Santiago: roteiro completo dia a dia (e como seguir viagem pelo Chile)

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

El Golf, Santiago

Bienvenido, bienvenida. A 4 horas de vôo de São Paulo e 4h40 do Rio, Santiago está longe demais para passar um fim de semana. Três dias... bom, já dá para considerar. O mínimo ideal, no entanto, são quatro noites, porque pelo menos dois passeios importantes (Viña del Mar + Valparaíso e, no inverno, o dia na montanha) requerem que se passe o dia fora da cidade.

Se essa é a sua primeira vez, saiba que dificilmente será a última. O Chile é lindo e cativante -- e tão cheio de atrações, que não dá para visitar tudo de uma vez só. A cada volta você vai precisar dar ao menos uma passadinha por Santiago, e com isso pode fazer algum programa que não tenha conseguido entrar na agenda da viagem de estréia.

Chegando: moeda e trânsfer

Moeda

Não vale a pena comprar peso chileno no Brasil.

Por mais baratinho que pareça, a cotação não será vantajosa. Se vai ficar só em Santiago, pode levar reais. Mas troque o mínimo no aeroporto: a cotação não é boa (dá para pagar o táxi ou a van com cartão de crédito, veja a seguir).

Deixe para fazer câmbio em dia de semana, no horário de expediente bancário. No fim de semana e fora do horário dos bancos a cotação sempre baixa. Na temporada de inverno (grande fluxo de brasileiros em Santiago), a cotação cai, e provavelmente será mais negócio levar dólar. Nas férias de verão, quando há chilenos viajando para o Brasil, a cotação do real em Santiago costuma ficar mais vantajosa. Confira cotações atualizadas no site da Cambios Santiago (a cotação que vale é a da coluna de "compra").

Se vai para o Atacama, Lagos Andinos ou Patagônia e quer levar dinheiro vivo, leve dólares. O real não terá boa cotação fora de Santiago. (Até o dólar perde um pouquinho de valor; se não fosse pelo risco de desvalorização do real, daria até para recomendar usar cartão de crédito direto, fora de Santiago.)

Leia mais:

Transporte do aeroporto

Ao desembarcar, você vai passar pelos guichês dos táxis oficiais. Há duas opções: o táxi comum, que vai pelo taxímetro, e o táxi especial, que é tabelado. A corrida do especial, tabelada, vai custar entre 20.000 e 25.000 pesos e você pode pagar no cartão de crédito. Os táxis estão disponíveis 24 horas.

No mesmo balcão dos táxis você encontrará o serviço de trânsfer compartilhado em van. Custa 8.000 pesos por pessoa. Nosso parceiro Viator oferece trânsfer privado do aeroporto ao hotel e do hotel ao aeroporto a partir de 37 dólares por pessoa em carro com 4 passageiros.

A maneira econômica de sair do aeroporto é com os ônibus da Tur-Bus ou da Centropuerto. A passagem custa 1.800 pesos e leva ao centro de Santiago, com parada na estação Pajaritos do metrô (linha 1). Os ônibus da TurBus continuam até o Terminal Alameda (a principal rodoviária, na estação Universidad de Santiago do metrô) e os da Centropuerto, até a estação Los Héroes do metrô (Centro de Santiago).

Ambas estações também fazem parte da linha 1 do metrô. Os ônibus da Centropuerto saem de 10 em 10 minutos entre 6h e 23h30; entre a meia-noite e as 6 da manhã há um ônibus a cada hora cheia. Os ônibus da TurBus saem a cada 10 minutos entre 5h e 1h. Se continuar a viagem de metrô, você vai gastar entre 630 e 760 pesos mais. Você também pode chamar um Uber.

Voltar | Menu

Onde se hospedar em Santiago

Se você ainda não decidiu onde ficar, recomendo que escolha um hotel num desses três pontos:

  • Próximo às estações Universidad Católica ou Baquedano do metrô (para estar próximo aos barrios Lastarria e Bellavista, focos de vida noturna),
  • Em Providencia (um bairro bem localizado e com bastante comércio)
  • em El Golf (os "Jardins/Leblon" de Santiago)

Hotéis próximos à vida noturna charmosa de Lastarria e Bellavista

Um dos hotéis mais reservados pelos leitores do Viaje na Viagem, o Mito Casa Hotel fica num edificiozinho déco a uma quadra da estação Baquedano. Entre a estaçao e o barrio Lastarria, considere o econômico Principado Express e os hotéis-boutique Luciano K, Su Merced e Lastarria.

No miolinho do bairro, confira os novíssimos (e chiquérrimos) The Singular e Las Cumbres com os flats do Lastarria 43-61.

Já no centro da cidade, mas com acesso fácil ao barrio Lastarria, vale considerar o custo x benefícios do apart Ameristar Apart Hotel (use sempre a saída da calle Merced), do antigão Montecarlo e do correto Sommerlier Express (mas vou avisando: tem uma -- discreta -- boate de strip-tease a duas casas).

Hotéis em Providencia

Providencia é um bairro extenso, com uso misto -- residencial, comercial e empresarial. Desde a instalação do shopping Costanera Center, a localização mais interessante da região é o entorno da estação Tobalaba: você fica perto do shopping, com acesso a duas linhas de metrô (incluindo a que leva a vinícolas), e a uma corrida curta de EasyTaxi ou Uber aos restaurantes badalados de El Golf e da Nueva Costanera. O hotelão clássico desse ponto é o NH Collection (antigo Radisson), em frente ao shopping. Na outra calçada, o Doubletree by Hilton Santiago Vitacura faz o mesmo gênero, com instalações mais novas.

Mais basiquinho, o RQ Bosque Tobalaba fica em frente à estação; ali perto, o Atton El Bosque é um confortável hotel business, e o La Sebastiana tem studios e apartamentos com cozinha equipada.

Na parte mais tradicional do bairro, o Ibis Providencia, é o mais bem localizado da cidade; fãs de hotéis-butique devem comparar o Hotel Orly, de ares parisienses, os pequeninos Meridiano Sur Petit Hotel e Casa de Todos B&B Boutique, e o sofisticado Le Rêve, todos nas proximidades de alguma das estações de metrô do bairro.

Hotéis em El Golf

El Golf é coração da Santiago mais afluente. Se estiver podendo, cacife o W Santiago, o mais interessante entre os hotéis de luxo da cidade. Para um luxo mais clássico, pense no Ritz-Carlton. E para se hospedar junto aos bacanas sem ir à falência, reserve o Holiday Inn Express El Golf

Voltar | Menu

Roteiro de passeios em Santiago

Neste post você encontrará sugestões de passeios de dia inteiro e de meio dia para compor o seu roteiro personalizado. Caso você queira um roteiro prontinho para 4 dias (1 dia no centro, 1 dia para vinícola, 1 dia para montanha e 1 dia para Valparaíso e Viña del Mar), clique aqui.

De modo geral, evite subir à montanha em fins de semana e feriados, porque muitos santiaguinos têm a mesma idéia e os lugares não comportam tanta gente assim. (Viña del Mar só fica cheia demais no alto verão.)

Continue lendo para ver também as combinações de Santiago com outros destinos chilenos, nesta ou nas próximas viagens.

Um dia turistando no Centro

Plaza de Armas, Santiago

Os pontos fundamentais da capital podem ser matados num único dia, se você sair cedo e com disposição.

Eu começaria visitando La Chascona, uma das três casas-museu do poeta Pablo Neruda. Abre de 3ª a domingo das 10h às 18h; fecha 2ª e atende por ordem de chegada (por isso é melhor começar o passeio por aqui). A entrada custa 7.000 pesos (2018). Na seqüência, subiria ao Cerro San Cristóbal, se onde se tem a vista mais bonita para a parte moderna de Santiago (com as montanhas ao fundo). O funicular funciona de 3ª a domingo, no verão, das 10h às 19h45; 2ª das 13h às 19h45 e no inverno, das 10h às 18h45; 2ª das 13h às 18h45; custa 2.000 pesos ida e volta. Metrô: Baquedano, linha 1-vermelha ou 5-verde.

De lá continuaria ao centro antigo; passaria no incontornável Mercado Central, senão para almoçar, pelo menos para testemunhar o inacreditável assédio dos garçons (a minha tática: entrar no primeiro restaurantinho que não vier te caçar no corredor). Os frutos do mar são excepcionais; mas não espere pagar barato pela centolla (caranguejo chileno gigante). Abre de segunda a domingo. Metrô: Puente Cal y Canto, linha 2-amarela.

Do Mercado dá para ir a pé até o coração da cidade velha, a Plaza de Armas, onde está a Catedral Metropolitana e o Museu Histórico Nacional (o museu abre de 3ª a domingo das 10h às 17h45; entrada gratuita).

A continuação natural do passeio é o museu mais imperdível da cidade, o Museu de Arte Pré-Colombiana (abre de 3ª a domingo das 10h às 18h; fecha 2ª. A entrada custa 6.000 pesos).

Ainda a pé, continue até o Palacio de la Moneda, sede da presidência chilena, que foi bombardeado em 1973 pelas forças golpistas de Pinochet. Para mim o grande apelo da praça está na estátua ao presidente deposto Salvador Allende, bem ali, ao lado do palácio em que se suicidou. Mas para os guias o tchans do lugar é a troca da guarda, que ocorre dia sim, dia não, às 10h da manhã -- ou seja, impossível para os passageiros desse meu tour.

Vamos sair do Centro pelo lado mais bonito, caminhando até o Cerro Santa Lucía, um parque de onde se tem uma visão complementar da cidade (mas não tão alta quanto a do San Cristóbal).

Aproveite que você está ao lado do bairro Forestal/Bellas Artes, visite o Museu Nacional de Belas Artes (aberto de 3ª a domingo das 10h às 18h45; entrada gratuita) e/ou o Centro Cultural Gabriela Mistral (salas de exposição abertas 2ª das 16h às 21h e 3ª a domingo das 11h às 21h; entrada normalmente gratuita). Depois, passe em revista a calle Lastarria para escolher um restaurante para jantar em alguma noite da sua estada. De 5ª a sábado há uma feirinha de antigüidades das 10h às 20h.

Veja opção de passeio guiado com nosso parceiro Viator - Excursão a pé em Santiago: degustação de comida e mercados, incluindo almoço

Um dia na neve

Farellones: como chegar

Santiago é cercada pelos Andes, e subir à montanha é o programa mais desejado pelo visitante brasileiro. Apesar de ser oferecido o ano inteiro pelas agências de turismo receptivo, só recomendo fazer o passeio no inverno, com neve de fato. Sem neve, as quarenta curvas da estrada vão constituir um sacrifício que não será compensado pela paisagem.

Quando encontrar neve?
  • De julho a fim de setembro: neve garantida, com as estações funcionando.
  • Maio: pode até nevar, mas as estações ainda não estarão nem pensando em iniciar a temporada.
  • Junho: a neve é provável, mas não garantida. Havendo neve suficiente, as estações iniciam a temporada lá pela terceira semana.
  • Outubro: a neve não é garantida. Havendo neve suficiente, as estações podem continuar a temporada na primeira semana.
  • Janeiro, fevereiro, março, abril, novembro, dezembro: a não ser que São Pedro resolva aprontar, não há neve para tocar.

Existem quatro estações de esqui nos arredores de Santiago. Chega-se a elas pelo mesmo caminho, saindo da cidade pela parte mais nova (Las Condes). As três estações mais tradicionais ficam a pouco mais de uma hora montanha acima: são El Colorado, Farellones (tecnicamente parte de El Colorado) e La Parva. Pouco menos de meia hora aadiante fica Valle Nevado.

A estação mais desejada pelos brasileiros é Valle Nevado, por ser a mais alta, a mais moderna e a mais glamurosa. Até 2012 eu recomendava Valle Nevado apenas para quem já esquiava. Mas em 2013, com a inauguração de um teleférico de cabine fechada aberto a não-esquiadores, a visita passa a valer a pena também para quem só quer contemplar a paisagem e entrar em contato com a neve. O teleférico leva ao restaurante Bajo Zero, localizado a 3.200 de altitude, onde é possível almoçar durante a temporada de esqui. O ticket do teleférico custa 49.500 pesos para maiores de 12 anos, 37.500 pesos de 5 a 11 anos e 18.000 até 4 anos. Os preços são da temporada 2018.
Caso a sua intenção seja simplesmente se divertir na neve, pense em Farellones, uma estação bastante mais modesta, mas que tem um snowpark com tubing (tobogã de bóias), esquibunda e tirolesa, além de um teleférico com acesso liberado que liga as partes alta e baixa do parque. É possível também fazer aulas de iniciação ao ski e ao snowboard. O ingresso custa 27.000 pesos (2018) e dá direito a todas as atividades ilimitadas (com exceção das aulas.)
Uma dica importante: vá durante a semana. No fim de semana todas as estações ficam cheíssimas -- o que é natural, dada a pequena distância da capital.

Como chegar à montanha?

Não é recomendável alugar carro para subir a montanha na temporada. A estrada tem muitas curvas e no inverno há gelo na pista; é obrigatório colocar correntes nas rodas.
Você tem duas opções: pegar um dos vários tours oferecidos pelas agências de Santiago, ou pegar as vans que, durante a temporada, saem toda manhã do shoppingzinho Omnium Mall, na av. Apoquindo, 4.900 (a três quadras da estação Escuela Militar do metrô). O transporte a Valle Nevado pela SkiTotal sai 19.500 pesos ida e volta (preço de 2018). O transporte a Farellones pelas vans do complexo El Colorado sai 16.000 pesos ida e volta. Veja os detalhes: para Valle Nevado, aqui; para Farellones, aqui.

Um dia entre Valparaíso e Viña del Mar

Valparaíso
A 140 km do centro de Santiago (120 km do aeroporto), estas duas cidades geminadas não poderiam ser mais diferentes entre si. Valparaíso é o porto pitoresco e boêmio; Viña del Mar, o balneário clássico.

Valparaíso está para Santiago assim como o bairro de La Boca está para Buenos Aires -- a diferença é que continua um lugar descolado; pense no Cerro Alegre como uma Santa Teresa/Olinda chilena. Já Viña del Mar é como um Guarujá dos bons tempos, ou uma Punta del Este menos badalada e mais família.As duas cidades são perfeitamente combináveis num bate-volta desde Santiago.
Comece por Valparaíso. Chegando pela rodoviária, pegue um táxi (negocie a corrida: deve custar 5.000 pesos) para visitar La Sebastiana, a casa-museu de Pablo Neruda na cidade (aberta de 3ª a domingo das 10h10 às 18h de março a dezembro e das 10h30 às 19h nos meses de janeiro e fevereiro; entrada a 7.000 pesos - preço de 2018).
De lá, pegue outro táxi (mais 5.000 pesos) para o Cerro Alegre, onde você vai admirar a linda coleção de casas de fachada de zinco tombadas pela Unesco. Almoce num dos restaurantes da calle Almirante Montt e não deixe de visitar o Museu de Belas Artes, que funciona no recém-restaurado Palacio Baburizza. Desça de funicular até o Plano e siga caminhando até a Plaza Sotomayor. Ali, da estação Puerto, sai o metrô de superfície Merval para Viña del Mar.
Salte na estação Viña del Mar, que é vizinha à Quinta Vergara, o parque onde está o Palacio Vergara. O palácio, assim como todos os outros palacetes-museus de Viña, está interditado para visitas desde o terremoto de 2010, mas você pode apreciar o parque e sua fachada. Dali, pode ir caminhando ao Relógio de Flores e seguir pelo calçadão ao longo da bela costeira que leva ao Cassino, que pode ser visitado. Na hora de voltar, pegue o ônibus no Terminal de Buses de Viña del Mar; não precisa voltar a Valparaíso.
Vale a pena ir a Viña del Mar inverno? Eu não iria ao Chile para pegar praia; o mar é muito gelado e há praias mais bonitas por aqui. Vai-se a Valparaíso pelo cenário dos cerros e pela noite, e a Viña pelo urbanismo. No verão ambos lugares estarão mais movimentados, mas se você tiver um dia sobrando no inverno também vale a pena.

Como chegar a Valparaíso e Viña del Mar

Ônibus da TurBus saem a cada 15 minutos do Terminal Alameda (em frente à estação Universidad de Santiago do metrô, linha 1-vermelha) para Valparaíso e Viña. A ida e volta custa entre 4.000 e 6.000 pesos, dependendo do horário e da antecedência de compra. A viagem leva 1h30.
Os 10 quilômetros entre os centros de Valparaíso e Viña podem ser percorridos pelo Merval, o metrô de superfície que vai pela orla e funciona até as 22h.
Também dá para fazer o circuito de carro alugado, claro.
Quem não quer enfrentar nenhum perrengue logístico vai gostar de pegar um tour organizado: a partir de US$ 52 você faz o passeio a Valparaíso e Viña del Mar no mesmo dia.

Meio dia visitando uma vinícola


Não é preciso ir longe para visitar vinícolas. Três delas estão nos arredores da cidade e podem ser visitadas em passeios de uma manhã ou uma tarde.

      • A Concha y Toro oferece visitas guiadas todos os dias, exceto feriados, das 10h às 17h. O tour standard custa 16.000 pesos (2018) e tem diversas saídas guiadas em português; é recomendável reservar. Para ir por conta própria, vá de metrô (linha 4-azul) até a estação Las Mercedes; lá tome o ônibus MB 72 ou um táxi (10 minutos). Estando de carro, siga estas instruções. Conte em levar 1h30 de transporte público ou 1h de carro desde o centro de Santiago.
      • Na Cousiño Macul há visitas guiadas de 2ª a 6ª às 11h, 12h15, 15h e 16h15; sábados às 10h15 e 11h30; não abre em domingos nem feriados. Custa 14.000 pesos por pessoa o tour simples (45 minutos com degustação de 4 vinhos) e 24.000 pesos o tour premium (90 minutos com degutação de 6 vinhos superiores); preços de 2018. Faça sua reserva no site. Para ir por conta própria, vá de metrô (linha 4 - azul) até a estação Quilín; de lá tome um táxi. Conte em levar uma hora no transporte público.
      • Um pouco mais afastada, a Undurraga tem tours de 2ª a 6ª às 10h15, 12h, 14h e 15h30; sábado, domingo e feriado às 10h15, 12h e 15h30. O tour básico custa 12.000 pesos (2018). Faça sua reserva pelo email visit@undurraga.cl. Para chegar por conta própria, pegue a Autopista del Sol (CH 78) com direção a Santo Antonio; a Undurraga fica entre Peñaflor e Talagante, numa estradinha paralela à autopista.

Para passeios de um dia ao Vale de Casablanca, clique aqui. Para combinar Santiago com o Vale de Colchagua, clique aqui.

Aonde ir à noite


As duas zonas boêmias mais interessantes de Santiago ficam próximas ao centro: os barrios Lastarria e Bellavista.
A que eu curto mais é o barrio Lastarria, em torno da rua José Victorino Lastarria. Restaurantes e bares por ali são bastante charmosos. Metrô: Universidad Católica, linha 1-vermelha, ou Bellas Artes, linha 4-verde.
Ali perto tem uma região ainda mais muvucada, o barrio Bellavista, cujo eixo é o Patio Bellavista, uma espécie de shopping ao ar livre que no lugar de lojas tem bares e restaurantes. Suas duas ruas laterais são pontilhadas de lugarzinhos: na Pio Nono ficam os bares da estudantada duranga (tipo: mesas de plástico na calçada), e na Constitución ficam os restaurantes mais metidos. A noite GLS também tem um foco em Bellavista, em torno da rua Bombero Núñez. Metrô: Baquedano, linha 1-vermelha ou linha 4-verde.
Ainda na categoria agito, não dá pra não citar a Avenida Suecia, em Providencia, um discotecódromo que ferve nas noites de sexta e sábado. Metrô: Los Leones, linha 1-vermelha.
A região gastronomicamente mais chique é a avenida Nueva Costanera, em Vitacura. É por lá -- e também na região da avenida Isidora Goyenechea, em El Golf -- que os restaurantes que querem entrar na moda procuram se instalar.

Um dia no Vale de Casablanca


No caminho entre Santiago (80 km) e o litoral (40 km), o Vale de Casablanca, onde se produzem renomados vinhos brancos, é o passeio de dia inteiro a vinícolas mais oferecido pelas agências de receptivo. Minha recomendação: não faça um passeio combinado Casablanca + Valparaíso + Viña -- eu fiz e me arrependi, não há tempo suficiente para ver Valparaíso e Viña. Se quiser combinar uma vinícola do Vale de Casablanca com alguma outra atração, compre o tour Casablanca + Isla Negra, a mais bonita das casas de Pablo Neruda.
No seu hotel você encontrará outras opções. É um passeio ainda melhor de fazer se você estiver baseado em Valparaíso, que é mais pertinho.

Um dia em Isla Negra


Fazer o circuito das casas-museu de Pablo Neruda parece ser um dos esportes nacionais chilenos. A terceira -- e, na opinião de muita gente, a mais encantadora -- das casas do poeta fica à beira-mar em El Quisco, e se chama Isla Negra. Está a 120 km de Santiago e 60 km de Valparaíso. (aberta de 3ª a domingo das 10h às 18h de março a dezembro e das 10h às 20h nos meses de janeiro e fevereiro). A entrada custa 7.000 pesos (2018).
Também é possível ir de ônibus, desde Valparaíso ou Santiago (veja aqui).
Caso você vá a Isla Negra de carro, não deixe nenhuma bagagem no veículo (nem mesmo escondida): há quadrilhas especilizadas em arrombar carros de turistas.

Um dia em Cajón del Maipo


Nem só de estações de esqui vivem as montanhas ao redor de Santiago. Um dos lugares mais valorizados pelos santiaguinos -- mas ainda pouco explorado pelas grandes agências de passeios -- é o Cajón del Maipo, a uma hora e meia da capital. Os cartões postais são o cânion El Morado e a represa Embalse el Yeso. A região oferece muitas águas termais, como os banhos de Colina, Morales e El Plomo.
Para passar o dia, vá de carro, procurando Embalse el Yeso. Ou encaixe-se em passeios como este.
É possível também ir por conta própria, alugando um carro ou de transporte público. No inverno, porém, restrinja-se ao que as agências oferecerem -- o trecho final dos passeios é off-road, e no inverno neva.

Um dia em Portillo

Portillo Chile
A 3 horas de viagem, no alto da Cordilheira dos Andes, quase na fronteira com a Argentina, Portillo é uma estação de esqui mais tranqüila e reservada do que as dos arredores de Santiago. É um passeio cansativo mas muito bonito, porque percorre o incrível Caracol -- a série de curvas em cotovelo do final da subida. A parte chata, porém, é ter que voltar pelo mesmo caminho, e no mesmo dia.

As mesmas operadoras de trânsfer que levam às estações próximas à capital também sobem a Portillo (consulte a seção mais acima e clique nos links). Os trânsfers costumam ser oferecidos às quartas e sábados.
Caso você queira ver o Caracol mas não pretenda esquiar, a barbada é pegar um ônibus a Mendoza. O caminho é o mesmo (mas evidentemente não dá para parar em Portillo).

Santiago + outros destinos no Chile

Um fim de semana em Valparaíso

valparaiso-noite
Se você curte a noite e a cena gastronômica de lugares mais boêmios e alternativos, considere programar seu fim de semana em Valparaíso. Se de dia o lugar tem um jeitão de Santa Teresa ou Olinda com arquitetura Caminito, à noite a vibe é mais de Vila Madalena.
Para curtir, a dica é reservar uma sexta e/ou um sábado por lá. Eu fiquei um sábado fora de temporada e gostei muito. Tente se hospedar num dos hoteizinhos dos cerros Alegre ou Concepción, ou da plaza Sottomayor.

Dá para pegar um tour combinado ao Valle de Casablanca + Valparaíso e levar sua mala para Valparaíso. Tanto Valparaíso como Viña del Mar também servem de base para um bate-volta a Isla Negra.
Caso você alugue carro, um alerta: carros de turistas são visados por quadrilhas especializadas em arrombamentos. Não deixe nenhuma bagagem no carro, nem em Valparaíso nem em Isla Negra, mesmo que não esteja visível.

Voltar | Menu

Santiago + Atacama


 
Calama, porta de entrada ao Deserto do Atacama, fica a duas horas de vôo. (Nem pense em ir de qualquer outro jeito.) De lá dá mais uma hora até San Pedro, a capital turística da região, de onde saem todos os passeios.

Permanência mínima no Atacama: 5 noites, para poder fazer quatro passeios (o primeiro dia é perdido no traslado e agendando os passeios dos dias seguintes).
Permanência ideal: 6 noites, para não ter que fazer nenhuma escolha-de-sofia no quesito passeios.
 

Voltar | Menu

Santiago + Mendoza

Degustação na Pulenta Estate
Trata-se de uma combinação que faz total sentido logístico, já que Mendoza está muito mais próxima de Santiago (6 horas de ônibus) do que de Buenos Aires (1h20 de avião ou 12 horas de ônibus). Além de ser geograficamente correta, a dobradinha é matadora também no quesito cenário, já que o percurso, atravessando os Andes, é totalmente panorâmico. Vá de ônibus e relaxe (veja este post). Volte por Buenos Aires, para não precisar retornar pelo mesmo caminho.
Permanência mínima em Mendoza: 2 noites se você só quer fazer degustações, 4 se também estiver mais interessado nos passeios de ecoturismo e turismo-aventura.

Voltar | Menu

Santiago + Vale de Colchagua


A cerca de 200 km de Santiago, a região vinícola do Vale do Colchagua pode ser visitada em tours de agências, nas saídas do Tren del Vino ou indo de trem comum a Santa Cruz e continuando de táxi às vinícolas (também dá para ir de trem comum a San Fernando e combinar o táxi lá). De carro só vale a pena se o motorista não beber. O ideal mesmo é programar um ou dois pernoites na região.
Permanência recomendada no Vale de Colchagua: duas noites
Nosso parceiro Viator oferece passeios a vinícolas saindo de Santiago:

Voltar | Menu

Santiago + Chillán

Chillán
Não são poucos os que consideram Chillán o cenário mais bonito para esquiar -- porque as pistas estão encravadas num bosque. As termas propriamente ditas oferecem um grande complemento às atividades da neve. No verão, o lugar vira um destino de serra. De carro são 450 km desde Santiago. Também dá para ir de trem (são 5 horas de viagem pela TrenCentral, saindo da estação Alameda em Santiago). Caso você vá do Brasil direto para lá, dá para considerar também o avião: siga a Concepción (1 hora de vôo) + 2h30 de trânsfer pela estrada.
Permanência mínima em Chillán: pelo menos 3 dias. Menos do que isso, só se você estiver a caminho de outros destinos do Sul.

Voltar | Menu

Santiago + Pucón


A 800 km de Santiago, Pucón é a estação de esqui chilena mais indicada para quem quer encontrar um ambiente de vilarejo alpino (é tipo assim uma micro-Bariloche). Como bônus há as vistas para o vulcão Villarica (que só aparece nos dias muito claros). O jeito mais fácil de chegar é de avião: voa-se a Temuco (1h20), a 100 km de Pucón. De ônibus, são 11 horas desde as rodoviárias centrais de Santiago, com a TurBus. É um ponto interessante para atravessar a fronteira e seguir viagem pela Argentina: ônibus da Andesmar levam a San Martín de los Andes em 4 horas.
Permanência mínima em Pucón: 4 dias (aproveite para ir ao Osorno e a Puerto Varas, que estão pertinho).

Voltar | Menu

Santiago + Huilo-Huilo

Montaña Mágica, Huilo Huilo
A 900 km de Santiago, Huilo-Huilo revela um Chile diferente do que temos na cabeça: é a sua chance curtir uma floresta temperada (com neve, no inverno -- tubing, caminhadas, além de esqui e snowboard para principiantes e intermediários). Os hotéis são curiosos, como o Montaña Mágica Lodge. Para chegar é preciso voar a Temuco ou Valdívia e seguir de trânsfer (4 horas desde Valdívia, 5 horas desde Temuco).
Permanência mínima em Huilo-Huilo: 4 dias (para fazer valer o deslocamento).

Voltar | Menu

Santiago + Lagos Andinos (Puerto Montt e Puerto Varas)

Puerto Varas
A região de Puerto Montt-Puerto Varas é sinônimo de "Lagos Andinos" no Brasil. De avião vai-se de Santiago a Puerto Montt em 1h40 (de ônibus, com a TurBus, são 14 horas do centro de Santiago até Puerto Varas). O melhor lugar para se hospedar é Puerto Varas, que está numa aprazível localização à beira do lago Llanquehue, com vista (nos dias claros) para o vulcão Osorno. A viagem fica logisticamente mais interessante atravessando os lagos a Bariloche.

Permanência mínima em Puerto Varas: 3 dias se você atravessar a Bariloche, 4 dias se ficar só no lado chileno.

Voltar | Menu

Santiago + Punta Arenas e Torres del Paine

Torres del Paine
De Santiago a Punta Arenas, são 4h30 de viagem. De lá a Puerto Natales, porta de entrada para o parque nacional de Torres del Paine, são mais 3 horas por via rodoviária. De Puerto Natales pode-se atravessar a El Calafate, na Argentina (onde fica o glaciar Perito Moreno, a Foz do Iguaçu das geleiras) numa viagem de 5 horas de ônibus. Outra viagem que fica melhor quando você volta pela Argentina.

Permanência mínima em Punta Arenas e Puerto Natales: fique 1 ou 2 noites em Punta Arenas e três em Puerto Natales ou num hotel dentro do parque de Torres del Paine.

Voltar | Menu

Santiago + Ilha de Páscoa

Ilha de Páscoa
O mais místico dos destinos sul-americanos fica no meio do Pacífico, a 3.500 km do continente. De Santiago até Rapa Nui são 5 horas e meia de vôo -- a distância explica por que é tão caro. Se você tem planos de um dia ir à Polinésia Francesa, pode incluir uma parada na Ilha de Páscoa a caminho do Taiti.

Permanência mínima na Ilha de Páscoa: você vai precisar de 4 pernoites (3 dias inteiros) para fazer todos os passeios e também compensar a longa viagem.

Voltar | Menu

2110 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Gabi N.
Gabi N.Permalink

Oi Bóia!

Estou procurando loucamente uma agência que faça o tour combinado Viña San Esteban e Portillo no mesmo dia, já que o que queremos em Portillo é admirar a paisagem dos Andes - não pretendemos esquiar, então um dia inteiro por lá parece um certo desperdício de tempo, não?!

A Dri Miller fez isso em 2010 com a empresa TurisTour, mas esse passeio não consta mais na lista deles no site. Já entrei em contato mas não obtive resposta.

Então o que eu queria saber é se mais algum tripulante fez isso mais recentemente e poderia indicar um transfer (porque o esquema com chofer é meio salgadão pro nosso bolso).

Obrigada desde já!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Gabi! A Ecotours parece que oferece o passeio:
http://www.ecotours.cl/full-day-andes-with-wine-tasting/

Colocamos sua pergunta no Perguntódromo.

Gabi N.
Gabi N.Permalink

OBRIGAAADA, Bóia! Já mandei email pra ver o preço smile
E obrigada por postar no perguntódromo também, vou acompanhar as respostas.

Dri Miller
Dri MillerPermalink

OI Gabi,

Ia mesmo responder que fiz esse passeio em 2010 e foi otimo! O melhor que fizemos no Chile (http://drieverywhere.net/2010/01/12/vale-do-aconcagua-e-portillo/)
E eles tb foram a melhor agencia! Vale a pena insistir pra ver se vc consegue falar com eles (se me lembro bem eu só consegui marcar o passeio quando já estava lá e liguei direto na agencia).

Gabi N.
Gabi N.Permalink

Obrigada, Dri! Sabes que sou assídua né, já li, reli e treli esse teu post e não canso de babar nas fotos, o Chile (e esse lago em Portillo em especial) é um sonho antigo!!!

Vamos ver se eles respondem o email, senão essa semana vou tentar ligar lá pra insistir wink

Te conto depois se deu certo, vamos em Maio!

Duarte
DuartePermalink

Nao sei se já foi, mas pq nao aluga um carro pra ir a portillo? Fiz isso em junho do ano passado e foi tranquilo demais, estrada impecável, facil facil... Se tiver tempo ainda da pra dar uma esticada ate mendoza, que é bem perto.

REnata Queiroga
REnata QueirogaPermalink

Obrigada por me fazer lembrar de Santiago!!!! Super recomendo, além das vincolas mais´tradicionais, a Santa Rita e as do Vale do Colchágua. Para quem quiser , pode conferir lá no blog: http://www.temperesuaviagem.com.br/?p=409
Renata Queiroga

Juliana
JulianaPermalink

Oi gente, estou indo agora no começo de maio para
o Chile e gostaria de saber é o clima lá nessa época.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Juliana! Já pode estar frio. Nesta página você encontra link para "temperatura e chuvas mês a mês":
https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire/santiago-links-e-posts

paula
paulaPermalink

só pra acrescentar, eu fui na undurraga de transporte publico e achei bem tranquilo, peguei o metro ate a estacao de onibus intermunicipal(nao lembro o nome agora...sorry) e depois um onibus que me deixou na porta da undurraga. o onibus de volta tb passa na porta, nao gastamos quase nada, vale bem a pena levando em consideracao o preco que as agencias cobram. agora nao facam isso na santa rita, pois apesar de ser possivel chegar de onibus, da porta da vinicola ate a sede é bem longe pra andar a pé, melhor pegar um taxi da estacao de metro mais proxima e agendar o taxi pra volta por no local nao tem sinal de celular. abracos

Luis
LuisPermalink

Olá! Parabéns pelas informações, serão muito úteis em nossa primeira viagem ao Chile.
Fiz a reserva em um hotel chamado "Infinity Suites by Ameristar" na rua Alonso Ovale.
Você pode me disser se o hotel e o lugar são bons para ficar?
Muito obrigado desde já!
Abraços

Luis

Renato
RenatoPermalink

Olá pessoal. Bem, vou ao Chile no início de maio e ficarei 8 dias (6 inteiros) por lá. Quero ter um dia para valparaiso e viña del mar, 1 para city tour e mercado central em santiago e fechar os outros 4 dias em Mendoza (ônibus + avião). Gostaria de saber se vale a pena diminuir um dia de Mendoza para ir a Cajón del Maipo (que me pareceu ser bem legal), ou se esta troca não é interessante por Mendoza ser o mesmo estilo de lugar só que mais completo em atrações?
Abs.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Renato! O que a gente percebe sobre Cajón del Maipo é que é um lugar mais difícil para o forasteiro. Em Mendoza esse nicho de ecoturismo é bem desenvolvido e você conseguirá mais apoio para fazer passeios a represas e ao pé do Aconcágua. Ir de ônibus e voltar de avião é uma ótima idéia.

Renato
RenatoPermalink

Obrigado Bóia, agora fechei meu roteiro.
Sobre voltar de avião, a vou seguir a dica de comprar a passagem de ida e volta que sai quase pela metade do preço de um só trecho, quer seja na Aerolineas Argentina ou na Lan Chile.
Abs.

leo
leoPermalink

Oi, vou para Santiago em junho e estou com dúvidas qto aos impostos ISS, IVA, ficarei 4 dias, serei obrigado a pagar para o hotel, adicional por eles? qto % a mais?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Leo! Pagando hotel em moeda estrangeira ou cartão de crédito internacional, estrangeiros são dispensados do IVA. O preço que você recebeu é total.

Carol
CarolPermalink

Olá.. gostaria muito de saber se no período de 16 de junho a 21 chove em santiago? eu li que chove no inverno e já comprei as passagens.. poxa não sabia. quero mto ver a neve mas não queria chuva em santiago.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Carol! Sem chuva não tem neve. wink Nessa época, porém, há chance de as estações de esqui ainda estarem fechadas.

Flávia
FláviaPermalink

Estava em Santiago em fevereiro de 2010, quando aconteceu o terremoto que atingiu a cidade com intensidade de 8.6 na escala. Uma dica! Fiquem nos primeiros andares do hotel! Eu estava no quinto andar e descer aquelas escadas pareceu uma eternidade!

JOSÉ GERARDO
JOSÉ GERARDOPermalink

Oi, Bóia.

Gostaria de mais uma informação sua.
Estou indo passarr seis dias inteiros em Santiago.
Gostaria de conhecer o Aconcágua. É mto longe de Santiago??
Há tours viáveis?

GRATO.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, José Gerardo! O parque do Aconcágua fica do lado argentino, passando a fronteira. Você não vai querer passar a fronteira e voltar no mesmo dia. Cada operação de passagem pela fronteira pode levar até duas horas. Faça o Aconcágua quando você for a Mendoza.

(No Chile é possível fazer passeio organizado ao vale do Aconcágua para ver vinhedos e vinícolas; em dia claro, pode-se avistar o Aconcágua. Mas não é o passeio ao parque.)

Márcia Habib
Márcia HabibPermalink

Boa noite, Bóia!
Estou de viagem marcada para Santiago e já estamos com a programação completa graças a vocês.
Quero tirar uma dúvida: No passeio para Valparaiso e Viña del Mar (com a Turis Tour ou Turistik), a parada para o almoço será em qual das duas cidades?
Obrigada, Márcia.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Márcia! Cheque isso diretamente com as empresas wink

Carol
CarolPermalink

Obrigada Bóia. mas nessa época segunda quinzena de junho posso ver neve ou é só em julho? e quanto a chuva em santiago é mto forte nessa epoca? será que consigo aproveitar? obrigada

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Carol! Se chover, não vai ser a ponto de estragar a sua viagem. Neve garantida, só em julho. Veja no post acima wink

bertrand oliveira
bertrand oliveiraPermalink

olá....muito obrigado pelas dicas...pretendo passar uma semana no Chile na segunda metade do mês de junho.
pretendo viajar com minha filha de 6 anos. será que vale? o que vcs tem a dizer? chuva? neve?
obriagdo.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Bertrand! Veja as dicas do Ricardo Freire no post acima e monte a sua viagem wink

Cinthia
CinthiaPermalink

Olá Bertrand,

Minha filha tb tem 6 anos e te digo que vale muito levá-la!

Dá uma passada no meu blog no post com sugestão de 1 semana com crianças. Nesta época do ano, só não vale a pena Viña del Mar neste roteiro. De resto, vc pode ver o que pode ser mais atrativo para ela. O Museo Interactivo Mirador é imperdível!

http://chileparacriancas.blogspot.com.br/2012/01/uma-semana-no-chile-com-criancas.html

abs
Cinthia
@chilecriancas

Marcelo
MarceloPermalink

Estive em Santiago agora, 10 a 15 de março de 2012, e posso garantir que apesar do fim do verão, o clima tem mudado bruscamente, de manha faz um friozinho, la pelas 10:30 começa a esquentar e ja as 13 ta um calor igual ao nosso no Brasil, mas com o cair da tarde, la pelas 4, 5 horas, o vento frio começa a voltar. Fui com minha familia ( mulher e filha -3 anos) e a temperatura em Santiago beira os 30 graus, o problema foi a poluicao que paira sobre a cidade. A consequencia, foi que minha filha sentiu muito e a saude ficou abalada, principalmente, garganta e olhos, que se irritaram facilmente, chegando ao extremo de vomitar. Ela tambem sofreu para se alimentar, o que espero gostem de peixes e frutos do mar, pois, foi o alimento que mais conseguimos comer. Fizemos passeios a instacias de vinhos, com free desgustação e etc a, casablanca. Ja o passeio na cidade nao foi possivel fazer devido aos problemas de saude ocorridos com minha filha. Tivemos um pouco de dificuldade de andar no metro, pois, com carrinho de criança tudo ficava mais dificil. Teve hora que quase sentei no colo da minha filha de tao cheio que estava o metro, e segundo, conferi os horarios, nem era hora de rush, e sim 11 horas da manha. O passeio na costa indo a Val Paraiso e Vina del Mar e super gostoso e vale a pena conhecer as cidades. Por sinal o pacote citado do onibus acima, TURISTIK, (o que nao fiz devido a saude da minha filha esta lacrado com validade ate julho de 2012) , muito legal por sinal, porque ele faz um intinerário na cidade de santiago com praticamente todos os pontos turisticos da cidade, podendo descer e visitar os pontos turisticos quantas vezes quizer. Segundo constatei e a melhor opção para quem como eu passará poucos dias em Santiago, porque na verdade de 5 dias de estadia vc tem 3 dias inteiros, primeiro dia vc chega tarde e ja praticamente perde o dia, e o ultimo tambem, porque sai cedo e tem que fechar as malas, enfim, tera, como eu 3 dias para conhecer tudo, entao tem que ser rapido. Ai percebi que este onibus da TURISTIK e perfeito por agilizar as chegadas a todos os pontos turisticos da cidade, permitindo ao turista conhecer com seguranca, todos os pontos turisticos em apenas 24 horas. Se quizer to vendendo, pois, nao usei e esta lacrado(19.000 pesos por pessoa, não chega a 200 reais). Dos 3 dias que tera , 1 perde-se no passeio a Vina del Mar e Valparaiso, 1 dia vc perde visitando uma instancia, vendo os metodos de plantação dos diversos tipos de uvas (malbec, carbenet, enfim) , podendo provar a uva do pe e sentir o paladar de cada tipo. Passeio completo com almoço e ainda ganha 2 taças da vinicula El Cuadro - CASA BLANCA. Vale a pena. O ultimo dia passeio pela cidade pelo onibus Turistik, e depois voltar pra casa. Vale a pena, vai gostar, mas se prepara que o friozinho vai começar a piorar por la. Segundo o agente de viagem me informou em Maio começa a fazer Frio, para em Junho, Julho ja ter neve e consequente vento frio vindo dos Andes. Qualquer duvida ou se quizer saber algo mais meu email spakerj@hotmail.com

Andre
AndrePermalink

Bóia, vou para STG meados de maio. Alguma idéia sobre previsão de chuva e temperatura?
Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Andre! As temperaturas são amenas por essa época. É uma boa época para viajar.
https://www.viajenaviagem.com/americas/santiago-ricardo-freire/

Andre
AndrePermalink

Marcelo, vc viu os preços de roupas e eletrônicos lá?
Obrigado

Cinthia
CinthiaPermalink

Olá, André,

Sempre é mais barato do que no Brasil, mas não espere preços EUA... São cerca de 30% a 40% menos aqui.

Você pode dar uma checada nos sites das grandes lojas de departamentos para avaliar o que vc quer: Falabella, Paris e Ripley.

abs
Cinthia
@chilecriancas

Nayla
NaylaPermalink

Olá. Vou para o Chile inicio de maio passar 10 dias cOm meu marido, minha filha de 3 anos e minha Mae
De 63 anos. Estou preocupada com o roteiro que abranja as principais coisas e lugares e a comodidade das duas que são criança e minha Mae que tem algumas limitações. Queria um hotel confortável e bom e um roteiro com tudo, mas não muito cansativo, mesmo que pagássemos mais por isso. Gostaria de uma luz como devo fazer. Obrigada desde já.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Nayla! Pegue dicas de roteiro neste post e adapte o ritmo às necessidades da sua família. Leia sobre onde se hospedar também logo acima wink

Alexander
AlexanderPermalink

Estivemos (eu, minha esposa e filho de 08 anos) agora de 11/03 a 18/03 em Santiago, Viña del Mar e Valparaíso. Como sempre, seguimos muitas dicas e orientações que sempre buscamos aqui no Viaje na Viagem. Gostamos sempre de fazer um roteiro de viagem mais "light", com mais dias para usufruir e sentir a cidade. Nos hospedamos num apartamento a três quadras da Plaza de Armas, bem perto do metrô e do comércio central. Em termos de compras e preços, algumas coisas chamaram atenção por preços bem mais baixos que o Brasil: itens de supermercado em geral (especialmente shampoo, desodorantes, frutos do mar, iogurtes, café solúvel, enlatados), comida de restaurante em geral (em especial as de "botecos"), táxi (fica quase que óbvio quando comparado a São Paulo). Achamos ótimos preços também na Puma Lab, que fica no Centro Cultural Gabriela Mistral (acho que é este o nome). Para os demais itens (roupas, eletronicos, etc.), os preços são apenas ligeiramente menores que no Brasil, nada muito significativo.
Abaixo nosso roteiro dia a dia (descontando os de chegada e saída):
- 1 dia: Plaza de Armas, La Moneda, Cerro San Cristobal, Centro
- 2 dia: Shopping Arauco, Alto de Las Condes e piscina do prédio
- 3 dia: Val Paraíso e Viña del Mar (ônibus Pulmann)
- 4 dia: Concha y Toro, mais uma rodada no centro e piscina
- 5 dia: Museu Interativo Mirador (MIM) - fantástico.
- 6 dia: Shopping Flórida Mall e passeio por Providencia
Tínhamos programado também uma ida a Cajon del Maipo (Banõs Colinas e Embase del Yeso, mas deixamos para reservar o carro no penultimo dia (final de semana), e infelizmente já não havía mais veículos (compactos, economicos) para locação.
Um restaurante fantástico e a destacar onde jantamos é o Pachamamma (Polvo na Parilla, imperdível !), no bairro Nuñoa.
Noventa por cento de nosso deslocamentos foi feito com metrô (compramos o cartão recarregável BIP, para ficar mais prático), taxis coletivos e microonibus. Acho que o tempo máximo de espera por transporte nunca passou de 2minutos, seja para o metro ou para os demais.
Adoramos a cidade, sua organização e especialmente o povo chinelo, que é muito receptivo, sabe receber turistas muito bem, e têm grande têm interesse pelo Brasil. Certamente estaremos de volta ao Chile em breve !

A Bóia
A BóiaPermalink

Agradecemos o relato, Alexander!

Alexander
AlexanderPermalink

Complementando o post anterior:
- Agora em março as temperaturas variavam no dia de 16 C a 33 C, sempre com o ar muito seco.
- Como chove muito pouco, a poluição está elevada. Em alguns dias, da cobertura de nosso prédio no centro da cidade, não se conseguia avistar a cordilheira.

ze
zePermalink

boa tarde. ricardo. gostaria de informações sobre brasilia. hoteis e roteirios. obrigado

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Zé! Aqui quem responde é A Bóia. Infelizmente não temos ainda nenhum conteúdo organizado sobre Brasília.

Leia aqui:
https://www.viajenaviagem.com/category/brasilia

Lenita
LenitaPermalink

Boa noite! Eu e minha filha estamos indo à Santiago do Chile, dia 6 de abril 2012, vamos chegar à noite mais ou menos 21:30 horas e voltamos no dia 10 de abril 2012 às 14: horas. Portanto, são 3 dias. Por favor, sugira um roteiro interessante para nós. Vamos hospedar em um hotel no centro. Chegando em Santiago à noite ainda dá prá sair, ou é melhor descansar para o outro dia sairmos cedo? Devemos contratar um guia turístico. Aguardo retorno. Agradecida,

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Lenita! O roteiro está acima, é só selecionar o que apetece mais a vocês.

Vocês chegarão ao hotel às 23h, não contem com nada neste dia que não seja balada. Melhor acordar cedo no dia seguinte para aproveitar.

Aida
AidaPermalink

Boa tarde, vou a Santiago por volta do dia 20 de junho, vi que você disse que a neve não é garantida em junho, mas mesmo com as estações fechadas, já é comum ter neve nesta época?? e as empresas levam as pessoas mesmo com as estações fechadas, apenas para brincar na neve??? Parabéns pelo site e obrigada pelas dicas

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Aida! Você pode conseguir um tour até lá, mas o caminho é muito longo e cheio de curvas demais para não se poder aproveitar muita coisa no final. Deixe para uma próxima oportunidade, caso as estações ainda estejam fechadas.

Catarina
CatarinaPermalink

Bóia, Estou indo no dia 24/07 a 30/07, no inverno vale a pena fazer o passeio Viña del mar e valparaiso?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Catarina! O Comandante recomenda Valparaíso em qualquer época. Já Viña del Mar não vale mesmo a pena no inverno.

Catarina
CatarinaPermalink

Obrigada Bóia...

leo
leoPermalink

oi A BÓIA, obrigado pela resposta do post anterior, agora to com outra questão, fiz reserva no FORESTA HOTEL, vi indicação aqui no site e tb pesquisei sobre o hotel na net, não achei nada contra ele, mas como será minha primeira vez em SANTIAGO não sei como funcionam as coisas por lá, fiz a reserva diretamente com o hotel via telefone, eles não me pediram nenhuma garantia e tb não me deram nenhuma qto a efetividade da mesma, por isso to preocupado. já pedi para me enviarem alguma coisa por e-mail e até agora, 4 dias depois, ainda não recebi nada. e ae?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Leo! Insista em receber um comprovante de reserva por email! É a sua garantia de estar tudo certinho.

Alexandre
AlexandrePermalink

Olá, acabamos de voltar de Santiago, a viagem foi um sucesso, muito graças as dicas que peguei no site. Obrigado. Nosso roteiro incluiu, Concha y Toro, Vinha del Mar e Valparaíso e o Valle Nevado. Valparaíso é fenomenal, vale no mínimo um dia inteiro. Fomos ao Museu Naval, lá é possível entrar na Fênix, a capsula dos mineiros, dá uma agonia, pensar que aqueles caras subiram não sei quantos metros dentro daquela geringonça. Ficamos no hotel Panamericano no centro, um hotel simples, mas bem honesto, e o melhor com a diferença para um hotel melhor, ficamos um dia a mais. Li também que não vale a pena ir à cordilheira no verão. Discordo, a paisagem, mesmo sem neve, é deslumbrante, e a experiência de respirar a 3.300 mts, é bem diferente, qualquer caminhadinha dá uma canseira. Enfim, valeu muito, já estamos programando a proxima.

Lívia Mochileira
Lívia MochileiraPermalink

Alguém aqui já foi a Pichilemu? É longe de Santiago? Faz frio agora em abril? Vou na semana santa. Desde já, agradezco!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Livia! Fica a 230 km ao sul de Santiago. É uma cidade de surfistas. Em abril já pode esfriar, sim.

Lívia Mochileira
Lívia MochileiraPermalink

Valeu, bóia!! Tava pensando em ir e voltar no mesmo dia, mas pelo jeito é meio inviável né? Estou decidindo entre ficar um dia lá ou deixar pra uma próxima viagem.

Tatiana
TatianaPermalink

Olá!!! Estou indo agora em abril... vou com meu namorado... ficaremos hospedados no novotel em Vitacura? Estamos bem localizados? queria dica de um restaurante bem legal já, q vamos comemorar nosso aniversário lá. Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Tatiana! Clique no post dos hotéis e no post dos restaurantes para você se situar.

Aida
AidaPermalink

Bóia, queria muito aproveitar minha viagem para Santiago em junho (de 12 a 22) para ver neve, o que me recomendas?? aguardo para ver se as estações estarão abertas??? ou tento programar logo uma viagem para outra cidade do chile, me recomendaram punta arenas... muito obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Aida! Ano passado as estações só abriram em meados de julho. Para brincar na neve, o jeito é adiar a viagem. Leia mais no tópico "Quando encontrar neve?", no texto acima.

Nayla
NaylaPermalink

Ola bóia. Gostaria de uma opinião sobre o hotel. Já postei acima que vou viajar com minha mae, marido e filha e vi dois hoteis que achei que seriam interessantes para um conforto de todos. Gostaria da opinião sobre qual o melhor, se o grand hyatt ou o san critobal tower. Tb gostaria de saber se fico hospedada para dormir em vina del mar ou valparaiso. Aguardo. Obrigada.

Cinthia
CinthiaPermalink

Oi, Nayla,
vou me intrometer na conversa e te dar uma dica de um flat excelente em Santiago, onde smepre ficamos. Chama-se La Sebastiana.
Aqui está o link para meu post para vc ver detalhes:
http://chileparacriancas.blogspot.com.br/2012/02/boa-dica-de-hospedagem-em-santiago.html

Fica super confortável para a família de vcs, pois são dois ambientes separados.

Certamente, a Bóia te dará outras opções.

Cinthia
@chilecriancas

Nayla
NaylaPermalink

Oi Cintia. Obrigada pela dica. Eu vi esse falta, mas o problema é que eu queria as comodidades do hotel como restaurante, pois minha mae as vezes fica com dores nas pernas e nao sai com a gente e fica no hotel mesmo e lá nao tem. Tb queria um parquinho infantil para minha filha. Mas vc sabe me dizer sobre esses hoteis que coloquei? Obrigada.

Cinthia
CinthiaPermalink

Nayla,

mas olha bem o post, gosto do La Sebastiana justamente por ter as comodidades de hotel. Tem café da manhã, entrega de comida (convênio com restaurante), restaurantes ótimos super perto e uma pracinha com parquinho tb a dois quarteirões.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Nayla! O Comandante elogia as instalações do Grand Hyatt neste post: https://www.viajenaviagem.com/2010/09/20-hoteis-em-santiago/
Temos também relatos de leitores sobre ele: https://www.viajenaviagem.com/2011/06/hoteis-em-santiago-os-relatos-dos-leitores/
Note que a localização não é prática.

Não temos comentários sobre o San Cristóbal Tower. Veja o que dizem sobre o hotel no TripAdvisor:
http://www.tripadvisor.com/Hotel_Review-g294305-d301848-Reviews-San_Cristobal_Tower-Santiago.html

Volte ao texto acima para mais uma lidinha -- o Comandante fala sobre o passeio a Valparaíso e Viña del Mar.

Neide
NeidePermalink

Olá Boia,você sabe quando abrirá as estações de esqui esse ano? Já procurei na net e não consegui encontrar nada.
Você acha uma data ruim de 28/06 á 04/07/12.

grata Neide

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Neide! Nâo é garantido que estejam abertas. Só ficamos sabendo da data de abertura mas próximo à data, mesmo. Ano passado, abriram em meados de julho, só.

Marcia
MarciaPermalink

Olá Boia,

Esse post sobre Santiago está perfeito para organizar nosso roteiro. Como estamos indo na Semana Santa, você saberia me dizer como é o esquema de feriado por lá?
Mais especificamente, será que na Sexta-feira Santa lojas e museus abrem? (A Concha Y Toro, por exemplo, já soube que não abre).
Mais alguma dica em relação à questão do feriado?
Obrigada!
Marcia

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Marcia! Fecha muita coisa de sexta a domingo.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2012/02/aviso-aos-viajantes-os-feriados-de-pascoa-no-exterior/

Marcia
MarciaPermalink

Aproveitando o gancho, as lojas em geral abrem aos domingos em Santiago?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Marcia! Nos domingos normais, as do centro fecham, em Providencia algumas abrem, nos shoppings funcionam. No domingo de Páscoa estarão todas fechadas com certeza.

Lívia Mochileira
Lívia MochileiraPermalink

Com relação às vinícolas "chegar por conta própria é complicado", vc quis dizer chegar a Undurraga ou chegar a qualquer delas? (é pq está no mesmo parágrafo, não entendi bem hehe). Achei os passeios caros to pensando em ir por conta própria (e já peguei as dicas do Matraqueando) Qto tempo demora na vinícola mais ou menos? Valeu, bóia!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Lívia! O Comandante se referia especificamente à Undurraga wink Ir com um tour organizado pode ser uma idéia melhor.
Passeios a vinícolas não devem ser feitos com pressa.

cacá
cacáPermalink

Olá.
Gostaria de agradecer o excelente post me ajudou muito.
Estarei indo agora em 27 de abril.Estou para fechar com o Hotel Landay Barceló alguém conhece e o que acha?Preciso de dicas como ir e voltar ao Cajon Del Maipo de maneira segura e ecônomica,li no Frommers algumas dicas.Acho que o ideal seria onibus evans coletivas.
Me indiquem os locais mais lindo e quais termas devo ir?
Vou a Mendoza e gostaria de passeios imperdíveis,aguardo ansiosa pelas dicas.
Última pergunta vale a pena ir ao parque aconcagua? E se sim devo ir por Mendoza ou pelo CHile.Agradeço desde já a colaboração de todos.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Cacá! Tudo o que apuramos sobre Cajón está no post, inclusive com um link para o post em que os leitores compartilharam suas experiências. A dica do Ricardo Freire é fazer o passeio por tour organizado.

O Parque do Aconcágua fica do outro lado da fronteira. Só deve ser feito a partir de Mendoza. Sair de Santiago e voltar no mesmo dia é inviável, o caminho leva mais de 3 horas e é possível perder até 2 horas na alfândega em cada direção.

Márcia Habib
Márcia HabibPermalink

Bom dia, Bóia!
Você sabe me informar se no dia 1º de maio os shoppings estarão abertos (lojas)?
Já procurei essa informação através de vários canais, mas nada foi comentado.
Obrigada,
Márcia.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Marcia! As lojas não estarão abertas.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2012/02/aviso-aos-viajantes-os-feriados-de-pascoa-no-exterior/

Márcia Habib
Márcia HabibPermalink

Olá, Bóia! Vi que as lojas dos shoppings não estarão abertas na Páscoa. Mas e quanto ao feriado de 1º de Maio (Dia do Trabalho)?Obrigada,
Márcia.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Márcia! Mais perto do feriado os shoppings publicam notas nos sites especificando os horários de abertura.

Márcia Habib
Márcia HabibPermalink

Muito obrigada, Bóia! smile

Su
SuPermalink

Ola!

Irei viajar dia 07/06 a 12/06 gostaria de saber +/- a temperatura de Santiago para esse periodo e se posso circular apenas com RG sem a necessidade do passaporte!
grata

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Su! Estará frio, leve casaco. Pode andar só com RG. Certifique-se de que o você está reconhecível no RG, senão pode ter problema para embarcar.

Ivo Porfirio Pinto
Ivo Porfirio PintoPermalink

Oi, estou indo dia 24/06 (um domingo). Chego meio dia e estou com medo de não encontrar lojas abertas para comprar roupas de frio (moro em Fortaleza e não tenho casacos, sobretudos, luvas, gorros, cachecol ou coisas do tipo). Tem alguma loja "de rua" aberta domingo, ou vou ter que recorrer aos shoppings?
Nesse caso, qual o melhor a se fazer?
Muito obrigado e parabéns pelo site excelente.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Ivo! No táxi estará quentinho, no hotel também. Chegue, faça o check-in e pegue um táxi para o shopping Parque Arauco.

Cristiano Rocha
Cristiano RochaPermalink

Prezado Ricardo Freire e Bóia,
Já há algum tempo utilizo o VnV para organizar todas as minhas viagens, ainda que sejam de apenas um fim de semana e aproveito para dizer que vocês estão de PARABÉNS!
Estou indo para Chile no final de maio (24.05) retornando em 01.06. Além de Santiago, Viña e Valpo, vou incluir Mendoza pela questão de se fazer "total sentido logístico", de acordo com as opiniões do próprio Ric e também porque gostaria de fazer uma bodegas na região e passeios para o Aconcágua.
Minha dúvida é: a probabilidade de se fechar a estrada é grande ou dá pra comprar as passagens de ida e volta de ônibus tranquilamente? Não queria utilizar o avião para não perder a paisagem, que segundo relatos é fenomenal.
Mais uma vez parabéns pelo Vnv!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Cristiano! A estrada só fecha em caso de nevasca brava.

Fernanda
FernandaPermalink

Ricardo, queria alguma informação sobre onde fica e o que se vê no Museu Imperativo Mirador, que falam que é excelente.
Sabem se abre no feriado de Páscoa? Como posso saber se e quais vinícolas abrem no feriado? Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Fernanda! Aqui quem responde é A Bóia.

Aqui está como chegar:
http://www.mim.cl/como-llegar/prontus_mim/2011-06-08/093740.html

Em princípio estará aberto na Páscoa, mas vale a pena checar.

Das vinícolas, a única que deve abrir é a Undurraga, mas confirme antes de ir.

Fernanda
FernandaPermalink

Bóia,

Obrigada!!
Chequei pelo site que vc mandou e para que todos saibam o MIM vai estar fechado todo março e primeira quinzena de abril para manutenção.
Para quem vai pela primeira vez e rapidamente, praticamente 2 dias e meio, o que vcs sugerem de melhor para se fazer em Santiago?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Fernanda! Pegue dicas no roteiro acima wink

Marcia
MarciaPermalink

Fernanda,
Também vou a Santiago na Páscoa. Consegui reservar visita na Concha Y Toro para o sábado (na sexta estará fechada).
Boa viagem!

Fernanda
FernandaPermalink

Oi Marcia,

Muito obrigada!
Vou tentar marcar agora para o sábado. Espero ter sorte.
Boa viagem pra vc tbem.
Marquei essa viagem em função do feriado e sem me dar conta das poucas opções da sexta-feira santa...quase tudo fecha.
Se alguem tiver idéias do que fazer neste dia estou aceitando...

Lívia Mochileira
Lívia MochileiraPermalink

Talvez a vinícola Undurraga esteja aberta. De resto, pelo que me falaram e pelo que andei pesquisando,tudo fechado!

Jackeline
JackelinePermalink

Olá! Minha amiga e eu vamos ao Chile em agosto e passaremos 7 dias (14 a 21). Eh uma boa época? Nos disseram que não é bom ir a Vina del Mar pois eh época de frio e eh um balneário...Fechamos com a agência só o passeio para a vinícola, que eles disseram q será a que estiver disponível no momento. Conseguiríamos visitar os lugares que vc menciona no post? Brigadão! smile

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Jackeline! Aqui quem responde é A Bóia. No inverno Viña tem menos graça do que no verão, mas Valparaíso continuará bonita, num dia de sol. Todos os outros passeios estarão disponíveis; os organizados sairão à medida que haja o público mínimo para as saídas.

Catarina
CatarinaPermalink

Bóia, Chego pelo areporto em Buenos Aires Aerparque e vou para Santiago Não sei por qual aeroporto saiu, pois quero passar no freeshop. O Freeshop é melhor de Buenos Aires EZeiza ou de Santiago? Fora os freeshops, onde é melhor fazer compras em Buenos Aires ou em Santiago.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Catarina! Os free shops de Buenos Aires são bem mais falados do que os de Santiago. Lembre-se que compras em free shop fora do Brasil entram na cota de compras do exterior, não estão livres de tributação ao chegar.

aparecida de morais madalena

alá amigo parabéns pela dica estou indo no feriado de abil gastaria de saber um pouco sabre os preço das coisa en santiago e minha primeira viagem. desde ja agradeco.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Aparecida! Os preços que sabemos estão todos no post.

Cristiano Rocha
Cristiano RochaPermalink

Olá Bóia!
Obrigado pela resposta. Depois de muito pensar e para não correr risco, vou de avião mesmo e irei fazer o passeio do Aconcágua em Mendoza, que passa pela estrada Los Caracoles para desfrutar a viagem.
Valeu!

Priscilla Parreira
Priscilla ParreiraPermalink

Olá.!

Cheguei de uma viagem a Santiago/Mendoza/Colonia do Sacramento e Buenos Aires neste final de semana.

As dicas que encontrei aqui foram fundamentais, praticamente meu roteiro de viagem.

Quanto a Santiago fiquei no Mito Hotel, ótima localização, consegui fazer os principais pontos turisticos a pé, está a umas 5 quadras do Patio Bella Vista, e muito perto do metro Baquedano, além do hotel ser uma graça e muito confortavel, tem apenas 9 meses então as coisas estão bem novinhas, a cama é gigante assim como as toalhas de banho, o atendimento tanto dos proprietários quanto dos funcionários é excelente. Fizeram reservas que precisamos em restaurantes e nos ajudaram com aluguel de carro.

Santiago é uma cidade muito civilizada, limpa, organizada e com pessoas educadas. O Comercio só abre as 10:00 da Manhã.

Quanto aos pontos turísticos, fiz apenas os principais mesmo, o Cerro Santa Lucia, Cerro San Cristobal, La Chascona, Mercado Central, é claro fazendo o papelão de turista e experimentando a famosa Centolla ( No Richards - restaurante de um Brasileiro), Plaza de Armas, La Moneda e Catedral (linda, vale a pena dar uma entradinha), Museu de Artes e Centro - Isso tudo foi a pé.

No Bairro Bella Vista uma opção boa de Restaurante é o Como Água para Chocolate, agora imperdível mesmo é conhecer o Ocean Pacif, um restaurante bem temático no Bairro Brasil, vale muito a pena (bom reservar).

Como não fui com intençao de fazer compras acabei nem indo ao Shopping Arauco, mas passei na Repley no centro e acabei comprando algumas coisas lá, tem o preço bem parecido com o do Duty free, vale a pena para cosméticos e perfumes.

Para o segundo dia alugamos um carro ($56,00) para conhecer a Vina Undurraga, Isla Negra e Valparaiso.

Vinícula optamos pela Undurraga ao invés de Concha Y Toro, acertamos na escolha, melhor "aula" sobre vinhos e uvas que tivemos na viagem.

Casas de Pablo Neruda fomos a La Chascona em Santiago e Casa Museu de Isla Negra, bem interessante, o mar na frente da casa é algo inexplicável, não tem como descrever a cor que ele tem.

Agora em relação a Vina del Mar e Valparaiso, acho que eu poderia ter tirado do roteiro, fiquei realmente decepcionada com esses locais. Nao vi nada demais e nem tão lindo assim, poderia ter terminado a viagem com o Mar de Isla Negra.

Agora impossível mesmo é sair do Chile sem estar encantado por ele.

PS - Fizemos o Aconcágua, até sem "neve" vale a pena, na verdade saimos de Mendoza, fizemos todo trajeto, Uspallata, Puente del Incas e o Parque, sempre tem neve nos picos, o trekking é tranquilo apenas 1,5 km para quem quiser dar so uma "voltinha", de lá seguimos para o Chile passando pelos Caracoles e pela insuportável fronteira com sua rigida fiscalização. Eles abrem todas as malas, não leve, sementes, frutas, derivados de leite nem artesanatos com couro ou madeira. O caminho é algo extraordinário ao longo da Cordilheira, que muda de cor a todo instante, mas realmente ir e voltar no mesmo dia, deve ser algo meio cansativo, achei mais acertado a opçao de atravesar de um país ao outro, passando pelo Parque do Aconcagua. Para isso contratamos Javier Eppens (javiereppens@yahoo.com.ar) de Mendoza que nos levou aos Wine Tour de Mendoza e a esse passeio, deixando-nos no nosso Hotel em Santiago.

Priscilla Parreira
Priscilla ParreiraPermalink

Quanto a preço das coisas: Centolla para 4 saiu algo como 240,00 reais.

Restaurantes de modo geral ficam em torno de R$150,00 o casal, claro que tem mais barato depende da proposta da viagem. Nós decidimos que nao iriamos a Mac Donalds e coisas afins.

La Chascona sai 7000 pesos o casal.

Aluguel de carro com GPS 41 000 pesos.

Entrada do Parque do Aconcagua - $10 pesos argentinos

Vina Undurraga - 8000 pesos a entrada.

Vinhos variam bastante mas em torno de 40 000 pesos.

Cotação em torno de $255 cada real. (da para conseguir ate 266, melhor trocar lá)

E quanto a free shop, o melhor que passamos entre Porto Alegre, Buenos Aires e Santiago, foi o de Porto Alegre, perfumes variam pouco neles, girando em torno de 80 a 100 dolares.

Fernanda
FernandaPermalink

Olá,

As reservas para La Chascon,vinícolas.. devem ser feitas aqui do Brasil ou consegue-se fazer pelos hotéis de lá? Por e-mail fica complicado pq não se sabe os horários..

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Fernanda! Você consegue reservar quando chegar. Mas La Chascona era legal já adiantar.

Anna Carolina Fernandes

Ric, por coincidência, meu post desta semana é exatamente sobre um roteiro de feriadão em Santiago, com opções de passeios nas vinícolas ou uma subida ao Valle Nevado. Alguns amigos mandaram ótimas dicas de restaurantes na cidade e está aí uma sugestão de 03 ou 04 dias de passeios http://www.viagemcomgosto.blogspot.com.br/2012/04/feriadao-em-santiago-do-chile.html.

Julia
JuliaPermalink

Olá, estou indo para Santiago dia 7 de maio e fico ate dia 18 vou passar lua de mel. To achando que 11 dias em Santiago é muito tempo, gostaria de algumas dicas. Pensei tb em ficar hospedada em Vina del Mal... aguardo sugestoes
obrigada

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Julia! Este post tem dicas para você combinar Santiago com o que mais gostar no Chile. Por favor leia com atenção.

JOSÉ GERARDO
JOSÉ GERARDOPermalink

Oi, Bóia!!

Socorro mais uma vez.

Não sei se o post adequado é este, mas, dia 13 de abril, Julio Iglesias irá fazer um show em Santiago, no Movistar Arena.

Como faço para adquirir os ingressos, Chegando lá, dia 11 de abril, será que ainda encontrarei ingressos?
Na net, qual o site ideal? Há riscos??

Muito grato.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, José Gerardo! Compre em http://www.puntoticket.com/ .