Como furar fila (legalmente) na Europa e Nova York

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Como furar a fila legalmente em locais como o Vaticano

Só existe uma coisa pior do que ficar horas na fila para entrar num museu ou subir a um mirante: saber que outros turistas como você conseguem entrar sem filas (e muitas vezes pagando a mesma coisa ou até menos). Existem várias maneiras perfeitamente legais de furar a fila em alguns dos lugares mais concorridos do planeta. Aqui vai uma listinha atualizada dos atalhos:

Paris e Versalhes

Sua arma em Paris para furar fila no Louvre, no Quai d’Orsay e no Palácio de Versalhes se chama Paris Museum Pass. É vendido nas lojas Fnac e em outros pontos de vendas, custa entre €48 e €74, e dá direito a 2, 4 ou 6 dias consecutivos de acesso a praticamente todos os museus importantes, com entradas exclusivas e sem filas nos mais disputados (em Versalhes a fila da bilheteria chega a duas horas; você pula essa, mas ainda precisa passar pela fila do raio-X). É possível também comprar ingresso para a Torre Eiffel pela internet. Há lotes com hora marcada disponíveis na bilheteria online, tanto para o segundo andar quanto para o topo.

Roma

Compre o Roma Pass, vendido por €28 (versão de 48 horas) e €38,50 (versão de 3 dias) nos postos de turismo. Com ele você entra no Coliseu sem passar pela bilheteria, que costuma ter filas longuíssimas. As piores filas de Roma, porém, estão no Vaticano – mas podem ser evitadas se você comprar seu ingresso com antecedência no site oficial; o ingresso custa €17, e a taxa de reserva, €4.

Florença e Pisa

Use a bilheteria online dos museus de Florença para não passar mais tempo na fila do que dentro dos museus. Tanto a Galleria Uffizi quanto a Accademia vendem ingressos online. O ingresso da Uffizi custa €20; da Accademia, €8. Há uma taxa de reserva de €4 por ingresso.

A Torre de Pisa também vende parte dos ingressos com antecedência pela internet; custa €18.

Milão

Não há filas intermináveis para ver a Última Ceia de Leonardo da Vinci em Milão, simplesmente porque todos os ingressos são vendidos pelo Cenacolo Vinciano. Programe-se com antecedência: o site avisa quando as entradas de cada par de meses começam a ser vendidas. O ingresso custa €10, mais €2 de taxa de reserva (a reserva online é obrigatória mesmo para o primeiro domingo de cada mês, quando a entrada é livre).

Caso você perca o lote à venda online, pode tentar por telefone -- a gente explica como aqui.

Granada

A Alhambra pode ser o ponto alto de sua viagem à Andaluzia – isto é, caso você consiga entrar, porque o número de visitantes é limitado por dia. É preciso reservar um turno para a visita e ver os palácios Nazaríes.

Berlim

É seu estilo de viagem que vai definir qual o melhor passe turístico em uma viagem à Berlim. As opções são simples de usar, sem pegadinhas. O Berlin WelcomeCard tem versões que variam em duração e área de abrangência e inclui transporte público ilimitado e desconto em atrações (o de 72 horas custa 46 euros). O Berlin CityTour Card é semelhante, mas pode ter ainda melhor custo benefício para quem não se importa muito com museus. Sai por 24,70 euros o bilhete de 72 horas incluindo as zonas ABC. Com mais dias, vale pensar no Berlin Museum Pass, que custa 29 euros.

A visita ao Bundestag, o Parlamento Alemão, que costumava formar filas imensas, tem reserva com hora marcada obrigatória, e só pode ser feita online. A confirmação vem por email e a visita continua gratuita.

Lisboa

Lisboa oferece opções tanto para quem vai conhecer os pontos turísticos por dentro quanto para quem só quer andar pela cidade usando os autocarros, eléctricos e metrô. O Lisboa Card tem uso ilimitado do transporte público e entrada gratuita e sem fila em vários monumentos importantes, como o Mosteiro dos Jerônimos e o Arco da Rua Augusta (além de descontos em diversos outros), ajudando a ganhar tempo e euros para comer mais pastéis de Belém. O passe de 24 horas custa €19; o de 48 horas, €32 e o de 72 horas, €40 (o mais recomendável).

Viena

As duas opções de passes para quem visita Viena - o Vienna Card (que sai por €13,90 a versão de 24 horas, € 21,90 a de 48 horas e € 24,90 a de 72 horas) e o Sisi Ticket (que custa € 29,90) - são interessantes em economia para os turistas. Para fugir da fila dos palácios Hofburg e do Schönbrunn, mas ainda precisar de um passe para circular de transporte público pela cidade, aposte no Sisi Ticket. Já o Vienna Card tem transporte ilimitado e vários pequenos descontos em museus, atrações e lojas.

Amsterdã

Eu gostei muito de usar o passe I Amsterdam City Card, mas ele não poupa você de passar pela bilheteria (é o bilheteiro que passa o cartão magnético pelo leitor e imprime a sua entrada). Caso você não use o passe, então vale a pena comprar ingresso para o museu Van Gogh online; custa €17. De todo modo, a atração com a maior fila de Amsterdã, a Casa-Museu de Anne Frank, não está coberta pelo passe; para não passar pelo menos uma hora na fila, compre seu ingresso pela rede com alguns dias de antecedência; sai €9 mais taxa de reserva de €0,50.

Londres

A melhor coisa dos lerês de Londres é que todos, todos, todos os museus têm visitas grátis (há urnas para fazer doações, mas nada obrigatório). E por incrível que pareça, o efeito colateral disto é que -- não há filas para nenhuma exibição permanente, vai entender. É chegar e entrar. Agora a má notícia: tudo o que não é grátis é bastante caro, e em libras. E algumas dessas atrações bastante caras em libras também vêm com extensas filas. Para subir à ("voar na") roda gigante LondonEye, compre o ingresso ("cartão de embarque") com antecedência; por £ 22,45 você vai direto para a fila normal de embarque (sem passar pela bilheteria, e já no horário do seu "vôo"), e por £32,45 você pega a "fast track", uma fila expressa vip. Se você vai com crianças, pode comprar um pacote combinando a roda gigante com o Aquário (que fica em frente), o museu de cera de Madame Tusseau, o London Dungeon e outras atrações. A outra fila enorme da cidade se posta em frente à Torre de Londres; ela pode ser evitada se você achar que vale a pena comprar um London Pass, que custa a partir de £62 conforme a quantidade de dias que oferece e dá direito a outras atrações, como Westminster e o Castelo de Windsor. (Faça as contas antes de comprar; este é um passe que só vale a pena se você fizer uma programação bastante intensa.)  E se você for a Londres em agosto ou setembro, pode aproveitar para visitar os salões do Palácio de Buckingham, que só são abertos nesta época; reserve seu ingresso aqui, a partir de £23.

Atenas

O novo Museu da Acrópole já nasceu com ingressos com hora marcada pela internet. Segundo o Alessandro A., as filas não são grandes, mas não custa nada fazer sua reserva pela rede.

Nova York

Em Nova York, enfrentar as filas do Empire State tira boa parte da graça da visita. Uma das filas é inescapável: a da segurança. As outras são evitáveis: comprando online você não precisa passar pela bilheteria; custa US$ 34. Por US$ 60, você tem acesso ao deck principal (no 86º andar) e é poupado também da fila do elevador, que costuma ser enorme. Por US$ 54 (ou US$ 80 para não pegar a fila do elevador), você tem acesso ao deck principal e ao observatório no 102º andar . Se você tiver sangue-frio turístico e quiser evitar totalmente a confusão do Empire State, pode ir a seu maior concorrente, o Top of the Rock, que não é tão alto mas proporciona uma vista linda do Central Park (e é o único mirante do qual se enxerga... o Empire State). O ingresso para entrar sem fila custa US$65.

387 comentários

Katia
KatiaPermalinkResponder

Estou aqui em Roma e acabei de adquirir os vouchers para o museus do Vaticano e capela sistina pela internet. Foi bem tranquilo. Só que estou sem impressora por perto. Será que se apresentar uma foto do voucher será suficiente ou tem que ser mesmo impresso?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Katia! Não sabemos. Peça para o hotel imprimir ou vá até uma lan house.

Lya Martins
Lya MartinsPermalinkResponder

oiii, por favor; onde vc. comprou aí em Roma, os vouchers para o Vaticano (capela Sistina)?
estou no Brasil ainda, queria comprar aqui pelo site deles, mais não estou conseguindo...pode me dar um help??
bigadu!

Iracy Oliveira

Olá Lya Martins, acabei de comprar meus tickets pelo site http://biglietteriamusei.vatican.va/musei/tickets/do, depois é só imprimir e no voucher tem as explicações como proceder na troca dos tickets.

Natalia
NataliaPermalinkResponder

Sim, Katia...Fui semana passada para Roma e também não tinha impressora para isso... Fui com o voucher online e mostrei pelo celular. Muito tranquilo!

Fabiola
FabiolaPermalinkResponder

Pessoal, "escutem" nosso guru Ricardo Freire e comprem as entradas para o Museu do Vaticano com antecedência! Fiz isso e não me arrependi, mesmo tendo que pagar uma taxa extra de reserva no site. No dia em que fomos (e olha que era durante a semana) a fila dos "sem reserva" estava a um quarteirão de distância da entrada do museu! E agora deixo a minha dica: compre o primeiro horário (acho que é as 9 horas), cheguem ao Museu antes do horário (eles liberam a entrada) e se dirijam diretamente à Capela Sistina. Fizemos isso e havia somente umas 20 pessoas lá dentro, conseguimos aproveitar muito mais do que aproximadamente 1 hora depois, quando a Capela já estava absurdamente lotada!

Helder Silva
Helder SilvaPermalinkResponder

Ia tirar agora os bilhetes para a visita ao Vaticano, dá-me um custo de 16 + 4€ ao contrário dos 12+ 4€ que é mencionado no vosso post. Houve uma alteração de preços ou existe possibilidade de tirar por 12 + 4€ ?
Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Helder! Fazendo uma simulação no site do Museu do Vaticano, também recebemos o preço de 16 euros. O post é de 2009, as entradas aumentaram. Não tem como pagar menos. Vamos atualizar todos os preços, obrigada por avisar.

Lya Martins
Lya MartinsPermalinkResponder

oi, por favor, me ajude a compara os ingressos para o vaticano??
não consigo!!
kkk!!
chego até ao pagamento...digito senha e tal...
daí na~aparece mais nada!!
uma página vazia escrito UPP
me dá um help??

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lya! Não sabemos dizer. Alguns leitores tiveram dificuldades para comprar também. Você pode tentar efetuar a compra com outro cartão (mas antes verifique com a sua operadora de que a compra ainda não foi efetuada) ou mandar um email para eles explicando o problema.

Lya Martins
Lya MartinsPermalinkResponder

alguém sabe o preço atual do aluguel das scooters (lambretas), em Roma??
precisa carteira de moto?
helllp!!!
kkk!! bjus, bigaduu!!!

Fabiola
FabiolaPermalinkResponder

Lya, no hotel em que fiquei havia alguns panfletos, mas infelizmente não os peguei...Lembro-me que o preço era de aproximadamente 125 euros para 3 dias.

Rejane
RejanePermalinkResponder

Ressalto a criatividade e qualidade dos posts de vocês. Muito bom!

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Pessoal, fui a Londres em junho desse ano (2014) e verifiquei que o London Pass vale a pena. Utilizei na Tower of London, Abadia de Westminster, Kew Gardens, Hampton Court Palace... Cortando filas imensas em alguns desses! Mas, atenção: ele não vale para a Catedral de São Paulo!

Everton Santos

Olá! Eu vou para Roma em fevereiro, em pleno inverno europeu. Vocês acham que mesmo assim é interessante comprar o Roma Pass? As filas são, mesmo nessa época, excessivas? Abraços!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Everton! Vale a pena, sim smile

Mara
MaraPermalinkResponder

Tive dificuldades em adquirir os ingressos para o museu do Vaticano. Fiz várias tentativas com cartões Master e Visa do Santander e a compra sempre era cancelada. Por fim, usei o Master do HSBC e deu certo, em questão de minutos recebi o voucher.

Giulia
GiuliaPermalinkResponder

Olá, muito interessante seu post, vou para vários deste lugares em fevereiro, levando os vouchers impressos é só chegar lá e passar direto a bilheteria? entrego o voucher pra alguém, como que é lá?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Giulia! Em geral, você pula a fila da bilheteria e vai direto pra entrada.

Jessica
JessicaPermalinkResponder

Olá. Mesmo no inverno o ideal é comprar antecipadamente os ingresses??
Acham que nessa época ainda irei pegar filas para visitar o Vaticano e o Coliseu?

Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Jessica! O ideal é sempre comprar o ingresso antecipado. Enfrentar filas no frio não é nada agradável. wink

Marina
MarinaPermalinkResponder

Decidi comprar o ingresso para os museus do Vaticano para o dia 25/01 (segunda feira). no primeiro horário, 9h da manhã.. Meu trem sai para Florença as 17h30.
Será corrido demais? Ou dá pra fazer td numa boa?

(estou tentando a dias comprar os ingressos e sempre dá pau no processamento... :/ )

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marina! Depende mais do seu interesse nas obras. Começando cedinho você deve conseguir dar uma olhada geral até o começo da tarde.

Leticia
LeticiaPermalinkResponder

Olá! Acabei de comprar meu ingresso para o Vaticano. Recebi no meu email a confirmação de pagamento o voucher chega junto, ou demora pra chegar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leticia! A orientação do site do Vaticano é clicar em "Voucher resending" no e-mail de confirmação de pagamento. http://biglietteriamusei.vatican.va/musei/tickets/do?action=supporto

Marina
MarinaPermalinkResponder

Olá Letícia! Teve alguma dificuldade na sua compra? Está comprando daqui do Brasil mesmo? Vc comprou nesse link indicado pela bóia? Há dias tento comprar e não consigo... já comprei do Coliseu, dos museus de Florença, mas o do Vaticano está me dando dor de cabeça... Aguardo seu retorno wink

Alex Rodrigues

Olá!

Vi que além do Paris Museum pass, há também um tal Paris Pass, que além da entrada em 60 museus e atrações, dá direito a utilizar o bus tour e todo o sistema de transporte público da região central de Paris. Alguém já utilizou? vale a pena?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alex! O Paris Pass é pega-turista. Entenda: https://www.viajenaviagem.com/2012/07/paris-comparacao-passes-transporte

Ricardo Bordinhão

Estou planejando fazer uma viagem a Europa de 15 dias, começando por Lisboa ficando 5 dias, 2 dias em Madrid, 2 dias em Barcelona e terminando em 4 dias em Paris, vcs poderiam me dar dicas para o meu planejamento?
Grato desde já.
Ricardo.

Jacqueline
JacquelinePermalinkResponder

Ricardo, acho 5 dias em Lisboa suficientes para conhecer bem a cidade e arredores, utilizando o trem para Cascais, Estoril etc. No entanto, por experiência, acho 5 dias em Paris pouco. A cidade é maravilhosa e se você pretende ir ao Louvre, por exemplo, 1 dia praticamente se vai. Assim como Versailles, que merece 1 dia inteiro. Sugiro que você fique somente em Paris, sem se deslocar para passeios nos arredores, e planeje os roteiros diários começando relativamente cedo, para aproveitar com calma cada lugar visitado. Boa viagem!

Marina
MarinaPermalinkResponder

Estou tentando há vários dias comprar os ingressos para o Vaticano e no fim do processo aparece a msg "no parent found" e logo chega um email pra mim dizendo que a compra foi cancelada. Tentei em dois cartões meus, e no cartão de um amigo e nunca dá certo!
Alguém já passou por isso??? Oq será pode ser???

Ivana
IvanaPermalinkResponder

Já tentou ligar para a operadora do cartão e solicitar a liberação para compras na Itália e em sites italianos?

Levi
LeviPermalinkResponder

Chego em Roma dia 31/03 e retorno para SP dia 06/04 as 22hrs. Planejo usar 2 dias para fazer os 2 bate volta indicados, Pompeia/Napoles e Assis noutro dia, quero conhecer os principais pontos de Roma e assistir ao menos uma audiência na praça ou Basilica. Minha duvida é, considerando a semana Santa com o Coliseu/Palatino e Fórum fechados na sexta (03/04) e o Museu fechado no Domingo e Segunda (5 e 6 de abril), qual sua sugestão para aproveitar melhor os 6 dias disponíveis. Um dos bate volta no domingo de pascoa é ruim?
Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Levi! Na sexta-feira o Coliseu abre até as 13h.

Mariha Camelo
Mariha CameloPermalinkResponder

Olá gente!! Tentei comprar ingresso para a Torre Eiffel e para as datas que vou (26/03 a 2/04/15) não há nenhum dia!!!! Nem para o 2 andar..! Daí segui as sugestões de reservar o restaurante do 1 andar, só que tbm não há vaga... As minhas alternativas acabaram e o jeito é pegar a fila de 2h ou há uma outra saída milgrosa!??! hehehe

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Mariha, continue tentando pois sempre se liberam novas vagas. Mas coloque o seu despertador, pois as 8:30 da manhã de Paris (05:30 de Braília) é o horário que estas são liberadas, e se esgotam em menos de 15 minutos.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mariha! Fizemos a simulação por aqui também... Continue dando uma olhada para ver se aparecem vagas, mas se não der, o jeito vai ser pegar a fila normal mesmo. sad

Tania
TaniaPermalinkResponder

Oi! eu já estive em Paris e também não consegui comprar ingresso para a Torre online, mas comprei bem rapidinho lá mesmo! subi até ao segundo andar a pé e o restante de elevador e esperei uns 10 minutos na fila apenas. e isso foi a meio da tarde no inicio de outubro

Jacqueline
JacquelinePermalinkResponder

Mariha, tente de madrugada ... Ouvi dizer que é mais provável conseguir. Para não enfrentar fila, sugiro que você compre um citytour que dá direito ao ingresso para a Torre e ao passeio de barco pelo Sena. Bem legal. Fui pela Paris Vision e deu tudo certo. Boa viagem !

Mariha Camelo
Mariha CameloPermalinkResponder

Obrigada!!!!!!

Daniel Figueredo

Antes de mais nada parabéns pelo site. Muito bom e com dicas fantásticas. Minha dúvida é a seguinte: Preciso comprar o Paris Museum Pass para duas pessoas ou somente 1 "Pass" serve para as duas?

Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniel! O Paris Museum Pass é individual. Para saber mais, leia:
https://www.viajenaviagem.com/2012/07/paris-museum-pass

Marcia
MarciaPermalinkResponder

Olá, obrigada pelas inúmeras contribuições atraves dos posts, para meu planejamento de viagem .
Uma pergunta: posso comprar na loja física fnac do aeroporto ingressos para o Louvre?
Abraço

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcia! Não sabemos se a loja do aeroporto tem área de bilheteria. Você pode comprar facilmente online ou, melhor ainda, pode comprar o Paris Museum Pass, à venda no posto de informação turística (talvez esteja à venda nesta Fnac também, mas não sabemos.)

Sergio
SergioPermalinkResponder

Olá. Só falta atualizar os post no blog referente ao valor dos ingressos no Museu do Vaticano e Capela Sistina. Desde outubro estão cientes e ainda não foi alterado.

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Mais uma vez Parabens pelas dicas. Tudo na medida certa.
Como sempre suas dicas sao muito uteis, tentei reservar ingressos para O museu do Vaticano atraves do site. Foi impossivel. Tentei diferentes cartoes, varios computadores e todas as combinacoes davam erro. Como havia comprado para os museus em Florenca e o Prado sem problema, resolvi mandar um email para o Museu. Eles gentilmente responderam, mas sem admitir que havia algum problema com o site. Chegamos ontem a Roma e hoje pela manha fomos a bilheteria do Museu na expectativa de comprar o bilhete para amanha. NAO HAVIA FILA ALGUMA. Compramos o ingresso para entrada imediata e andamos mais rapido do que quem havia comprado on line que ainda tinham que validar seus ingressos.

Angelica Barros

Boia, Vou para a Itália; Roma e Costa Amalfitana e vi alguns sites de visita guiada e peço a sua opinião. O aviator, vc conhece ? Vc tem outras sugestões ? Eh melhor checar pelo tourist information, em Roma ? Fiz essas visitas à pé, quando estive em Madri, eram gratuitas e foi uma experiência muito interessante.
Obrigada,
Angelica

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Angélica! O Viator é uma agência online de passeios: oferece passeios de vários operadores e é nosso parceiro.

Patricia
PatriciaPermalinkResponder

Olá, para comprar o passe de museus para não ficar nas filas, liguei na Fnac e tem que comprar na Fnac da França somente, isto procede? Obrigada,
Patricia

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Patricia! Você pode comprar o Paris Museum Pass na Fnac, nos aeroportos ou em qualquer posto de venda. Para saber onde comprar, veja:
http://en.parismuseumpass.com/rub-t-points-of-sale-3.htm?cat=1

Para mais dicas, leia:
https://www.viajenaviagem.com/2012/07/paris-museum-pass

Helga
HelgaPermalinkResponder

Bóia, estou indo para Roma 09/04. Fui tentar comprar as entradas para o Vaticano mas não finalizei, já que eles solicitam a senha do cartão e do internet bank. É assim mesmo? É seguro?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Helga! Sim, é.

Helga
HelgaPermalinkResponder

Quero agradecer pelas preciosas dicas.Muito obrigada!

Osnildo Vieira Filho

Excelente estas dicas de comprar os ingressos pela internet, especialmente para o Uffizi e o Museu do Vaticano onde as filas eram gigantescas.
Que delícia que é furar uma fila sem estar fazendo nada de ilegal ou imoral..
Também registramos algumas dicas no blog: http://ninoeteca.blogspot.com.br/

Nino

Talita
TalitaPermalinkResponder

Eu acho que nem precisa de tanto sangue frio assim pra deixar de subir no Empire State e ir pro Top of the Rock, a verdade é que o Top é muito mais bacana! Primeiro porque no Empire State aquelas grades de segurança atrapalham muito, no Top of the Rock não tem disso, a vista fica mais bonita e as fotos ficam bem melhores sem um monte de ferro na frente! Segundo porque a vista do Central Park é muito mais bonita do Top, mais próxima... e terceiro porque a vista do próprio Empire State lá de cima do Top of the Rock é linda demais!!

Virna Lize Mitrogiannis

Sobre os ingressos no Museu Acrópoles, eu vou constontamente nesse museu e nunca peguei uma fila grande, pode comprar tranquilo na hora e não esquece a carterinha de estudante.

Marcos Britto
Marcos BrittoPermalinkResponder

Olá. Estou pensando em comprar o Roma Pass, mas, na visita ao Coliseu, Forum Romano e Palatino, gostaria de ter o audio guia, pois considero que a visita fica muito mais interessante. O Roma Pass não dá direito a audio guia. Sei que é possível comprar ingressos pela internet que dão direito a audio guia, contudo já pagando uma taxa extra para reserva. Contudo, parece que depois de entrar nesses locais a que me referi, é possível alugar um audio guia e, portanto, sem ter que desembolsar a taxa de reserva. Pensei em comprar o Roma Pass, e depois de entrar, alugar o audio guia. Minha dúvida é: é possível, depois de entrar nestes locais com o Roma Pass, alugar o audio guia ou o aluguel de audio guia é feito em uma entrada diferente daquela pela qual entram os portadores de Roma Pass, não sendo possível fazer o aluguel?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcos! Dá pra entrar com o Roma Pass e alugar o audioguia lá dentro sem problemas.

Suélen Marques

Olá! Em julho, meu marido e eu faremos uma viagem pela Europa. Para evitarmos filas, estamos antecipando os ingressos dos lugares que fazemos questão de ir para não perdermos tanto tempo com filas e para Paris e Roma decidimos por comprar o Paris Museum Pass e o Roma Pass. A dúvida é: em julho a concorrência é muito grande e podemos correr o risco de não achar tão facilmente tais passes? Seria bom anteciparmos a compra deles também ou não há risco, é tranquilo encontrá-los mesmo nesta época do ano? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Suélen! Compre no posto de informações turísticas do aeroporto ou da estação de trem ao chegar. Não problematize cada passo da sua viagem. Na vida real as coisas são mais fáceis, tudo se ajeita.

Pedro Valcir May

Olá! seus posts são fantásticos, parabéns. Tentei comprar um ticket para o vaticano e outro para London Eye, porém, ao finalizar as compras foi solicitado a senha do cartão de crédito, não dei claro, pergunto: Esta prática é comum. Grande abraço. Pedro.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Pedro! Está ficando comum.

Thiago Castro
Thiago CastroPermalinkResponder

É que muitos sites usam o Verified by Visa e o Master Secure. Na verdade é uma forma complementar de segurança e não precisa ter nenhum receio de utilizar. É só se informar!

Alvaro
AlvaroPermalinkResponder

Ola obrigado Bóia pela ajuda, pois estou planejando a viagem para a Europa (Portugal/Itália) só com as tuas dicas e até agora tudo muito bem. Acabei de comprar os ingressos para o Museu Vaticano, sem os problemas relatados pelos colegas acima, o que pode ter ocorrido com eles, fica a dica, é que tem de avisar a operadora de cartões que irá comprar ingressos on line em sites da Europa, para eles não bloquearem a compra. Abraços

Maria Angélica

Boa tarde,
Obrigada Bóia pelas dicas, sempre consulto este site antes de planejar minhas viagens. São informações úteis e seguras em que a gente pode confiar. Acabei de comprar os ingressos para o Vaticano para o mês de outubro com sucesso. Segui as dicas do Álvaro e avisei a operadora do cartão que iria realizar uma compra pela internet de ingressos para o Vaticano. Um abraço

Maria Angélica

Boa tarde, volto aqui para esclarecer um problema que houve comigo, já que não sou muito entendida em internet. Como citei no dia 17/08/2015 comprei os ingressos on line para o Vaticano. Deu tudo certo, número de reserva e pagamento feito. Só que não recebi o e-mail de confirmação de pagamento dito por eles que receberia daí há uma hora. Fiquei muito preocupada com medo de perder os ingressos. Mandei até um e-mail para o Vaticano. Hoje pela manhã a conselho de um amigo entrei no Spam e lá estava o comprovante de pagamento e vouchers, e a resposta do meu e-mail muito atenciosamente respondido por eles. Ficou grande, mas a minha intenção é ajudar para que outras pessoas não passem por isso. Mandei também um fax solicitando audiência com o Papa que é realizada toda quarta-feira e é gratuito. Essa resposta demora mesmo. Um abraço

Maria Angélica

Não precisei dar a senha do meu cartão, só o código de segurança para a compra dos ingressos do Vaticano.

Marcelo Galvão

Olá, Boia e trips. Acabo de comprar os ingressos para o Museu do Vaticano e a Capela Sistina com o Mastercard. O procedimento de verificação do cartão direciona a compra para o ambiente do seu banco. Lá você deve confirmar o número do seu telefone, pois para ele será enviado um código, que deve ser informado, no passo seguinte, a fim de confirmar a compra. Por fim, é enviado ao seu email a confirmação da compra e o voucher, que será trocado pelos ingressos na bilheteria do Vaticano. Boia, uma dúvida. Li em um comentário, que chegando cedo vale a pena ir direto para a capela, que estará bem vazia. Se fizer isto, posso, depois, retornar para visitar as salas do museu?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcelo! Pode sim. Apenas confirme se essa afirmação é recorrente. Andar pelo Vaticano no fluxo contrário ao da massa deve ser bastante inconveniente.

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Comprando o Roma Pass, tem como depois de furar a fila adquirir o audio guia?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Flavia! Não acreditamos que haja fila para audioguia.

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalinkResponder

Olá boia!
Vou para a audiência papal na quarta feira. É possível fazer a visita do Museu do Vaticano e Capela sistina a tarde? Estou preocupada de por ser dia de audiência estar muuuito lotado. A audiencia começa as 10h da manha. A partir de que horas eu devo marcar a visita? Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Carolina! A não ser que você faça uma visita muito detalhista, não passará mais do que duas horas e meia, três horas no Museu do Vaticano.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Oi Ana. Eu fui à audiência papal e marquei a visita ao meio-dia e meia (inclusive entrei antes). Deu tudo certo, e ainda deu pra comer uma pizza a taglio no caminho entre a Praça São Pedro e a entrada do museu, onde fiquei por volta de uma hora e meia, tempo suficiente para mim (não era a primeira visita). E sim, o museu fica lotado, mas isso acontece todos os dias nesse horário. Mais tarde costuma ficar mais vazio.
Em quanto a audiência em si, muito emocionante no começo, quando o Papa dá umas voltas com o papamóvel na Praça, e no final, quando dá a benção. O resto (leitura da bíblia em vários idiomas por outros religiosos), com todo o respeito, para mim foi eterno...
Pedi o convite por carta meses antes, fui retirar no mesmo dia mais cedo, porém havia uns guias distribuindo convites na hora, obviamente sem custo, e foi mais prático do que enfrentar a fila para a retirada dos mesmos. Foi mais tranquilo do que pensava, uma experiência inesquecível.

Lindsay
LindsayPermalinkResponder

Olá!
Estou tentando comprar ingresso pro Coliseu (no meu caso, não compensará o Roma Pass) mas o site deles sempre dá erro. Após selecionar os tickets, colocar meus dados, quando transferiria para implantar os dados bancários, dá erro. Há 3 semanas. Escrevi no site deles perguntando sobre isso e não deram resposta. Alguma dica do que fazer?!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lindsay! É no site da Coopculture?

Ana Caputo
Ana CaputoPermalinkResponder

Olá!

Sobre o Paris Museum Pass, se eu comprar para 6 dias tenho que usar consecutivamente TODOS os seis dias ou posso não utilizar em algum dia desse intervalo ou se deixar de ir em algum museu no intervalo do passe eu perco a validade do passe?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana! O passe vale por 6 dias consecutivos a partir da data marcada no primeiro uso.

Claudia
ClaudiaPermalinkResponder

Eu não fiz meu dever de casa direito antes de ir pra Roma e amarguei mais de 2h na fila do Vaticano em 2013!! Comprem com antecedência! Já no museu da Acrópole eu não peguei fila nenhuma (por sorte).

Gisele
GiselePermalinkResponder

Oi Ricardo! Suas dicas foram preciosas para minha primeira incursão pela Europa! Acabei de chegar de Paris e meu Paris Pass não funcionou em Versalhes! Não havia fila especial para os portadores do passe, uma pena! Mas fila andou relativamente rápido! Penso que pode ser a época do ano! Dá uma checada aí! De resto foi ótimo, a dica do almoço no 58 da torre foi tudo! Valeu, ABS Gisele

Sheila Souza
Sheila SouzaPermalinkResponder

No ano passado fui a Itália e a Áustria. Utilizei e adorei furar as filas no Coliseu com o Roma Pass, comprar antecipadamente os ingressos para o Vaticano e em Florença para a Galeria Uffizi. A dica que dou em relação aos museus enooormes e que sejam a primeira atração a ser vista., marquei a Uffizi a tarde e já estava cansada. Ahhh... Em Roma o primeiro domingo as atrações são de graça, logo procure atrações mais vazias.

Mari
MariPermalinkResponder

Adorei a matéria, vai me ajudar muito na minha próxima viagem. Não vou mai enfrentar longas filas depois de ler isso.

Josué Gonçalves

No site onde se compra o ingresso para o Vaticano, fuja da opção ingressos + almoço. O almoço é um bandejão de péssima qualidade com preço acima da média dos restaurantes.

Noeli
NoeliPermalinkResponder

Mesmo com o Lisboa Card tem que encarar a fila para ENTRAR nas atrações, que em alguns casos é enorme.

Flávio
FlávioPermalinkResponder

Ao comprar os ingressos para o Coliseu hoje , no site da Coopculture ,observei que a única opção é retirar os ingressos na bilheteria ! Não encaminharam os e- tickets para impressão ! Apenas uma senha para retirada dos ingressos. Um absurdo , pois é cobrada uma taxa que no final não serve para nada !

Flávio
FlávioPermalinkResponder

Em relação ao comentário acima , encaminhei um e- mail a Coopculture , que me retornou explicando que não me foi dada a opção de impressão dos ingressos pois estou adquirindo 02 entradas com preço cheio e 02 com gratuidades ( menores de 18 anos ) , e , neste caso só há a opção de retirada no ticket - office , que segundo eles, fica no interior do Coliseu, o que evitaria a fila de compra .

Rodolfo
RodolfoPermalinkResponder

Bom dia. Estou viajando pela Europa e peguei diversas dicas pelo site. Acho interessante incluir também neste post a Sagrada Família em Barcelona. Deixei pra comprar o ingresso lá e quase não consegui entrar. Por ser outono (baixa temporada), achei que não havia necessidade de comprar antecipadamente e quase me dei mal.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar