Brasil: como fugir das multidões, da chuva e dos preços altos, mês a mês

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Lopes Mendes

Ilha Grande em maio

Com a escalada do dólar, muita gente esperava poder viajar baratinho pelo Brasil no Réveillon e em janeiro. Ilusão. O Brasil está mais barato em dólar. Divida por 4, e alguns preços da alta temporada poderão fazer sentido. Mas o Brasil continua caro em reais; e certamente está mais caro que o ano passado (se a luz subiu, a gasolina subiu, a feira subiu, o salário mínimo subiu, o hotel vai subir também).

Uma coisa que nem a desvalorização vai mudar é o fato da nossa altíssima temporada ocorrer exatamente quando ocorre a baixa temporada de vários destinos desejados (como Europa, Nova York, Orlando, Buenos Aires), o que sempre prejudica a comparação.

Só mesmo a crise poderia cancelar a nossa alta temporada, baixando os preços. Mas aí entra um outro fator da conjuntura econômica: nos últimos oito anos, com o real valorizado, poucos turistas estrangeiros e os brasileiros pensando só em viajar para o exterior, houve muito pouco investimento em turismo no Brasil. A hotelaria de lazer se expandiu pouquíssimo. Por isso, a procura deve continuar superando a oferta na alta temporada. As cias. aéreas, por suas vez, reorganizaram as rotas, diminuíram freqüências e a oferta de assentos. Por enquanto, todo mundo está tentando vender pelo preço cheio. Quando dezembro chegar, cias. aéreas e hotéis que acharem que vão micar com assentos ou apartamentos vão pedir arrego. O difícil, do lado de cá do balcão, é ter sangue frio para esperar.

Para economizar na altíssima temporada

    Se você faz questão de viajar no Réveillon e só pode tirar férias em janeiro (ou julho), pense em lugares aonde você possa chegar de carro ou de ônibus, evitando os preços estratosféricos das passagens domésticas nas férias. Se só vai viajar em janeiro, considere sair a partir de 18 de janeiro: na segunda quinzena do mês os preços ficam mais palatáveis. Dê uma pesquisada também no mercado de
    apartamentos de temporada (já dá para alugar apê no Brasil até pelo Booking; os apês disponíveis vêm listados juntamente com os hotéis, e podem também ser pesquisados à parte).

Querendo viajar para o exterior, lembre-se que as passagens promocionais baratas (às vezes, mais baratas que as nacionais!) mascaram o fato de que, ao chegar, você encontrará preços 50% mais caros em reais do que estavam última virada do ano.

Agora: se você não estuda nem dá aulas, não tem filhos em idade escolar nem obrigação de tirar férias em janeiro ou julho, fique quietinho na sua e deixe para viajar pelo Brasil na baixa temporada. Aí sim!, você vai encontrar preços simpáticos em reais (e se dividir por 4 vai ver que está fazendo exxxxcccccelentes negócios). O segredo de viajar na baixa é escolher os lugares mais adequados para cada época. Em muitos deles, a baixa temporada tem até um clima melhor do que o das férias escolares. Evite feriadões: nos feriadões a hospedagem fica cara novamente e muitos lugares perdem o encanto.

    Brasil sem multidões, chuvas ou preços altos

Réveillon e janeiro: Salvador

Bonfim

Procurando um lugar (a) bacana e (b) ensolarado, (c) onde Réveillon e janeiro não são altíssima temporada? Eu dou essa dica há séculos: vá pra Salvador. Enquanto as diárias inflacionam nos resorts e pousadas do litoral norte (leia-se: em Praia do Forte, Imbassaí, Itacimirim), na orla urbana de Salvador as diárias só enlouquecem no Carnaval. Encontrei diárias médias de R$ 400 na virada do ano neste hotel pé na areia no Porto da Barra e de R$ 280 neste charmoso hotelzinho no Rio Vermelho. Em janeiro você encontrará bons preços na Barra, em Ondina e no Rio Vermelho. (O Pelourinho costuma inflacionar.)

Voltar | Menu

Carnaval: BH, SP, Curitiba, DF

Jardim Botânico, Curitiba

Jardim Botânico, Curitiba

Quer curtir o Carnaval sem ir à falência? Belo Horizonte e São Paulo têm carnavais de rua que estão mais e mais animados a cada ano.

Quer fugir do Carnaval e ir para uma cidade onde as atrações não estarão fechadas? Pense em Brasília, onde a maioria dos monumentos mantém o esquema normal de visitação, ou Curitiba, onde os parques espetaculares não fecham (apenas certifique-se de reservar o passeio de trem a Morretes com antecedência).

Voltar | Menu

Fevereiro, depois do Carnaval: praias do Nordeste

Praia do Riacho

Praia do Riacho, Rota Ecológica (AL)

Passando o Carnaval, os preços de pousadas, hotéis e passagens aéreas desenlouquecem, e você pode aproveitar o finzinho do verão no Nordeste com custos bem inferiores aos de janeiro. Dispense o Ceará (onde já pode invernar nessa época) e aproveite a última oportunidade para pegar tempo bacana em lugares como Pipa, João Pessoa, Porto de Galinhas, Maragogi, Rota Ecológica e Maceió, Sergipe, litoral norte baiano, Costa do Dendê. Em março o tempo ainda pode estar bom. A partir de abril, você arrisca pegar chuva em toda a costa leste. (A exceção é o Sul da Bahia, que continua uma boa aposta durante todo o primeiro semestre.)

Voltar | Menu

Março e abril: Santa Catarina

Bombinhas

Bombinhas

O outono é a melhor época do ano para curtir Santa Catarina: o tempo em Florianópolis, Bombinhas, Balneário Camboriú e Praia do Rosa é mais firme do que no verão, os engarrafamentos só aparecerão nos feriados (evite!) e as praias estarão deliciosas. Os argentinos e uruguaios, que sabem das coisas, costumam manter Bombinhas funcionando até a Páscoa (Balneário não fecha nunca, nem no inverno).

Voltar | Menu

Abril e maio: Serras

Serra do Rio do Rastro

Serra do Rio do Rastro, SC

Com o tempo seco no Sul e no Sudeste e uma amplitude térmica interessante, com dias quentes e noites fresquinhas, as Serras brindam os madrugadores com ótimo clima e preço de baixa temporada, antes do inverno trazer as multidões e as diárias salgadas. É melhor curtir as Serras -- no Rio Grande, em Santa Catarina, São Paulo, Rio e Espírito Santo -- na baixa temporada do primeiro semestre do que na do segundo, porque a primavera é chuvosa nas duas regiões.

Voltar | Menu

Abril, maio e setembro: Bonito

flutuacoes-em-bonito-aquario-natural4

Os meses mais secos em Bonito são os do meio do ano -- mas são também os mais frios. Quando vem uma frente fria daquelas, em junho, julho ou agosto, você não vai ter muita vontade de entrar debaixo de uma cachoeira (mas para as flutuações não tem problema: a água das nascentes é constante em 20ºC, e usa-se neoprene). Querendo a melhor resolução para a equação temperatura x chuvas x preço, programe-se para os meses de abril, maio ou setembro (fora de feriados, claro): a temperatura mínima dificimente desce a menos de 18ºC, as máximas atingem 25ºC ou mais e historicamente chove menos de 100mm em cada um desses meses.

Voltar | Menu

Maio e junho: Rio-Santos

600300paraty-4

Paraty

O litoral sul do Rio e o litoral norte de São Paulo formam um dos trechos mais bonitos, mas infelizmente o mais chuvoso, da nossa costa. A melhor época para curtir o Litoral Norte paulista, Paraty, Ilha Grande e Angra dos Reis é no auge do outono, quando há menos umidade para ser retida entre a serra e o mar, e há maior incidência de dias límpidos. Fora de feriados, os preços estarão ótimos.

Voltar | Menu

Junho: Amazônia e Sergipe

Reserva Mamirauá

Reserva Mamirauá (Tefé, AM)

Em junho chove menos na Amazônia do que nos outros meses do primeiro semestre, e as águas estão altas em toda a floresta. Chegando um mês antes dos gringos (que vêm com tudo em julho e agosto) e fora das férias de verão amazônico (que caem em julho) você encontrará a melhor relação clima x preço para viver sua experiência de selva, visitar Manaus, Belém e Marajó. (Para Alter do Chão, vá entre setembro e novembro, para pegar as praias do rio Tapajós.)

São João de Estância, Sergipe

Estância, SE

O legal de ir a Aracaju em junho é aproveitar as festas juninas: a cidade tem mais estrutura e é mais amigável ao turista "do Sul" do que os pólos forrozeiros de Caruaru ou Campina Grande.

Voltar | Menu

Maio, junho e agosto: Minas e Brasil Central

Ouro Preto

Ouro Preto

Em maio as chuvas cessam e o interior do Brasil estará verde e na melhor época para ser visitado. Fora de feriados e de julho, os preços serão convidativos nas Chapadas (incluindo a Chapada Diamantina, na Bahia), Cidades Históricas mineiras, Inhotim, Pirenópolis, Jalapão.

Voltar | Menu

E julho?

    Quebrei a cabeça aqui, mas não consegui identificar nenhum destino que fosse para julho aquilo que Salvador é em janeiro: um lugar onde deveria ser alta temporada, mas não é. Mas de um modo geral, os preços em julho são menos abusivos do que os de janeiro. Evite a costa leste do Nordeste, do Norte da Bahia ao Rio Grande do Norte: você pode pegar chuva. Arrisque o sul da Bahia, que é sempre uma boa aposta (o tempo firme não é garantido, mas é bastante provável). Cacife o Ceará, onde o verão chega mais cedo no Nordeste, ou os Lençóis Maranhenses, que estarão no auge da alta temporada mas também no auge da beleza das lagoas. Ao escolher Serras ou destinos do Brasil Central, espere encontrar os vilarejos lotados.

Voltar | Menu

Agosto e setembro: Noronha

Praia do Boldró

Veja bem: não que Fernando de Noronha seja barato nesses meses (ou em quaisquer outros). Mas se o que você busca é praia e mergulho (e não surf e badalação), agosto e setembro entregam a ilha em condições mais que perfeitas (sol constante, mar piscininha), por uma fração do que você paga no Réveillon ou no Carnaval, e por menos do que você paga em janeiro. Existem meses menos caros (o primeiro semestre, durante a temporada de chuvas, por exemplo), mas investir em Noronha em agosto e setembro é ter certeza de obter o melhor resultado para o seu desembolso.

Voltar | Menu

Setembro a dezembro: Nordeste

Taipu de Fora

Taipu de Fora, Barra Grande (BA)

A primavera marca o início da estação de chuvas em quase todo o Brasil -- menos na costa nordestina. É para lá que você deve escapar nesta época. Fora de feriados, você vai encontrar pousadas, hotéis e resorts com vagas sobrando (e conseqüentemente com ofertas) tanto nas capitais quanto nos vilarejos de praia -- pense em Fortaleza, Natal, Pipa, João Pessoa, Porto de Galinhas, Maragogi, Rota Ecológica e Maceió, Sergipe, litoral norte baiano, Costa do Dendê. As frentes frias do Sudeste só costumam chegar, de vez em quando, ao Sul da Bahia, entre outubro e novembro. Espere, porém, encontrar preços de alta temporada nos pólos de kitesurf da costa voltada para o norte, entre o Ceará e o Rio Grande do Norte, que estarão repletos de gringos aproveitando a temporada dos ventos.

Voltar | Menu

Semana anterior a feriadão: destinos top

Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu

Anote aí: a semana anterior a feriadões normalmente é meio micada nos destinos turísticos mais procurados (incluindo praia e serra). Você deve encontrar preços bem interessantes na semana anterior a todo feriadão em Foz do Iguaçu, Gramado, Búzios, Bonito, Campos do Jordão, Sul da Bahia, Rota Ecológica...

Voltar | Menu

Feriadões: Capitais não-nordestinas

Vila Velha

Vila Velha (ES)

Nos feriados, não tem jeito: todos os destinos procuradões vão aumentar os preços, mesmo se for no auge da temporada de chuvas. A decisão inteligente é viajar no contrafluxo: enquanto os moradores das capitais do Centro-Sul fogem para apinhar os destinos próximos, você voa para aproveitar a cidade grande. Sempre é fácil encontrar tarifas camaradas nos hotéis (as redes mais voltadas para os viajantes de negócios costumam torrar as diárias em fins de semana e feriados). Você pode decidir o destino de acordo com a tarifa aérea mais camarada que encontrar (compre com 60 dias de antecedência ou durante promoções). Vá ticando suas lacunas: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, São Paulo, Vitória... até o Rio de Janeiro tem dificuldade para substituir os viajantes a trabalho e lotar os hotéis nos feriados (com exceção, evidentemente, dos feriadões de Réveillon e Carnaval).

