Buenos Aires: um roteiro por Rosedal, Jardim Japonês e Flor Metálica

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Rosedal

Rosedal

A faixa costeira ao norte do Centro de Buenos Aires funciona como o pulmão urbano da cidade. Entre a Recoleta e Palermo Viejo encontram-se vários parques, cada um com personalidade própria.

Qualquer um deles, isoladamente, funciona como um belo passeio matinal. Buenos Aires acorda tarde (as lojas de Palermo Soho e até mesmo o museu Malba não abrem antes do meio-dia), e um pouco de verde para começar o dia sempre cai bem.

Mas num dia ensolarado e fresco de meia-estação (ou mesmo num dia bonitaço de inverno), dá para tirar um dia inteiro para curtir os parques na seqüência, contrapondo paradas culturais no Malba e no Museu de Belas Artes. O percurso total a pé, da Plaza Italia em Palermo ao Cemitério da Recoleta, dá 5 km.

(No verão, vá a um parque por vez e aproveite a sombra -- o calor de Buenos Aires no início do ano não é brinquedo.)



Booking.com

Atualização: zoológico FECHADO

    O Zoológico de Buenos Aires fazia parte deste circuito. Mas em 2016 o governo de Buenos Aires resolveu fechar o zoológico por causa de problemas com os animais. O lugar está sendo reconvertido num ecoparque interativo. Assim que tivermos mais notícias sobre o novo parque, traremos aqui.

Paseo del Rosedal

Rosedal

O coração do Parque 3 de Febrero (vulgo Bosques de Palermo) é o Paseo del Rosedal, o mais romântico jardim de Buenos Aires.

Rosedal

Quando você se cansa das 18.000 rosas do jardim, ainda tem gazebos, fontes, lagos e pontes para apreciar.

Rosedal

A entrada é gratuita e as rosas estão no auge da floração entre outubro e novembro. (Eu fui em junho.)

Rosedal

Vindo do Zoológico, vire à direita e acompanhe o muro até o fim. Então atravesse a avenida e vire à esquerda, que você chega lá.

Jardín Japonés

Jardín Japonés

Se o Rosedal é o mais romântico, o Jardín Japonés é o parque mais curioso de Buenos Aires. Numa cidade sem tradição japonesa, este é um pedacinho de Kyoto transplantado a Palermo.

Jardín Japonés

O lugar funciona como um centro cultural japonês. Tem viveiro de bonsai, restaurante e casa de chá e sedia exposições, festas e eventos tradicionais japoneses (dê uma olhada na agenda).

Jardín Japonés

A entrada custa 50 pesos (R$ 12 no câmbio paralelo, agosto/2015). Abre diariamente das 10h às 18h. Dá uns 15 minutos de caminhada desde o Rosedal, ou meia hora desde o Zoológico.

Pausa cultural: Malba

Malba

A 10 minutos de caminhada do Jardín Japonés, o Malba é uma atração de primeiríssima grandeza que não pode faltar no seu roteiro portenho.

A coleção, particular, proporciona um passeio pelos grandes nomes da arte do século XX da América Latina. Tarsila com Frida Kahlo, Di Cavalcanti com Botero, Diego Rivera com Torres-García: todos os medalhões num só museu.

Malba fica na Av. Figueroa Alcorta, 3415 (tel. 11/4808-6500). Não adianta chegar cedo: o museu abre das 12h às 20h, de 4ª a 2ª (fecha 3ª). A entrada custa 75 pesos (R$ 17 no câmbio paralelo, agosto/2015). Às 4ªs a entrada custa 36 pesos (R$ 9). O restaurante do museu tem entrada independente e funciona das 9h às 20h (6ª e sábado até 0h).

Floralis Genérica

Floralis Genérica

A meio do caminho entre a Recoleta e o Malba encontra-se a escultura mais emblemática de Buenos Aires, a Flor Metálica (nome oficial: Floralis Genérica).
Floralis Genérica

Depois de mais de uma década inerte, em junho a flor de alumínio voltou a abrir e fechar de acordo com a luminosidade, mimetizando o movimento de uma flor de verdade.

A visita é grauita.

Pausa cultural: Museo de Bellas Artes

Buenos Aires

É o 'Masp' da Argentina, oferecendo ao visitante a chance de estar tête-a-tête com originais de Rembrandt, Modigliani, Gauguin, El Greco, Manet, Rubens, de Chirico e outros grandes mestres.

Além do acervo, promove exibições temporárias bem bacanas.

A entrada é gratuita. O museu abre de 3ª a 6ª das 12h30 às 19h; sábado e domingo das 9h30 às 19h. Fecha 2ª.

Está a dez minutos de caminhada do Cemitério da Recoleta (saia pela Plaza Francia à direita atravesse a avenida Pueyrredón e você está lá). Vindo da Floralis Genérica, atravesse a passarela logo depois da Faculdade de Direito.

Plaza Francia e Cemitério da Recoleta

O elegante bairro da Recoleta termina (ou começa) nos jardins da Plaza Francia, onde está a igreja de Nossa Senhora do Pilar e o Cemitério da Recoleta.

O Cemitério tem mausoléus lindos, e um que é ponto de peregrinação: o túmulo de Evita Perón. Para encontrar, vire na primeira alameda à esquerda até o fim, então vire à direita e vá em frente. Você saberá, pela aglomeração, quando tiver chegado smile

A entrada é gratuita. O Cemitério abre diariamente das 8h às 18h.

Leia mais:

5 comentários

Tania
TaniaPermalinkResponder

Adorei o post, as fotos estão lindas! Infelizmente, não podemos ficar deslumbrados demais a ponto de descuidar da bolsa... Da última vez, acabei a viagem indo pra delegacia no camburão da polícia fazer um BO de furto na sorveteria em frente ao cemitério da Recoleta... Preciso voltar logo a Buenos Aires para me desfazer dessa lembrança... Seu post me deu vontade!

Geovane Paulo Hoelscher

Maravilhoso! Deu vontade de largar tudo e visitar Buenos Aires.

Não percam os shows de tango, são extremamente lindos e nos transmitem toda a cultura portenha. Podem consumir sem moderação.

Ute Rasp
Ute RaspPermalinkResponder

BA é muito legal mas requer muita atenção mesmo. O lugar é belo mas o povo que lida com turista tem por habito tentar tirar proveito o tempo todo. Tentaram nos extorquir várias vezes mas como tínhamos sido alertados antes nada nos aconteceu. Mas deixa uma sensação muito ruim e não te deixa relaxar para curtir melhor os passeios. Tem que estar ligado o tempo todo. Mas no Brasil não e muito diferente em seus pontos mais turísticos, né!!!

Rodrigo Cesar Bitenourt Alvarenga

Boa tarde. Ouvi dizer q o Zoo(Palermo) de Buenos Aires fechou...Alguém tem noticias?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rodrigo! Sim é verdade. O zôo está fechado e será convertido num Ecoparque interativo, provavelmente sem animais. Vamos atualizar o post.

https://www.facebook.com/ZooBuenosAires/

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar