Alerta: cuidado com sua câmera, sua bolsa e suas compras em Buenos Aires

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

denunciablur

Ontem, no post em que em pedia dicas de lojas de fotografia em Miami, falei sobre o meu assalto em Buenos Aires, quando um trombadão arrancou a câmera da minha mão em Palermo Soho (Soler entre Borges e Gurruchaga) e seguiu na garupa de uma moto que estava à sua espera mais adiante.

Pois bem: nada menos do que cinco seis pessoas diferentes relataram casos semelhantes, sofridos ou presenciados por elas. (Isso que o post sequer falava de segurança no título. E era feriado no Brasil, o que diminui bastante a audiência.)

Ao contrário do que acontece no Brasil, não parece haver violência nem ameaça com armas; mas existem quadrilhas que sabem aproveitar nossos momentos de distração. Atualização: o Henrique menciona um arrastão na calle Florida sofrida por um grupo onde estava a sua irmã.

Não é o fim do mundo: apenas temos que atualizar o arquivo Buenos Aires no nosso mapa de preocupações. Temos que tirar Bs. As. da categoria "muito mais seguro que o Brasil" e colocar na categoria "tomar todas as precauções de praxe".

Quais sejam: não usar câmera em lugares não-movimentados; não desgrudar da bolsa em restaurantes e bares; acomodar as sacolas de compras embaixo da mesa, e não ao lado da cadeira.

Se você alugar apartamento, use TODAS as chaves fornecidas pela imobiliária, dando duas voltas na fechadura. Em hotéis, use o cofre para os documentos.

Pela cara de paisagem que fizeram os policiais enquanto eu prestava minha denúncia, não acredito que eles estejam se mexendo para combater isso, não.

Leia mais:

313 comentários

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Jesus, to até com medo do que li aqui.
Eu já fui 3 vezes para lá, a ultima foi em 2010 e claro, a inflação é terrível, o preço aumenta sempre mas sinceramente, um paulista se da mto bem lá. Aqui vc anda no Brás a meia noite? Na paulista vc anda? Vc fica moscando? Eu não e por isso não tive problemas lá, pelo contrario, adoro aquela cidade.
Estou indo na próxima semana de novo, conto aqui a minha impressão.
Mas como li em um dos posts, qq lugar tem perigo, é só observar e não moscar.
E sim, em qq lugar no Brasil bebidas são mais caras nos restaurantes e hotéis, no mercado não.
Vá no intuito de curtir como um americano curte aqui.
Sempre tem um brasileiro tentando vender algo para estrangeiros pelo triplo do preço.

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Bom, eu fui e digo uma coisa: não volto lá tão cedo.
Esta foi a 4a vez, e meu Deus, como mudou. A primeira em 2006, depois 2008, 2010 e agora 2012.

Veja, com relação à assalto ou furto, não tive problemas nenhum, só um pequeno incidente no taxi que conto mais adiante, mas até o taxi nem precisa se preocupar tanto com notas de 100 pesos, elas quase não valem mais nada. Ahhh, detalhe, sempre peguem o RADIO TAXI, sempre!

No taxi, que tinha dado 30 pesos, eu dei 2 notas de 10 e 1 de 100, mas logo vi, ele tentou colocar do lado mas eu disse q tinha dado 100, ele devolveu, olhei para ver se tinha o carimbinho da casa de cambio e sim, estava lá.

Bom, como dizia, tudo está tão, mas tão caro que dá raiva, nos outlets da villa crespo, o preço é maior que aqui no shopping paulista em SP, mas algumas coisas continuam baratas, como o doce de leite, por exemplo, já o taxi, um lugar um pouco mais longe já chegava em 50 pesos.

O taxi de ezeiza aumentou de novo, está em 210 pesos para o centro e na volta, 190, só que tem q ligar 1 dia antes para ele te buscar.

Restaurantes, nossa, cada surpresa, o prato até que barato por 68 pesos por um bife de chourisso, mas o chop, nussa, 30 pesos, resultado, conta por nada mais nada menos que 600 pesos.

Não foi de todo ruim, achei na rua venezuela um bar e restaurante muito bom, uma batata maravilhosa e mta comida por metade do que foi em puerto madeiro e um atendimento ótimo, mas um tanto quanto rústico.

No demais, somos 9 a cada 10 turistas lá, ou seja, vc acha brasileiro que nem barata, isso é bom e ruim, pq há uma certa exploração do turismo, mas nada que o brasileiro não faça com os americanos.

Para vcs terem uma ideia, o taxista me disse que para eles é mais barato viajar para florianópolis ou mesmo para a disney do que viajar para mar del plata ou mesmo a patagônia...

Bom, lá virou um país falido, mtos movimentos começam a surgir no twitter e facebook para derrubar a Christina, afinal, como o taxista me disse, já derrubamos 7 presidentes, mais 1 é fácil.

Agora estou pesquisando outras rotas, me disseram muito bem de Santiago, mas cansei de ouvir "hola, que tal!", então ainda não sei pra onde vou.

Nelson
NelsonPermalinkResponder

Rodrigo, diz ai o nome do restaurante na Venezuela... Obrigao

Douglas
DouglasPermalinkResponder

Caramba, depois de ler todos os relatos to ate com medo da minha viagem pra BUA, estamos com passagens e hotel pagos para nov/2012 e não temos mais como cancelar.
Alguém que tem uma reflex pode me ajudar, como fizeram para transportar ela na cidade nos passeios? Tenho uma nikon D7000 e ela eh grande demais, to com medo de levar junto. Devo levar ela na case dela que da pra ver claramente que eh uma camera, ou coloco dentro de uma mochila nas costas? Alguém pode dar umas dicas.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Douglas! Ponha na mochila e ao usar ponha a alça no pescoço; não segure na mão.

karen
karenPermalinkResponder

Douglas, faça uma extensão do seguro para ter cobertura internacional. Acho que não custa gastar R$100,00 para ficar mais tranquilo.

Luca
LucaPermalinkResponder

Estive em buenos aires mês passado para correr a meia-maratona e fui assaltada e agredida em Palermo, às sete da noite. A cidade não tá fácil.

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Riq e Boias, bom dia!
A situação está grave assim mesmo? Já estive em Buenos Aires em 2010 e penso em voltar agora em novembro. Mas estou ouvindo muuuuita gente comentar esse tipo de coisa... Sempre ouvíamos situações desse tipo, mas pareciam mais "pontuais" e fáceis de se evitar com os cuidados básicos de segurança. Agora a coisa parece generalizada e meio fora do controle! Será isso mesmo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Guilherme! Recebemos comentários a toda hora relatos de tripulantes que acabaram de voltar de Buenos Aires. Caso houvesse uma situação de violência ou perigo fora do comum, certamente faríamos um alerta no site. Por enquanto, recomendamos apenas cautela -- como em qualquer cidade grande.

Daniel Biasoli

Comigo aconteceu a mesma coisa. Meu pai, tirando fotos no Obelisco se deu mal, pois deixou a corda da câmera solta. Um cara de moto, com uma moça na garupa arrancaram da mão dele e foram embora. Lá se foram as lembranças de todo o passeio.

Katia
KatiaPermalinkResponder

Também tive minha bolsa furtada em um bar na calle balcarce em San Telmo, em setembro deste ano. Estava no mezzanino do bar assistindo a um show de chorinho com uma amiga, por ali só passava o garçon...Infelizmente havia deixado a bolsa dependurada na cadeira. De fato, não dá para facilitar com a bolsa por lá...

Pati
PatiPermalinkResponder

Já fui 5 vezes e nada sério aconteceu, moro em SP e tomo os mesmos cuidados em qualquer lugar do mundo.
O único problema que tive foi com um taxista que tentou me enrolar, disse que demoraria 45 minutos para ir do Obelisco até o shopping Paseo Alcorta, como conheço a cidade desci do taxi e peguei outro, a viagem durou 7 minutos cronometrados.

Rodrigo Vidal
Rodrigo VidalPermalinkResponder

Minha esposa foi assaltada em nosso primeiro dia de passeio pelo centro de Buenos Aires. Estávamos ao lado do Teatro Colón, quando um rapaz sentado em um banco avançou sobre ela tentando levar a bolsa, como não conseguiu arrancou-lhe um pequeno cordão de ouro e fugiu por entre os carros seguido por um comparsa. Além disso, deve-se tomar extremo cuidado com os taxistas que ficam parados próximos aos hotéis, pontos turísticos e shopping todos fazem voltas com você e muitas vezes te levam ao lugar errado, dizendo que foi o que você disse. Minha sorte era estar com um programa de GPS no meu smartphone com o qual eu já dizia ao motorista não tentar me enganar. Mesmo assim, um tentou e já larguei o taxi, algumas quadras depois. Só aceitam pesos, nada de real ou dólar. Polícia, quase não tem.

Léo
LéoPermalinkResponder

- Não percebi nenhuma atitude suspeita de ladrão, inclusive a quantidade de turistas com câmera na mão é imensa. Claro que tem muita gente que vacila. É só andar com cuidado como qualquer outra capital (ex. não andar com uma corrente de ouro de 18k mostrando p todo mundo). Sugiro andar com uma doleira (pochete interna).

Alan Gularte
Alan GulartePermalinkResponder

Eu e minha esposa fomos para BA em janeiro/2012, ficamos 1 semana lá, e adoramos a cidade.

Andamos sempre de dia e à noite a pé, de ônibus, metrô e táxi, e não tivemos (graças a Deus) nenhum problema com relação a assaltos ou violência.

Nos hospedamos num hotel em Puerto Madero, e realmente nessa região os restaurantes são mais caros - dois pratos normais, com bebida simples, não saem por menos de $150 pesos. Mas a cidade oferece milhares de opções mais acessíveis, e muito gostosa. Tem que bater perna para conhecer as alternativas.

Os taxistas realmente são muito espertos. Tem que tomar cuidado com as notas falsas.

Quanto à segurança, não dê bandeira, como em qualquer outra cidade grande. Se fores andar à pé, calce tênis e vista roupas normais.

Mas uma coisa é certo: eles são especialistas em identificar turistas. Você pode estar calado, sem pinta de turistas, e eles logo te atacam na Calle Florida oferecendo "Reales".

Voltar para BA? CLARO!

Daniel Dias
Daniel DiasPermalinkResponder

Em minha visita (maio/2012) ocorreu algo triste, se não engraçado, no metrô. Um sujeito muito bem apresentável (largar os preconceitos brasileiros de que bandido é tudo esculhambado) ficou muito próximo do meu grupo de amigos durante o percurso do metrô. Na penultima estação antes da Calle Florida este herói argentino saiu as pressas logo após o sinal de que as portas iriam se fechar...alguns momentos depois notamos a falta de uma das câmeras fotográficas que estavam em um bolso de uma jaqueta. Mão leve argentino e brasileiros dando mole....
Fora isso, caminhei pelo Bairro Norte, Recoleta, Centro e vielas que cortam a 9 de julho...nas mais altas horas da madrugada....tranquilo (pra um brasileiro acostumado a Rio, SP e Brasília)...

cristiane
cristianePermalinkResponder

Boa noite,
Vou viajar agora depois do carnaval, como será que vai esta por lá, da até medo de ir.
È minha primeira vez que dicas vocês me dão.
Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cristiane! tome cuidados básicos e aproveite o roteiro:

https://www.viajenaviagem.com/2012/01/primeira-viagem-um-fim-de-semana-em-buenos-aires/

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Estou com passagem comprada para 13 de março de 2013. Neste mês ainda faz calor pela manhã e a noite em Buenos Aires?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Juliana! Ainda faz calor. Veja as médias: http://www.weather.com/weather/wxclimatology/monthly/graph/ARBA0009

Ana Lucia
Ana LuciaPermalinkResponder

Estou em BA desde sabado dia 16.03.13, infelizmente tive o azar de passar por um assalto, e como disseram acima eles são muitos rapidos e sabem que é turista. Abriram a minha bolsa e robaram passaporte e dinheiro, fique com muita raiva dessa situação, mas como não tem como voltar no tempo continua minha viagem com mais cuidado e sem passaporte, conheci a policia argentina e o Consulado Brasileiro na Argentina e tenho historias para contar. Tomem muito cuidado com bolsas, nao tirem os olhos delas.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana! Ficamos tristes com a sua história e recomendamos também outra precaução, válida para qualquer lugar do mundo: deixe o passaporte no cofre do hotel, não saia com ele na rua.

Larissa Wanderley

Mas se você está no exterior, não é obrigado a andar com o passaporte? Em BA acredito que apenas o RG resolva, por conta do Mercosul, mas na Europa e EUA acho que haveria problemas se, p.ex. uma autoridada o pedir e o turista não estar portando... Por favor, me corrijam se eu estiver errada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Larissa! Não são estados policiais. É bom carregar uma identidade. Caso seja necessário (por exemplo: se envolva em algum entrevero) você será acompanhada até o hotel para buscar seu passaporte. Não carregue seu passaporte na rua, é um convite ao furto e à perda.

Milson Torres
Milson TorresPermalinkResponder

Eu e minha esposa vamos a BA em Junho. Lendo estes relatos fico até preocupado com a viagem de férias. Gostaria de saber se a relatos de roubo em hotéis e cofres? É seguro deixar compras no quarto? Estou pensando em levar meu laptop para me comunicar com familiares. É uma boa ideia?
Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Milson! Há relatos pontuais de furtos dentro dos quartos de hotéis, mas deixar passaporte no cofre é infinitamente mais seguro do que levar para a rua. O Ricardo Freire sempre viaja com laptop, nunca escondeu e nunca aconteceu nada. Tome as precauções normais na rua, não esquente demais.

