Perobas, a alternativa mais rasinha aos parrachos de Maracajaú

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Perobas

Perobas

Na hora de escolher seus passeios em Natal, você deve se perguntar: qual é a diferença entre os parrachos de Maracajaú e os de Perobas?

  • Maracajaú x Perobas, prós e contras

Maracajaú

Maracajaú

Os de Maracajaú são mais próximos (estão a 60 km de Natal) e têm melhor estrutura. São três pontos de saída: o parque aquático Ma Noa (que é a base Maracajaú Diver, e que além de catamarãs também usa lanchas em regime de vaivém durante toda a maré baixa), o Portal de Maracajaú (usa catamarã) e o Parrachos Club (catamarã, também). Os corais são incríveis e permitem que você veja de snorkel uma riqueza de vida marinha normalmente acessível apenas a quem mergulha com cilindro. Em compensação, os parrachos de Maracajaú são bem mais profundos do que as piscinas naturais a que você se acostumou em outros pontos do Nordeste. Só nas marés mais baixas você conseguirá pôr o pé no chão; na maior parte do mês, será necessário usar nadadeiras. Por conta da maior profundidade, a sensação de transparência da água é menor (uma impressão que se dissipa completamente depois que você mergulha de máscara). Finalmente, por serem mais famosos, os parrachos de Maracajaú são também mais cheios (dá para ver pelo número de catamarãs em operação).

Garanta seu passeio:

  • Reserve o passeio de lancha aos Parrachos de Maracajaú com ingresso ao Ma-Noa Park com a Desbravo

Perobas

Perobas

Os parrachos de Perobas são como as piscinas naturais que você conhece: rasos, transparentes, um piscinão. São para quem está mais interessado num banho gostoso em águas padrão Caribe do que em inspecionar corais e peixinhos, que são menos atraentes do que em Maracajaú. Perobas é menos procurada, o que diminui a densidade demográfica nos parrachos. A estrutura é sensivelmente mais modesta (o que pode ser visto como uma vantagem, se você prefere um restaurante mais rústico a um restaurantão de receptivo) e a distância de Natal é maior: são 75 km desde a capital. (São Miguel do Gostoso, porém, está a pouco mais de 30 km.)

  • Como ir a Perobas em grupo

Há poucas lanchas em operação em Perobas, então o mais garantido é ir em tour organizado. As maiores operadoras de Natal vendem o passeio. Custa em torno de R$ 150 por adulto (novembro/2016).

Garanta seu passeio:

  • Reserve o passeio de lancha aos Parrachos de Perobas, com parada na Barra do Rio Punaú, com a Desbravo
  • Como ir a Perobas por conta própria

É arriscado viajar até Perobas sem ter lugar garantido numa lancha. Se você está de carro e não quer ir num esquema em grupo, o canal é se encaixar numa lancha ligando diretamente para os restaurantes de onde saem os passeios. A dois ou três dias do passeio, ligue para Vozinho (84/991-988-732), Aquatica (84/3084-6000) ou Fernando Passeios (84/991-896-645). Em novembro/2016, o preço do passeio de lancha (sem traslado) é de R$ 95 por pessoa.

Eu liguei com uma semana de antecedência para Vozinho, que me pediu para ligar novamente na véspera. Liguei e ficou tudo combinado: a saída daquele dia seria às 10h30, então eu teria que estar no restaurante às 10h.

Perobas

A caminho de Perobas

Perobas fica no município de Touros, mas vindo de Natal é mais jogo entrar no vilarejo de Rio do Fogo. Antes de chegar à beira-mar você vira à esquerda, segue até o final da rua, contorna um grupo escolar e já sai na estradinha de terra que leva 3 km até o povoado de Perobas. Ali é só pegar a rua de paralelepípedos que você dá na Pousada de Vozinho.

Perobas

Na praia, em Perobas

Antes de partir, Vozinho sugeriu que eu encomendasse uma refeição de lagosta para a volta. Topei.

Perobas

O embarque em Perobas

No meu dia, saíram seis lanchas. Eu era o único que não tinha vindo com a Marazul (que mandou um microônibus) nem com a Luck (que chegou com um ônibus).

Perobas

Três dias antes, teria dado para mergulhar aí

São 20 minutos até os parrachos; no dia em que fui, ventoso, o mar estava bastante encrespado. A partir da metade do caminho é impossível desgrudar os olhos do farol em alto mar que é o símbolo de Perobas. Nas marés mais baixas, é possível mergulhar pertinho dele. No meu dia -- um dos últimos da lua cheia, com maré baixa a 0,5 -- a área rasinha ficava bem adiante.

Perobas

Perobas

A água da área de mergulho estava supertransparente; o mar batia na cintura. Todos os passageiros ganham máscara e snorkel higienizados e embalados em plástico. Brinquei um pouquinho com o snorkel, sobrevoando os corais à procura de enguias escondidas e peixinhos mais ariscos. Mas depois deixei a máscara na lancha e me dediquei ao que mais curto, que é nadar e brincar em águas azul-Maldivas.

Perobas

Perobas

O vento de dezembro no Rio Grande do Norte me proporcionou uma experiência inédita: piscina natural com ondinhas! Gostei.

Perobas

Restaurante do Vozinho

Na volta ao restaurante, não demorou 5 minutos para a lagosta aparecer: acebolada, acompanhada por arroz, feijão, salada e macaxeira frita. De sobremesa, caju. Tudo tão gostoso quanto a foto dá a entender.

Pelo passeio, Vozinho me cobrou R$ 80. Pela lagosta, R$ 50 (novembro/2014). "Recomende pros seus amigos", ele me disse quando me despedi. Mal sabia ele... mrgreen

  • Quando ir a Perobas

Perobas

Caso você seja novo nesse negócio de piscina natural, saiba que é um passeio que só ocorre na maré baixa. E como a maré baixa ocorre a cada dia num horário diferente (sempre entre 35 e 45 minutos mais tarde do que na véspera), sempre é preciso se informar sobre o horário do passeio no dia desejado.

Mas não basta saber o horário da maré baixa. A informação mais importante para quem quer fazer um passeio proveitoso é a da lua: nos períodos de lua cheia e de lua nova, a maré baixa seca ainda mais, aumentando a transparência da água e a visibilidade do mergulho. Outro traço comum entre as luas cheia e nova é que nesses períodos a maré baixa ocorre sempre de manhã. O ideal é chegar à piscina natural entre 90 e 60 minutos antes do nível mínimo da maré do dia.

Leia mais:

43 comentários

Souza
SouzaPermalinkResponder

Olá, Ricardo.

Seguindo os seus posts, estivemos em Natal (muito linda e bastante iluminada para o fim de ano. Me impressionou. Esperava uma cidade mais acanhada) e agora estamos em Pipa (num hotel no alto de um penhasco. Lugar maravilhoso). Voltando aqui no Viagem eis que vejo Perobas e Galinhos. Estava indo para João Pessoa, mas agora me deu vontade de ficar. Tenho mais cinco dias. O que você me diz: conhecer a Paraiba em outra oportunidade e voltar para Natal e desbravar o lado norte após Jenipabu, ou prosseguir para João Pessoa (há tantos passeios quanto em Natal e arredores?)? Estou quase remarcando minha passagem para o aeroporto (diferente e interessante) de Natal. Rsrs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Souza! Quem responde é A Bóia. João Pessoa é uma cidade com praias urbanas mais gostosas que Natal. Tem um centro histórico muito bonito, praias bonitas ao sul e o pôr do sol ao som de Ravel na praia do Jacaré.

Quanto ao seu roteiro de viagem, quem decide é você. É verão e todos esses lugares estarão bacanas.

Souza
SouzaPermalinkResponder

Obrigado, Boia.

Vamos voltar para Natal e desbravarmos o eclético RN. Deixaremos, então, a Paraiba para uma viagem completa por lá. Talvez seja desperdício apenas passar por João Pessoa.
Obrigado.

Marilia Boos Gomes

Bom Dia!

Faz aproximadamente dois anos estive em Maracajaú em agosto e fiquei revoltada com o passeio aos parrachos. Maré alta, muita profundidade e sem um baiacu sequer prá se ver. Não avisam, lógico, e você acaba fazendo papel de bobo.
Aconteceu que logo a seguir, em outubro, meu sobrinho esteve nos parrachos e ficou deslumbrado. É época de maré zero, a ideal para visitá-los.
Abraço cordial.

Liliane Inglez

Adorei!!!! Estou planejando uma viagem pra lá em janeiro. Vamos ficar pertinho de Touros e tenho certeza que a turma vai amar este passeio! Como sempre, excelentes dicas!

Adolfo
AdolfoPermalinkResponder

Fizemos esse passeio e foi muito bom ! Bem menos cheio e os parrachos têm bastante variedade de peixes e outros animais. Chegamos na saída das lanchas e pechinchando foi 140 reais por pessoa. Os lancheiros só aceitavam dinheiro, mas dá pra pagar com cartão no posto de entrada da cidade. Valor a pena ! E o bar do Vozinho é simples, mas de comida muito boa.

Reginaldo
ReginaldoPermalinkResponder

Boa noite, Boia!

Antes de mais nada agradeço pelas dicas. Gostaria de saber se, por causa dos ventos fortes, o mar de Natal tem temperatura muito fria, principalmente nessas piscinas naturais. Parece gelado... Nos informaram que perto do Forte dentro de Natal tem piscinas naturais, é verdade?

Grato

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Reginaldo! A água do mar no Rio Grande do Norte é morna. As praias centrais de Natal -- Praia do Forte, Praia do Meio, Praia dos Artistas -- são protegidas por recifes que represam uma "piscina" na maré baixa. Mas não é o mesmo conceito dessas piscinas naturais em alto mar. É mais como a praia de Boa Viagem, no Recife, na maré baixa.

Reginaldo
ReginaldoPermalinkResponder

Obrigado, Boia.

Uma pergunta um pouco surreal, talvez: já houve algum acidente com tubarões por aí? Já ouvi algo do tipo sobre o Recife e acho que li que em Natal se pode mergulhar com tubarões. Não entendi.

Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Reginaldo! Tubarões não chegam perto da praia em Natal. Chegam em REcife, mas se você se atém a banhos na maré baixa nas piscinas de Boa Viagem protegidas por recifes, não há nenhum risco.

ivan
ivanPermalinkResponder

Está enganado amigo. Do lado de dentro do mar, nos arrecifes do Forte, abaixo das ondas, existe uma área imensa de mergulho com aguas claríssimas e variedade animal, porém o lugar é indicado para quem pratica mergulho por apneia.

gisele teixeira

A gente ficou em Peroba em janeiro deste ano (2015) e amou. Super indico o hotel Barra Velha, que tem ótima infra, comida deliciosa e que ainda armou para a gente um passeio personalizado de jangada até os corais, por 25 reais. Outras dicas sobre o nosso passeio lá no blog. http://aquimequedo.com.br/2014/05/07/nordeste-peroba-maragogi/
Um bom fim de ano a todos.

Eliziane
ElizianePermalinkResponder

Boa tarde!
Estou gostando muito das dicas mas ainda tenho dúvidas. Vou para Natal e já fechei os passeios de buggy norte e sul. Queria resolver os outros passeios mas só tenho 2 dias livre para escolher. o que você me indicaria? quais os melhores?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eliziane! Dedique um dos dias a Galinhos. Veja se é lua cheia ou nova; se for, pode programar o outro dia para um dos parrachos.

Leia:
http://www.viajenaviagem.com/2014/02/passeio-barco-galinhos-salina-duna

Alessandra
AlessandraPermalinkResponder

Olá, Boia!!!!
Estamos indo a Natal em 08/01/15. Gostaríamos de fazer apenas 04 passeios, já que estaremos com uma pessoa idosa (dias intercalados para que ela possa descansar e recuperar as energias, pois adora passear também), diante de tanta coisa bonita, o que vc sugere para visitar/curtir, que são imperdíveis?
Grata.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alessandra! Consulte o item “O que fazer” na página de Natal, onde você também deixou este comentário. Por favor, não repita perguntas em posts diferentes.

Sandro
SandroPermalinkResponder

Olá, boa tarde.

Belo post! Conhecemos Perobas em 2008, voltamos em 2011 e agora em 2014, no final de Dezembro. Nas três ocasiões, sempre fomos muito bem atendidos pelo Vozinho (Lavoisier !!! - a maioria da família começa com "La..."). Percebe-se que a concorrência agora está levemente aumentando, pois há outros dois restaurantes além do dele, e uma quantidade maior de lanchas disponíveis. Em 2008, o Pólo das Águas tinha recém fechado, e estava só o Vozinho lá; em 2011, pelo que me lembro, também (ele fazia uma parceria com um dono de lancha- mas, naquele ano, fomos de jangada - o mar estava calmo); agora, os receptivos estão começando a ir com mais frequência para lá, e a oferta de barcos aumentou; ele utiliza uma pequena lancha própria (do irmão...). Agora em Dezembro tinha até um agente público contando/controlando quantos visitantes estavam indo e, pelo que me lembro, o número liberado atualmente seria de no máximo 100 pessoas por dia. Louvável iniciativa e esperamos que o controle continue.
Liguei para Vozinho em Novembro (difícil é conseguir ligação em qualquer um dos três celulares), ele pediu para ligar uma semana antes de chegar, e assim fiz - liguei novamente seis dias antes - e, mesmo assim, quando cheguei, o peguei de surpresa, pois ele não havia anotado... sugeri a ele comprar uma agenda - huhauhauha - quase que ficamos sem o passeio de lancha e mergulho, mas no final, deu tudo certo, mesmo tendo sido um pouco na correria, pois ele nos encaixou na volta de um grupo ( a maré estava para começar a subir)... nos outros anos a ligação com antecedência deu resultado positivo, pelo visto o aumento da procura está deixando ele meio disperso... e é um tanto óbvio, os receptivos começam a "controlar" o local, mas nada que influencie totalmente... as coisas evoluem, às vezes para o bem, outras nem tanto. Cada qual que faça seu julgamento.
De qualquer forma, a refeição, como das outras vezes, foi excelente - restaurante limpo, decente, a preços justos. Cada vez que visitamos foi uma emoção diferente, sempre muito bom, ficando a vontade de voltar na próxima - e assim será, sempre que possível (saímos do Sul do país). Aquela região do RN, quer seja a Norte ou a Sul de Natal, tem muuuita coisa para visitar e conhecer. Perobas é uma dentre muitas.
OBS: conhecemos também os parrachos de Maracajaú, sua descrição foi precisa.
Abraços!

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Acabei de voltar de Natal agora no feriado de 21 de abril! Fomos a Pipa e tb a Perobas! Vi sua reportagem na revista da Gol sobre Perobas e resolvemos testar o local! Ja tinha ido a Maracajau em 2005 e então achamos interessante testar um novo local de mergulho! Maravilhoso! E aconteceu tudo do jeito que vc falou! Liguei para o Vozinho 1 semana antes e depois na véspera! Na volta do passeio comemos uma delicia de filé de lagosta, camarões e peixe! Tudo caseiro e super bem feito! O vozinho acabou de comprar uma nova lancha! O irmão dele falou que vão ficar com as 2! A nova terá capacidade maior! Eles iam buscá-la em Recife! Todos da família são mto simpáticos! É um lugar para quem gosta de simplicidade, contato com o regional, tranqüilidade! Nada de mínimo ou frufus!
Em Pipa amamos principalmente a Praia do Madero! Golfinhos aparecem pertinho da praia e vc nem precisa pagar o passeio para vê-los de perto! Só se for obcecado mesmo e quiser tirar mil fotos! Ficamos na barraca do Madero hotel resort! Top! Amei Pipa e quero voltar mais vezes!

Kelly
KellyPermalinkResponder

Vi a reportagem na Gol e fiz exatamente como estava lá. No dia anterior, liguei e agendei o passeio com o vozinho. Pedimos uma lagosta e um camarão e fomos para o passeio. Na volta o almoço nos esperava. Valeu a dica!!! Acredita que sou de Natal e ainda não conhecia?

Nana
NanaPermalinkResponder

tem tbm o restaurante e pousada de João Maria venham conhece e so ligar e marca passeio p parrachos,hospedagem e um almoço delicioso 91041003

Andressa
AndressaPermalinkResponder

Oieee...preciso escolher entre Perobas ou Maracajau...quero mergulhar com cilindro...qual deste dois você indica?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Andressa! Maracajaú. Está claríssimo no texto.

Jade
JadePermalinkResponder

Olá! Pelo que li aqui no site, Perobas é mais rasinho e tranquilo para quem não faz questão de mergulhar. Gostaria de saber se é verdade que não se pode ficar em pé e pisar na areia em função da preservação da piscina natural. É que não sei nadar...rs. Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Jade! Em qualquer piscina natural é proibido pisar nos corais. Você pode flutuar com colete ou macarrão. Na areia é permitido pisar.

Jade
JadePermalinkResponder

Fui à Perobas! Foi maravilhoso! Mesmo sem saber nadar consegui usar o snorkel e enfiar a cabeça na água para ver os lindos corais e peixinhos! Tirando o trajeto da lancha até chegar lá (que foi com emoção demais pra mim...rs), valeu muuuuuuito a pena! Também comemos a lagosta no restaurante do Vozinho, tava muito boa smile Ele nos mostrou todo orgulhoso a reportagem que saiu numa revista sobre ele e sobre o Viaje na Viagem!

Marcia
MarciaPermalinkResponder

Bom dia
Vou a Natal agora em novembro e pretendo fazer o passeio para Maracajaú/Punaú no dia 13/11/2015. Olhando a tábua das marés, no horário das 10:53 estará 0.3. E também estaremos na lua NOVA. Na sua opinião esta é uma boa combinação para fazer esse passeio e ter um bom aproveitamento ? Ou seria melhor trocar e ir para Perobas? Agradeço imensamente a opinião e colaboração ! Abraços ! Marcia

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcia! Vá a Maracajaú se você quer ver lindos corais com snorkel; vá a Perobas se você quer tomar banho na piscina natural rasinha e transparente.

Vera
VeraPermalinkResponder

Fiz o passeio com a Marazul em 15/11 e para o mergulho fomos com a lancha do Vozinho. Conheci esse Senhor, muito simpático. Ficou bastante orgulhoso qdo disse que havia lido sobre ele no Viaje na viagem. Gostei muito de Perobas, o mergulho é uma delícia! E o almoço no final é reconfortante pra quem sai da água morto de de fome. ?

Mario Bruno
Mario BrunoPermalinkResponder

boa tarde, minha filha tem 5 anos e não pode fazer o passeio em Maracajaú, existe essa restrição a Perobas? e tenho o dia 19/01/16 disponível para esse passeio, sabe me dizer se a tábua de maré nesse dia é a mesma de Pirangi?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mario! Para ter certeza, pergunte ao vendedor do passeio. O trajeto pelo mar até a piscina é mais curto do que o de Maracajaú, e se você for numa maré bem rasinha vai dar pé até para sua filha. A tábua é a mesma de Pirangi, sim.

Godoy
GodoyPermalinkResponder

Sou de Piracicaba eu e minha esposa estivemos no melgulho de maracajau e perobas, sem duvidas perobas e melheror pessoas bastantes receptiva, e o megulho nota 10, guia Anselmo otima pessoa.

Restuarante do Vozinho

Além das deliciosas comidas que o Restaurante do Vozinho proporciona para seus clientes está com ótimo atrativo pensando no conforto e bem estar daqueles que fazem o passeio aos Parrachos de Perobas-RN o BAR FLUTUANTE DO VOZINHO, com bons Drink's e churrasco. Venha fazer o melhor mergulho no Caribe do Nordeste , em Perobas- RN.

Ana Cláudia
Ana CláudiaPermalinkResponder

Sou seguidora dos pitacos do Ricardo Freire há muitos anos, e toda viagem que faço me oriento pelas suas informações. Este ano, passei a virada de 2016/2017 em Natal e me interessei em fazer o passeio a Perobas. Sou amante de águas azuis e cristalinas, por isso preferi este passeio ao de Maracajau. Infelizmente, imagino que se o Ricardo Freire ver a situação atual do passeio vai se decepcionar com o que aconteceu com uma área que poderia ser tão bonita. Por isso resolvi fazer este relato. Vamos às situações:
- Tentei fazer o passeio com o Vozinho, que ficou me enrolando nas ligações, pedido pra ligar no outro dia, e depois de hora em hora, pois segundo ele estava formando um grupo de numero minimo de pessoas. Tamanha surpresa, quando liguei em meia hora conforme ele solicitou, sendo informada que o passeio ja estava fechado, pois uma agencia tinha mandado um grande grupo de pessoas; Entendo que era altíssima temporada (estava agendando para 02/01), mas achei desrespeitoso ele dar esperanças que ia conseguir a vaga e nos fazer ligar varias vezes, e ele acabar dando preferência à agencias.
- Não conseguindo com o Vozinho, liguei para o Fernando Passeios, que inicialmente não tinha mais vagas, mas depois me retornou informando que um grupo havia desistido, surgindo vagas. Agendei o passeio com o Fernando que alias nos atendeu muito bem.
- Seguimos para os parrachos em lancha conforme foi relatado, com coletes salva vidas e equipamento de segurança; Chegando ao local, infelizmente encontramos um péssimo exemplo de turismo predatório: além de haver lanchas em demasia, estão levando pessoas em jangadas sem equipamento de segurança, e eram dezenas delas; os parrachos estavam superlotados, quase não havia lugar para mergulho; Diversas pessoas em jangadas comendo e lavando pratos e jogando sujeira no mar, pessoas fazendo churrasco, enfim, foi quase que inacreditável que um local tão bonito esteja se degradando assim; As lanchas e jangadas estavam ancoradas nos corais, os quais praticamente não tinham peixes e estavam desmanchando; devido à grande quantidade de pessoas e sujeira, as aguas estavam turvas, não causando o efeito mar Caribe que esperávamos (pegamos maré 0,5 no sol do meio dia);
Enfim, uma pena isso o que está acontecendo e a falta de fiscalização dos órgãos ambientais da região. Eles fiscalizam as lanchas na saída, mas não vão até o local; nos disseram que as jangadas saem de Rio do Fogo onde não há fiscalização. Da atual forma que está, é um passeio que não indico e apenas gostaria de fazer este alerta a quem pretende ir, principalmente em alta temporada.

Marta
MartaPermalinkResponder

Hola ! Pretendo viajar este ano a Natal Pipa e Perobas. Alguen puede me informar si tein pousada em Perobas .Vale a pena ficar ? Cuantos dias ? Gracias ! Sou de Uruguai y adoro povo brasileiro

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marta! Perobas é um passeio que você pode fazer a partir de Natal, não é chega a ser um lugar indicado para se hospedar. Leia também sobre Pipa e Galinhos.

Hilda Ferreir
Hilda FerreirPermalinkResponder

Perobas tem pousada e restaurante do João Maria e da Ceiça .Tudo limpo e maravilhoso!Eles fazem passeios ao Parracho que tem águas transparentes e mornas também.Gostei tanto que já fui 3 vezes.O povo de lá é super acolhedor.

Cris
CrisPermalinkResponder

Boa tarde!

Vou para Natal amanhã e fiquei interessada nesse passeio. Li todos os comentários e o da Ana Cláudia, um dos últimos, me preocupou bastante. Alguém foi a Perobas recentemente e sabe o atual estado dos parrachos? O passeio ainda vale a pena?

Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cris! A Ana Cláudia foi em janeiro, no auge da temporada. No verão tudo fica ainda mais conturbado do que o normal.

Elaine
ElainePermalinkResponder

Olá! Pretendo ir a Natal em junho/2018 e esse passeio daria certo para o 5º ou 6º dia de lua nova (17 ou 18/06/2018). Apesar de ter lido que é melhor ir a Maracajaú ou Perobas em maré baixa, nas luas nova e crescente, queria confirmar se é uma boa data para visitar um desses locais. Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Elaine! É nas luas cheia e nova. Lua crescente e minguante não prestam. Normalmente os últimos dias da lua boa são mais fraquinhos.

Leia:
http://www.viajenaviagem.com/2013/04/como-usar-tabua-mares

Fernando Passeios

Estamos a disposição de todos que desejam conhecer os Parrachos de Perobas. Dúvidas e informações pelo whatsapp: (84) 9 9189-6645 (Fernando)

Sandra
SandraPermalinkResponder

Estive em Perobas visitando o Parrachos da Praia do Fogo em Novembro deste ano. Fiquei completamente deslumbrada com o lugar. O mar estava límpido, o passeio de lancha muito bom e todo o pessoal que nos atenderam, todos muito educados e prestativos. Não deixem de realizar este passeio se forem pra Natal. Abraços

Antoniel Barros do nascimento

Estamos disponíveis 24 hs para suas reservas com Toninho whatsapp (84)994846218991789430 Toninho passeios de lancha

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar