Réveillon em Lisboa: as dicas da Time Out alfacinha

Time Out Lisboa

Nas poucas horas que passei em Lisboa fiz uma compra valiosa: uma Time Out (em português!) que faz o balanço do ano na cidade e, de quebra, ainda dá dicas quentes para o Réveillon.

(Time Outs sempre são uma fonte seguríssima de informações descoladas para curtir cidades grandes. O grupo edita revistas semanais em Nova York, Londres, Chicago, Sydney, Istambul, Tóquio, Dubai, Abu Dhabi, Cingapura, Hong Kong, Délhi, Kuala Lumpur — todas em inglês –, em Barcelona, em catalão, e em algumas outras cidades nos idiomas locais; veja a lista completa aqui. Em alguns lugares há edições trimestrais, como em Buenos Aires, em castelhano.)

Como a edição foi recolhida das bancas ontem — e depois de toda essa propaganda — acho que posso contrandear as informações para cá, não?

Jantar. A revista seleciona alguns restaurantes com ceias especiais a preços, para Lisboa, estratosféricos (lembrem-se mais uma vez do meu conselho ano-novístico: piquenique no quarto!). O menu do 100 Maneiras (em dois endereços: no Bairro Alto e no Chiado), do chef Ljubomir Stanisic, custa €150 por pessoa, e inclui a badaladíssima entrada estendal do bairro, um varal de chips de bacalhau. Em Santos, a revista indica o Opaq (€75/pessoa) e o Sakana (€85/pessoa). No Príncipe Real a pedida seria o menu viajado do Novamesa (€88/pessoa). No Terraço, na cobertura do hotel Tivoli, a ceia (€225/pessoa) dá direito à vista de Lisboa. E finalmente a revista recomenda a ceia do restaurante do hotel-escola-conceito Hotel da Estrela, que custa €120 mas que você pode decidir pagar apenas a metade — ou algum valor intermediário. Meu conselho: anote os nomes dos restaurantes e vá numa data à paisana…

Festas. Para a Time Out lisboeta, a grande novidade do ano foi o Clube Ferroviário, em Santa Apolónia; o lugar encabeça a lista de festas recomendadas para a virada do ano (€15 a €75). Também indicadas estão a MusicBox, no Cais do Sodré (€12), a Kapital, na 24 de Julho e a indefectível Lux (€12).

Réveillon BBB. Para ver show de fogos de artifício à meia-noite, siga a dica da Time Out e vá ao Parque das Nações. Se lhe apetecer romper o ano ao som de rock português, vá ao show grátis do Xutos e Pontapés no Terreiro do Paço. E uma curiosidade: a revista achou um bar-restaurante que vai abrir no dia 31 de dezembro “como se fosse 31 de março ou 31 de agosto, sem consumos mínimos nem menus de pratos a 100 euros por cabeça”. Trata-se do Le Chat qui Pêche, no Jardim 9 de Abril, rua das Janelas Verdes.

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

24 comentários

Vou passar o reveillon em Portugal, qual o bairro mais próximo da queima de fogos para se hospedar, seja em hotel ou em apartamento alugado. Obrigada

    Olá, Liliane! A queima dos fogos é nas docas de Santo Amaro. Não há hoteís com vista para os fogos, se é o que você imagina. A melhor localização em Lisboa é ao longo da avenida da Liberdade entre o centro e a rótula do Marquês do Pombal.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.