Primeira viagem: roteiro dia a dia em Montevidéu

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Punta Carretas, Montevidéu

Bienvenido, bienvenida. A menos de 3 horas de vôo de São Paulo, Rio, Curitiba e Porto Alegre, Montevidéu é o destino internacional mais redondinho para um fim de semana. A cidade cabe inteira nessas 48 horas, sem deixar nada mega-blaster-essencial de fora. Caso você queira incluir Punta del Este e/ou Colonia del Sacramento no roteiro, venha com mais tempo: pelo menos quatro dias. Colonia, como veremos adiante, funciona melhor quando encaixada a caminho de Buenos Aires.

Conte em levar entre 20 e 30 minutos do aeroporto ao seu hotel, dependendo do local (Pocitos ou Centro) e do trânsito. No saguão do aeroporto você encontra o guichê do táxi oficial, onde pode pegar um táxi ou van ao seu hotel. Os preços são tabelados (em abril de 2014 -- táxi: Pocitos 1.080 pesos, Ciudad Vieja 1.300 pesos; van: 280 pesos por pessoa; 1 real = 9,50 pesos). Táxis e van funcionam 24 horas; mas as vans requerem um mínimo de passageiros para sair.

Do aeroporto também dá para ir direto a Punta del Este, de ônibus regular intermunicipal (pela COT; compre no guichê do lado externo do aeroporto para a próxima saída, 216 pesos), de táxi (200 dólares por carro) ou van (30 dólares por pessoa).

A casa de câmbio do aeroporto tem cotações fracas; o ideal é sacar pesos uruguaios no caixa eletrônico. Se levar reais, deixe para trocar nas casas de câmbio do Centro, Pocitos ou Punta Carretas, que têm boas cotações. Lembre-se também de que ao pagar restaurantes com cartão de crédito internacional, o governo uruguaio devolve 18,5% do IVA, o que compensa de longe o IOF brasileiro.

Leia mais: Chegando em Montevidéu: câmbio, táxi e van para o centro

Leia mais: Que moeda levo para o Uruguai?

Leia mais: Uruguai: como funciona o desconto de 18,5% no cartão em restaurantes

Leia mais: Para entender Punta del Este

Caso você ainda não tenha reservado hotel, saiba que os da Cidade Velha estão próximos às atrações turísticas, mas a vida noturna e gastronômica está na orla -- onde é possível se hospedar em Punta Carretas, Pocitos ou Buceo.

Leia mais: 27 hotéis selecionados em Montevidéu, no centro e na orla

Leia mais: Montevidéu e Punta del Este: os 10 hotéis mais reservados pelos leitores

Leia mais: Montevidéu: 40 restaurantes e bares em 5 bairros

SÁBADO: CIUDAD VIEJA + CITY-TOUR


View Cidade Velha + Estádio Centenário in a larger map

Teatro Solís

A Ciudad Vieja é o lerê fundamental de Montevidéu. É melhor visitada durante a semana ou no sábado de manhã. No sábado à tarde e no domingo as lojas fecham e as ruas ficam ermas (mas o Teatro Solís e o Mercado del Puerto continuam abertos, claro).

Planeje sua visita culminando com um almoço no Mercado del Puerto, onde você prova o legítimo churrasco uruguaio vendo as carnes (e miúdos) sendo assados em grelhas à sua frente. Antes do almoço, faça uma visita guiada ao Teatro Solís, e passe num dos simpáticos museus do centro, como o Museo Torres García, dedicado ao maior artista uruguaio, o Museo del Carnaval, que celebra a folia uruguaia, o no Museu Andes 1972, que relembra a queda do avião que carregava uruguaios para o Chile. O café (e o digestivo) devem ser tomados no charmoso Café Brasilero (Ituzaingó esquina 25 de Mayo).

A continuação perfeita para o passeio é pegar o Bus Turístico, que sai dos fundos do Mercado e leva a outros 8 pontos turisticos em pouco mais de duas horas; pergunte se o Estádio Centenário está aberto para visitas (se estiver, desça e retome a viagem no ônibus seguinte).

Leia mais: Churrasco ao vivo: Mercado del Puerto

Leia mais: O tour guiado ao Teatro Solís

DOMINGO: MANHÃ NA FEIRA, TARDE NA ORLA


View Domingo em Montevidéu in a larger map

Feria Tristán NarvajaÉ de lei uma passadinha na Feria Tristán Narvaja, o footing oficial de Montevidéu nas manhãs de domingo. Antigüidades, quinquilharias, frutas, verduras, bichinhos de estimação -- a feira tem de tudo, mas o mais engraçado é ver tanto uruguaio passeando com cuia de mate na mão e garrafa térmica debaixo do braço.