Marcia
MarciaPermalinkResponder

Olá!
Voltei de Buenos Aires na semana passada. Eu e minha família ficamos lá oito noites. Andamos muito a pé, tanto de dia quanto à noite e, felizmente, não tivemos qualquer problema.
Usamos o cofre do Hotel Marseille des Anges para guardar dinheiro e passaportes, mas o notebook não coube no cofre.
Soubemos que um casal de alemães hospedado no mesmo hotel foi furtado na Av. Corrientes. Os ladrões jogaram um líquido de cheiro ruim sobre o turista e, durante a suposta tentativa de ajudá-lo a limpar a camisa, bateram sua carteira. Vimos na prática que realmente usam esse expediente.
Antes de ir, ao ler os posts, também fiquei preocupada. Por isso, ficamos atentos, usamos doleira e mochila para a frente, pegamos táxis ligados ao sistema de rádio-táxi (geralmente têm um painel acima do teto do carro) e andamos apenas com cópia das folhas do passaporte com foto e nossos dados.
Sentimos que a atenção deve ser redobrada em pontos de muita concentração de turistas (Plaza de Mayo e Caminito, p. ex.). Ao caminhar pelas ruas da Recoleta, ficávamos mais relaxados.
Aproveito para parabenizar o site e agradecer pelas dicas que vi neste blog.

Letícia Campanato

Boa noite à todos,
não sofri nenhum dano quando estive por lá, mas infelizmente um casal de brasileiros que estava hospedado no mesmo hostel que eu não teve a mesma sorte... eles se descuidaram por uns instantes e deixaram a porta do quarto onde estavam hospedados aberta (cerrada, porém não trancaram) e foi o suficiente para levarem tudo..mala, notebook..enfim o suficiente para tornar a viagem um sonho frustado..

Andréia
AndréiaPermalinkResponder

Letícia, qual hotel?

Ricardo
RicardoPermalinkResponder

Alguém já se hospedou no hostel florida suites? o lugar é bem localizado? o ambiente é seguro? posso deixar compras, notebook no quarto?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ricardo! Em qualquer hostel, em qualquer lugar do mundo, deixe tudo trancado no seu armário.

Eliane
ElianePermalinkResponder

Fui à Argentina em Outubro de 2012 com um grupo de amigas. Já estávamos cientes das notas falsas e o cuidado extra com os taxis, no mais, fomos bem tranquilas. Já no 1º dia ao pararmos para tirar fotos no obelisco percebemos uns rapazes, bem vestidos, olhando muito para a gente, resolvemos nos apressar, guardamos tudo e fomos em direção à florida. Ao atravessar a pista uma amiga ficou para trás e eles tentaram puxar seu colar, que por sorte caiu dentro da roupa dela. A partir daí começamos a ficar mais espertas, o que, com certeza, nos livrou de algumas enrascadas. Bolsa sempre na frente, câmeras escondidas e sempre muito atentas! No 3º dia fomos almoçar num restaurante em frente ao hotel na Rodrigues Pena, e entrou um rapaz tentando vender bala... não aceitamos e ao perceber a insistência dele, chegando a jogar as balas sobre nós, seguramos nossas bolsas firmes. O fato dele jogar as balas sobre uma amiga nos distraiu e ele carregou meu Iphone que estava sobre a mesa. Fiquei arrasada! Até recuperar o ritmo da viagem é complicado, mas, tirando esse lado, é uma cidade linda, encantadora e gostei muito de conhecer. Tenho vontade de voltar, mas agora vou esperar um pouco para ver se as coisas melhoram...

Cristiane
CristianePermalinkResponder

Estou planejando a minha viagem a Buenos Aires para julho e sinceramente fiquei um tanto quanto assustada com as coisas que li, principalemnte com relação a pacividade da população e da policia. Aqui no Rio não é assim!!

Já viajei para algumas capitais do Brasil e nunca vi nenhum assalto. E sinceramente, nos 4 anos que estudei em Copacabana, vi apenas um assalto, mas pessoas na rua ajudaram a pegar o cara, ao inves de ficarem olhando com cara de "isso é normal". E uma vez que fui assaltada no onibus, mas no final o assaltante pediu desculpas e não levou NADA! Acredite se quiser!

Acho que a maior preocupação minha e das pessoas que leem o post e principalmente os comentários (li quase todos) é ser assatado, ficar sem documentos, em um país que não é o seu, um povo que tem uma richa com o seu povo, um idioma diferente e mais o fato de não conhecer o lugar. Ser assaltado no seu país é uma coisa, em outro país é bem diferente e pior!!

Mas, devemos lembrar que estamos falando de um país de terceiro mundo, que como todos os outros tem muita violencia e muita pobreza. E não custa nada evitar os lugares onde vemos que tem mais casos de assalto, como o metro e a Florida, que pelo que falam, o passeio não vvale mais a pena.

A principio isso não está sendo motivo para desistir da viagem, mas para me preparar a andar mais atenta do que no Rio, já que na minha cidade, na serra carioca furtos e assaltos ainda são muito raros.

Lucy
LucyPermalinkResponder

Eu estava pensando em ir a Buenos agora em agosto mas já desisti. Como é que a gente viaja sem poder fotografar direito, com medo de levarem nossa câmera? Acho que vou pra Santiago de novo.

Vânia
VâniaPermalinkResponder

Vou viajar para Buenos Aires dia 30/12 numa 2ª f e fico ate o 1º o domingo seguinte. Gostaria de saber onde pode ter uma noite de Reveilon agradavel para um grupo de 4 pessoas que possamos ver uns fogos e jantar com um bom vinho. Tambem vi aqui no blog que o calor é muito intenso fiquei preocupada com a possibilidade de desconforto. Chego numa 2ª f vespera de ano novo o que teria pra fazer nesta data? E no dia 1º o que tem aberto para se fazer ? São muitas perguntas mas é que vi muitos relatos de locais desanimados e fiquei preocupada da viagem ser chata. Agradeço as dicas que puderem me ajudar.

Silva
SilvaPermalinkResponder

Oi boa tarde! nao sei se vc ja comprou passagem se ja comprou va com muito cuidado, se nao procure outro destino, Buenos nao esta mais confiavel, muito ruim, a inseguracao e total.Os maos leves estao em todos os pontos turisticos, metro, onibus, convivi uma semana com turista assustados.

Alexandre
AlexandrePermalinkResponder

Estou chegando em BsAs dia 12/6 com minha esposa.
Nesta data terá show de Marisa Monte. Aconselha-se já comprar o ingresso via cartão de crédito ou comprar diretamente no teatro com cash?
Alguém indica com segurança alguém ou local para câmbio?
Rojo tango é boa opção para um show mais original?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alexandre! O Rojo Tango é uma ótima opção:
https://www.viajenaviagem.com/2009/10/fotoblog-rojo-tango/

Pagar o ingresso em cash pode valer a pena se a casa de shows aceitar reais ou dólares a boa cotação. Informe-se diretamente com eles.

Amanda
AmandaPermalinkResponder

Olá!
Estou indo inicio de Agosto e já estive em Buenos Aires em 2008/07 e nao me aconteceu nada, adorei a cidade, muito mais que Santiago (2011), porém vou voltar lá e me assustei com as noticias que li. Gostaria de saber se o mais indicado seria trocar meus pesos no Brasil, de forma a evitar notas falsificadas e se é economicamente mais viável, pois pelo que vi dólar e real nao compensa levar. E outra pergunta minha seria se temos alguns pontos turisticos que está ocorrendo mais assalto. Quando eu fui a Florida e av 9 de Julho podia-se andar livremente anoite, claro sempre com um pouco de cautela (como em qlq outro lugar).Obrigada gte e adoro este blog!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Amanda! Pelo contrário: vale mais a pena levar real ou dólar, que têm cotação boa em lojas e restaurantes. Veja as informações mais recentes:

https://www.viajenaviagem.com/2012/01/que-moeda-eu-levo-para-a-argentina/
https://www.viajenaviagem.com/2013/06/buenos-aires-roteiro-uma-semana/

Recomendamos ter cautela nas áreas mais turísticas e no metrô (como você teria em qualquer cidade grande). Cuidado com a bolsa em restaurantes.

Silva
SilvaPermalinkResponder

Boa tarde!! acabei de chegar de Buenos Aires,voltei decepisionada, ao chegar no saguao do hotel me deparei logo com 2 brasileiros que estavam a menos de 24 horas e ja tiveram os documentos e dinheiro furtados, a inseguracao e total, isso sem contar nos casos que no decorrer da semana escutamos. Sobre Buenos aires(cidade nao povo) tudo lindo o clima agradavel enfim quem vai viajar nao pode confiar em ninguem, (quando eu falo ninguem e porque nao pode confiar em ninguem mesmo)ande apenas com dinheiro que vc vaai precisar naquele dia, tire xerox colorida da identidade e plastifique a original deixe no cofre, nao desgrude da bolsa nem pra olhar pro lado enfim minha viagem foi muito boa mais achei um pais com um astral pesado, um pais triste, diferente do Brasil. Por favor leia esses post e nao esquecam!!!!!!

Ana
AnaPermalinkResponder

Em julho/2013 eu e minha irmã estávamos procurando um taxi da Av 9 de Julho para retornar ao hotel, e minha irmã foi assaltada. Dois homens jovens, muito rápidos. Não conseguiram a bolsa, mas arrancaram uma corrente de ouro que ela usava. Fugiram pela avenida entre os carros. Ficamos assustadas. Era a oitava vez que viajávamos a Buenos Aires. Desta vez tive a mesma impressão que o comentário anterior da Sra Silva. A cidade está com um astral diferente: tudo quebrado por conta de diversas obras, crise econômica, governo ruim....o clima está pesado, um baixo astral tremendo. Não voltaremos tão cedo.

linda lobo
linda loboPermalinkResponder

Acabei de chegar de Buenos Aires, fui assaltada no centro as 17 horas.... povo sem educação, mal humorado....
Prefiro visitar o morro do alemão e a Rocinha... Irmão aquele povo?? to fora... tudo caro demais... a impressão que tive que somos detestados por eles... NOTA ZERO, PIOR VIAGEM DA MINHA VIDA...

Ana Paula
Ana PaulaPermalinkResponder

Nossa, estou realmente preocupada... Pretendo ir em Outubro e sozinha.. como vou enfrentar tudo isso só..

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Paula! Não se preocupe tanto! É só ter a mesma cautela que teria numa cidade grande qualquer do Brasil. Às vezes, quando viajamos, desligamos o botãozinho de alerta smile

Karina
KarinaPermalinkResponder

Oi Gente, vou viajar pela primeira vez pra Buenos Aires nesse final de semana. Ganhei a viagem de presente. Lendo os relatos sobre assaltos eu estou ficando com medo de ir pra la... meu chefe da ultima vez que foi tambem foi assaltado. Existe alguma recomendação, alem das de praxe?

obrigada

Aline
AlinePermalinkResponder

Olá boa tarde!
Vou viajar para Buenos Aires em Dezembro e vamos ficar na Avenida de Mayo! Ela tem boa acesso para os passeios mais importantes? (Vamos seguir a maior parte do roteiro sugerido por vocês)!
Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Aline! Tem, sim.

neuza maria de almeida

A última vez que estive em Buenos Aires foi em 05.2010. Já tinha ido diversas vezes,pq tinha facilidade de comunicação, uma vez que nao falo ingles. Fui com minhas duas irmas e foi uma viagem inesquecivel. Agora estava pretendendo ir sozinha em maio e ficar uns 10 a 15 dias por lá. Só que lendo tudo isso, estou com muito medo.Sempre tomei muito cuidado. Só andava com o dinheiro do taxi e um RG mais antigo. Camera fotografica ainda era possivel usar,mas diante de tudo isso, perdi a tranquilidade, ainda mais que tenho 59 anos e esses larapios abordam mais os idosos.
É uma pena, pois é uma cidade onde só tenho boas recordações.
Mas valeu as dicas!!!

Cris Reis
Cris ReisPermalinkResponder

Olá Ricardo,

Ouço a Band News todos os dias pela manhã e, não perco suas dicas sobre viagem!! Sou professora de espanhol, vivo em Salvador e, confesso ser um sonho visitar Buenos Aires!! Em Janeiro/2014, faço dois anos de casada. Pretendemos ir em janeiro, para comemorar e, claro conhecer a cultura, etc. Confesso que estou muito preocupada com os relatos sobre INSEGURANÇA!! Nunca fui desatenta, mas viajar para ficar todo o tempo em ALERTA é realmente desagradável!! De qualquer forma, preciso de dicas, já li suas recomendações de primeira viagem, mas, gostaria de indicação sobre lugares específicos para nós que somos professores, no meu caso espanhol e no dele Filosofia!!

Pretendo conhecer tudo sobre Mafalda e Gaturro, (gibis importantes da Argentina) etc! Onde comprar? Meu esposo quer comprar Box de DVD e CD de Fito Paz, etc. onde podemos encontrar? Ah, também pretendo comprar camisas, desses personagens!! Além é claro, de comprar material autêntico sobre Evita Perón,etc.

Caso encontre material biográfico, como Frida Kahlo, Don Quijote, vale a pena comprar em Buenos Aires!!

Abraços,

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cris! Quem responde é A Bóia. A Livraria Ateneo é um órimo ponto de partida.

Mari
MariPermalinkResponder

Vou de 6 em 6 meses a Buenos Aires para estudar e alerto a todos: cuidado com celular e máquina fotográfica. O número de furtos e até assaltos aumentou muito nos últimos 2 anos. Diversos colegas ficaram sem seus pertences e em 90% os ladrões agem de moto. Não use celular na rua. Há um golpe muito comum na cidade: enquanto você passa embaixo de uma árvore, jogam um líquido no seu cabelo e roupa e você jura que é cocô de passarinho. Vem uma mulher oferecer para ajudar e em seguida aparecem 2 outros malandros que levam seus pertences enquanto você tenta se limpar e a mulher faz parte da quadrilha. Todo cuidado é pouco!!!!

Marina
MarinaPermalinkResponder

Vou para BsAs agora em Junho. A situação já deu uma melhorada? Onde evitar totalmente?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marina! Buenos Aires não é mais ou menos segura que grandes capitais como Rio e São Paulo. Por isso, é sempre bom tomar cuidado. Siga as dicas do post acima. smile

Clio
ClioPermalinkResponder

Olá, vou ficar hospedada em um apartamento, na Jean Jaures com a Córdoba... Ali perto da Puerreydon. Ali é uma região segura, sobretudo à noite? Perto de tudo eu já sei que não é, hahaha!!
Obrigada =)

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Clio! A Avenida Córdoba é uma das avenidas mais movimentadas da cidade. Buenos Aires não é especialmente perigosa, mas há espertinhos que se aproveitam de turistas. Não descuide dos seus pertences, assim como faria em qualquer cidade grande no Brasil. Para circular à noite, use táxi.

Maria de Lourdes

Olá, estou indo a Buenos Aires agora em julho/14 e confesso que estou muito preocupada se vai dar para curtir, com tantos relatos de casos de assaltos. Já li tudo e vou tomar todas as precauções. Gostaria apenas de um esclarecimento muito importante: como é a temperatura em julho e se chove muito. São apenas 5 dias. Quais os passeios mais indicados para quem não curte a noite?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria de Lourdes! Não se preocupe demais, não. É só não se descuidar -- nada diferente do que fazemos no Brasil. Em julho faz bastante frio. Veja médias de chuvas e temperatura aqui: http://www.worldweatheronline.com/Buenos-Aires-weather-averages/Distrito-Federal/AR.aspx

Veja dicas para o seu roteiro neste post: https://www.viajenaviagem.com/2012/01/primeira-viagem-um-fim-de-semana-em-buenos-aires/

Fernando Gouvea

Acabei de chegar de um fim de semana em Buenos Aires. Tudo foi maravilhoso como sempre. Um pouquinho mais pobre, um pouquinho mais suja, um pouquinho mais cara mas tudo isso desaparece ao caminhar por Palermo Soho no entardecer, ao comer um bife de chorizo no La Brigada, ao assistir um show de tango bem simples mas bem gostoso no Café Tortoni, ao jantar no Tomo I. Ao caminhar por Palermo, perto do zoologico e do Jardim Botânico, comer uma massa e depois um sorvete no Sottovoce da Libertador. Comprar media lunas na padaria do Alvear e comer no apartamento sem hora pra nada e sem medo de engordar. Já fui mil vezes e espero ter oportunidade de ir outras mil. Nunca me aconteceu nada de ruim. Sempre volto mais feliz do que quando fui.

David
DavidPermalinkResponder

Olá Bóia! planejo ir para BuAs em março agora, ainda tem muito assaltado? o bairro da Recoleta é um bom lugar? planejo ficar no Design and tower na recoleta. Há dicas para quem quer se divertir a noite?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, David! Continue tomando as precauções necessárias em Buenos Aires.

Leia sobre localização de hospedagem:
https://www.viajenaviagem.com/onde-ficar-buenos-aires

Cristiane Araújo

Olá fechei um pacote para Buenos Aires e Montevideo com aéreo hospedagem em Buenos Aires no Hotel Carsson, Hotel Victory hospedagem em Montevideo no Hotel Urban Express, Hotel Viewport Montevideo. É a primeira vez que vou sair do Brasil, qual hotel escolher dessas opções? E preciso saber locais próximos para passeio! Desde já agradeço a atenção!!!

Cristiane Araújo

O zoo que dizem que os animais são mansos, fica próximo ao centro de Buenos Aires?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cristiane! Leia as resenhas dos ex-hospedes desses hotéis no Booking, para ajudar na sua escolha:
Carsson Hotel
Hotel Victory
Hotel Urban Express
Hotel Viewport Montevideo

Veja também, incluindo os comentários:
https://www.viajenaviagem.com/2009/10/onde-ficar-em-buenos-aires-intro
https://www.viajenaviagem.com/2010/08/onde-ficar-em-montevideu

Adriana
AdrianaPermalinkResponder

Estive em Buenos Aires pela primeira vez em 2009, até que passando pela 9 de Julho minha amiga resolveu tirar uma foto minha em frente ao Obelisco, nessa veio um loirinho de olho azul e bateu a câmera da mão dela...lá sem foram 300 fotos...
Voltei em 2013, uma economia bem mais complicada e muita gente pedindo coisa na rua, altos preços...volto mais não!

Carlos Eduardo

Já estive em Buenos Aires duas vezes e na última vez fiquei hospedado com minha familia na Av.Cordoba. Ao sair do hotel, já tendo fechado a conta, fiquei com toda a minha familia na recepção do hotel, tendo deixado as malas junto à parede e fiz com a minha esposa e minhas filhas um semi-círculo de proteção, enquanto eu fui para a rua apanhar um táxi. Neste momento, uma pessoa pediu uma informação para a minha esposa e a minha filha foi ajudá-la a comprender, enquanto ao mesmo tempo uma outra pessoa puxava conversa comigo na calçada. Em suma, enquanto um conversava comigo, o outro conversava com a minha esposa e minha filha, deixando somente a minha filha menor na guarda das malas. Após alguns instantes, notamos a falta de uma mochila, que seguramente foi roubada por um terceiro integrante da gangue. Finalizando, fui furtado sem que qualquer tipo de violência fosse empregada, apesar de toda a minha estratégia de defesa. Todo cuidado é pouco.

Márcio
MárcioPermalinkResponder

Estou indo pra BA agora no início de Abril, como estará a temperatura? Muitas dicas bacanas sobre segurança que são super importantes, o que mais me preocupa são os epespertalhões em restaurantes e táxis que se a aproveitam dos desavisados o inexperientes nesta cidade!

Tom
TomPermalinkResponder

Caramba. Vou comemorar 10 anos de casamento em Buenos Aires em Julho de 2015. Confesso que estou preocupado, pois convenci a minha esposa desistir de uma viagem para Natal.Vou seguir a risca as dicas do site. Espero que dê tudo certo.

Paulino
PaulinoPermalinkResponder

Parabéns ao blog com dicas excelentes. Vou agora em junho novamente para BA, sendo que será a quarta vez, das outras vezes que fui tudo fluiu normalmente, uma cidade encantadora com um povo educado e culto. Passeie por toda a cidade e também fui a Tigre, lugar maravilhoso. Andei de trem metrô ônibus e correu tudo certo. Claro que sempre cuido por onde ando e o caminho é se informar sempre. Acho que o pessoal exagera sempre dos acontecimentos, pior que o Brasil jamais, aqui sim tem que se cuidar muito. Abraço e obrigado.

Mauricio T
Mauricio TPermalinkResponder

Não acho que ninguém exagera não. O lugar que vc mora pode ser perigoso mas vc não está de férias andando na rua com dinheiro no bolso e querendo tirar fotos. Eu não ando em Salvador com celular na mão e não paro pra tirar foto e também conheço todas as ruas. Fazer turismo em lugar perigoso requer cuidados extras e não o "cuidado de sempre com os bens".

Paula
PaulaPermalinkResponder

Estou em Buenos Aires e fui furtada na Feira de San Telmo no domingo, dia 22 de novembro. Tiraram a carteira de dentro da minha bolsa numa das partes mais movimentadas e afuniladas do lugar. São muito rápidos! Há que se ter cuidado mesmo!!

Mauricio T
Mauricio TPermalinkResponder

Estive em Buenos Aires de 16 a 23 de novembro e fui assaltado em frente ao estádio do Boca. Sim, eu sei que é uma área perigosa e tomei cuidado, mas um pequeno deslize e passou um moleque de bicicleta e tomou meu celular enquanto eu tirava uma foto.

Li varios comentários sobre segurança e a verdade é que Buenos Aires está perigosa sim, porém a violencia é menor. É necessário sair todo dia preparado, com dinheiro escondido, celular e maquinas protegidos. Eu estava muito bem preparado, li tudo aqui no blog e fui assaltado.

Minha recomendação é usar aquelas "doleiras" para carteira e celular e não levar máquinas fotográficas caras.

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Fui na cidade em agosto de 2015 e nunca me senti tão seguro na vida. Já morei em Recife, Rio de Janeiro e São Paulo e lá foi o único lugar que andei tranquilamente até na madrugada. Claro que minha experiência em morar nessas cidades ajudou e muito a me cuidar por lá. O negócio é ñ ficar como um turistão encantado com td e tirando foto de td em qlq lugar, principalmente em La Boca, Retiro. Ñ fui muito nos bairros mais afastados pra, o único q fui foi Mataderos que teve um festival de música.

Renata Muniz
Renata MunizPermalinkResponder

Nossa!!!! é triste ver esses relatos. Estou indo pra la agora nesse mês de julho 2017. Ja fui pra Europa e EUA, e por lá me senti tão segura. Andava de dia e de noite tranquilamente. É claro que aqui no Brasil isso é impossível. Moro em Salvador e aqui toda atenção é pouco. Espero que minha viagem seja tranquila. Quando voltar conto pra vcs.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar