Riu Palace Macao: compacto, reformado, só para adultos

Riu Palace Macao

[Piscina do Riu Palace Macao]

São cinco os resorts do complexo Riu em Punta Cana: Hotel Riu Naiboa, Club Hotel Riu Bambu, Riu Palace Punta Cana, Riu Palace Macao e Riu Palace Bávaro. Como os próprios nomes já indicam, eles se dividem em três categorias diferentes (“Palace”, “Riu” e “Club”). Entre os top, o Riu Palace Bávaro é o mais novo e mais, digamos, extravagante. O Riu Palace Macao, onde fiquei, é o segundo mais confortável do complexo. Comparado aos outros dois, o Riu Palace Punta Cana parece um tanto cansado.

Estive no Riu Palace Macao após a reforma que preparou o resort para se tornar exclusivo para adultos. Vendo algumas fotos do antes e depois, percebo que a interpretação de “só para adultos” é muito cromado e luz fria, o que fez com que eu me sentisse dentro de uma geladeira em alguns momentos.

Preferências de design à parte, trata-se de um resort que oferece bastante conforto e um certo luxo, e consegue ser completamente independente dos demais dentro do complexo. Para quem não se agrada da idéia de ter que percorrer grandes distâncias entre quarto, restaurante e praia, aí está uma opção na medida.

A tarifa que conseguimos para agosto, mês de férias européias, foi de R$ 566.

Riu Palace Macao

[Playa Arena Gorda]

A propriedadeLocalização. Praia de Arena Gorda, entre o complexo Iberostar e o Gran Bahía Príncipe. O trajeto até o resort leva meia hora de táxi. A corrida, tabelada, custa US$ 38.

Layout da propriedade. Dos cinco hotéis do complexo, quatro ficam na praia – Riu Palace Punta Cana, Club Hotel Riu Bambu, Riu Palace Macao e Riu Palace Bavaro, nesta ordem, olhando para o mar. O Hotel Riu Naiboa fica nos fundos do terreno, atrás do Riu Palace Bávaro. (O que basta para concluir que ficar no Riu Naiboa não vale a pena.)

A circulação dos hóspedes não é livre por todo terreno; talvez por isso os resorts não sejam mesmo bem integrados – você não vê passarelas, não existe trenzinho.

Além da praia, a única área comum é a Calle Caribeña, uma rua com lojinhas de souvenir.

Calle CaribeñaCalle CaribeñaCalle Caribeña

[Calle Caribeña]

Club Hotel Riu Bambu

[Club Hotel Riu Bambu]

Riu Macao, Bávaro e Punta Cana (os três da categoria “Palace”) são fechados a hóspedes dos outros hotéis do complexo, mas quem estiver hospedado neles pode freqüentar o Bambu e o Naiboa. Quem se hospeda no Naiboa só pode ficar por lá mesmo.

Riu Palace Macao

Riu Palace MacaoRiu Palace MacaoRiu Palace Macao

[Riu Palace Macao]

O Macao é inusitadamente compacto (quem olha aquele edifício gigantesco só pode imaginar um resort inteiro com as mesmas proporções). Tudo se concentra no mesmo prédio, ou bem próximo a ele – recepção, quartos, restaurantes, bares, café. Uma das poucas exceções é o anfiteatro, que fica mais próximo à praia. Quando estive lá, uma tempestade caiu à noite. Para que os hóspedes não pegassem chuva, o show foi transferido para um dos bares do saguão.

Riu Palace Macao

Riu Palace MacaoRiu Palace Macao

[Apartamento Riu Palace Macao]

Apartamento. Bem confortável. Você nota alguns sinais de recauchutagem aqui e ali – principalmente nos móveis, que foram pintados de branco e receberam pés cromados para parecerem mais modernosos. Nada que incomode, a não ser a varanda, que destoa de tudo e é pobrinha que só ela.

Riu Palace MacaoRiu Palace MacaoRiu Palace Macao

Água, refrigerantes e cerveja (Brahma, Brasil!) equipam o frigobar. Além disso, um armário envidraçado exibe garrafas de gin, rum, brandy e vodka livres para consumo. Só não pode tirar de lá.

O banheiro não é compartimentado. O box é grande o bastante para umas três pessoas tomarem banho juntas (calma, calma, não estou sugerindo nada).

Riu Palace Macao

[Riu Palace Macao]

Piscinas. No Macao são duas, lado a lado.

Riu Palace Macao

Riu Palace Macao

[Riu Palace Macao]

A principal tem dimensões bem modestas. A menor serve basicamente para abrigar o bar molhado.

Club Hotel Riu Bambu

Club Hotel Riu Bambu

Club Hotel Riu BambuClub Hotel Riu Bambu

[Club Hotel Riu Bambu]

Hotel Riu Naiboa

[Hotel Riu Naiboa]

Quem gosta de animação pode dar um pulinho na piscina do Riu Bambu, que tem apresentações de banda ao vivo e vira praticamente uma pista de dança, ou na do Riu Naiboa, onde há brincadeiras e gincanas. O Macao é mais sossegado.

Arena Gorda

Arena GordaArena GordaArena Gorda

[Praia do complexo Riu]

Praia. A faixa de areia é bem larga e o trecho em frente ao Macao é o mais plano. O mar tem ondas e é fundo, mas dá para aproveitar sossegado. (Hóspedes dos outros resorts que estejam com crianças pequenas devem ficar de olho nelas.)

Arena Gorda

Arena Gorda

Arena Gorda

O Riq, nas expedições anteriores, viu o mar mais bonito do que eu quando estive lá. A água estava muito mexida com areia na parte mais rasa. O Comandante informa que as causas podem ser vento, pressão atmosférica… Natureza é assim mesmo.

Riu Palace Macao

[Buffet El Patio – Riu Palace Macao]

Restaurantes-buffet. Os restaurantes Pancho e El Patio se revezam nas refeições, pelo menos quando estive lá. O El Patio tem pratos de apresentação caprichadérrima. Espere encontrar ingredientes nobres e um cardápio mais adulto.

Riu Palace Macao

[Buffet Pancho – Riu Palace Macao]

Club Hotel Riu Bambu

[Buffet Colonial – Club Hotel Riu Bambu]

No Pancho deu a louca no arquiteto e vidros coloridos deixam todo o ambiente – inclusive o buffet – azul. O Colonial, salão do Riu Bambu, é mais agradável para o almoço.

Restaurantes à la carte. Italiano, japonês, steak house e fusion. Devem ser reservados entre 7h e 10h30, presencialmente.

Riu Palace Macao

[Bar Cubano – Riu Palace Macao]

Bebidas. Nacionais e importadas, sem restrições. Ótimos drinks. O Bar Coral atende a praia e a piscina. Os bares La Bohème, Cubano e a varanda têm serviço de garçom.

Riu Palace Macao

[Varanda – Riu Palace Macao]

Hóspedes do Macao podem também consumir bebidas nos bares do Bambu e do Naiboa.

Riu Palace Macao

Entretenimento noturno. O show que assisti, sobre folclore dominicano, foi emocionante: excelentes bailarinos, figurinos e música. O resort também tem cassino. A boate, com grife Pacha, dá entrada grátis aos hóspedes (bebidas devem ser pagas à parte).

Atendimento. Eficiente e simpático.

O público. Americanos, alemães, espanhóis. Vi mais hóspedes em seus 60, 70 anos do que em outros resorts.

Internet. Acesso wi-fi grátis no lobby, mas cobrado para usar nos quartos (a partir de 10 dólares). Cada hotel tem sua rede – a conexão não funciona em todo o complexo.

No Brasil seria o quê? O Serhs de Natal, caso o Serhs fosse all inclusive.

Riu Palace Macao

Leia mais:

61 comentários

Ola, vi no site do “Hurb” um pacote pra Punta e dava como uma das opções o Hotel Riu Naiboa, e Tropical Princess, porem menciona uma taxa de “Resort Free” sem determinar o valor, e ao contactar o site, tambem nao informam.
Quanto custa? É por dia ou apenas 1x?

    Olá, Alberto! O melhor é esclarecer isso com o vendedor. O Hurb tem obrigação de dizer quanto será essa taxa, se será cobrada por pessoa ou por quarto, por dia ou por estada.

Estou numa tremenda dúvida, qual resort seria melhor, riu naiboa, Ifa Villas ou Caribe Club princesa? Esses três estão com preços parecidos

Boa noite! Gostaria de saber se vale realmente a pena pagar quase R$ 2.000,00 a mais por 10 diárias para ficar no Riu Palace Bavaro ao invés de ficar no Riu bambu? De fato o hotel é muito melhor que o outro? Estrutura, comida, bebida e etc?
Ps: Algum deles servem vinhos de boa qualidade?

Muito obrigado.

    Olá, Paulo! Em all inclusive, num mesmo lugar, a diferença de preço sempre reflete em diferença de conforto e serviço.

    Paulo, estive hospedado no Riu Palace Bávaro, caminhei pelos outros hóteis da rede em Punta Cana e vale a pena, sim, ficar nele, pois nos outros a qualidade das comidas e bebidas é inferior. O que lhe sugiro é levar em conta a arquitetura e o aconchego de um ou outro. Enquanto o Riu Bávaro tem uma arquitetura mais moderna e gritante, o Riu Punta Cana, por exemplo, tem uma arquitetura mais estilo clássico, muito mais bonita que a daquele. O Riu Bambu é o que fica mais ao fundo do complexo, encravado e, consequentemente, mais longe da praia. Se não quiser pagar a mais pelo Bávaro, sugiro considerar o Punta Cana ou o Macao (só para adultos). As piscinas do Punta Cana achei mais interessantes que as do Bávaro, porém, como já citado no inicio do post, este se destaca pela maior qualidade de comida e bebida, além do serviço dos funcionários.

Estive no Riu Palace Bávaro de 29 de setembro a 09 de outubro com minha mãe. Lugar magnífico, a praia em frente ao hotel é linda, mar um pouco agitado mais para o fim do dia, com ondas que quebram somente no pé da areia. Algas limpas diariamente. Atendimento dos funcionários, no geral, é digno de parabéns. Destaque para dois funcionários do bar molhado: Gregorio e Francy. Ambos muito bem humorados, faziam ótimos drinks, quando um me via chegando à piscina, já deixava um Daiquiri ou uma Banana Mama pronto e, além de nos divertirmos e rirmos com piadas e brincadeiras, ajudei-os até traduzindo alguns pedidos de hóspedes que falavam inglês. A equipe de animação também é ótima. Neste caso, friso a Brenda, com quem fiz amizade e conversava todos os dias, é uma pessoa muito agradável. Ficamos em uma suíte garden view no 2 andar, era um quarto moderno, bem arejado e grande. Serviço de quarto eficiente e, além da educação, animação e presteza fora do normal dos responsáveis por ele, em no máximo 20 minutos o pedido chegava. Merecem comentários o Sport Bar, o lobby bar Daiquiri, a pastelaria Capuccino e o restaurante La Bámbola. O primeiro, por funcionar 24 horas e ter uma máquina com nacho e outra com molho cheddar, fazendo a combinação certa, além de uma geladeira lotada de hambúrguer, cachorro quente, sanduíche, maçã e banana. O segundo, pelo fato de que, logo que chegamos no resort, nos recebeu com um drink de boas-vindas muito bom, além de todos os outros drinks, quando preparados com as bebidas mais elaboradas, também o serem. A terceira, por ter ótimos salgados e variações de bebidas quentes, fazendo uma boa combinação, além de um atendimento acima da média por parte das funcionárias. O quarto, por ser um restaurante temático italiano e, consequentemente, mais elaborado, onde comemos uma costela de cordeiro sensacional. Merece um comentário, também, o restaurante principal Montecristo. Quantidade enorme de comida, muitas variedades de carnes e frutos do mar,em 10 dias não conseguimos provar tudo o que ele oferecia. Nas terças-feiras, havia comida oriental, com sushi e sashimi ótimos. As dicas para quem se hospedar no Riu Palace Bavaro são: dê gorjetas aos funcionários, assim eles lhe atenderão com maior disposição e boa vontade; ao pedir um drink, veja na carta quais bebidas ele leva e as peça pela marca, caso contrário ele será feito com as de baixa qualidade. Em se tratando de rum, os melhores são Barceló ou Brugal e vodka é Stolichnaya. Nos próximos destinos que for, certamente me hospedarei em resorts da rede Riu.

Olá, gostei muito dos tópicos abordados aqui, são realmente interessantes e utéis, mas gostaria de ver, se possível, uma abordagem mais específica sobre o RIU PALACE BÁVARO tb, pois sobre o MACAO já consta e bem minuciosa, sobre sua relação com os da mesma família, o trecho de praia onde está inserido, conforto, e qualidade do que é oferecido, já agradeço. Daniel

Olá, gostaria apenas de saber se a distância do Riu Palace Macao até a praia é longa, uma vez que não têm trenzinhos como o Bahia Principe? Qual a distância aproximada?
Obrigada e parabéns pelo belo trabalho de orientação!

    Olá, Karen! As propriedades dos resorts em Punta Cana são imensas. Mas quando não há trenzinho é porque dá para ir caminhando.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.