Curte um lugar? Volte sempre!

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Praia do Toque

| Praia do Toque, São Miguel dos Milagres - AL |

Um dos mais felizes efeitos colaterais de viajar é você descobrir lugares onde se sente incrivelmente em casa -- ou que despertam a vontade de um dia vir a sentir-se em casa.

Se você já sentiu isso alguma vez, é sinal de que aquele é um lugar pra namorar. Vai por mim: considere voltar mais vezes e investir nessa relação. Lugares não são ciumentos, e deixam você ficar com quantos outros você quiser -- mas sempre que você voltar, vai ser recebido de braços abertos.


Volta e meia me perguntam coisas como "Adorei o lugar Tal. Que lugares parecidos você me sugere?" É um caminho válido, mas cartesiano. Pode levar a um lugar ainda mais redondinho do que aquele pelo qual você se apaixonou -- assim como também pode levar a uma decepção, se você pensar o tempo todo no lugar pra onde não foi.

Que tal um outro approach? Escolha um lugar totalmente diferente. E depois dê um jeitinho de voltar na primeira oportunidade àquele lugar de que você gostou tanto.

Cada volta a um lugar que curtimos vai nos tornando mais íntimos. Você percebe as mudanças, sabe aproveitar melhor as qualidades, passa a entender as limitações. A relação vai evoluindo com o tempo, e você aprende qual é o momento certo e a duração adequada dos reencontros.

Não perder contato é muito melhor do que voltar dali a quinze anos e não reconhecer o lugar pelo qual tinha se apaixonado. "Que tristeza! O lugar Xis ACABOU!"

E se, nessas idas e vindas, você enjoar do lugar? Normal. É da vida. Você parte pra outra(s), e o lugar também segue adiante, sem ressentimentos.

Aqui na comunidade temos uma legião de devotos de Buenos Aires, os ViBANas (Viciados em Buenos Aires Não-Anônimos, copyright Mô Gribel). Qualquer caixa de comentários do Conexão Paris é uma trincheira de reincidentes crônicos em desembarques no Charles-de-Gaulle.

Eu tenho um caso permanente e simultâneo tanto com o Rio de Janeiro quanto com a Rota Ecológica alagoana. Já vivi um babado forte com Trancoso, mas esfriamos (nada impede, porém, que a história seja retomada a qualquer momento). Tento me achar mais íntimo do que sou de Paris e Berlim. Resisti, mas sinto que começo a me envolver mais seriamente com Nova York. Agora em janeiro, sob o pretexto de fazer campo, vou investir um mês inteiro numa paixão antiga, Salvador. Queria poder estar mais, e por mais tempo, com Boipeba e Lisboa. (Sim, sou eclético.)

Em "Gostos Adquiridos", meu guru Peter Mayle (aquele da Provence), ensina que melhor (e muito mais barato) do que comprar uma casa na praia ou de campo é voltar sempre ao seu hotel predileto. No "Viaje na Viagem" de papel eu escrevi que por sorte Paris era o lugar mais próximo de qualquer outro no planeta; sempre dava para voltar por lá mrgreen

A Georgia deixou um comentário muito sábio outro dia, a respeito de viagens multicidades (e foi isso que me inspirou a escrever esse texto). Diz ela:

Gosto de deixar para o final da viagem, quando já estou cansada, aquela cidade que já conheço e que posso passear sem bater ponto em lerês, com tempo pra fazer tudo com calma, e até dar aquela dormidinha no meio do dia...

Tirar uma sesta no lugar que você curte de outros carnavais: nada, nada, nada pode fazer você se sentir TÃO em casa.

E você? Pra onde está pensando em voltar?

Leia também:

Eu não conheço um lugar

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


100 comentários

Eunice
EunicePermalinkResponder

Bem-vindos, queridos. Já estou passando o café...eek)

Georgia
GeorgiaPermalinkResponder

Eu não contei que tive um caso com Buenos Aires e não sei bem porque acabou. Mas acho que terminou sem tristeza para ambas as partes.

raimundo
raimundoPermalinkResponder

Momento ciência. A belíssima foto da Praia do Toque exibe com muita clareza um fenômeno ótico: quando se forma um arco-íris aparece um forte e, no exterior, o seu "fantasma" mais fraco e com o espectro de cores invertido. Raras vezes aparecem três. No arco-íris primário as cores vão do violeta (no interior, à esquerda da foto) para o vermelho (no exterior). No arco secundário as cores vão do vermelho para o violeta.

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalinkResponder

Adorei saber disso!!!

Lívia-Ilhéus

Resolveu o meu mistério !

carrico
carricoPermalinkResponder

Paris, Rio e Nova Iorque. Sempre... e nessa ordem. Nada original, desculpe. As três dispensam justificações.

Kerginaldo
KerginaldoPermalinkResponder

Fernando de Noronha, preciso voltar para o 4º encontro lá... Mas as coi$a$ andam complicada$ smile

Liliane
LilianePermalinkResponder

Eu adoro Buenos Aires e sempre que rola uma oportunidade de viagem lá é um dos lugares que eu sempre penso em ir primeiro. Mas Paraty é minha princesinha, minha menina dos olhos. Me sinto super em casa lá, não tenho vontade de ir a nenhum lugar/ponto turístico, só de estar ali já me faz bem demais.

Vladimir
VladimirPermalinkResponder

No momento é MUNIQUE e ARREDORES!!!

Jeannie Klein
Jeannie KleinPermalinkResponder

Sempre tenho planos de voltar a Paris!!

Michele - PlanejandoaViagem

Acabo voltando muito pouco para lugares onde viajei. Mesmo assim já tive um caso sério, ha bastante tempo, com Garopaba e mais recentemente com Bariloche. Hoje penso mais em voltar para lugares onde vivi e cada vez que viajo para um lugar novo fico pensando em como seria morar por ali.

Carla Baiana
Carla BaianaPermalinkResponder

Descobri Tulum por causa desse blog, no meio do frisson com Playa o pessoal deixava escapar que havia coisa muito melhor guardada por la. Na primeira viagem, fiquei um dia, na segunda, tres. Depois nao senti mais vontade de parar em lugar nenhum. Mesmo mes (Março), mesma praia, mesmo hotel, mesma caminha de praia, quatro anos. Vivemos um feliz relacionamento a tres e estamos, ainda, apaixonados.
Tentando explicar a paixao, eu descobri que me sinto muito em casa no Mexico, sem precisar voltar ao Brasil, eh um povo muito proximo do nosso, e me acolhe. E marido, que e' novaiorquino, se entende bem com outros hospedes, que sabem num olhar de onde a gente vem, porque a pele tao branca, porque o sorriso nao sai do rosto, porque a gente nao sai do sol, porque a gente se recusa a acordar cedo e fazer passeios pras ruinas.

Denize
DenizePermalinkResponder

Concordo, plenamente! Acho que aprendi um pouco isso com vc! Sou apaixonada pela Pousada do Patacho e essa é a terceira vez em quatro anos que estou de volta. Cheguei por Recife, fiquei dois dias conhecendo a Camurim Grande (muito boa a proposta, melhor para que
tem filhos, o que ainda não é o meu caso)... Alagoas sempre me surprende positivamente... Estou na AL101 Sul indo conhecer o foz do São Francisco e a estrada está um tapete. Na volta vou passar pela pousada Gungaporanga (já conhece?) e depois 5 dias para curtir toda a paz do Patacho! Quem sabe ainda não conheço o Hibiscus na subida!??

janice
janicePermalinkResponder

olá
denise sobre a pousada camurim o que me diz? havia mais algum restaurante proximo ou vcs so fizaram suas refeições na pousada? a praia em frente como é? preço das bebidas são exorbitantes? estou numa duvida danada entre a camurim ou pousada do caju. por favor me ajudem

Mirella
MirellaPermalinkResponder

Tenho caso de amor com Nova York e Los Angeles, sempre tento encaixa-las nos meus roteiros smile
Las Vegas também está no radar, pois adoro o deserto que mora ao lado. Na primeira viagem odiei, hoje adoro passear por lá! E viva as cidades namoradas smile

Ana Selma Queiroz

Meu caso de amor antigo é com o Arraial D´ajuda em Porto Seguro...
Desde 2001 que vou para lá todos os anos,uma semana antes do Carnaval. É simplesmente perfeito!

andre urso
andre ursoPermalinkResponder

Vai ter encontro em Salvador???

Tiago
TiagoPermalinkResponder

Eu sempre penso em voltar pra Trancoso. E tenho certeza que a sua relação com Trancoso vai ferver novamente na primeira vez em que você voltar a por os pés lá.

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Gostaria de ir para qualquer um dos destinos que eu gostava quando eu estava neles, como: Arraial d'Ajuda, Trancoso, Barra Grande, Praia do Forte, Ponta de Mangue, Salvador, ilhotas cubanas, oeste de Porto Rico, Maricao, Rincon e praia Las Galeras, na RD, Xpu-Ha, Tulum, Cahuita, Poas, norte da Espanha, Elafonisi, Falasarna, Chiona, Vai, Palekastro, Balos e porque não, Paris, Londres, mas viajar por todo Escócia e Irlanda .. .. Eu não sei, agora faria qualquer viagem que eu fiz e me fez muito feliz ... a cada dia que passa eu tenho certeza pior memória para repetir uma viagem, seria como se eu fizesse isso de novo ...
certeza, eu esqueci de viagem irrepetível ...

Anna Francisca

Rio, Rio e Rio de Janeiro.

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Ushuaia, paixão platonica há anos e realizada ano passado, e que continua me encantando, e Barra Grande, Maraú. Ah, e quanto a Paris, sempre.

Wanessa
WanessaPermalinkResponder

Toda vez que marco férias, surge o dilema: como combinar os lugares que quero conhecer com aqueles aonde preciso voltar, porque nunca resisto a esse desejo de retornar aos lugares queridos. Ano passado, foi Paris. Agora, deve ser Londres. E Lisboa, sempre que voo pela TAP. Na verdade, quase todos os lugares que visitei são candidatos a uma nova visita!

Cissa
CissaPermalinkResponder

Adooooro fazer isso! Aliás, nos últimos 3 anos minhas viagens ao exterior têm sido sempre de reencontro com lugares já conhecidos. Uma delícia, uma intimidade gostosa! Deixo de ser turista, para ser visitante! Vou fazer isso agora em janeiro com o Rio de Janeiro! Vou sempre lá a trabalho, mas agora, não, vou curtir uma bela cumplicidade com um lugar onde morei e estudei, por 2 anos, quando era adolescente! Mal vejo a hora de chegar!!!

Cissa
CissaPermalinkResponder

Eu de novo pra lhe dar as boas vindas a Salvador! Os dias estão liiiindos! Mas não repare: a cidade está bem maltratada!

Lívia-Ilhéus

Ouro Preto - é sempre muito bom voltar.

Tiza
TizaPermalinkResponder

Não canso de voltar pra Punta, Buenos Aires, Rio - cidades, que pela proximidade, dá pra dar uma escapada pra matar a saudade - portanto, nem considero viagem. Queria muito ter esta mesma relação com Paris e New York.

Isa
IsaPermalinkResponder

Não gostava de SP hoje me sinto quase paulistana. Nova Iorque tb. foi se tornando familiar e Roma parece que já andei por lá em outras vidas smile

Anita
AnitaPermalinkResponder

Meu principal caso de amor é Santiago do Chile! Pretendo até morar lá um dia, mas aí pode esfriar o romance wink Estive lá três vezes e até fiz minha pesquisa do mestrado por lá. No feriado de São Jorge, em 2013, estarei de volta!

No Brasil, meu caso é São Paulo (até que são parecidas!), onde também tenho vontade de morar, o que soa estranho para quem mora no Rio. Com Buenos Aires estou dando um tempo, muito por causa da situação econômica do país.

E, na Europa, meu coração bate forte por Barcelona, onde já estive quatro vezes, sendo três na casa de amigos. A Vueling sempre permite uma escapadinha...

Sandrissima
SandrissimaPermalinkResponder

Para viagens ao exterior, como citaram acima, sou novata, mas sou amante de Buenos Aires tendo voltado, inclusive por ser mais fácil e JC morou lá. Sempre programamos uma passada de novo em Paris. Mas paixão, paixão mesmo, do tipo incurável, é com Porto Seguro e região. Tive acessos terríveis por Itacaré (conheci desde as estradas de terra, ficar presa por lá 1 semana pq o jeep Lada ficou atolado na praia, sem estrada - esperando a maré baixar -. Que "sofrimento"! O Morro de S Paulo sempre me seduziu e deixei ir, e também para Itacaré, por conta do progresso (ou degradação) da região. Para Porto vou sempre a trabalho (fico em Arraial) e pude testemunhar o progresso predatório, pois andei e fiz trilha por todo lado. Ia sozinha para Porto nos anos 80 (para desespero de minha mãe) e NUNCA fiquei só um dia. Que lugar mágico... AMO!!!

Fabio Freitas
Fabio FreitasPermalinkResponder

Londres....ahh..Londres

Gianna Soares
Gianna SoaresPermalinkResponder

Riq, adorei o post! "Meus locais" são o Rio-Paris-B. Aires. Mexico DF-Playa del Carmen, Rota Ecol. Alagoana e Pucon (Chile) estão na lista dos destinos a repetir.

Considerando seus planos para 2013, não posso deixar de dar minha contribuição: em Boipeba se hospede na Santa Clara (vc vai amar!) e não deixe de provar a lagosta do seu Guido! Ah! e torça pela companhia ideal: o sol!

Boas viagens! Gianna

Gisele Carrera

Saco do Céu, Lagoa Verde, Lagoa Azul, Enseada do Sítio Forte......Meu Paraíso na Ilha Grande/RJ.

Moisés
MoisésPermalinkResponder

Soa cliché, mas Paris é O destino para mim. Foi um destino sonhado por muuuuitos anos e, quando a conheci, foi puro encantamento. Quando penso em um roteiro é sempre: Paris e mais o que?

Rafael Carvalho

Com certeza quero volta a Playa del Carmen e Bodrum (Turquia). Ótimo texto smile

Rafael Carvalho

Ops era "voltar"

Rosa Bsb
Rosa BsbPermalinkResponder

Que alívio, tirei um peso dos ombros: "Lugares não são ciumentos, e deixam você ficar com quantos outros você quiser".
Costa do Sauipe, Maceió e Rio todos os anos.
Lisboa, nem que seja só pit-stop, na ida ou na volta.
Riq, que texto maravilhoso!!!

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Meus casos de amor são New York, Paris, Praia do Toque e Praia do Espelho, além do Rio de Janeiro; mas gostaria imensamente de poder aumentá-los, incluindo Londres e Roma, onde só estive uma vez e sinto que ficou faltando "uma conclusão" para os casos. Nunca consigo esgotar os lugares para conhecer, pois sempre quero voltar aos antigos. Terminar um tour numa "velha conhecida" é tudo de bom.
Amei o texto. Inspirador!

Fabiana
FabianaPermalinkResponder

Roma, Roma e Roma .... Adoro este lugar!!

Sandra
SandraPermalinkResponder

A vontade que sinto de voltar a um lugar visitado é sempre a principal indicação de quanto eu gostei daquele lugar.

Malu
MaluPermalinkResponder

Sempre quando aparece um final de semana prolongado penso em ir ao Rio de Janeiro. Não curto praia mas andar no calçadão entre o Arpoardor e o Leblon me faz feliz. Quero sempre voltar.
Quando aparece uma viagem para a Europa, sempre deixo para o final da viagem uns dias em Paris e me faz feliz. Quero sempre voltar.
Quando vou aos Estados Unidos sempre termino a viagem em New York e me faz feliz. Quero sempre voltar.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar