Vai por mim: San Francisco a Los Angeles de carro

Highway 1, entre San Francisco e Monterey

Pecorrer a costa da Califórnia entre San Francisco e Los Angeles pela lendária costeira Highway 1 está na lista de viagens de sonho de muita gente.

  • Desde 20 de julho de 2018 o trecho de Ragged Point está reaberto ao tráfego, possibilitando percorrer toda a Highway 1 pela costeira. Leia aqui.

Quantos dias na Highway 1?

Não é dividindo os 730 quilômetros entre San Francisco e Los Angeles por nenhuma velocidade média que você descobre quantas horas são necessárias para cumprir o percurso. Trata-se de uma viagem para fazer sem afundar o pé no acelerador – e parando a cada mirante que se oferecer pelo caminho.

Para esquadrinhar trecho por trecho da costeira, você vai precisar de três dias inteiros, pernoitando primeiro em Monterey ou Carmel e depois em San Luis Obispo ou Santa Bárbara antes de chegar a Los Angeles. Tendo apenas dois dias disponíveis, dá para fazer o filé; programe o pernoite em Monterey ou Carmel. Se dispuser de mais dias, demore-se em Big Sur (para fazer trilhas nos parques) ou em Santa Bárbara (para esgotar as vinícolas do Vale Santa Inês ou pegar praia).

Qual é a melhor parte?

O eixo Monterey-Carmel-Big Sur, de apenas 70 quilômetros, detém a maior concentração de “uau” por quilômetro rodado. Neste trecho você vai encontrar o fabuloso Aquário de Monterey, a ultracenografada 17-Mile Drive, o charmosinho vilarejo de Carmel e a vertiginosa costeira até a entrada da reserva de Big Sur. Caso não se interesse por Los Angeles, você pode pernoitar e retornar dali mesmo (de Carmel a San Francisco são menos de 200 quilômetros pela auto-estrada 101, que vai pelo interior).

Negocie com o GPS

Se você quer aproveitar bem sua viagem, dirigir nos Estados Unidos sem GPS é impossível. Leve o seu do Brasil, compre um ao chegar ou certifique-se de que a sua locadora tem um aparelho para alugar. Nesta rota, porém, não basta ter um GPS: é preciso fazer com que o danado obedeça às suas ordens. Aprenda a programar os trechos que você quer fazer pela Highway 1, que é uma estrada secundária.

San Francisco: sem carro

Se você ficar uns dias antes em San Francisco (o mínimo ideal são quatro dias), não é preciso estar de carro desde o início. Assim como Nova York, San Francisco é uma cidade para ser explorada a pé e de transporte público (e quando precisar, o táxi não é caro). Deixe para pegar o carro no último dia – e aproveite para dar um rolê no Vale de Napa. Os vilarejos vizinhos de St. Helena e Yountville, que concentram as vinícolas e restaurantes, estão a uma hora e meia da Union Square.

Leia mais: 40 hotéis em San Francisco comentados pelos leitores

Leia mais: 4 dias em San Francisco, no Hotel California Blog

Leia mais: Sausalito de carro, com direito ao melhor mirante para a Golden Gate

Leia mais: Uma tarde perfeita no Vale de Napa

Leia mais: Vale de Napa: um jantar cedinho no Bouchon

Leia mais: Berkeley: um jantar no Chez Panisse

Leia mais: San Francisco & Napa: os tours personalizados em português da Maryanne

De San Francisco a Monterey (200 km)

O dia em que parti amanheceu muito feio, então não fiz questão de ir pela costeira desde o início. Saí de San Francisco pela auto-estrada 101 e peguei a Highway 1 em Half Moon Bay, 50 quilômetros adiante. Os 80 quilômetros seguintes, até pouco antes de Santa Cruz, ostentam uma costa ainda selvagem, quase toda protegida por parques estaduais. Há falésias e dunas banhadas por um mar azul e bravo.

Já os 70 quilômetros entre Santa Cruz e Monterey são pouco interessantes: muito já foi urbanizado, e a estrada corre por longos trechos sem vista para o mar. Em Monterey, dirija-se à Cannery Row, antiga região de fábricas de sardinha que foi transformada num cais turístico. No fim da rua fica uma das maiores atrações da Califórnia: o Monterey Bay Aquarium, que tem uma coleção sensacional de invertebrados marinhos – esponjas, anêmonas e outros exóticos habitantes dos corais, iluminados com maestria. As lontras também têm muitos fãs. Ponha o carro num estacionamento coberto (e não deixe nenhum sinal aparente de que está carregando bagagem).

Leia mais: De carro na Califórnia, parte 1: de San Francisco a Monterey

Leia mais: 11 hotéis em Monterey comentados pelos leitores

De Monterey a Carmel (15 km)

Você nunca levou tanto tempo para cobrir tão pouco chão (engarrafamentos na Marginal em frente ao Robocop não contam). A 17-Mile Drive é uma estrada particular que vai do bairro Pacific Grove, em Monterey, até a entrada de Carmel. Apesar do nome, a estrada tem menos de 10 milhas. Cada carro paga 9 dólares para entrar e ganha um mapinha para zanzar pelo condomínio de Pebble Beach — onde você pode pensar que as pedras fincadas no mar são obra dos mesmos arquitetos e paisagistas que criaram as mansões e os campos de golfe do caminho. Passando o portão de saída você estará em Carmel, uma cidade-bibelô em que nada está fora do lugar.

Os hotéis de Monterey são bem mais em conta (e pela auto-estrada, ficam a meros 10 minutos), mas se você puder cacifar uma noite em Carmel, fique. É um belo lugar para guardar o carro e caminhar pelo centrinho, bisbilhotando as lojas e galerias e escolhendo um restaurante para jantar.

Leia mais: De carro na Califórnia, parte 2: de Monterey a Carmel

Leia mais: 9 hotéis em Carmel comentados pelos leitores

De Carmel a Big Sur (50 km)

Se na 17-Mile Drive você testemunha o quanto o homem pode embelezar um ambiente natural, na Highway 1 entre Carmel e Big Sur você vai ver belezas naturais em estado bruto: a estrada se equilibra entre montanhas altíssimas e desfiladeiros à beira-mar. (OK: neste trecho também há duas pontes construídas pelo homem para que você possa apreciar toda essa natureza.) Pouco depois de 40 km, porém, a estrada envereda por dentro da mata.

Por ali, procure a Pfeiffer Beach, uma das prainhas mais bonitas da Califórnia — fica no Pfeiffer Big Sur State Park, ao final da Sycamore Road. Outro programa nota 10 para culminar este passeio é marcar um almoço no Sierra Mar, restaurante do cultuado hotel Post Ranch Inn, dependurado na montanha à beira-mar (abre do meio-dia às 15h; reserve pelo opentable.com).

Leia mais: De carro na Califórnia, parte 3: de Carmel a Big Sur

San Luis Obispo e Santa Barbara

A 210 quilômetros de Carmel pela Highway 1, San Luis Obispo tem uma missão católica bem-conservada. No caminho, 65 quilômetros antes de chegar você pode visitar o Hearst Castle, um delírio do milionário William Randolph Hearst que hoje funciona como parque estadual da Califórnia.

Mais 170 quilômetros na direção sul e você chega a Santa Barbara, linda cidade colonial espanhola convertida em balneário. Os bacanas ficam no Four Seasons e jantam nos restaurantes de Montecito – mas dá para se divertir também ficando num hotel plebeu da região do porto e conferindo à noite o movimento da State Street. Santa Barbara é também a base ideal para refazer o caminho dos personagens do filme Sideways – as vinícolas do vale de Santa Inês estão a menos de 40 minutos de viagem. De Santa Barbara a Los Angeles são mais 150 km; no meio do caminho, aproveite para dar uma paradinha no Premium Outlets de Camarillo (a 70 km).

Leia mais: De carro na Califórnia, parte 4: de Big Sur a Santa Barbara

Leia mais: 6 hotéis em San Luis Obispo comentados pelos leitores

Leia mais: 12 hotéis em Santa Barbara comentados pelos leitores

Leia mais: De carro na Califórnia, parte 5: de Santa Barbara a Los Angeles

Los Angeles: fique com o carro

Se San Francisco é melhor sem carro, Los Angeles só é possível sobre rodas. E o GPS será o seu melhor amigo para se entender com as free-ways (e descobrir os caminhos menos engarrafados para todos os seus percursos). Fique pelo menos quatro dias: há muito o que rodar.

Leia mais: Onde ficar em Los Angeles: Santa Monica ou West Hollywood?

Leia mais: Los Angeles: 5 lugares para descer do carro

Leia mais: Los Angeles: o tour fofoqueiro por Hollywood do TMZ

Leia mais: 60 hotéis em Los Angeles comentados pelos leitores

Leia também:

Passagens mais baratas para San Francisco no Kayak

Encontre seu hotel em San Francisco no Booking

Encontre seu hotel em Los Angeles no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Allianz Travel

Alugue carro em San Francisco em até 12 vezes e sem IOF

Passeios e excursões pela Califórnia com a Viator

1341 comentários

Da última vez que fui de SF pra Los Angeles fiz o trecho pela Southwest pois não tinha tempo suficiente pra ir de carro. Da próxima vez certamente irei de carro.

Sobre GPS, deixo as seguintes dicas:

– se vc for viajar por mais de 1 dias em passeios como esse, compre uma mapa impresso! Não para se orientar ao dirigir, mas pq mapas impressos trazem uma riqueza de detalhes para vc planejar sua viagem, como mirantes, trilhas, parques, pontos famosos. Tem dezenas de mapas da US 1 à venda por poucos dólares. Vale o investimento – e a dica, para qualquer passeio rodoviário

– se vc tem um GPS no Brasil, é muito mais prático comparar mapa americano para ele. Vc já está acostumado com o equipamento e a operá-lo.

– se vc não tem, considere duas opções: comprar um aplicativo para smartphone (os da TomTom para Android ou iPhone são os melhores), a partir de $ 40-50, ou então comprar um GPS novinho em folha nos EUA (compre de uma marca que atue no Brasil pra vc poder comprar mapa brasileiro depois).

– a PIOR alternativa, em geral, é vc pagar pelo aluguel de GPS. As locadoras cobram US$ 15-20 POR DIA (talvez o Riq tenha pago menos devido à Mobility, não sei) para alugar um GPS, em geral um que não é tão novo assim. Por US$ 100 vc acha GPS básico na primeira Best Buy que cruzar e, o melhor, pode trazer pra casa depois da viagem :p

– dê uma planejada antes de ir seguindo cegamente o GPS, exceto quando seu objetivo é apenas chegar. Para “forçar” o GPS a desviar de auto-estradas, programe “viewpoint” or “go through” or “waypoint” ou “via point” antes de vc embarcar. E saiba onde vc está indo (daí a dica do mapa).

    Olá, André! O Comandante comprou um GPS! Ele explicou isso na época do post da viagem a Sausalito 😀

Amo esse destino, em 2009 fiz com meu marido o trecho Los Angeles a San Francisco (amo essa cidade) e realmente tenho que concordar com o Ricardo tem um monte de trecho UAU !!!! Visitei Solvang que achei uma graça ! Espero em breve refazer essa viagem e encaixar dessa vez: Napa Valley, Las Vegas e o Grand Canyon !

Sem falar no Yosemite (para onde se pode ir a partir de San Francisco ou da região do Napa Valley) e em Las Vegas (de onde se pode ir ao Death Valley e ao Grand Canyon), que são viagens laterais nessa viagem costeira pela Califórnia, eu ainda recomendaria descer um pouquinho mais de carro até San Diego, uma cidade de um astral ótimo e muito bonita. Em três dias se conhece bem tudo. Os vôos de San Diego para Las Vegas são rápidos e não são caros (pela Southwest).

    Eu estive em Yosemite novembro passado e acabei não conseguindo aproveitar nada por conta da neve. O máximo que consegui fazer, foi uma caminhada até as Sequóias de Mariposa Grove. Se quiserem arriscar, estejam com um carro 4X4 ou com as tais correntes que podem ser alugadas por lá mesmo. Fiquei hospedado em um hotel da rede Days Inn em Oakhurst.

A verdade, que querem um guia de viagem ou pesquisar pela Internet, se existei no excelente viajenaviagem??? Aqui você pode encontrar as melhores dicas, charmosas e comprovadas! Certo!
Adorei, eh!!!

Sensacional Ricardo! Estou acompanhando todas de carros pela California. Muito bom. Parabéns.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.