Sanctuary Cap Cana: um resort de luxo em Juanillo

Sanctuary Cap Cana

[Sanctuary Cap Cana | La Isla]

Com o apoio da Litoral Verde, conseguimos incluir o Sanctuary Cap Cana no final da Bóiatona, fechando em grande estilo a nossa maratona de 7 resorts em 10 dias. Fazemos as resenhas dos resorts da forma mais imparcial possível, mas, neste caso, peço licença para admitir: fiquei encantada pelo Sanctuary. A experiência ali é diferente da que geralmente se tem nos resorts em Punta Cana. Nada de buffets nababescos, animadores na piscina ou pulseirinhas. A arquitetura impressiona. Os quartos convidam a curtir um sossego, e o clima é, sem dúvida, de romance.

Sanctuary Cap Cana

[Sanctuary Cap Cana]

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana

[Prédio na ala colonial | Recepção principal]

As tarifas são bem mais altas do que a média dos all inclusive de Punta Cana, e, nesse caso, não vale tanto a pena apostar nos preços mais baixos fora da alta temporada. Em agosto, muitas das áreas do resort estavam desativadas.

O Sanctuary oferece planos all inclusive e diárias sem refeições. O preço pode dobrar. Avalie se o pacote com tudo incluso vale a pena, no seu caso.

Sanctuary Cap CanaLocalização. Em Cap Cana, um condomínio de luxo na praia de Juanillo, a sudeste de Punta Cana.

O trajeto até o aeroporto leva cerca de 20 minutos. O táxi, na tabela, custa US$ 35.

Layout da propriedade. A arquitetura do resort é inspirada em colônias espanholas. Os apartamentos são réplicas de moradas de colonos, de sedes de fazendas de café, de casarões em locais como Santo Domingo e San Juan. O conjunto compõe (com bom gosto) uma espécie de pequena cidade, ou villa.

O terreno é em declive. No centro da villa está a recepção principal e, no mesmo plano, alguns restaurantes, o bar e uma piscina.

Nos planos abaixo ficam outros restaurantes e piscinas, o cassino e a praia. Existem apartamentos tanto na parte mais alta quanto na parte mais baixa do terreno.

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap Cana

[Área colonial, ou villa]

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana

[Fortaleza]

Na ponta esquerda de quem olha para o mar fica La Fortaleza, uma ala independente da área colonial, com recepção própria. A Fortaleza é exclusiva para adultos, com ares de hotel-boutique. Por ser baixa temporada, esta área estava fora de operação, mas pude visitar alguns quartos e espiar áreas comuns.

Hóspedes maiores de 18 anos têm livre trânsito por toda a propriedade; quem está na área colonial pode usar as instalações da Fortaleza e vice-versa. Crianças só podem freqüentar a villa.

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana

[Recepção principal]

Todos os quartos do Sanctuary têm vista para a água. Mas aí existe uma pegadinha: a área de praia dentro do resort é bem pequena. A varanda de alguns quartos está debruçada no mar, mas em muitos não se pode cair direto nele (não há areia; só pedras).

Juanillo

[Juanillo]

Para curtir mais praia, vale a pena dar uma saidinha do hotel e caminhar até a área pública de Juanillo.

Apartamentos. Visitei vários; são 14 categorias diferentes. Os apartamentos da parte colonial têm mais cara de hotel de praia.

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana[Apartamento mais básico]

O quarto mais básico (ocean view junior suite) tem varanda com vista para o mar, saleta, TV de tela plana e cafeteira Nespresso. O legal é que a decoração e os equipamentos são os mesmos dos apartamentos bacanões.

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap Cana

[Terrazas de Las Torres]

Fiquei no apartamento Terrazas de Las Torres – tipo uma cobertura no Caribe. São duas suítes independentes; sala, varanda e um pátio gi-gan-tes-co. Dentro de uma das torres, uma salinha de estar. No fundo do pátio, uma jacuzzi.

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap Cana

A vista é de tirar o fôlego: a piscina, o mar e o verde no entorno do resort.

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap Cana

Um prato de frutas e espumante foi oferecido como boas-vindas; talvez não seja regra, mas deve funcionar assim para pacotes de lua de mel.

O frigobar vem equipado com cerveja, água e refrigerante.

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana

[Suíte secundária | Suíte principal]

As duas suítes têm passagem direta para o pátio. Na suíte secundária as dimensões do quarto e do banheiro são mais modestas.

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana

[Suíte principal]

A suíte principal é ampla e tem vista para o mar.

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana

[La Fortaleza | Honeymoon suite with pool]

Os apartamentos da Fortaleza têm um jeito mais urbano, robusto.

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana[La Fortaleza | Honeymoon suite with pool]

A categoria vai subindo conforme as dimensões, localização e… número de piscinas privativas dentro do apartamento.

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana

[La Fortaleza | Suíte La Isla]

A suíte La Isla, top do top, tem três — além de uma ilhota particular em frente ao quarto, como o nome mesmo sugere.

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana[La Fortaleza | Suíte La Isla]

Alguns apartamentos da Fortaleza têm piscina swim-up, daquelas que você já sai do quarto nadando.

Sanctuary Cap Cana

[Piscinas da área colonial]

Piscinas. Na área colonial, são três. Nos fundos da recepção, uma piscina de borda infinita faz cascata para outra piscina no nível de baixo.

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana

[Piscina principal | Piscina de borda infinita]

A piscina principal fica logo adiante, e tem bar molhado.

sanctuary-piscina-abre

Sanctuary Cap Cana

[Piscina principal]

Um mimo: o resort não tem cartão para toalhas de praia e de piscina; você leva a sua que já está no quarto. Se esquecer ou precisar de outra, pode pegar em um porta-toalhas à beira da piscina.

As piscinas da Fortaleza estavam fora de funcionamento.

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap Cana

[Praia em frente ao resort]

Praia. A área de praia central no Sanctuary é bem menor do que as extensas faixas de areia que vemos nos resorts de Punta Cana, e é preciso tomar cuidado com algumas pedras na beira da água.

Sanctuary Cap Cana

Como uma tempestade se aproximava, a correnteza estava mais forte do que o normal, mas o mar é muito gostoso para banho.

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap Cana

As espreguiçadeiras são acolchoadas e há algumas para casal sob cabanas de sapê.

Não pude ver a estrutura de praia da Fortaleza em funcionamento, mas fica ao lado do trecho público de Juanillo. No dia em que estive por lá, havia uma quantidade fora do comum de algas no mar e na areia – tanto por causa da tempestade, quanto pela falta de manutenção.

Sanctuary Cap Cana

Juanillo

[Juanillo]

Mesmo assim, deu para imaginar que, na temporada, deva ser uma praia espetacular. (Os passeios Cap Cana VIP levam justamente a esse trecho de Juanillo.)

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana[Blue Marlin]

Restaurantes. São cinco, de diferentes especialidades (italiano, asiático, steak house, frutos do mar e buffet internacional), mas na baixa temporada a maioria não funciona. A operação se concentra no Blue Marlin, com café da manhã e almoço à la carte – o que não é nada mau, considerando o visual que se tem dentro e fora do restaurante.

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana

[Blue Marlin]

O local e o cardápio variam no jantar. Quando estive hospedada, a steak house era o restaurante da vez.

Sanctuary Cap Cana

Sanctuary Cap CanaSanctuary Cap Cana[Steak house]

Carne de primeiríssima qualidade; meu rib-eye, sugestão do maître, estava um sonho. Havia também a opção de pedir pratos do menu do restaurante italiano.

Sanctuary Cap Cana

[Bar da piscina]

O bar da piscina serve saladas, sanduíches e snacks. O serviço de quarto funciona 24 horas.

Sanctuary Cap Cana

[Blue Marlin | Café da manhã]

Pode-se optar ou não pelo sistema all inclusive. Meu café da manhã (bagel com salmão defumado e salada de frutas com iogurte) custaria 27 dólares fora do sistema all inclusive. Água e café não foram cobrados.

No jantar, as entradas variavam entre 6 e 12 dólares. Havia pratos principais de 16 a 31 dólares. Sobremesas custavam 6 ou 7 dólares.

Sanctuary Cap CanaBebidas. Drinks criativos e bebidas de alta qualidade; não é preciso se preocupar em pedir pelo rótulo. Um coquetel custa em média 300 pesos, o que dá cerca de 8 dólares.

Entretenimento noturno. Ponto fraco do resort; o show que estava programado não aconteceu, possivelmente por falta de platéia. Não existe um teatro – a apresentação seria no bar.

Também não há boate e o cassino estava fechado; aos jogadores era oferecido transporte para um outro cassino, em Arena Gorda, anexo ao Bávaro Princess. Vá para relaxar.

Atendimento. Amável e eficiente.

O público. A maior parte dos hóspedes é das Américas (Estados Unidos, América Latina e Canadá). Muitos casais comemorando bodas e em lua-de-mel. O resort também recebe um grande número de jogadores de golfe.

Internet. Wi-fi gratuito.

No Brasil seria o quê? O Dom Pedro Laguna ou o Tivoli Praia do Forte.

Sanctuary Cap Cana

Leia mais:

28 comentários

Olá. Viajamos para este hotel em Maio/2017, ficando uma semana. O resort é, realmente, maravilhoso. Lindo, lindo! Ficamos no quarto mais básico “Junior Suites”, no entanto, a estrutura foi suficiente para nós. Existe serviço de limpeza de quarto duas vezes ao dia. E o serviço de quarto funciona 24 horas por dia (utilizamos duas vezes e foi bem tranquilo e satisfatório). Não pagamos pela internet no quarto, mas no saguão dá para usá-la, de forma gratuita, tranquilamente. Durante nossa estadia, só tinha americanos no hotel.
Todos os restaurantes estavam em funcionamento, no entanto, alguns, à noite, de forma alternada. O café da manhã era sempre servido no Casabella; no almoço, estavam disponíveis o Blue Marlin (a la carte) e o Casabella (Self Service). À noite, sempre era deixado no quarto um “Sanctuary Daily” informando os restaurantes em funcionamento no dia seguinte, bem como as atrações que teriam. Todos os dias tiveram apresentações e/ou festas. No saguão do hotel, existe o Love Bar que serve drinks o dia todo e, ao final da tarde, sempre tinha alguma atração musical, como piano, sax…
Ao chegar para cada refeição, você tem que informar o número do seu quarto, eles anotam em um sistema de controle e a recepcionista te leva a uma mesa. Ao final das refeições, eles trazem uma espécie de “conta” para você assinar e, se desejar, deixar gorjeta. Percebemos após duas refeições que, talvez pela cultura dos americanos, todos deixavam gorjetas sempre, e, por esse motivo, mesmo não sentindo nenhum tipo de diferença no tratamento e, não tendo sido mal atendidos em nenhum momento, nos sentimos meio “sem graça” em não deixar. A nossa média foi $2 em cada refeição. Você também pode autorizar na “conta” a quantia em gorjeta, sem precisar usar cédulas e acertar todos os valores no check-out.
Não sabemos se é comum, mas no sábado à noite foi montado no saguão do hotel uma mesa com vários doces para nos servirmos à vontade. Uma delícia!!
Além dos restaurantes do hotel (japonês (Wok), frutos do mar (Blue Marlin), Steak House, italiano (Capriccio) e internacional (Casabella)), existe um complexo na frente do hotel (porém integrado à ele) que se chama Sanctuary Town, que conta com várias outras opções como hamburgueria, pizzaria, doces, tacos, dentre outros; bem como lojinhas, mas não entramos nestas para saber o que realmente tinha e o valor.
Na praia, a estrutura é muito boa, tem toalha à vontade e cadeiras mais que suficientes. Além das toalhas, eles oferecem uma espécie de “boia para deitar”, que pode ser utilizada tanto na piscina, quanto no mar. Muito confortável. O ambiente é super tranquilo, sem bagunça ou “auê”. O espaço da praia, em si, realmente é pequeno, mas se sua intenção é desfrutar do ambiente e nadar, é totalmente satisfatório.
Os funcionários do bar da praia ficam passando o tempo todo e te levam bebidas quando solicitados. Algumas pessoas davam gorjetas a cada drink levado. Nós optamos por dar apenas ao final do dia. Além dos drinks que saem do bar da piscina, na areia, existe um bar montado para snacks. Todos os dias tinha batata frita, guacamole, frango ao molho barbecue, sanduíches e cachorro quente. E no final de semana eles incrementaram o cardápio com arroz, paella, outros tipos de carne…
Achamos os funcionários muito educados, solícitos e simpáticos. Consideramos o “pacote”, como um todo, perfeito. Vale muito a pena. Recomendamos e, em outra oportunidade, repetiremos, sim, essa escolha.

Fui ao hotel na minha lua de mel, fiquei 4 dias e depois mais 5 dias no paradisus punta cana.
O sanctuary é realmente incrível, muito lindo, ficamos no quarto de uma categoria bem simples, acho q a mais simples, e já era incrível, vista maravilhosa e quarto muito amplo, com closet, banheiro vem grande com 2 pias, ducha, banheira, cama confortável com lençol de qualidade, salinha de TV ( única coisa que deixava a desejar Pq o móvel que ficava a TV e a TV eram antigos, antiquados e com cara de velho).
Esse quarto ficava na vila, realmente o castelo é ainda mais bonito.
Não vi nenhuma criança no hotel inteiro, na verdade acho q os mais jovens do hotel éramos eu meu marido. Rs Bom eu queria paz e sossego então para mim foi otimo.
Os funcionários são muito educados e parecem realmente dedicados a te fazer feliz é respeitando sua privacidade.
Para lua de mel eu recomendo o castelo, a decoração é mais moderna, a da vila tem mais cara de praia mas a questão não é essa. O castelo é muito mais silencioso.
Na piscina principal tem bares e tal, então tinha sempre uma música latina tocando e tinha horas que dá dava uma irritada. A piscina do castelo que fica no bar ocean, é um silêncio absoluto. Maravilhoso.
As suítes do castelo parecem coisa de cinema, principiante as que ficam do térreo de frente para o mar, tem saída para um gramado lindo, é uma tem até uma pequena ilha particular.
As suítes que seam na piscina compartilhada achei meio sem privacidade, são muito perto umas das outras e algumas não tem vista para o mar, ficam na parte de trás do castelo. As suítes que tem piscina particular são no último andar e tem vista pro mar, e com privacidade, com uma parede separando-as.
A comido era boa, as algumas muito boas, mas nenhuma tipo Meu Deus ( como tinha no paradisus). Td com muita qualidade. Mas a lagosta era a parte.
A praia do hotel é boa, a água não é tipo mega azul, mas a infra estrutura na areia compensa.
A praia de Juanito é muito bonita, muito azul, mas tem muita pedra, o que prejudica o banho. Machuca o pé. Pelo menos no trecho que tentei entrar.
Acho que era isso.
Espero ter ajudado.

Bom dia, Bóia! queria sua ajudinha: resolvi viajar em cima da hora e vi que o sanctuary cap cana está passando por reformas e reabrirá no dia 15 de dezembro, mas planejo minha chegada no dia 19, ou seja, apenas 4 dias após a reabertura. Assim, vc acha que mtas partes do hotel estarão inacessíveis, por conta de eventual atraso nas reforma (considerando o ritmo de reformas no Brasil rsrs)? Acha que vale a pena? Obrigada!

    Olá, Daniela! Muito difícil prever. A nossa dica é para você entrar em contato diretamente com o hotel para saber se alguma área importante ainda estará em obras. 😉

    Boa tarde, Bóia! Só para explicar para quem está em dúvida (como eu estava, rs): acabei de voltar de lá e o hotel está em pleno funcionamento. Fiquei na parte da Fortaleza (na honeymoon suite) e recomendo demais!
    Não tive problemas com a internet (que funcionou inclusive no quarto) e gostei mto da qualidade da alimentação e das bebidas, além dos quartos que são mto confortáveis e a vista é incrível (se forem pegar quarto com piscina, indico alguma que seja aberta, pois a água é bem gelada, e assim o sol a aquece um pouco).
    Depois, me hospedei alguns dias no Hard Rock e senti mta diferença na lotação e na qualidade (o Hard Rock estava bemmm cheio, e achei as piscinas insuficientes para dar conta da demanda – não conseguia lugar na piscina!) e a comida era bem genérica. Em suma, o custo do hotel está um pouco acima da média, mas vale mto a pena.

    Olá Daniela, como vai? Estou pesando em ficar na honeymoon suite no Sanctuary em minha lua de mel agora em Abril. Se você pudesse contar um pouco mais de sua experiência no hotel, se gostou do atendimento, restaurantes, eu agradeceria. Ainda estou em dúvida entre o Iberostar Grand e esse. A suíte é realmente aquilo que vemos pelo site? Vale a pena? Obrigado!

Oi Bóia!
Estou em dúvida entre ir para o Cap Cana ou o The Reserve Paradisus Palma Real..O Cap Cana vale mesmo o investimento a mais?É tão melhor que o The Reserve? E a Praia?Vi que Bávaro é a preferida, mas fiquei confusa por causa dos passeios que vão para Juanillo.
Mto obrigada mais 1 vez!

    Olá, Marina! A praia onde está o Sanctuary Cap Cana também é ótima, mas é pequena. Bávaro é uma praia extensa.

    Além da praia privativa do Sanctuary, você pode também ir a Juanillo, que fica a uma pequena caminhada e é onde param os passeios Cap Cana VIP.

    Ambos são ótimas opções. O The Reserve/Palma Real é um complexo mais equipado; lá você terá uma experiência de resort. O Sanctuary é mais luxuoso e compacto — menos como um resort, e mais como um hotel-boutique de grandes dimensões.

    Para ajudar na sua escolha, leia: https://www.viajenaviagem.com/2010/06/como-escolher-seu-resort-em-punta-cana/

Ola. Estou encontrando algumas promocoes pra esse hotel na “parte” chamada Alsol Luxury, mas tenho uma pergunta: a Mariana ficou onde eh chamado Alsol Luxury? Ou Also Del Mar? Queria em certificar que a parte que ela gostou tanto nao teria diferenca com a outra parte.
Obrigada

Olá Thaís, se ajuda, estive no Sanctuary no início de julho/13 e todas as piscinas e bares estavam abertos e disponíveis para os hóspedes.