Depois do almoço, pense em passear pela Rambla de Pocitos (a dica para a sobremesa é o café Oro de Rhin, que fica anexo a uma livraria). Ou ir ao Parque Rodó.

Em janeiro e até uma semana antes do Carnaval, o melhor programa do início da noite é assistir às entradas, as batucadas de carnaval à moda uruguaia no bairro de Palermo.

Leia mais: De mala e cuia na Feria Tristán Narvaja

Leia mais: Onde comer em Montevidéu: 40 bares e restaurantes

Leia mais: Videoblog: ensaio de carnaval de rua em Montevidéu

MONTEVIDÉU À NOITE


View Montevidéu à noite in a larger map

Baar Fun FunEu disse que a melhor noite de Montevidéu está na orla, entre Pocitos e Buceo. Mas tem um programa noturno na Cidade Velha que acho imperdível: ir quinta, sexta ou sábado ao Baar Fun Fun. É que nesses dias, depois do tango, há uma sessão de candombe, a salsa uruguaia. O candombe só rola lá pelas duas da madrugada, então se você quiser ir depois do jantar, tá valendo (o público vai se renovando ao longo da noite e você logo terá mesa livre para sentar).

Querendo um lugar charmoso para o primeiro jantar da sua estada, aí vão meus favoritos: o Tabaré e o 62 Bar. A lista completa das minhas indicações está aqui.

A noite mais animada da cidade está no finzinho de Pocitos, junto ao Montevideo Shopping, já em Buceo. Nas duas quadras da avenida Luis Alberto de Herrera antes do cruzamento com o Boulevard 26 de Marzo há vários boliches, barzinhos para tomar um chopinho, comer uma pizza e azarar. O movimento é mais quente de quinta a sábado.

Leia mais: Uma noite no Baar Fun Fun

Leia mais: Onde comer em Montevidéu: 40 bares e restaurantes (com mapa!)

UMA MANHÃ OU TARDE NA VINÍCOLA


View Bodega Bouza in a larger map

Montevidéu tem muitas vinícolas nos arredores. A mais próxima é a Bodega Bouza, a 15 km. Abre para visitas diariamente -- e além das comuns a tudo quanto é vinícola, a Bouza ainda possui uma exposição de carros antigos colecionados pela família. O restaurante abre para almoço todos os dias (até as 15h30). Recomenda-se reservar a visita com antecedência. Dá para ir de táxi.

O município vizinho de Canelones tem várias outras vinícolas, entre 40 e 50 km do centro de Montevidéu. Um remise (carro com motorista) custará em torno de 200 dólares, e poderá ser reservado por meio do seu hotel. Entre as vinícolas mais interessantes da região estão a Juanicó e a H. Stagnari.

Leia mais: Visitando a Bodega Bouza de táxi e ônibus, no Dividindo a Bagagem

UMA ESCAPADA A PUNTA DEL ESTE


View Montevidéu a Punta del Este in a larger map

José Ignacio, Punta del EsteEu sei, você veio seco procurando este tópico.

Punta del Este está a 120 km do centro (90 km do aeroporto). Com o trânsito de saída da cidade e a velocidade controlada da autopista (duplicada), conte em levar pelo menos uma hora e meia para chegar.

O bate-volta é factível, mas cansativo, porque depois de chegar a Punta você ainda vai zanzar bastante. Se for até José Ignacio, que fica a 40 km do centro, rodará 80 km só dentro de Punta. E se voltar antes do entardecer vai perder o pôr do sol, que é um dos pontos altos do passeio.

O ideal é ir na temporada -- entre o Natal e o Carnaval -- e dormir uma ou duas noites, para visitar com calma, aproveitar o serviço de bordo das praias, jantar bem e ainda curtir a balada.

Um jeito esperto de fazer o bate-volta, aproveitando muito e sem se cansar, é ir cedinho de ônibus pela COT, pegar um carro alugado ao chegar, zanzar por tudo, ver o pôr do sol, devolver o carro, jantar na Península e voltar no último ônibus (das 23h30), sem se preocupar com cansaço ou polícia rodoviária.

Leia mais: Para entender Punta del Este

COMO ENCAIXAR COLONIA DEL SACRAMENTO


View Montevidéu, Colonia, Buenos Aires in a larger map

Colonia del SacramentoSe você está indo apenas ao Uruguai, trago uma notícia não muito boa: ir à linda cidadezinha histórica de Colonia del Sacaramento num esquema bate-volta é meio chatinho. São duas horas de carro ou duas horas e meia de ônibus em cada sentido.

Em compensação, Colonia cabe direitinho como pit stop ou pernoite numa viagem entre Montevidéu e Buenos Aires. O esquema é o seguinte: você precisa comprar passagem de ônibus com a COT (saindo do terminal Tres Cruces). Ao chegar a Colonia, vai para o hotel, se for pernoitar, ou deixa a bagagem no guarda-volumes da rodoviária (se estiver lotado, o pessoal do bar oferece esse serviço também). Mais tarde, ou no dia seguinte, segue viagem de barco, com Buquebus ou Seacat; a travessia leva apenas uma hora (em vez das duas horas e meia voltando pelo mesmo caminho a Montevidéu).

Leia mais: Colonia del Sacramento, a Paraty do Uruguai

Leia mais: 5 roteiros para combinar Argentina e Uruguai na mesma viagem

BATE-VOLTA A BUENOS AIRES NO MESMO DIA

Esqueça. São 3 horas para ir, 3 horas para voltar. Você se cansa, gasta dinheiro e não esgota o assunto Buenos Aires. Não vale a pena nem no sentido oposto.

COMBINANDO MONTEVIDÉU E BUENOS AIRES NA MESMA VIAGEM

Comece sempre por Montevidéu. Pegue o vôo de volta em Buenos Aires, sem precisar voltar. Passe pelo menos duas noites em Montevidéu e pelo menos quatro noites em Buenos Aires. Se fizer o roteiro via Colonia, aumente uma noite na viagem (pode ser em Colonia ou em Buenos Aires).

Leia mais: Montevidéu e Buenos Aires na mesma viagem: todas as possibilidades

Leia mais: 5 roteiros para combinar Argentina e Uruguai na mesma viagem

Leia também:

Montevidéu: 27 hotéis selecionados

Montevidéu e Punta del Este: os 10 hotéis mais reservados pelos leitores

Primeira viagem: roteiro de fim de semana em Buenos Aires

Primeira viagem: roteiro dia a dia em Santiago do Chile

Para entender Punta del Este

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email

708 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
Angela Camargo

olá! Eu comprei duas passagens para Montevideo para eu e meu marido , saindo de SP no dia 19/02 (logo após o Carnaval) e retornando 23/02/15, segunda-feira. É nossa primeira viagem juntos e de lazer. Por, favor, pode nos indicar Hotel bom, sem ser caro demais, opções de passeio, visita a Punta del Este e alguns cassinos pra visitar. Aguardo e agradeço muito sua atenção, ABraço, Angel a- 08/12/14

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Angela! Comece o seu planejamento por aqui: http://www.viajenaviagem.com/destino/montevideu/

Antonio William D. de Oliveira

visitei mais de 6 vezes o seu blog. Colhi boas informações. Viajei do dia 4 até dia 9 deste mês para Montevideo e Punta Del Leste. Viagem muito agradável, tudo muito limpo, arborizado, povo prestativo, bonito. A orla do rio da Prata é muito gratificante para passear. Fiquei hospedado no Hotel Pocitos em Punta Carrena, próximo a praia, shopping, bares, restaurantes. Punta é demais. Quero deixar registrado só algumas informações que julgo importante. Uruguay está muito caro. É mais vantagem levar dólares para o cambio do que real. 1 U$ vale UY 23,50 pesos. 1 R$ vale UY 8,40 pesos, mesmo pagando US$ 1 = R$ 2,65 = UY$ 22,26 pesos, parece pouca diferença, mas em um montante grande vale. Alugar um carro é muito bom, porém a gasolina comum custa R$ 4,93 / litro. Estacionar dias de semana também é complicado. Ficar seis dias, senti a falta do arroz, feijão, só fritura é complicado. Da próxima vez, vou preferir um apart hotel, que tem cozinha e micro ondas, comidas prontas nos super mercados é muito gostosa e muito mais barata do que nos restaurantes. No mercado onde almocei, cobraram-me UY$ 55,00 por pessoa a título de cobiertas, ou seja a mesa, toalha, talheres e pratos, achei absurdo, pois não se almoça sem estes apetrechos. Mas valeu muito as dicas que você passa. Minha decepção foi não ter lojas de couros como Canela, Gramado. Uma única na 18 de julho e preços estratosféricos. Abraço

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Antonio! Só complementando: ninguém consegue comprar dólar no Brasil pela cotação que sai no jornal. Se a cotação é 2,60, compra-se a 2,75... Inclua esse spread no seu cálculo.

E se você tivesse seguido nosso conselho de usar cartão de crédito em restaurantes, a conta de cada refeição sairia 18,5% menor. Boas viagens!

Antonio William D. de Oliveira

Valeu Ricardo! suas informações são confiáveis. Quanto ao valor do dólar, foi o preço que eu comprei no Brasil. Praticamente todos os preços no Uruguay são em dólares americanos, pagando nesta moeda, dá até para negociar e pechinchar. Quando pagamos em reais, o câmbio não é favorável nas lojas ou hotéis. Viva!!! isto ainda é América do Sul. Abraço

Renato Maia
Renato MaiaPermalinkResponder

Olá a todos,

Segui os conselhos da turma do VnV em minha viagem ao Uruguai. Rodei com carro alugado 1000 km indo de Montevidéu a José Ignácio (40 km depois de Punta) e depois Montevidéu à Carmelo (90km depois de Colônia de Sacramento). Almocei em duas Bodegas: Bouza e Narbona, sendo esta última meu motivo de ir à Carmelo (uma excelente surpresa).
Minha percepção dos lugares:
Montevidéu: nada demais, no máximo para 1 noite.
Imperdível: almoçar no mercado del puerto. Feira Tristán Narvaja(muito louco aquilo!)
Punta del'Este: Muito bacana!! Achei que ia ser meio xaropada pois não achei que o Uruguai teria alguma proposta nova pra mostrar pra nós brasileiros que temos praias lindíssimas (me dei mal! Acabaram com minha "arrogância" tupiniquim). O legal não é a praia, é o ambiente todo do lugar. Minha indicação para base no Uruguai.
Imperdível: Foto no monumento La mano, os restaurantes e bares.
Colônia del Sacramento: Meio Parati (Rio) mas mal conservada. Pra um bate-volta de Montevidéu fica muito corrido e o legal lá é a noite.
Imperdível: iluminação noturna da cidade é muito charmosa, principalmente para jantar.
Compre um chip da Antel e carregue por 5 dias (tudo por uns R$18,00) com 1GB de internet ultra-rápida (pegava muito bem em até na estrada).
Vinícolas:
Bouza - Profissional, com visita a toda vinícola e depois degusta-se ou almoço harmonizado (minha escolha).
Narbona - Se for dormir em Colônia não deixe de almoçar lá. Uma delícia o cordeiro e o baby beef. Os vinhos deles também são muito bons.
Compras: Doce de leite (delicioso), camisa do Penarol e vinhos (o free-shop de Montevidéu é o melhor lugar pois além dos bons rótulos e preços, a cada 4 vinhos uruguaios comprados, o de menor valor sai de graça.
Abs.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Renato! Obrigada pelo relato!

Andréa Cunha
Andréa CunhaPermalinkResponder

Olá! Estou fazendo o roteiro de minha viagem com meu marido e minha filha de 9 anos. Chegaremos a Montevidéu dia 03 de janeiro e programei ir direto a Colonia e sair de lá dia 04 de janeiro (domingo) para ir a Buenos Aires, ficando 3 dias por lá. Logo depois voltar para Colonia, pegar o ônibus para Montevidéu e alugar um carro para passar 2 dias em Punta, voltando para Montevidéu, ficando 2 dias e voltando para casa. Qual é a minha dúvida?
Fui olhar a viagem de barco de Colônia para Buenos Aires e a volta após 3 dias e achei muito caro. Como falei acima, são 2 adultos e uma criança de 9 anos. Fiquei com medo de reservar, mas também tenho medo de não encontrar passagem na hora. Isso é possível? É tão caro mesmo? Como faço para baratear essa viagem?
Obrigada desde já.

Evlyn Sucaria
Evlyn SucariaPermalinkResponder

Viajarei para Montevidéu e Punta, passando ali o Natal. Achei muito interessantes as postagens! Pergunto: posso trazer doce de leite na volta, para o Brasil? Obrigada,
Evlyn

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Evlyn! O doce de leite pode ser confiscado se a sua mala passar pelo raio-x na volta.

Rodrigo de Fraia

ola, gostaria de saber como sacar dinheiro com cartão de credito nos caixas eletrônicos em Montevideo.
Obrigado Rodrigo

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rodrigo! Não faça saques com cartão de crédito, a não ser em situação de emergência. Prefira sacar da sua conta corrente.

Reais têm boa cotação nas casas de câmbio de Montevidéu. Vale a pena pagar restaurantes com cartão de crédito, pela devolução do IVA. Leia:
http://www.viajenaviagem.com/2014/11/que-moeda-levar-dinheiro-vivo-x-cartao-pre-pago-x-saques-no-debito-x-cartao-de-credito
http://www.viajenaviagem.com/2014/11/uruguai-isencao-devolucao-impostos-cartao-credito