Buenos Aires: o mapa dos outlets, por Mariana Pereira

Buenos Aires: o mapa dos outlets, por Mariana Pereira do hotel Querido

A Mariana é brasileira e dona de um hotel-butique em Villa Crespo, do ladinho de Palermo Soho, o Querido. Além de ser um hotel que recebe (em português!) brasileiros descolados, o Querido também é o único hotel de Buenos Aires que tem um blog que dá dicas descoladas para brasileiros (em português!).

Estou para linkar este post da Mariana há um tempão. Nele ela faz um mapinha dos outlets de Villa Crespo (a famosa esquina de Gurruchaga e Aguirre) e da avenida Córdoba, à igualmente famosa “altura do número 4.000″, que fica bem na divisa de Villa Crespo com Palermo Soho.

Como o post já tem um ano, é possível que uma ou outra loja não exista mais. Mas a localização e o como chegar — que a Mariana explica em detalhes — continuam os mesmos. (Pegadinha: por caprichos do Wordpress, o mapa  não está aparecendo no corpo do post. Mas basta clicar em “View Buenos Aires, queridos in a larger map” que o mapa carrega.)

Todos os posts da Mariana sobre compras em Buenos Aires:

Outlets de Villa Crespo e Avenida Córdoba: o mapa da mina

Mais outlets: Avenida Córdoba

Para artigos de couro: outlets da Calle Murillo (inclui dicionário de vestuário)

Streetwear: Galería Bond Street

Vinhos para viagem: Winery

Conheça também:

Querido: una casa, un hotel


32 comentários para “Buenos Aires: o mapa dos outlets, por Mariana Pereira”

  1. Não vão nessa, só perdi tempo e sola de sapato – além de um precioso sábado da minha viagem. Os preços são os mesmíssimos do centro, e os produtos são de coleções anteriores ou com falha.

    Quer comprar barato? Av. Santa Fé e bairro El Once (judeu, ñ abre sáb e dom), e levem o cartão de crédito habilitado para internacional!

    Agora, se o seu negócio é Dior e Bulgari, valem as outlets. Como não sou público dessas lojas, só perdi meu tempo e me senti lesada.

    Comprei coisas com pequenos defeitos achando que era um baita negócio e era o mesmo preço de peças iguais e em perfeito estado das lojas da Florida e Galerias Pacífico!

    Outra coisa: sábado a tarde é loucura, lojas lotadas = atendimento péssimo.

    Não cheguei a ver os artigos de couro, talvez esses valham a pena.

    E não deixem de ir na Falabella do centro, a de decoração, é mega barato e tem até guardanapos de tecido lindos, de todas as cores, pra enlouquecer quem está montando a casa!

    Fica a dica.

  2. Adoro o blog da Mariana!! Muito bom, uma referência essencial para quem planeja uma visita à BsAs!!! E o hotel Querido, nem se fala!! ótimo! Que felicidade ver este post!! Eu não sou muito fã de compras ou outlets, mas sou fã da Mariana!!!! E já estou pronto para reservar minhas férias no Querido! Show!! Ah, e foi este post de outlets que me inspirou para fazer um parecido, com os supermercados de BsAs ( http://buenosairesdreams.blogspot.com/2009/10/supermercados-em-buenos-aires.html )

    A Villa Crespo é um bairro super interessante e que ainda vai dar muito o que falar!! E sempre brinco com a visionária Mariana sobre isso, várias empresas estão se mudando para lá, para ficar pertinho do Querido! :) :) :)

  3. [...] This post was mentioned on Twitter by Ricardo Freire, Lidi Faria, claudiabia, Priscylla Castelar, Andreia and others. Andreia said: RT @guiaedicas: Compras em Buenos Aires: o mapa dos outlets, por Mariana Pereira –> http://migre.me/1Myi1 (via @riqfreire) [...]

  4. Riq
    Dei uma lida no blog, é muito legal!
    Dicas de uma “insider”.

  5. ah, e o Querido foi citado pelo jornal inglês The Observer como uma das “perfect posadas” da América do Sul!!! (http://www.guardian.co.uk/travel/2010/oct/17/south-america-perfect-posadas) ;)

  6. A Mariana, muito antes de inaugurar o Querido, já respondia gentilmente as perguntas dos leitores, super generosa. Leio sempre o blog.

  7. Este blog da Mariana foi muito útil na minha ultima viagem a Buenos Aires. Apesar de não gostar de outlets, ele serviu como um guia daquela região (Palermo, Villa Crespo) e, da proxima vez, vou pesquisar o H Querido. AS informações dela são ótimas!

  8. Roteiro testado e aprovado agora em setembro…
    Não só os outlets como as lojas comuns que tem por lá…

  9. Eu fiquei no Querido e usei algumas dicas da Mariana sobre compras na Villa Crespo. Como não gosto do centro, fiz as compras que já tinha programado antes de viajar lá perto do hotel mesmo, deixava no quarto e saía tranquila para bater perna com meu filho pela cidade. Não sou muito de fazer compras, mas precisava de roupa de frio, pois de lá fomos para San Martin de los Andes e Bariloche, e meu filho queria comprar tênis. Os preços compensaram, fiz as compras no meio da semana, sem muvuca, evitei o centro, e ainda troquei dinheiro no Banco Piano sem fila.

  10. Merecido esse reconhecimento ao blog de Mariana! Ele é feito para quem gosta de sentir a cidade e não somente turistar por Buenos Aires.

    1. E o Querido também. Parece que estamos na casa de amigos.

  11. Nem sempre vale a pena fazer compras em BUA. Esta é a minha opinião. Os outlets já foram uma opção mais atraente. A diferença de preços em relação às lojas comuns já foi mais generosa. A inflação argentina também pode engolir as vantagens que possamos ter em relação a compras que poderiam ser feitas aqui. Vale comprar o que não se tem aqui e que certamente será mais barato do que se comprar nos EUA ou na Europa. Mas aí independe de outlets. Gostava do outlet da La Coste, que parece que fechou ou mudou para outro lugar.
    Estive em Buenos Aires em setembro.
    Dicas para quem vai a BUA pela primeira vez?
    http://jccbalaperdida.blogspot.com/2010/09/buenos-aires-para-virgens.html#links
    E para quem já é habitué:
    http://jccbalaperdida.blogspot.com/2010/10/buenos-aires-para-sem-vergonhas.html#links
    abraço

    1. concordo! Nem sempre é tão barato, e como diz uma amiga argentina, os preços são pra turistas brasileiros, que vão comprar mesmo!
      Agora hoje, os comprolotras devem estar loucos, já que é feriado na Argentina devido ao censo nacional( não por causa do falecimento do ex presidente). TUDO fechado. Loja , Museu, tudinho fechadinho!! Eu queria ser uma mosquinha

  12. O blog da mariana tem dicas ótimas, ficar no Querido é como estar em casa, testei e aprovei.
    Visitei os outlets e os preços são muito melhores do que o centro, sem contar que se tem muitas marcas boas por lá. Vale a visita!

  13. Adoro o blog da Mariana!!!

  14. Excelentes dicas, parabens!

  15. Também fiquei no Querido e só tenho elogios, Mariana e Ali são excelentes pessoas, e recebem muitíssimo bem quem lá se hospeda. Quanto aos outlets, não achei nada baratinho, mas também não acho isso das lojas do Centro, tudo é meio overpriced, pelas razões que sabemos, mas ainda assim valem algumas compras.
    Grande abraço,
    Vera

  16. Olá,

    no quesito “roupas infantis” as diferenças para roupas da mesma qualidade no Brasil são significativas!!!

    O Blog da Mariana é indispensável, pena que o Querido não tenha quartos conjugados para irmos com as crianças!!

  17. Não achei também que vale a pena os outlets. Tem coisas pelo mesmo preço no centro. ALém disso o atendimento não é lá essas coisas, sem falar que os argentinos nao querem que a gente mexa nas coisas para ver! sério, vi um vendedor passar um sabão num casal brasileiro, que estava vendo camisas no outlet da lacoste. Bem… eu achei que nao vale a pena, perdi tempo e vi coisas pelo mesmo preço que estavam na Falabella da florida. Fui agora em outubro.

  18. Nossa, que legal ver um post meu por aqui! Valeu, Riq, obrigada mesmo….

    Sobre os outlets, sei de gente que detesta e gente que foi lá todos os dias e conseguiu comprar muita coisa bacana. Realmente, depende muito do dia. Acho quintas e sextas os melhores dias, pq é quando eles recebem mercadoria das outras lojas da marca (não-outlets). Aos sábados e domingos, é um verdadeiro deus nos acuda, afinal, além dos turistas, os argentinos também estão na jogada nesses dias. A Lacoste vale a pena logo quando abre, quando a loja ainda está arrumada e os vendedores ainda não estão estressados. Final da tarde é bem difícil, viu. Os outlets estão crescendo muito e tem cada vez mais loja legal. Recomendo muito as lojas de algumas marcas não tão bombadas no Brasil como a Airborn e Key Biscane (masculinas) e a Rapsodia e Akiabara (femininas). Vou atualizar a lista das lojas em breve e aviso aqui, certo?

    1. Mariana, onde fica a Lacoste?

  19. OI Mariana sou casada com Argentino tenho 5 anos só de casada . Já fui 2 vêzes Buenos Aires .Adorei sou Cearense gostaria de passar férias no próximo ano na baixa temporada , tenho 55anos ,já alugei apartamento por temporada em Palermo .Mas gostaria de saber o preço por mês do seu hotel ,em setembro ,pois estou querendo passear ai e não ficar com meus sogros para não dá trabalho. Com Brasileiros eu ficaria mais segura pois meu Espanhol é quase nada. Adoro seu Blog , mas mande fone e preços atuais .Abraços Margarida

  20. Oi, Margarida. Vai desculpando mas não dá para responder consultas sobre reservas e disponibilidade do hotel assim, em caixa de comentário dos blogs alheios… Todas as informações estão no site do Querido, http://www.queridobuenosaires.com (dá licença, viu Riq).
    Obrigada!

  21. Uma dica boa para conhecer Outlets sem gastar nada e comprar a preços bons, e pega no hotel em que estiver hospedado, uns folhetos, que ficam entulhados na recepção, indicando solicite transfer gratis no seu hotel, recebi esta dica no penultimo dia, depois de gastar horrores, compensa fazer em 3 pessoas, funciona como… tem pessoas que recebem das lojas para levar os turistas lá, sem compromisso( mais vc sempre Gasta um pouco) vc nao desenbolsa nenhum centavo, pq essa pessoa anda o dia inteiro indicando lojas, e pagando seu TAXI, que e o melhor… mais sempre e bom combinar antes.. falei com pessoas que utilizaram esse sistema e se deram bem…

  22. Bom, vamos lá.
    Estive no Querido no começo de Dezembro/2010. E tenho só elogios para fazer.

    A Localização – Muito próximo aos Outlets, é ideal para quem quer fazer compras. Além disso, fica a cerca de quatro quadras da estação Malabia do metro (Subte), que permite ir ao centro de Buenos Aires (estação Florida) em aproximadamente 15 minutos.

    O Hotel – O hotel é novo, então as suítes são novinhas em folha, com ou sem varanda, equipadas com ar condicionado e TV de tela plana. Além disso, no andar térro há, além da recepção, uma sala de estar (onde tem um computador que os hóspedes podem usar para acessar a internet), o espaço onde é servido o café da manhã e um jardim. Os quartos ficam no primeiro ou no segundo andar e o hotel tem elevador.

    O Café da Manhã – É um bom café da manhã e não difere muito do que estamos acostumados no Brasil. Frutas, iogurte, café, leite, pão, queijo, presunto, croissant, geléia, manteiga, doce de leite (o doce de leite é uma delícia!!).

    O Atendimento – É o grande diferencial do querido. Embora todos os outros aspectos sejam também excelentes, o atendimento supera qualquer lugar onde eu já tenha estado. Quem cuida do hotel são os próprios donos, o Ali e a Mariana. Eles estão sempre dispostos a ajudar e nos deram dicas preciosas. Com muita boa vontade, marcaram no mapa da cidade todos os pontos que queríamos conhecer e, sem dúvida, sem eles não teríamos feito um aproveitamento tão bom da nossa viagem. Eles fizeram com que ficássemos à vontade para entrar e sair a qualquer hora e, quando saíamos para passear, era uma alegria saber que quando voltássemos um deles estaria esperando por nós. Era mesmo quase como voltar para casa…

    Resumindo: quando voltar a Buenos Aires, voltarei ao Querido!!

    Abraços,
    Amanda

  23. Agora sobre os Outlets, eu gostei. Não acho que os preços sejam os mesmos das Galerías Pacífico, não.

    Não gostei do centro, achei decadente e não quis fazer compras lá. Como o hotel estava pertinho, foi muito fácil passar nos outlets durante a semana, depois de passear. Ou então comprava e já deixava as compras no hotel, e depois ia fazer outros passeios.

  24. Legal o mapa de outlets, até segui o roteiro feito pela Mariana.

    Mas, sinceramente, não achei os preços tão bons quanto falam por ai não. Andando na Sta. Fé achei lojas com preços iguais ou melhores. Para roupa masculina indico a Carven (Sta. Fé 1644), com excelentes preços.

    No dia de voltar meu voô foi transferido para Ezeiza e no caminho vi uma outlet gigante da levis, lá deve ter preços muito bons, alguém conhece?

  25. Não recomendo. Gastei horas preciosas e algumas energias. Os preços não são nada de muito diferentes, inclusive alguns produtos tinham preços mais baratos no próprio Duty Free de Ezeiza.

  26. [...] pra fazer mas valeu a pena: é o post que traz mais gente e foi por causa dele que o blog foi citado no site Viaje na Viagem pela primeira [...]

  27. Nos outlets algumas lojas tem um preço bom e roupas boas, nós compramos blusas de linha lindas por 200 pesos, mas a maioria não. Quem quiser comprar barato e roupas de qualidade é melhor esperar uma boa liquidação no Brasil mesmo.
    Nos outlets tem muita roupa de tecido ruim e qualidade questionável. O que é bom não é barato.

    Nas lojas e shoppings tem muita roupa bonita com muito estilo mas os preços são bastante semelhantes aos nossos.

  28. Olá pessoal..

    Bom…. convencido a vir a B.A. com base no cambio ($ 2 Pesos por R$1 Real) cai do cavalo.
    Achei algumas coisas convidativas, no 1º dia choveu e precisei comprar um “para-agua” pois bem preço médio do Brasil por ambulantes entre R$10,00 e R$15,00 aqui todos acima de $40,00 Pesos. Ou seja o “para-agua” saiu por R$20,00…
    Sei lá… ainda estou procurando coisas boas e baratas como me venderam a idéia.

    Almoço no Puerto Madero $294 Pesos, ta certo que o lugar é xiki. No mesmo nível no Brasil sairia não por menos de R$170,00… Ou seja, valeu!

    Sabendo mais, postarei tb…
    Amanha vou nos Outlets tirar as conclusões..
    Abçs
    att

  29. Outlet da Levi’s tem um no número 4654 dessa avenida Córdoba já em Palermo.Já o para agua pagou caro mesmo mas tem que pesquisar porque na calle tem alguns por 25 pesos a 20 e tem que cuidar porque se valem de o turista ser brasileiro e acharem que o real está em alta o Brasil em desenvolvimento então,a boa dica que dou é a de pechinchar como todo bom brasileiro porque,eles jogam o preço deles,vi outro dia uma menina brasileira pagando 50 pesos um para agua não quis ser inconveniente pq ela já havia comprado mas,a idéia de se negociar é boa,eles precisam vender enfim e acabam fazendo negócio,outro,para nós que vivemos em Buenos Aires vamos conhecendo dia a dia opções e direções de entretenimento fácil e onde se poupe tempo e dinheiro,a forma ideal para se fazer negócio e aproveitar a viagem e,vejo como uma pena não existir um recurso mais direcionado em turismo ao brasileiro neste aspecto,estaria de acordo a auxiliar algum hotel a fazer este caminho e tratar com respaldo e carinho os turistas que aqui vem já que,por vezes o atendimento em geral é frio e ruim….ou seja,te cobram caro em um guarda chuva ganhando em uma venda mas,gerando uma má impressão no comércio….