christianne, as estradas são boas e pedagiadas. Mas tem muitos trechos em pista simples, o trânsito é intenso e, particularmente, acho longe para fazer de carro. Eu iria de avião. Mas a vantagem de ir de carro, além de passar pelos outros locais de seu interesse, é estar motorizada em Foz, pois isto faz toda a diferença! Se forem de carro, ao visitarem o Paraguai tem duas boas opções: a) cruzar a ponte de carro e deixar o carro estacionado em uma BOA loja (por exemplo a Nave). Neste caso vá o mais cedo possível e volte no meio da tarde para não pegar muito trânsito. Já fiz este trajeto várias vezes e nunca tive problema; b) deixar o carro estacionado em um dos muitos estacionamentos do lado brasileiro e cruzar a ponte de táxi (não a moto!) ou a pé. Acho esta uma opção boa se forem comprar muambas pequenas….. Mas se ficarem inseguras vão de van mesmo.

  5. Ana Serra,
    Vá ao Parque das Aves na parte da manhã, os bichos estão bem mais espertos e participativos! Vc vai ficar por lá de duas horas a duas horas e meia e depois vá às Cataratas.
    Acho interessante dois dias para as cataratas do lado argentino. Em dezembro estive em Foz com um casal de amigos e eles quiseram repetir o lado argentino q tenho q admitir estavam mais bonitas q as do lado brasileiro :(
    Como vcs sao quatro pessoas talvez fosse interessante pensar em alugar um carro ( mas já vá com o carro reservado). Em dez/2013 no feriado entre Natal e Ano Novo as filas na aduana Argentina eram enormes! Acredito q no carnaval tb vai estar concorrido (vá cedo).

  6. Ana, concordo com alguns dos comentários da Fabiana. Estive no feriado de 15 de novembro último, fiquei (com esposa e filha de 09) por 6 dias.
    Do city tour, mesquita e templo budista só se você realmente tiver grande interesse na questão da espiritualidade. 3 Fronteiras é interessante, até para ver como NÃO se deve tratar uma atração turística. Interessante vislumbrar com nitidez geográfica as 3 divisas, o encontro dos rios, mas a infra dá vontade de chorar.
    O dia de Itaipu precisa ser bem planejado. Por ser Carnaval, pode estar cheio e vc só conseguir ingressos para tours bem mais tarde, perder tempo demais aguardando… Ah: é imperdível, por isso considere como prioridade no dia! Acho que tour e Itaipu no mesmo dia pode ficar demais.
    Discordo da Fabiana em relação ao parque argentino. Para mim, é O parque. Evidentemente, tem infra bem pior (nesse ponto, cabe sempre um elogio a quem administra o parque brasileiro, nível primeiríssimo mundo!), mas como diz o RF acima, entrega uma abundância em termos de contato com a natureza muito maior. A experiência de chegar caminhando pelas passarelas à Garganta do Diabo é daquelas de se guardar para a vida inteira. Creio que, se você tiver disposição física, vai ter 2 belos dias lá.
    Restaurantes: como meu hotel tinha pensão completa em 3 dias (durante o feriadão) fiz 3 jantares fora, apenas. Todos na Argentina, como recomenda a Fabiana. Gostei tanto do Aqua que repeti e fui no Quincho, que tb é bem legal, típico, comida farta…
    Enfim, é isso. Você vai adorar! Bom passeio!

  7. Ana, também discordo que o lado brasileiro seja melhor. O lado argetino é simplesmente FENOMENAL. De fato, nosso lado é mais organizado e estruturado (orgulho pra nós!), mas é menor e lá você terá uma visão panorâmica. Pra “interagir” com as cataratas e sentir-se dentro delas só estando no lado argetino mesmo, que ocupa 80% do Parque.
    Uma sugestão: separe algum dia para fazer o passeio de barco até as cataratas. Você pode fazê-lo de qualquer lado (brasileiro ou argentino), pois os dois vão pro mesmo lugar. Eu contratei no lado argentino, pois na época a cotação do real estava vantajosa em relação ao peso. Acredito que agora também vá estar, devido a recente desvalorização do peso argentino das últimas semanas.
    Outra coisa: leve pesos argentinos em espécie pra pagar as entradas no lado argentino!!! Eles não aceitam real, nem cartão de crédito!

    O passeio da Lua Cheia é divino! Eu fiz e foi inesquecível!!!! Confira o calendário lunar e se for lua cheia, já reserve seu lugar. Com sorte, você conseguirá ver o “arco-íris de prata”. Eu vi e me emocionei. Já imaginou ver um arco-íris à noite?

    Uma outra dica é o pôr do Sol na Ponte da Frateridade (que passa por cima do Rio Iguaçu). É incrível!

    No mais, achei seu roteiro bem bacana! 7 dias por lá dá pra ver bastante coisa!

    Boa viagem!

  8. 22/01/2014 – Quarta-feira – Ida a Foz do Iguaçu
    Não existem voos diretos para Foz partindo de Recife então se prepare para uma conexão no Rio ou em São Paulo, na ida fizemos no Rio, muito ruim por sinal, mais foram apenas 1 hora de espera (voo pela Gol)

    23/01/2014 – Quinta-feira – Cidade Del Leste (Compras Paraguai)
    Logo cedo fomos para as famosas compras no Paraguai por indicação da nossa Guia Nilsa onde super-recomendo (vocês vão ver que no final das contas o serviço dela vale e muito e fica bem mais barato do que contratando por lá ou até mesmo locando carro), ficamos na Cidade Del Leste onde como a Nilsa nos explicou mudou e muito, não vemos mais os sacoleiros existem muitos vendedores ambulantes algumas coisas são baratas sim, mais não vão esperar nada de outro mundo, mulher: nada barato, homens eletrônicos algumas coisas escapam, mais dai preferi pegar aqui no Mercado Livre mesmo.
    Cidade super quente, fomos com uma criança de 5 anos e não indico.

    24/01/2014 – Sexta-feira – Cataratas do Iguaçu + Pq das Aves + Iluminação da Barragem
    Ótimo dia, Parque das Aves super indicado e muito bem cuidado, minha filha adorou. Cataratas também muito legal quanto a Iluminação da Barragem como Nilsa falou, não vá na intenção de assistir um show pirotécnico porque não tem nada demais, apenas a iluminação literalmente da barragem, mais pelo preço indico.

    25/01/2014 – Sábado – Marco das Três Fronteiras, Argentina Cataratas, Compras na Argentina
    Indicação de Nilsa: sair muito cedo para não pegar trânsito na fronteira. O Marco das Três Fronteiras é muito bom, lugar calmo, meio abandonado mais bom para quem gosta de fotos e de história. Cataratas da Argentina, parece uma cidade antiga, passeio por um trem, organizado, mais nada confortável, a ida até as cataratas passa por um corredor erguido rio adentro, nada seguro, pois os corrimões são baixos, falta mais segurança, mais a vista é ótima. Levem capa de chuva, pois molha e muiiiito

    26/01/2014 – Domingo – Acquamania. (no Hotel)
    Parque aquático do Hotel Panorama, o hotel também foi ótimo, café da manhã incluso na diária e bem farto, o Acquamania esta no valor atual de R$40 por pessoa, crianças até 5 anos não paga e quem for hospede pode utiliza até o final da estadia, a parte chata, tem que ficar com a pulseira até o final senão paga novamente, e como trata-se de um Resort abelhas tem e muito, minha filha foi picada ai foi aquele estresse, nada fora do normal porém necessita de um cuidado especial pois outra crianças foram picadas inclusive eu durante nossa estadia.

    27/01/2014 – Segunda-feira – Usina Itaipu+Panorâmica de Itaipu + Templo Budista + Churrascaria Búfalo Branco
    Usina itaipu, uma beleza a parte fizemos apenas o trajeto normal pois minha filha não entra na visita completa (maior de 14 anos), mais vale a pena, templo budista não funciona na segunda-feira então viagem perdida, e churrascaria Búfalo também recomendo, muito boa as carnes e o meu reencontro com os feijões, coisas rara naquela região.

    28/01/2014 – Terça-feira – Retorno ao Recife as 12:43hs
    E Finalmente cansados, retorno a nossa terra
    Para finalizar deixo aqui o contato da nossa Guia e Amiga onde indicamos a mesma nos ajudou e muito nesse passeio, fomos eu e minha esposa, nossa filha (5 anos) e meus pais (melhor idade), indico.

    Nilsa: 41-9108.3151 – 9925.9960

    Maviael Nascimento (Recife-PE)

  9. Pessoal, estou anotando todas as dicas, muito obrigada!! Na volta conto tudo!

  10. Eu mudaria o dia de Ciudad del Este, pois geralmente nos domingos a maioria das lojas não abre. Também vale lembrar que o horário das lojas de lá é um pouco diferente do que estamos acostumados, elas abrem bem cedo, entre 5-6 horas da manhã e fecham entre 16-17 horas, depois disso só os restaurantes e lanchonetes ficam abertos, além do Shopping Jardin que fica aberto até as 22 horas e tem algumas opções bem fracas de lojas e alimentação.
    Outra dica, fique atenta ao fazer compras dos vendedores de rua e camelôs, basta um olhar para os vendedores virem pra cima de ti oferecendo os produtos, não caia na tentação de comprar vários pares de meias “nike”, “adidas” e “puma” por 5 reais, depois do primeiro uso a meia se desintegra, muita gente também compra pendrive e cartão de memória por ser muito barato, mas a maioria deles é só a carcaça de plástico e nem mesmo funciona! Procure comprar em lojas conhecidas como Nave, Compubras, Mega, Master10 e Monalisa.
    Sobre os passeios em Foz, estive lá semana passada, o Parque das Cataratas e Itaipu são ótimos passeios, infra muito boa, já o templo budista infelizmente tive a impressão de que está abandonado, várias estátuas cobertas por lonas e a mata está tomando conta do local.

  11. Estive agora em janeiro no Hotel San Martin e foi um ótimo custo x benefício, coladinho no Parque das Aves e na entrada do parque das cataratas. Por incrível que pareça, o hotel é bem melhor que as fotos do site! Super recomendo.

  12. Olá Pessoal,

    Pretendo ir conhecer Foz porém não tenho muito recurso financeiro gostaria de dicas uteis e baratas para um mini passeio, estou anotando tudo que vocês mencionam mas gostaria de mais detalhes para planejar minha viajem que gostaria de “CARRO EM ABRIL” estou pesquisando o calendário lunar como mencionado mas gostaria de qualquer sugestão do tipo Hotel (menor custo benefício), Restaurante, Passeios (lado Brasileiro e argentino), Quero levar minha mãe mas infelizmente trabalho muito então pensei em sair na sexta, terei o sábado e domingo para aproveitar as suas sugestões, retornando na segunda.

    Obrigada a todos.

  13. Olá, estou de viagem marcada para foz no carbaval, são somente quatro dias e nunca estive la. Gostaria de sugestões de passeio, para que eu possa aproveitar melhor possível a viagem. Desde ja agradeço.

  14. Quantos dias é suficiente para visitar Foz, Cidad del Este e Puerto Iguazu?

    1. Olá, Rosana! Pense em um dia inteiro para o lado brasileiro, um dia inteiro para o lado argentino, uma manhã para Ciudad del Este e uma noite para jantar em Puerto Iguazú.

      1. Obrigada! Pretendo viajar em abril. Vale a pena estender a viagem até Assunção. Se sim, quantos dias?

        1. Olá, Rosana! Não temos conteúdo próprio sobre Assunção. Mas ir até lá e ficar menos do que três dias parece não compensar.

  15. Olá, vou no feriado de páscoa com meu bebê, qual a sugestão? quantos dias é suficiente para ver tudo? bjs a todos

    1. Olá, Renata! Recomendamos um dia inteiro para o lado argentino, um dia inteiro para o lado brasileiro e Parque das Aves, e mais um dia para demais passeios, como Itaipu ou compras em Ciudad del Este.

  16. Vi uma promoção do “Hotel Hurbano” e me interessou a oportunidade. Gostaria de saber se quatro diárias são o suficiente para conhecer (ainda que superficilamente) os principais pontos, e o que me sugeririam de roteiro. Conhecem o Hotel Salvatti Iguassu?

  17. Olá!! Amei Foz!!! Cidade limpa, organizada, pessoas educadas, motoristas de táxi com boa vontade e lugares lindos para visitar! Os turistas são muito bem recebidos, os pontos turísticos tem estrutura para receber as pessoas: banheiros quase sempre limpos, informações e sinalizações claras, tudo feito para o turista.

  18. Claro que o roteiro que eu tinha elaborado teve mil modificações. Vou postar agora o que fizemos de fato;
    1º dia: Chegamos ao hotel por volta das 18:30 hs, famintos. Fomos à Churrascaria Búfalo Branco, bem próxima ao hotel. Bem mais ou menos, cara para o q servem, mas enfim…
    2º dia: Parque Brasileiro das Cataratas. Não há necessidade de comprar ingressos antes pela net, pois é preciso entrar na fila do mesmo jeito e ainda se paga R$ 10,00 a mais por ingresso (taxa de comodidade). Estava tudo vazio qdo chegamos, mas soubemos que foi o 2º feriado mais movimentado de turistas de todos os tempos. O parque é lindo, organizado, vale cada centavo. É preciso capa de chuva e sacos para os celulares e máquinas de foto. Fizemos um passeio de barco, o que é mais tranquilo, na parte de cima, antes da queda d’água. O do barco explicou tudo sobre aquele pedaço da natureza. Acabado isto, atravessamos a estrada e fomos ao Parque das Aves. Tudo lindo, vale a pena. É pequeno, em 1 hora dá pra ver tudo. A lanchonete tem preços bem bons, e a loja de lembrancinhas tb. depois de exaustos e famintos… Shopping JL Cataratas! Cheguei a conclusão que shopping é um oásis para as mães turistas com suas famílias: banheiros perfeitos e comida para todos os gostos, além do ar-condicionado. Comemos no Madero, uma hamburgueria chic que existe no sul, tudo gostoso.
    3º dia: Mesquita, Marco das 3 Fronteiras, restaurante a quilo Chef Lopes. À tarde Freeshop, feirinha de Puerto Iguazú e jantar no El Quincho de Meu Tio Querido (Argentina). No Freeshop tudo caro. O dólar para nós está muito alto. Vale a pena levar pesos e pagar desta forma lá, ganha-se em torno de 20% ( eu só soube disso depois); compramos chocolates, mochila, tênis, alguma maquiagem, perfumes (estes e as bebidas alcoólicas estavam valendo a pena): tudo garimpado, com muita paciência, pois estava lotado. A feirinha é pequena, só tem comida e bebida, tudo muito tosco. Comprei alfajores e doce de leite com preços excelentes. Chegamos ao restaurante por volta das 19 e 30, estava com uma mesa ocupada, 45 minutos depois lotou e formou-se uma fila bem grande … Comida boa, mas não barata. Obs: eu queria ir ao restaurante Aqua, mas precisa reservar, eu não o fiz, não consegui entrar.
    4º dia : Itaipu!!Fomos todos de calças para fazer o passeio Especial, mais completo…Só que não tinha, tivemos que fazer o Panorâmico. A fila para comprar ingresso estava imensa, ficamos uns 40 minutos, um calor grande. Esperamos mais de uma hora, fomos assistir o filme (escuro, imagem ruim, mas muito didático)e depois o tour de ônibus. À tarde voltamos ao shopping. Não vou esconder de vcs: as liquidações estavam ótimas, fizemos algumas comprinhas. O comércio de Foz é muito bom, não só de shop qto de rua. A noite comemos pizza na Vó Bertila, excelente pizzaria!
    5º dia: Ciudad del Este!! Pensem num formigueiro humano… A fila para atravessar a ponte de carro estava imensa, o táxi nos deixou na aduana e atravessamos à pé, dá uns 10 minutos, foi tranquilo. Qdo chegamos lá começou aquela coisa chata de sermos abordados na rua para comprar coisas falsificada, muito chato isso. Oásis foi a Monalisa e a Sax, lojas maravilhosas mas tudo caro. O shopping Del Este, ao lado da aduana é mais caro ainda. Fiquei me sentindo num faroeste! Voltamos para Foz e almoçamos no La Cabaña, muito caro para o que servem, e ainda quiseram nos cobrar couvert artístico. A sobremesa foi no Maria & Marias, um misto de comida/ceia a quilo e confeitaria, voltamos lá outras vezes.
    6º dia: Parque Argentino!! Amei! Não tem a mesma estrutura que o nosso, mas é lindo, tem mais coisas para se ver, caminha-se léguas, mas vale a pena! Depois voltamos a Foz e amoçamos no Saragoza, restaurante arrumado com comida a quilo, e barato, sobremesa na Maria & Marias. À tarde voltei com os filhos ao Freeshop, desta vez com a van gratuita do hotel, acabei comprando uma mala que estava com bom preço, e mais chocolates…
    7º dia: Templo Budista ! Vale a visita, mas é simples, em 30 minutos vimos tudo. À noite jantamos no Castelo Libanês, não gostei
    Fizemos tudo de táxi, a maioria com o valor acertado antes. Pegávamos os que estavam no ponto em frente ao hotel. Apesar de todos dizerem que a cidade estava lotada de turistas, não encontramos problemas. Foi muito bom!
    Agradeço à todos que contribuíram com meu roteiro e estou a disposição!

  19. Olá! Amei todas as dicas, mas só para ter ctz, tem como pegar um onibus saindo do aeroporto que nos deixe na Rodovia das Cataratas para ir e voltar?

    1. Olá, Jô! Sim, existe um ônibus comum que vai do Aeroporto à entrada do Parque, passa pela Rodovia das Cataratas e vai ao Centro.

      Leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2013/02/roteiro-foz-do-iguacu-90-dicas/

  20. Jô, o aeroporto é perto da Rodovia das Cataratas, talvez um táxi saia bem em conta. Do aeroporto até o centro paguei R$ 50,00, o seu sairá por menos.

  21. Chegamos ontem de Foz do Iguaçu e deixo aqui as minhas dicas, principalmente em relação ao transporte. De tanto ouvir falar que as pessoas contratam guias e/ou carro eu quase fiz isso, mas realmente não é necessário. Se você quer economizar, não tem dificuldade de locomoção e não pretende comprar demais, o sistema de ônibus em Foz é ótimo. Se o seu hotel for perto do TTU (Terminal de Transporte Urbano), de lá você pode pegar ônibus para as Cataratas Brasileiras/Parque das Aves, Itaipu, Templo Budista, Mesquita Muçulmana, bares, restaurantes e até para o aeroporto. No TTU você encontra informações sobre todas as linhas de ônibus e os horários (há tabelas visíveis e pessoas que informam).

    Na rua Mem de Sá, bem ao lado do TTU, você também pode pegar ônibus para o Paraguai e a Argentina. É tudo fácil e bem organizado, e as pessoas de Foz adoram puxar conversa e ajudar os turistas. As passagens dos ônibus urbanos custam R$ 2,85 (se você tiver de trocar de linha no TTU, não paga nada a mais por isso), e as dos internacionais custam R$ 4,00 (ida). O ônibus de Puerto Iguazu até as Cataratas Argentinas custa R$ 20,00 ($ 70,00) ida e volta, portanto você pode ir e voltar do seu hotel em Foz até as Cataratas Argentinas por R$ 28,00 por pessoa. Um porém é que o último ônibus de Puerto Iguazu para Foz sai às 18h30 (em teoria, mas na prática sai por volta das 18h45-19h00 da rodoviária de Puerto Iguazu). No nosso caso, contornamos esse problema almoçando ou jantando cedo em Puerto Iguazu, mas também é possível jantar mais tarde e pegar um táxi na volta.

    Enfim, recomendo usar o ônibus se você quiser economizar, e é isso que muitos turistas estrangeiros fazem. Alguns turistas brasileiros também, inclusive com crianças pequenas (mas reconheço que não é tão simples quando se viaja com crianças pequenas).

    Se o seu hotel não for perto do TTU, sugiro que você se informe na recepção onde fica o ponto de ônibus mais próximo para a atração que você quer visitar. Se estiver no Centro, você provavelmente será direcionado para a Av. JK, pois as linhas de ônibus para os pontos turísticos passam por ela, mas se estiver na Av. das Cataratas também dá para pegar ônibus.

    Outras facilidades:

    - Duty Free na Argentina: pergunte se o seu hotel oferece transporte gratuito de ida e volta até lá. O nosso hotel, apesar de ser simples, oferecia esse serviço de graça (o motorista da van recebe uma comissão sobre o que os passageiros compram na loja). Os ônibus que vão até Puerto Iguazu também passam perto do Duty Free, mas você tem de ficar atento ao horário da volta.

    - Restaurantes e bares: se você ficar no Centro dá para ir a muitos deles de ônibus ou a pé, mas o La Máfia tem um serviço de carro gratuito que pode te pegar no hotel e levar de volta. Não sei se outros restaurantes têm um serviço semelhante, mas vale a pena perguntar. Além disso, no Centro as corridas de táxi são relativamente curtas e baratas.

    - Itaipu à noite: fomos ver a iluminação da barragem e decidimos voltar de ônibus. Havia outros turistas no ponto e uma van passou se oferecendo para nos levar ao Centro por R$ 5,00 por pessoa. Todos os turistas entraram e foi ótimo – totalmente rápido e seguro.

    - Paraguai: tem gente que pega o ônibus municipal (R$ 2,85) e atravessa a ponte a pé para economizar, mas acho bobagem. Você pode pegar o ônibus internacional (R$ 4,00) que passa ao lado do TTU e te deixa bem na muvuca do comércio de Ciudad del Leste. Claro que se na ida o trânsito estiver todo parado, vale a pena saltar do ônibus e cruzar a ponte a pé, mas se estiver fluindo, é melhor pagar R$ 1,15 a mais e atravessar de ônibus. E se você se informar com antecedência, não precisa de um guia para dizer que lojas são confiáveis.

    - Outros passeios na Argentina: além das Cataratas e de Puerto Iguazu, visitamos Güirá Oga, La Aripuca e o Icebar Iguazu – todos a 4,5-5 km de Puerto Iguazu, na estrada para as Cataratas. Como lá ainda é considerado área urbana, a passagem de ônibus custa apenas $ 4,00 (+/- R$ 1,00).

    - Hotel: pergunte se o seu hotel tem traslado de/para o aeroporto. Às vezes custa o mesmo que um táxi e pode ser mais tranquilo. Além disso, o ônibus para as Cataratas Brasileiras para no aeroporto na ida e na volta. Vimos turistas (principalmente estrangeiros) de mala e cuia no ônibus indo pegar seus voos.

    1. Olá, Leila! Excelente! Obrigadíssima!

  22. Aqui vão mais algumas dicas e comentários:

    Para comer em Foz do Iguaçu:

    - Cantina 4 Sorelle (Centro): provamos o Rodízio Italiano Especial e achamos mais ou menos. A carta de vinhos é modesta mas o preço dos vinhos é $urreal.
    - Madero (Cataratas JL Shopping): o cheeseburger Angus estava ótimo.
    - Portal das Águas (perto da entrada do Parque Nacional): recebemos um voucher de desconto quando saímos do parque, mas o bufê não é grande coisa.
    - Churrascaria do Gaúcho (Centro): é simples, mas funcionou bem para um almoço rápido (é melhor e mais barata do que a Portal das Águas). Tem uma filial na Vila Portes.
    - Laos Lounge Bar (Centro): parece uma casa noturna, mas é um restaurante de inspiração asiática (com pratos da culinária internacional e brasileira também).
    - Oficina do Sorvete (Centro): delícia…
    - La Mafia (Centro): bom restaurante italiano que pode te pegar e levar no hotel.

    Para comer em Puerto Iguazú:

    - Barraca da Mirian (Feirinha): boa tábua de frios e vinho a bom preço.
    - Aqva (Centro): muito bom! Comemos e bebemos muito bem
    - Termitas (dentro da Aripuca, um empreendimento Agro-Eco-Turístico, na rodovia que leva às Cataratas): boa comida e bom vinho a preços acessíveis. Forramos o estômago lá antes de encarar o Ice Bar, que fica perto.

    Passeios:

    - Cataratas no Brasil e na Argentina: ambos os parques são imperdíveis e complementares. O lado argentino é maior e tem mais passeios. Se tiver tempo, vale a pena ir à Argentina dois dias seguidos, pois há bastante o que ver e o parque dá desconto de 50% na entrada do 2º dia. A entrada no parque argentino tem de ser paga em Pesos, portanto troque seu dinheiro em casas de câmbio de Foz ou de Puerto Iguazú (pelo que vi, a cotação que fazem ali na entrada do parque não é boa). Não conseguimos fazer o passeio à Ilha San Martín, que tem um limite de 600 visitantes por dia e também depende do nível da água. Já o passeio da Lua Cheia acontece todos os meses dos dois lados, com mais opções de data do lado argentino.

    - Parque das Aves: lindo! Não deixe de ir.

    - Itaipu Binacional: tem vários passeios (alguns talvez mais interessantes para quem está com crianças). Fizemos a Visita Panorâmica, que é muito boa, mas poderiam melhorar a qualidade técnica da imagem do vídeo que é exibido antes do passeio. A Iluminação da Barragem é uma visita noturna. Não se trata de um show de luzes, dança das águas, nada disso. Mas é bonito ver a barragem se iluminar à noite ao som de uma música especialmente composta para isso.

    - Mesquita Muçulmana: muito interessante. Tem um senhor lá que explica tudo com a maior boa vontade. Não se preocupe com a roupa que vai usar, pois eles emprestam uma espécie de túnica com capuz para as mulheres. Horário: 2ª a 6ª das 9h às 11h30 e das 14h às 17h30 e sábado das 9h às 11h30.

    - Templo Budista: as estátuas são lindas, mas não há nenhum guia. Basicamente você visita o jardim. Horário: 3ª a domingo das 9h30 às 17h. Fomos informados que o templo abre para visitação na 3ª e na 6ª. Não sei se é verdade, mas realmente estava aberto quando fomos na 3ª feira.

    - Paraguai: os dois lados têm algumas lojas que parecem confiáveis, mas os preços em geral não achei tão bons (os chocolates Toblerone e Lindt, por exemplo, estavam mais baratos nos supermercados em Foz). Sei que é estranho, mas os preços das coisas que comprei na Mega (grande e aparentemente confiável) estavam a metade dos das outras lojas no Paraguai.

    - GüiráOga (Argentina): é uma visita guiada a um refúgio para animais. Vale a pena ir, se você tiver tempo, mas pague a entrada em Pesos ($ 70,00) pois o preço em Reais (R$ 30,00) é com um câmbio ruim.

    - La Aripuca (Argentina): eles se descrevem como um empreendimento Agro-Eco-Turístico. É legal e barato ($ 30,00 = R$ 8,00). Aproveitamos para almoçar por lá. Abre todos os dias das 9h às 18h.

    - Icebar Iguazú (Argentina): é divertido. Abre todos os dias a partir das 14h30. Na Aripuca nos deram um voucher para desconto no Icebar. Vá de calça comprida e sapato fechado, pois mesmo com o agasalho que eles emprestam você sente frio.

  23. Estou querendo ir a Foz em abril. Vocês podem me informar sobre as cataratas, se estarão com muita água, bonitas, ou se estarão com pouca água? Agradeço a informação.
    Raymundo

    1. Olá, Raymundo! O momento em que as cataratas estão menos bonitas é quando estão com vazão demasiada: você não consegue ver o desenho da Garganta do Diabo, fica tudo espuma. Quando acontece algum período prolongado de estiagem algumas quedas secundárias podem secar, mas a catarata principal fica superbonita, com água branquinha. Não sabemos como foi este verão em Foz, se foi tão extraordinariamente seco como o do Sudeste. Mas tem chovido ultimamente. Enfim: não se preocupe com isso.

  24. Ola a todos. Vou para Foz em Maio, onde passarei 4 dias inteiros e, como chegarei em Por volta das 13 hrs e pensei em fazer o Parque das Aves nesse dia, voces acham viavel?
    Dia 2: acordar cedo para fazer o lado brasileiro das Cataratas, almocar em Porto Canoas e a tarde fazer Macuco Safari: eh muito puxado fazer os dois no mesmo dia?
    Dia 3: Itaipu de manha e Ciudad Del Este a tarde
    Dia 4: cataratas lado argentino
    Dia 5: templo budista e retorno

    Qual seria o melhor dia para conciliar o passeio de helicoptero?
    Pitacos sao super bem vindos :)
    Muito obrigada!

    1. Olá, Vanessa! É impossível fazer os dois lados no mesmo dia com o mínimo proveito.

      Leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2013/02/roteiro-foz-do-iguacu-90-dicas/

  25. Oi, Boia, obrigada, vou ler esse post. No caso, nao pretendo fazer os dois lados em um unico dia, mas conciliar o lado brasileiro com Macuco Safari a tarde :)

  26. Olá, pessoal, vou nos próximos dias para Foz e não consegui entender uma coisa ainda: que moeda é melhor levar? Pretendo fazer compras no Duty Free e visitar o parque do lado argentino. Minha dúvida é: com que moeda paga-se taxi pro lado argentino e restaurantes em Puerto Iguazu? O que é melhor levar, dólar ou real? Agradeço desde já!

    1. Olá, Rachel! No duty free argentino o melhor é usar pesos que você tenha trocado no câmbio paralelo. O problema é que parece não haver câmbio paralelo em Puerto Iguazú; o comércio aceita reais e dólares pela cotação do paralelo. Leve reais.

  27. Eu e o meu marido iremos para Foz nos dias 21 a 24 de agosto, chegaremos no aeroporto as 15h30m e retornaremos no domingo dia 24 as 12h30m, por favor nos ajude no roteiro e se devemos alugar um carro, estamos querendo nos hospedar no San Martin Hotel.
    Obs, Sei que não iremos em Itaipu e nem no parque do lado do Argentina, pois acredito não daria tempo.
    Desde ja agradeço,

    1. Olá, Marcia! No primeiro dia, vá ao parque brasileiro e o Parque das Aves. No segundo dia, vá ao parque argentino. É imperdível.

      Sobre aluguel de carro na região, leia: http://www.viajenaviagem.com/2010/05/foz-do-iguacu-carro-alugado-taxi-ou-onibus/
      Dicas da Leila, nossa leitora, de como andar de ônibus por lá: http://www.viajenaviagem.com/2014/03/foz-do-iguacu-dicas-transporte-onibus/

  28. Pessoal…

    Lá eles vendem além da capa de chuva, embalagem para as câmeras fotográficas não molhareM?

    1. Olá, Tatiana! Nos parques são vendidas capas de chuva, sim. Para fotografar as cataratas não é necessário usar bolsas estanques. Só seria útil se você quisesse tirar fotos durante os passeios de bote Macuco Safári ou Aventura Náutica.

1 ... 6 7 8

ATENÇÃO:
Antes de perguntar, veja se a dúvida já não está respondida no texto. Perguntas redundantes e comentários em maiúsculas serão apagados. Obrigado!