Voltar | Menu

Leia mais:

68 comentários

Nelma
NelmaPermalinkResponder

Somos um casal de meia idade, e já não gostamos mais de muvuca. Vamos sempre ao sul em junho ou agosto. antes ou depois das férias e da alta temporada. Muito bom!

Kátia Krauel
Kátia KrauelPermalinkResponder

Moro em SC e o melhor mês é março, águas do mar estão quentes e a maré baixa e, poucos turistas! Moro em Bal. Camboriú.

Letânia Chaves

Post mais do que útil pros verdadeiros viajeiros de plantão. Valeu, VnV!!!

Bruno Felix
Bruno FelixPermalinkResponder

Bóia, depois de cinco anos consecutivos, passando minhas férias de dezembro com esposa e filho no exterior, pensei ser mais razoável este ano priorizar alguns destinos aqui mesmo no nosso país. Vou de carro de São Paulo para Florianópolis, onde ficaremos a partir do dia 06/12.De Florianópolis iremos para Gramado, onde ficaremos mais 5 noites hospedados no Sesc Gramado (13/12 - 18/12) na condição de comerciário e de lá para a região de Cambará do Sul. Retornaremos para São Paulo fazendo uma parada por algum outro lugar.
Você poderia nos dizer se é repetitivo demais visitarmos Cambará do Sul e Urubici e outros locais da serra catarinense. Vale a pena irmos para Bombinhas/SC no retorno para São Paulo ou melhor seria irmos para Curitiba/Morretes, tendo em vista que a data de retorno seria por volta dos dias 25/12? Muito Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! O litoral catarinense só lota depois do Natal. Monitore o clima; as frentes frias nessa época são freqüentes.

Antonio
AntonioPermalinkResponder

Olá Bruno,

Sou curitibano e conheço bem Bombinhas também, acho que nessa época o trânsito lá já fica pesado, tem ainda o pedágio que eles implantaram, por tudo isso passar apenas 1 dia seria pouco para aproveitar bem, Morretes é um lugar p passar o dia, o que vale a pena é o passeio de trem de Curitiba p lá, é de 1 dia também, espero ter ajudado.

Ricardo Schrappe

Como bom curitibano, lembro que Curitiba tem o ótimo pré-Carnaval capitaneado pelo Bloco Garibaldis & Sacis, que há 16 anos atrai muita gente para as ruas da cidade nos três finais de semana que antecedem o Carnaval. É animação garantida. O bloco já integra a programação Cultural do Carnaval de Curitiba e suas saídas geralmente coincidem com o período da Oficina de Música (www.oficinademusica.org.br/). Nesta época também ocorre o Psycho Carnival e o Zombie Walk. Ou seja, tem atrações para todos os gostos. Grande abraço!

Bruno Sant Anna

Estive no carnaval em Aracaju... A cidade é agradabilíssima, ótima para crianças, com uma bela e estruturada orla em ATALAIA, tanto para as atividades diurnas, quanto para a badalação noturna. Com o carnaval ocorrendo em alguns pontos isolados,fui a Mangue Seco, Canion do Xingó, Croa do Goré, Praia do Saco, sem o tumulto das estradas e do povo lotando as praias... É um local se pensar quando o assunto é Nordeste sem tumulto.

Rita Garibotti

Oi Ricardo, adoro o blog. Queria uma dica de um lugar para ir comigo mesma algo perto ou dentro do Rio de Janeiro mesmo onde moro, e bbb de preferência, sem muvuca. Tive uma perda na família estou precisando recarregar as energias e me curtir um pouco. Um abraço e parabéns pelo trabalho.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rita! Quem responde é A Bóia. Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

Thiago Castro
Thiago CastroPermalinkResponder

Rita, pra ficar tranquilo eu curto muito as serras em volta do Rio, principalmente Teresópolis. Tem várias pousadas na estrada Teresópolis-Friburgo que são ótimas. Ficam fora da cidade mas não muito longe que não dê para vir jantar em Teresópolis. Clima ameno, tranquilidade e natureza. