Foz do Iguaçu

Planeta água

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Por onde você tem andado esse tempo todo, que ainda não foi ver as cataratas mais bonitas do planeta? Não, não se trata de ufanismo da minha parte: para ter a experiência completa, você vai ter que atravessar a fronteira e se deslumbrar com o lado argentino também.

É incrível que tantos brasileiros desdenhem Iguaçu – ou que precisem de outras desculpas (muambagem no Paraguai, cassino na Argentina, Itaipu) para marcar sua viagem.

Não é só a beleza da paisagem que vai surpreender você: Foz está muitíssimo bem estruturada para receber seus visitantes. Do lado brasileiro, o parque é um exemplo de organização — e acabou se tornando uma espécie de pólo de ecoturismo light (não é preciso ser jovem nem estar em forma para aproveitar). O parque argentino é mais roots e requer mais atividade física, mas entrega mais água e mais selva para quem se aventurar.

Quando ir

A primavera e o verão são chuvosos – a vazão de água das cataratas aumenta. O outono e o inverno são mais secos – conseqüentemente, vê-se menos água jorrando.

Já fui a Iguaçu no estio e na época de chuvas, e adorei as duas vezes. Na seca, algumas quedas tinham desaparecido, mas a queda principal me pareceu mais bonita. Na época de vazão caudalosa, me encantei com o volume e a força das águas, mas a Garganta do Diabo estava permanentemente coberta por uma nuvem de spray.

Conclusão: não há melhor época para ir. Meu conselho – vá mais de uma vez, em épocas diferentes, para ver as cataratas do Iguaçu em todas as versões oferecidas no menu.

Como chegar

vôos diretos de São Paulo (Guarulhos e Congonhas), Rio (Galeão), Curitiba e Porto Alegre. Vindo de outras cidades você faz conexão em Guarulhos ou Curitiba.

A TAM também voa a Ciudad del Este, no Paraguai, desde São Paulo e Assunção. De Puerto Iguazú, na Argentina, a Aerolíneas voa a Buenos Aires.

De ônibus são 9h desde Curitiba e 18h desde São Paulo. De Buenos Aires a Puerto Iguazu o ônibus leva 18h. Querendo ir de carro, são 1.065 km desde São Paulo, e 660 km desde Curitiba.

Onde ficar

Os hotéis estilo resort ficam ao longo da Rodovia da Cataratas e oferecem ambiente tropical. O maior é o Mabu Thermas, que trabalha com sistema all-inclusive. Dê uma olhada também no Iguassu Resort, no Bourbon e no San Martín, que não chega a ser um resort mas tem boa estrutura. O mais luxuoso dos hotéis de Foz é o histórico Hotel das Cataratas, o único dentro do parque, a passos das quedas, e que hoje pertence ao grupo Belmond/Orient-Express.

No centro há muitos hotéis com boa relação custo x benefício, como o Bella Italia, Best Western Tarobá, Foz Plaza e o moderninho Concept Design Suites.

Se você prefere ambiente de cidade pequena (com noite animada), pode ficar em Puerto Iguazú. (Os únicos passeios que ficam inconvenientes a partir do lado argentino são a Itaipu e às compras no Paraguai.) O Saint George fica convenientemente ao lado da rodoviária; o Panoramic tem piscinão e vista para o rio e, fora da cidade, o Loi Suites funciona como um hotel de selva.

O que fazer

Reserve um dia para fazer o lado brasileiro, com Macuco Safari e Parque das Aves.

Reserve um segundo dia só para o lado argentino. (O lado argentino vale inclusive dois dias de visita exclusiva, se você dispuser desse tempo.)

Itaipu é um passeio de meio dia. Se você estiver podendo, pode fazer um sobrevôo de helicóptero no mesmo dia.

Indo com crianças, você vai querer ir um dia ao parque aquático Acquamania.

Os melhores restaurantes e a vida noturna mais animada estão em Puerto Iguazú.

Para compras no Paraguai, vá durante a semana. As lojas fecham cedo no sábado e não abrem no domingo.

Para detalhes desses passeios, leia os posts relacionados a seguir.

Foz do Iguaçu no Viaje na Viagem

172 comentários

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Bóia e tripulação, fuçei todas as páginas de Foz aqui no site e não achei: alguém tem indicação de local para fazer câmbio de dólar blue em Puerto Iguazu? Vou pra Foz depois do carnaval, e planejo jantar todos os dias em Puerto, além de comprar uns vinhos. Como já tenho um pouco de dólar em espécie, queria tentar fazer o câmbio paralelo (fiz em Mendoza ano passado e a viagem ficou muuuito mais barata). Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Juliana! Use seus reais diretamente no comércio, perguntando a cotação antes.

Denis
DenisPermalinkResponder

Olá Juliana, essa informação é bem útil. Vc descobriu algum lugar?

Michele
MichelePermalinkResponder

Pessoal, eu estive lá faz um ano, procurei e não encontrei. Acho que a oferta de dólares por lá é bem grande e portanto essa questão do dólar blu não pega tanto. De qualquer forma paguei muitas coisas em dolar com um cambio relativamente bom.

Karina
KarinaPermalinkResponder

Não é necessário fazer o câmbio.
Leve seus dólares e eles serão bem aceitos e com câmbio favoravel na maioria das lojas e restaurantes de Puerto Iguazu! Estive em Foz em junho 2014 e não me esqueço que na loja em que comprei alfajores ganhei um brinde por pagar em dólares!

Isabel
IsabelPermalinkResponder

Bóia, quero ir a Foz em Julho. Sabe se o frio é suportável ou temos que andar muito encasacados?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Isabel! A mínima de temperatura em julho costuma ser de 13ºC, e o tempo é menos chuvoso do que em outros meses do ano.

Karina
KarinaPermalinkResponder

Quando fui em junho de 2014 fez muito frio à noite (peguei até 10C) e de dia oscilou com manhãs nubladas e frias e dias de sol para usar a piscina do hotel! Sugiro atenção para os dias de passeio nas Cataratas pois como é muito úmido por lá a sensação de frio é maior!

Paula Kiyomi
Paula KiyomiPermalinkResponder

Li bastante coisas legais no site e sobre um dia para o lado brasileiro e outro pro lado argentino. Gostaria da opinião de quem ja foi, se em um dia consigo fazer o passeio em Itaipú (manhã) e a tarde no Parque lado brasileiro. Ou é pouco tempo pra conhecer o parque no lado brasileiro?
No lado argentino consigo fazer as duas trilhas (superior e inferior) e ir até a Isla San Martin em um dia?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paula! Se você não fizer o Macuco Safari, dá pra fazer o parque brasileiro em uma manhã ou em uma tarde, sim. No lado argentino, as duas trihas vão deixar você exausta, provavelmente você não vá querer emendar com a ilha San Martin não. Mas você vê na hora. SE for para voltar no outro dia, o motivo seria o Aventura Náutica, não a ilha...

Paula
PaulaPermalinkResponder

Olá Bóia! Obrigada pelas informações wink
Outra dúvida.. se u for de onibus pro lado Argentino , eles aceitam real? ou melhor levar em pesos? Pelo que li temos que pegar dois onibus.. um pra Argentina e outro la dentro pro parque ne? vc saberia quanto tempo leva mais ou menos?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paula! Sempre vai ter quem aceite os seus reais.

Leia:
http://www.viajenaviagem.com/2014/03/foz-do-iguacu-dicas-transporte-onibus

Paula
PaulaPermalinkResponder

Ah sim wink eu li este post,por isso resolvi tentar ir de ônibus rs
Valeu!
Abraços!

Liessa Rocha Aguiar

Olá Bóia, tudo bem?
Primeiramente quero parabenizá-los pelo ótimo site de vocês. Eu curto muito cada dica apresentada. Ouço as dicas do Ricardo Freire na rádio Band News, tb.

Bom, eu preciso muito da ajuda de vocês. Eu e o meu esposo faremos uma viagem na 2ª semana de março para Foz do Iguaçú. Ficaremos 7 dias e preciso da ajuda de vocês para aproveitar esses dias...
Pensei que poderíamos visitar outra cidade em alguns desses dias (fazer passeios a cavalo ou tomar banho de cachoeira, por exemplo).

Ressalto que, iremos de avião e utilizaremos táxi ou traslados, e se possível transporte público.

Fico grata pela atenção.

Liessa Rocha

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Liessa! Todas as nossas dicas de passeios na região estão nesse post mesmo. Veja essa caixinha de links no final do texto. smile

Liessa Rocha Aguiar

Outra opção, que gostaria de ver a possibilidade, seria visitar uma praia... Talvez no lado Argentino...Bjs. Liessa

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Acabei de voltar de uma viagem de 4 dias a Foz do Iguaçu e volto aqui para deixar minhas impressões – as dicas daqui foram imprescindíveis para eu resolver minha viagem! Ficamos quatro noites, fomos a Itaipu, parques brasileiro e argentino, parque das aves, fizemos o passeio de helicóptero e fomos jantar todos os dias em Puerto Iguazu. Fiz um relatório, ficou meio grande, então devo dividir em vários comentários.

Hotel: Ficamos no Recanto Cataratas. Ele é estilo resort, com uma piscina bem grande, bar molhado, estrutura bem boa. As áreas comuns são bem bonitas, café da manhã gostoso (muitas frutas e sucos). Os quartos são razoáveis – no que ficamos, que pelo que entendi é o quarto duplo mais simples, dá para perceber que o quarto foi reformado, está bem bonitinho, mas o banheiro está bem defasado. Muito antigo (estilo ‘casa de vó’), desgastado, com muitas manchas, água acumula no chão do box. Nada que impeça o uso, mas passa uma impressão ruim. Por ser uma estrutura antiga, também achamos o isolamento acústico entre os quartos ruim – em alguns dias acordamos mais cedo que o previsto com o barulho das pessoas nos outros quartos. As portas também são bem barulhentas.
Quanto à localização, ele fica meio longe (mais perto de Itaipu e do Paraguai que do Centro, Cataratas e Argentina). Como alugamos carro, não teve problema, mas no último dia já estava meio cansada de ter que andar 10 km para ir a qualquer lugar. Por outro lado, como fica em uma área meio isolada, não tem barulho de rua.

Transporte: como queríamos ir bastante à Puerto Iguazu, alugamos carro na Localiza (usando desconto da parceria com a Gol) e foi ótimo. Eu e meu marido somos bem independentes, então foi muito bom poder sair/voltar quando queríamos, sem preocupar com transporte, gasto com táxi, etc. A Localiza emitiu uma autorização de circulação no Mercosul, para podermos ir à Argentina, por R$ 22. Não compramos a Carta Verde – o atendente da Localiza disse que como iríamos apenas a Puerto e às Cataratas, não era necessário (e eles vendem a carta verde lá, então realmente não é necessário, ou eles teriam nos empurrado). Em nenhum momento (nem na aduana nem em Puerto) nos foi pedido qualquer documento do carro.

Itaipu: Fizemos o Circuito Especial, no qual se entra na área de operação da usina. Muito interessante, mas achei caro para o que oferece (são R$ 64, mais caro que as entradas dos dois parques das cataratas). Não faria de novo (mas eu cresci frequentando canteiro de obras de hidrelétricas, então apesar de Itaipu ser gigante, a estrutura em si não me impressiona muito).

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Olá Juliana, gostaria de lhe fazer uma pergunta e se poder responder agradecerei muito!
Pode me dizer qual o valor que pagou na locação do carro?
Também vou com a Gol, como funciona esse desconto?
e qual o limite necessário no cartão?

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Oi Rafael. Nós fizemos a reserva direto no site da Gol, depois de entrarmos com o localizador do voo, aparece aoscar de locação de carro. Vc reserva a categoria mais simples, mas eles te dão o carro com ar, vidro elétrico e direção, pelo preço da anterior - é automático esse processo no site. Ficou R$ 360 por quatro dias de locação, Km livre, pegamos um celta novinho. Na hora da locação a localiza bloqueou R$ 1,5 mil no cartão como garantia

Juliana
JulianaPermalinkResponder

(continuando o relato do comentário anterior)

Cataratas: Fomos primeiro ao parque brasileiro, depois ao argentino (um dia em cada), como indicado aqui. Realmente a melhor opção. Achei o parque brasileiro, apesar de mais bem cuidado e com mais estrutura, com menos atrações. Além da ‘trilha’ de 1,2 km que tem a vista pras cataratas e termina na passarela na qual vc fica pertinho delas, e do passeio de barco, não tem mais nada pra fazer (além de trilhas muito longas, de 9 km, que só gente com mais preparo/animação aguenta). No dia que fomos só deu tempo de fazer a trilha – quando estávamos na passarela começou a chover, primeiro fraco, mas depois caiu um dilúvio, que durou umas boas horas – e continuou chovendo fraco o resto do dia. Acabamos indo embora sem fazer o Macuco Aventura (o que no fim acabou sendo bom).
No dia seguinte, fomos ao parque argentino. Estava nublado, então resolvemos ir direto para o passeio de barco. Optamos pelo Gran Aventura (que além de ir nas cachoeiras inclui um passeio de jipe pela mata e uma navegação rápida pelo rio antes de chegar nas cachoeiras. Não achei nenhum dos dois nada demais, para mim não valeu o dinheiro a mais – mas quem não tá acostumado com natureza/rio deve valer sim – no meu grupo, que só tinha estrangeiros, todos ficaram bem impressionados com a mata).
A parte das cachoeiras é muito legal! Sai todo mundo realmente ensopado, mas a sensação é deliciosa, muito divertido. Eles dão uns sacos a prova d’água para colocar seus pertences, e o mais indicado é estar de chinelo e roupa bem leve ou roupa de banho (tinha uma mulher de maiô no meu barco). Adorei essa parte, e no fim achei bom não ter feito o passeio no Brasil – ia ser meio repetitivo e o passeio argentino vai em uma queda a mais.
Depois disso nos secamos e fomos fazer as trilhas. Para sair do ponto de desembarque do barco e chegar no Circuito Inferior, que é o acesso ‘de volta’ ao parque, vc sobe uma trilha na beira da montanha, pertinho das cachoeiras, que é muito linda! Depois continuamos pelo Circuito Inferior, que é mesmo imperdível – cachoeiras lindas, vc chega muito perto, e tem outras muito escondidas. Depois dele fizemos o Circuito Superior (legal também, vc tem uma vista de cima das cachoeiras) e por último fomos pra Garganta do Diabo. Comandante tem razão em recomendar essa trilha primeiro (chegar e sair é muito chato, um monte de passarelas sobre o rio sem nada muito legal para ver, e sem árvores perto, então é com sol na cabeça o tempo todo). Mas como queríamos garantir o passeio de barco antes da chuva (no fim não choveu e o tempo abriu), invertemos. Apesar do caminho ser chato, o fim vale a pena. É muito bonito.
Chegamos cedinho no parque, no horário da abertura, e saímos um pouco antes das 16h. Temos um ritmo de caminhada rápido, mas paramos muito para contemplar as cataratas e fazer fotos. Chegamos a validar o ingresso para ir no dia seguinte novamente pela metade do preço, mas acabamos não indo porque o tempo estava bastante nublado e instável. Mas em um dia consegui fazer tudo o que queria e saí maravilhada.

Passeio de Helicóptero: por favor, FAÇAM! Foram os 10 minutos mais caros da minha vida, mas também alguns dos mais sensacionais também. É maravilhoso, fiquei de boca aberta o tempo todo, não conseguia parar de sorrir. Incrível. Custou R$ 325 por pessoa. É caro, mas vale cada centavo, reservem o dinheiro antes de ir, por favor! Fizemos no mesmo dia do parque argentino (aproveitamos que o tempo estava bom e fomos direto para lá).

Parque das Aves: também maravilhoso, fiquei encantada. Vale muito o passeio, os viveiros em que as aves ficam soltas e você anda entre elas é incrível. As aves voam como se vc não estivesse ali – um tucano quase bateu no meu marido. O viveiro das araras é incrível. São muitas, de todas as cores, demais. Adorei o passeio. Ficamos umas três horas lá dentro, fazendo com calma, apreciando bem as aves.

Juliana
JulianaPermalinkResponder

(terceira e última parte do relato - ficou longo mas como eu adoro ler relatos detalhados, gosto de escrever também)

Aduana: Como nossos RGs são antigos, feitos há mais de 10 anos, viajamos com o passaporte. Nosso saldo foi de 12 carimbos novos (fomos 6 vezes para Argentina). Em geral com o passaporte a passagem pela aduana demora um pouquinho mais, mas sem grandes problemas. Em média demoramos 10 minutos para passar, todas as vezes de forma bem tranquila – no máximo nos perguntavam para onde íamos. Apenas no sábado, quando estávamos indo jantar, por volta das 20h, pegamos uma fila maior, de uns 20 minutos. Cedinho, quando fomos para o parque argentino, não tinha ninguém na fila.

Restaurantes em Puerto Iguazu: fomos em três: Te Amaré Maitena, La Rueda e Aqva (duas vezes). O primeiro não recomendo – apesar de a comida ser boa (comemos massas) e do preço bom, o atendimento é péssimo (tinha apenas um garçom para salão interno inteiro) e o ambiente é muito barulhento (tinha música ao vivo do lado de fora e outra música nas caixas de som do lado de dentro. Ambas eram altas e conflitavam). Demoramos muito para conseguir fazer os pedidos. Eu tinha lido uma resenha de alguém falando que o ambiente era ótimo, romântico, ideal para casais, mas é totalmente ao contrário – bem informal, não achei nada demais, foi bem decepcionante. Aceita real, na época a cotação era 4 para 1.
Do La Rueda eu gostei – ambiente bem agradável, serviço bom, carta de vinhos ótima. Comemos carnes – boas a baratas, mas os dois cortes que pedimos não estavam muito macios (se acha carne melhor nos restaurantes argentinos de SP). Estava gostoso, mas não foi sensacional.
O Aqva foi o melhor – a carta de vinhos é menos extensa, mas tem boas opções, o atendimento é bom, o ambiente gostoso (mas simples, não é elaborado) e a comida muito boa. Pedimos em um dia carne, no outro peixe. Ambos deliciosos – carne super macia, os peixes sensacionais. Vale muito. Aceita real, na época a cotação era 4 para 1.
Pra quem gosta de sorvete, quase do lado dele, uns dois restaurantes para frente, tem uma sorveteria Cremollati – sorvete delicioso, mais barato que o Freddo.

Vinhos: para quem gosta de vinhos argentinos, vale muito comprar lá – pagando em pesos, fazendo o câmbio em Foz, ou em real mesmo (mas em cash). O melhor custo benefício que achamos foi na Vinoteca Don Jorge (fomos na unidade da Av. República Argentina). A loja é meio bagunçada, mas os preços são bem melhores do que os das outras que fomos, tem uma boa variedade, e eles estavam dando 15% de desconto no pagamento em dinheiro. Quando fomos, eles aceitavam o real a 4 pesos para 1 real, então nem precisamos faze câmbio para comprar.

Aproveito para agradecer a todos pelas dicas! Abraços!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Uau, Juliana! Obrigadissíssima pelo feedback!

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Imagina, Bóia! Vocês são minha fonte número um de pesquisa de viagens (e inspiração tbm!) há muitos anos. Nada mais justo que retribuir!

Marlise
MarlisePermalinkResponder

Olá, fui a Foz no começo do mês e gostaria de apenas acrescentar algumas observações e agradecer por tantos comentários legais, que me ajudaram bastante.
Primeiro, fevereiro é um mês muito quente em Foz: pegamos um dia de 38°! Até para mim, nordestina, é demais! É bom pesar isso na hora de marcar a viagem. O lado bom é que as Cataratas estavam a todo vapor! Uma perfeição...
Outra coisa: é possível sim passear em Foz apenas com transporte público, porém é bom saber que os pontos turísticos são bem distantes do Centro (média de 40 minutos) e o trajeto será em pé, pois os ônibus tem poucos assentos. Eu tiro de letra, mas idosos e crianças talvez não...
Outro ponto negativo de estar sem carro, é a ida a Argentina a noite. Nesse horário não existe transporte e os taxistas costumam cobrar uns R$ 60 a viagem (só ida ou volta), o que para mim ficaria bem pesado, considerando o jantar. O bom é que Foz tem alguns restaurantes legais: o Rafain e o 4Sorelle são bem bacanas. Mas queria ter conhecido o Cassino de Puerto Iguazu e acabou que não fui, pois o hotel que fiquei (Pietro Angelo, recomendo, bem legal) não fazia mais a parceria de leva e traz gratuito com o Cassino. Fui apenas um dia na Argentina.
Outra informação que obtive por lá: atravessar a ponte da Amizade a pé não é coisa do outro mundo! Li vários relatos e fiquei tão assustada, que quase não era convencida a fazer a travessia. Muito tranquilo (tirando o sol de rachar), gente de todas as idades...perfeitamente possível. No hotel tinha uma agente de turismo que me contou que aconteciam furtos, roubos, enfim de tudo! Mas o pessoal de lá negou tudo...acho que isso é conversa de empresa de turismo, só pode.. hehehehehe
Em tempos de reforma na ponte, acho bem recomendando atravessar a pé, claro que acompanhado e até as 16h no máximo.
Última informação: com o peso desvalorizado, para comprar no Duty free da Argentina recomendo que faça a troca em alguma casa de câmbio em Foz de real para peso. Assim, o dólar vai acabar saindo por uns R$2, em vez de quase R$3, se você for comprar em real. Fazendo assim, achei mais interessante comprar no Duty Free do que no Paraguai.
É isso! Boa viagem! Foz é linda! Ainda hoje sonho com o Parque da Aves! Muito Bom!

wagner
wagnerPermalinkResponder

Nao estou encontrando o site para o passeio de Helicoptero pelas cataratas.
Voces sabem se ainda existe esse passeio?
Wagner

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Wagner! O site da Helisul está fora do ar, mas o Viator continua vendendo o passeio:
http://br.viator.com/pt/8328/tours/Foz-do-Iguacu/Voo-panoramico-de-helicoptero-pelas-Cataratas-do-Iguacu/d970-2484IGUHELI

(Ou seja: deve continuar existindo, sim. Para não pagar IOF, compre ao chegar ou via uma agência de receptivo de Foz.)

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Olá! Vou para Foz do Iguaçu em outubro, nas minhas férias, e gostaria de passar por Encarnaíón (Paraguai), Posadas (Argentina) e São Miguel das Missões (Rio Grande do Sul) e depois seguir para de ônibus para SP. Desejo saber se é possível fazer os trechos entre as cidade acima de ônibus? Só encontrei informações sobre o trecho Assuncíon-Encarnación, mas não quero passar pela capital do Paraguai, gostaria de seguir direto de Foz do Iguaçu ou Puerto Iguazú (Agentina) para Encarnación, caso seja possível.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Juliana! O site http://www.plataforma10.com traz todos os trajetos de ônibus da Argentina. Use um mapa e vá testando pares de cidades.

Bruno Dias
Bruno DiasPermalinkResponder

Olá a todos,

O Viaje na Viagem foi meu guia para minha viagem para Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú entre os dias 12 e 16/3/2015 e foi demais, só não encontro aqui dicas para acomodações digamos... mais econômicas rs...

Só quero adverti a todo: CUIDADO AO VISITAR O MARCO DAS 3 FRONTEIRAS!

Peguei um ônibus no TTU e fui conversando com o cobrador e foi mais um que não recomendou a visita. O lugar é muito afastado, inóspito, sem qualquer segurança e existem relatos e mais relatos de assaltos. Nem saí do ônibus, voltei pro centro de Foz e infelizmente fiquei sem tempo para o Plano B do dia, o Parque das Aves.

Se quiserem ir, vão em algum passeio de agência e certifiquem-se de que haverá segurança para os turistas.

De resto, aproveitem, a viagem é fantástica.

Fabiola
FabiolaPermalinkResponder

Se alguém precisar de hotel no caminho para Foz, fiquem na cidade de Medianeira, no Hotel Harbor Inn. Preço bom, café da manhã delicioso. A cidade fica a 50km de Foz.

Bleu
BleuPermalinkResponder

Ola pessoal! Mas que maravilha de site! Super informativo e bem estruturado. Parabens.

Ana
AnaPermalinkResponder

Estive em Foz por 4 dias em grupo de 14 pessoas, ficamos hospedados no cetro, no Hotel Pietro Angelo, hotel excelente para quem vai para passear, ao lado tem uma padaria 24h que oferece refeições, lanches e sopas com preço ótimo, como nosso grupo era grande alugamos uma van para nosso transporte desde o aeroporto e todos os passeios que fizemos: cataratas brasileiras, cataratas argentinas, duty free, jantar na Argentina, Icebar, compras no Paraguai e Itaipu, o preço ficou muito em conta (http://www.vansfoz.com.br/), na ultima noite jantamos no italiano La Mafia, esse oferece serviço de leva e traz, restaurante temático e com boa comida. As compras já não estão compensando muito devido ao dolar alto, mas visitar as cataratas sempre é o melhor motivo que nos leva pra lá!

Renata | nhatinha

Oi oi! Tenho um casal de amigos gringos que estão querendo se aventurar de Bonito até Foz de ônibus...alguém sabe se devo aconselhar a favor ou contra? E que empresas fazem as rotas?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nhatinha! Parece que Viação Nova Integração faz a rota Campo Grande-Foz em 18 horas. Entre Campo Grande e Bonito há ônibus e vans.

Compre o trecho Campo Grande-Foz em http://www.eucatur.com.br .

Edson
EdsonPermalinkResponder

Ótimo o seu blog, bem feito e informático. Parabéns!!! Já visitei Foz do Iguaçu, indo ao Parque das Aves e a espetacular Cataratas do Iguaçu. Super recomendado!!!
Aqui meu vídeo no passeio pelas cataratas:
https://www.youtube.com/watch?v=jD7perPOPc8

e aqui ao Parque das Aves:
https://www.youtube.com/watch?v=UFQ5dmUjCm4

Muito obrigado e abraços!!!

Edson
EdsonPermalinkResponder

Desculpe do erro, escrevi informático e era informativo...no comentário anterior.

Claudia
ClaudiaPermalinkResponder

Bóia, e pessoal do blog, alguém já ficou no La Cantera Jungle Lodge, em Puerto Iguazu? Gostei da idéia de ficar em hotel de selva com meu marido gringo, mas achei o preço do Loi Suites proibitivo. Alguém tem alguma informação sobre este hotel que parece bonzinho também?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Claudia! Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

Claudia
ClaudiaPermalinkResponder

Olá Bóia! Acabei reservando outro hotel, este parece bom mas as revisões são misturadas (uns amam e outros odeiam), e vi vários relatos de gente reclamando de mofo no quarto e meu marido é super alérgico...

Patricia Véras

Bóia e pessoal, passo aqui para deixar meu relato de 1 semana em Foz agora em julho, para retribuir as dicas que peguei aqui.

Éramos 2 famílias com 2 crianças cada: 3, 5, 5 e 8 anos. Ficamos no Bourbon e adoramos o hotel. Por causa do atraso nas chuvas, pegamos dias de chuva mesmo sem ser época e o hotel oferece opções legais quando o tempo fechado impossibilitar passear com os pequenos. Eles adoraram a trilha ecológica, casa na árvore, o boliche é muito bom, cinema, piscina coberta e aquecida. Foi uma grata surpresa. Quem como nós tiver filhos alérgicos e com asma, na reserva pedir um quarto hipoalergênico (termos que nos falaram no hotel), que serão os quartos sem carpete.

Quanto à Foz, que grata surpresa! Se ainda não conhece, como era meu caso, vá no próximo feriado! Tudo muito traquilo de se fazer, e lindo, lindo, lindo.

Indico tb o pessoal de transfer que pegamos e nos atenderam muito bem, mesmo de última hora pois esperávamos amanhecer e ver como estaria o tempo para decidir o passeio: Vans Foz (tratei com o Marcelo), e um casal super atecioso que possue uma van e um carro pequeno, podendo atender a diferentes grupos: Valmir e Luciane (pode-se passar telefones aqui, Bóia?)

Quanto aos passeios, com o tempo um pouco instável e crianças ainda pequenas, algumas coisas ficaram para a próxima como o Macuco Safari e a visita complera a Itaipu. Mas eles curtiram muito o Parques das Aves, as Cataratas do lado brasileiro (como estava bem cheio, mesmo esse que é mais tranquilo no final, eles estavam bem cansados), as cataratas do lado argentino fomos só com a mais velha, de 8 anos e ela amou. O que cansou mais do que andar foi a espera pelo trem, pois realmente essa época lá é bem cheia. Mas ainda assim, valeu cada minuto de espera, é realmente impressionante a visão que se tem do lado argentino. Uma grata surpresa foi o Vale dos dinossauros, que está novinho e bem montado.

Voltamos com a intensão de voltar com eles mais velhos para curtirmos os passeios mais radicais. A impressão geral foi de uma cidadde com excelente capacidade para receber os turistas, a educação e atenção de todos em geral, no hotel, nos transfers, etc.

Adoramos!!!

Fenando (Nando)

Parabéns eternos pelo seu trabalho.......não viajo sem antes passar por aqui !!!

Vamos de carro a partir de Campinas (adoro dirigir). Minha pergunta: como vou com carro próprio, no meu nome, mesmo só indo até Puerto Iguazu, é preciso a tal CARTA VERDE ? Se sim, quanto custa e onde providencio ???

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernando! Até 30 km da fronteira não precisa.

Alessandra
AlessandraPermalinkResponder

Eu não retorno a Foz tão cedo. Tem alguns lugares que valem a pena, contudo, para uma viagem de férias não recomendo. E se vier não perca tempo indo a Cidad del este, lugar bagunçado, inseguro, Não compensa. Vá ao Duty Free, mas não perca tempo com o Paraguai. Realmente, 3 dias são suficientes para ver so as belezas dos pontos turísticos. Para quem vai ficar por conta de transporte público, recomendo paciência.

Thiago Castro
Thiago CastroPermalinkResponder

Tb achei Ciudad del Este uma zona e pretendo nunca mais retornar. Tb concordo que 3 dias tá de ótimo tamanho para conhecer oq tem. Mas curti muito os parques das Cataratas (os dois lados) e voltaria fácil à cidade. Só não dá pra achar que Foz é o lugar para passar uma semana ou 10 dias.

Mariza Theme
Mariza ThemePermalinkResponder

Como muitos outros fãs do VNV, não poderia deixar de dar meu depoimento. Fui a Foz do Iguacu no feriado da Independencia (setembro dr 2015).Realmente as cataratas são belíssimas (nem se compara com Niagara Falls), mas sobra pouco a fazer depois de visita-las. Complementei seis dias de viagem conhecendo as Missões da Argentina e Paraguai. Para quem tem interesse em agregar cultura vale muito a pena. Fiz um mix dos post daqui. Peguei um ônibus em Puerto Iguacu com destino Santo Inácio. Desci na rodoviária e fui conhecer a Missão. Fomos para Posadas e no dia seguinte contratamos um motorista que nos levou para duas missões paraguaias. E um pouco mais caro que a " lenha" de pegar ônibus, mas para quem quer conforto e tranqüilidade e um dinheiro bem investido. De resto, e seguir as dicas da Dani, inclusive do restaurante em Santo Inácio. Achei a experiência do ônibus ótima. Fui de semi- leito, muito confortável, dormi a viagem toda e nem vi o dilúvio de granizo na volta.

Martin Alvez
Martin AlvezPermalinkResponder

Olá, gostaria saber se tem algum transporte de Foz do Iguaçu para o Aeroporto de Puerto Iguazu (Argentina)?
Pode ser ônibus, van, etc...
Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Martin! Este post traz informações atualizadas:

http://www.viajenaviagem.com/2015/10/foz-do-iguacu-transporte-dicas

Martin Alvez
Martin AlvezPermalinkResponder

Muito obrigado pela informação.

tatiana
tatianaPermalinkResponder

Olá muito obrigada pelas dicas. Eu estou em Foz desde o dia 9/11 viajando sozinha. Utilizei os ônibus publicos saindo do terminal para fazer os passeios fiz cataratas brasileiras e itaipu. Para cataratas argentinas, duty free argentino e paraguai eu peguei o ônibus do lado do terminal. Troquei pesos argentinos para ir as cataratas argentinas no supermercado Muffato que é proximo ao terminal. Ha uma casa de cambio la que funciona também aos sabados e domingos. 1 real por 0,27 pesos. Eu achei a cidade segura e as pessoas sao atenciosas. Fiquei no hotel bella Itália uns 15 minutos a pe do terminal. É facil chegar lá. A av. Brasil que tem muito comercio e restaurantes é perto do terminal. Eu recomendo dar uma olhada nas lojas dessa avenida se for comprar lembranças antes de comprar nas cataratas brasileiras que é uma fortuna. Uma camiseta por 70 reais. Uma agua 500ml custa 5 reais. Uma capa de chuva 15 reias. Enfim, eu estou adorando Foz. Apenas.pena. As cataratas são maravilhosas e precisamos aproveitar a chance de conhecer um lugar tão lindo do Brasil.

Paulo
PauloPermalinkResponder

Boa noite o que você indicaria para as compras no Paraguai, ( real, dólar ou peso?)
Fico grato .

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paulo! No Paraguai, use dólar. Se for comprar no free shop argentino, troque reais por pesos nas casas de câmbio do centro de Foz e aproveite os preços camaradas em pesos, que usam o câmbio oficial.

Francinete isidoro Sanches

Estamos indo para Foz (eu, meu marido , minha mãe e minha cunhada ) e vou levar a minha maquina fotografica Canon T3i que é uma câmera digital profissional, existe ainda aquela declaração de equipamentos ? Se for com ela na volta a aduana pode implicar com ela ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Francinete! O controle é no aeroporto de Foz, ao embarcar. Qualquer mala pode ser vistoriada pela Receita.

Livia
LiviaPermalinkResponder

Ótimas dicas, Ricardo! Estive esse mês de dezembro lá e vou dar minhas opiniões tb! 2 passeios que acho imperdíveis: o passeio de bote do lado argentino (sim, tenho que admitir que as Cataratas do lado argentino são mais bonitas e o passeio de bote é melhor que o macuco brasileiro). Outro passeio muito legal foi a visita à usina de Itaipu! Façam o circuito especial, é mais completo! Vale a pena! Pesquisei mto sobre hotéis e escolhi o Nadai comfort, no centro de Foz, gostei muito e recomendo. A única fria que entrei foi o Duty free argentino, que tanto falam! Não tem bons preços, não vale a pena!

Sergio Correa
Sergio CorreaPermalinkResponder

Olá, vou à Foz com minha esposa agora em janeiro. Como pretendo aproveitar a noite argentina, você tem noção de preços atualizados de táxi ou van particular para retorno à Foz do Iguaçu, lá pela meia noite ou um pouco mais?
Muitíssimo obrigado.
Abs
Sergio

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sergio! Os preços atualizados estão aqui:

http://www.viajenaviagem.com/2015/10/foz-do-iguacu-transporte-dicas

Juliana Monteiro

Boa tarde, pretendo ir a Foz no carnaval e gostaria de saber se as lojas no Paraguai funcionam normalmente?

Abs,

Juliana

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Juliana! Funcionam.

Marcus Barrocas

Lembre-se que nos domingos as Lojas de Ciudade del Este fecham, mesmo no carnaval. Recomendo o Shopping Mona Lisa e o Shopping Del Este. Apesar de um pouco mais caro, a procedência é confiável.
Se quiser mais dicas de Foz, visite meu site:
[url/http://marcusbarrocas.com.br:1234/fozdoiguacu.htm]Foz do Iguaçu[/url]

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Fiz o passeio com esposa e filhos de 9 e 7 anos. É um bom passeio, as atrações principais são boas e as secundárias ruins.
Cataratas lado Brasil ( vale a pena pagar P alto preço do macuco) é muito melhor que o lado argentino. Apesar do argentino ter mais animais. Cobraram R$ 23,70 uma garrafinha de água.
Achei que puerto iguazu fosse uma cidade mais preparada para o turismo. Perda de tempo para quem está em família. Foz do Iguaçu tem boas opções para jantar.
Paraguai compensa pouco com o dólar nesse valor, mas vale uma passada.
No geral recomendo o passeio a foz. 4-5 dias é suficiente.

mauricio
mauricioPermalinkResponder

Bom dia,sou morador d foz,fica a dica ai,pra vc,s q vem pra foz do iguaçu,fazer cambio pra compra na cidade pra compra d pesos argentino, q acho eu q e mais barato q na cidade d vc,s pelo giro s moeda q é pela cidade se torna mais em conta

Emanuel
EmanuelPermalinkResponder

Bóia,

Estou indo pra Foz do Iguaçu em Maio com meus pais (um jovem casal de 72 e 79 anos) e gostaria de saber como é a acessibilidade do Parque para idosos, sobretudo como é o acesso do lado argentino.

Obrigado,

Emanuel.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Emanuel! No lado argentino é preciso caminhar bastante.

SIMONE MARQUES BRASIL NEPOMUCENO

Acabei de voltar de Foz. Fiquei 5 dias inteiros pq queria fazer tudo o que tem pra fazer. Não deixamos nada de fora. As cataratas é a coisa mais linda que já vi na minha vida. Chorei de emoção. Queria deixar registrado que conhecer Itaipu é fantástico também e que fizemos todos os passeios disponíveis por lá. Valeu muito. Aprendi coisas incríveis. Separamos um dia inteiro pra Itaipu. Se vc puder arcar com o custo dos passeios eu recomendo.

Tatiane
TatianePermalinkResponder

Olá pessoal!
Gostaria da ajuda de vcs. Pretendo ir à Foz em outubro porém li que é um mês chuvoso. Alguém já foi em outubro? Me indicam ir?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tatiane! Nos dois parques você vai se molhar mesmo se fizer sol. Primavera e outono são mais propensos à chuva do que outono e inverno, mas em compensação têm tempo mais quente. Não há época ruim de ir a Foz do Iguaçu.

Adones Henrique

Olá galera! Fui a Foz no início de maio/2016 e gostaria de deixar aqui um pouco do que conheci de lá. Gostei muito desde site e por isso fiz questão de vir agradecer pois aprendi muitas dicas aqui. Primeiro, da pra andar de ônibus para qualquer lugar em Foz do Iguaçu. No aeroporto tem ônibus na porta, cobra 3,20 e te leva ao centro (linha 120 ida e volta) onde estão 99% dos hotéis, não precisa de ficar com vergonha das bolsaiadas não, os motoristas estão super acostumados. O centro fica muito afastado do aeroporto e as cataratas ficam coladas no aeroporto. Então se vc quiser bancar táxi vai ficar caríssimo, andei ônibus inclusive para o paraguai e foi super tranquilo. Para ir as cataratas, lado brasileiro, é o mesmo ônibus da linha 120. Fiquei hospedado no Pietro Angelo excelente hotel. Para ir ao Duty Free (centro de compras careiro na Argentina) tem um ônibus da CVC que busca clientes em vários hotéis do centro ás 18 hs, todos os dias, e é gratuito. Vai ás 18 hs e retorna ás 21:30 hs aos hoteis. Recomendo ir uma noite na churrascaria Rafain show, é absurdamente caro uns 150,00 por pessoa, mas vale cada centavo. Eles buscam no hotel com carro de luxo, achei super top pq eu esperava uma vanzinha e chegou um carrão preto chiquérrimo kkk, mas fique esperto, depois do show eles fecham a área do buffet, então coma antes do apresentação começar, não chegue tarde demais. No Paraguai ta tudo

Rafael Bonhomme

Muito bom o post, parabéns! Gostaria também ajudar o pessoal aqui. Existem um site, que é uma plataforma muito boa. O site organiza as melhores taxas de cambio, das casas de cambio em Foz do Iguaçu, Ciudad del Este e Puerto Iguaçu. Tudo automático. Então, você escolhe a moeda que você tem, por qual quer trocar, seleciona a cidade e pronto!!! www.aquicambio.com esse site me ajudou muito, ganhei tempo e dinheiro! Para quem vai viajar para a fronteira, é a melhor opção, graciaas!!!

Mariana Roberta Valentim

Ficamos por 4 dias em Foz do iguaçu, eu e meu esposo, deixarei aqui minhas impressões. Antes de viajarmos pesquisei em vários sites e blogs inclusive aqui que sempre curto e acompanha as postagens e ouço na rádio, me ajudou muito em alguns pontos, Obrigada.
Resolvemos fazer nossa viagem de carro pois gostamos de viajar assim, saímos da cidade de Registro-SP, fomos em pista duplicada até um pouquinho depois de Curitiba depois a pista ficou simples e de lá cerca de 90% do caminho é assim, então se forem de carro programem para viajar durante o dia pois a estrada fica bem perigosa em pista simples. Em nosso primeiro dia visitamos o lado Brasileiro pagamos em torno de 170,00 nós dois e o estacionamento, neste lado se tem uma estrutura maravilhosa típica dos parques de Orlando bem parecida diga-se de passagem até a musiquinha de fundo é parecida rsrsrsrsrs. Ela é fantástica de uma grandiosidade e beleza que você se arrepia quando vê pela primeira vez, recomendo a todos que vão conhecer. Fizemos o passeio do barco ( Macuco) pagamos 198,00 cada um, achei um pouco caro mais a sensação é indescritível te leva embaixo de uma das quedas é muito legal, para quem tem filhos tinha crianças fazendo este passeio também então não é nada tão radical assim e tinha idosos também para quem for viajar com a vózinha ou vôzinho. Terminamos o passeio cedo pois chegamos bem cedo ao parque ele abre as nove mas quando faltava quinze minutos já estávamos na fila e pegamos uma fila bem pequena sempre fazemos isso em viagens chegamos bem cedo nas atrações assim conseguimos aproveitar bem o dia. Nesta mesmo dia vsiitamos Itaipu no ônibus panorâmico pagamos 30 reais por pessoa, mas estava chovendo então não deu pra aproveitar muito mas conseguimos conhecer e ver a grandiosidade da obra. Neste dia estava ansiosa pelo jantar pois segui a orientação de vários blogs e posts e escolhemos o tão afamado El tio querido primeiramente ficamos cerca de 1 hora na aduana para atravessar saímos do hotel era umas oito e meia e já chegamos tarde lá, jantamos cedo hahhah, e esperamos cerca de 1 hora também para entrar pedimos o famoso bife de chourizo e uma porção de batata, a batata estava mucha parecia requentada o bife que vem sozinho sem acompanhamento nenhum não pesava 200 grs se estiver com fome vai continuar assim e servido em uma chapa bem zuadinha meu esposo tomou uma coca cola KS dessas de 250ml e eu um vinho, o vinho estava bom, eis que chega a conta 188,00 reais se pagasse em pesos sairia um pouco mais barato pois a conversão que eles fazem é sempre mais alta nos restaurantes de Puerto Iguazu entaum se for jantar leve pesos, enfim o bife bem mal ajambrado saiu por 80 reais cada péssimo custo benefício a coca do meu marido pasmem 9,90 REAIS UMA COCA KS kkkkk ou seja restaurante para TURISTA pegadinha FUJAMMM.
No segundo dia escalamos Paraguai não estava em mente comprar muita coisa só umas bebidas levamos real e dólar, no hotel já nos disseram para não ir de carro, tinha lido sobre isso em outros posts tb, pois segundo o pessoal do hotel se caso acontecer um acidante lá eles não querem saber se você está certo ou errado simplesmente prendem seus documentos e aí sua viagem se torna um pesadelo, então decidimos evitar qualquer transtorno e fomos de carro até os estacionamentos do lado Brasileiro e seguimos a pé, é tudo muito caótico pessoas te abordando muitas camelôs muita coisa falsificada, tentaram me vender uma GOAL PRO hahahahahha, não comprei, e conseguimos chegar ao Monalisa um shopping que já viemos pelo caminho todo vendo seus outdoors e não é atoa é um pedacinho dos EUA no Paraguai tudo muito legal, tem uma adega de vinhos e bebida maravilhosa linda msm, comprei minhas bebidas lá tanto tb pq não confiei em comprar nas lojas de rua saíram pela metade do preço, pagamos em real pois a cotação de dólar deles estava mais baixa que a nossa então não compensava pagamos em torno de 3,75 e lá estava em 3,60, o real é bem aceito em todo lugar, voltamos para o hotel e fomos visitar ainda neste dia o parque das Aves muito bonito a experiência com as araras e bem legal. Nesta noite traumatizados com a péssima experiência no El tio querido tentei pesquisar melhor o restaurante e olhar os comentários ruins gente façam isso, não leiam só os bons leiam as criticas também se elas se repetem é pq tem fundamento sim depois descobri que as criticas do el tio querido se referem a isso péssimo custo benefício, comprovado rsrsrsrs, e chegamos ao LA MAFIA em Foz msm pois estávamos cansados e não queríamos ficar mais uma hora na fila para atravessar a fronteira e a experiência foi outra, tivemos que esperar também por uma mesa pois e bem badalado e não tinhamos feito reserva, mais uma dica FAÇAM RESERVAS independente de onde vão jantar ou em Foz ou Puerto evita de ficar esperando, mas valeu a pena cada minuto esperado a comida deliciosa decoração muito legal os garçons vestidos de mafiosos e uma massa espetacular e o molho também eu e meu marido mais vinho mais sobremesa e COCA KS hahahhaha, 120,00 excelente custo benefício, não perdemos tempo e reservamos também par ao dia seguinte, aliás pagaria os 180 até 200 pq valeria a pena.
Terceiro dia lado Argentino, sem palavras, nacionalismo a parte, o lado Argentina é f......., muito lindo estávamos receosos com a estrutura pois vi em vários posts falando sobre isso, não é como o lado Brasileiro mas nada que vá atrapalhar o seu passeio , não digo que tem uma estrutura ruim e sim rústica mas acho na minha opinião como tem que ser pois parece mais preservado, lá fizemos as 3 trilhas todas a pé é cansativo sim mas vale cada metro andado você consegue ver as cataratas de diversos ângulos vocês precisam fazer as trilhas, se tiver din din sobrando faça em dois dias, mas senão da pra fazer em um dia, nós fizemos em um dia, o gran finale se dá na estupenda Garganta del Diablo não tenho palavras para descrever só posso dizer uma coisa, VÃOOOO, lá no lado Argentina só é aceito PESO então precisa cambiar antes de ir, ficou para os dois com estacionamento 590 pesos cerca de 150 reais tudo. Encerramos nossa viagem jantando novamente no La Mafia e foi tudo muito bom novamente com a diferença que não tivemos que esperar e fechamos a noite indo a Puerto Iguazu na Capriccio uma lojinha que vende alfajores, azeites, molhos, coisinhas gostosas, SUPER RECOMENDO atenciosíssimos e tudo com preços bem bons.
Resumindo Vão visitar Foz vale a pena, em relação ao câmbio Paraguai real, argentina Peso os nossos dólares voltaram intactos. Espero ter ajudado com este relato de nossa viagem smilesmilesmilesmile

Paulo Penna
Paulo PennaPermalinkResponder

Ótimo comentário Maria Roberta, e reforçando a cidade de Puerto Iguazú do lado argentino está totalmente decaída parece uma cidade abandonada, esta tal de feirinha horrível um cheiro ruim, péssimo atendimento, o que se salva lá é a loja de vinhos La Vinoteca de Don Jorge preços e atendimento excelente.
Para passeios o city tour da Loumar Turismo.

Danielle Andrade

Boa Noite!

Não sei se vcs podem me ajudar, Sou do Rio de Janeiro e estou no site de vcs, pesquisando sobre Foz.
Estou começando a fazer uma pesquisa para ir em Foz no carnaval do ano que vem e já estou perdida em tanta informação. rsComo tenho um criança de 2 anos, não sei se fica viável conhecer a cidade justo no carnaval, que deve ser bem cheia.

Vcs me indicam viajar no carnaval, para Foz???
Grata

Danielle Andrade

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Danielle! A cidade estará bem cheia em qualquer feriado. Mas por não haver carnaval de rua nenhuma atividade é prejudicada.

André
AndréPermalinkResponder

Olá, Boia!

Estou querendo ir de Foz para Buenos Aires. Você acha melhor eu ir pelo aeroporto local com conexão em GRU pro AEP ou sair do meu hotel em Foz, pagar um taxi pro IGR e ir direto pro AEP?

Vale a pena dormir um dia em Puerto Iguazu? Por que eu aproveitaria para conhecer a cidade e economizaria nesse taxi de Foz para IGR.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, André! Existem posts sobre Puerto Iguazú linkados nesta página, por favor leia. Provavelmente será mais barato e certamente será mais cômodo voar de Puerto Iguazú a Buenos Aires. Mas se você não simular os percursos no mesmo dia, nunca saberá.

Tereza
TerezaPermalinkResponder

Dicas para viajante econômico. Não precisa contratar agência de turismo que fica nos hotéis. Muito fácil toda locomoção. Fiquei 8 dias agora em julho. De preferência, se instale em hotéis junto ao terminal de ônibus. Tem hotéis excelentes num todo. O hotel Dej-Rey, Mirante. Taroba ficam junto do terminal.. Os ônibus vão pra qualquer lugar sem dificuldade. A passagem até a Ciudad del lest custa 5 reais. Até Puerto Iguazu custa 4 reais. Até as cataratas 3,60. A Duty free da Argentina é maravilhosa, mas tudo caro. Só pra conhecer mesmo. Comprar, só no Paraguai. Das 5 vezes que fui ao Paraguai para compras não houve nenhuma fiscalização. Passa e volta direto. Também com milhares de pessoas entrando diariamente não sei como haveria fiscalização. Já na Argentina não entra sem mostrar a identificação na barreira deles. Só passa com RG ou CNH. Outra identificação nem tente. Tudo muito fácil e simples essa viagem. Usar ônibus é fácil e economiza táxi pra sobrar mais pras compras.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Comentar novamente

Cancelar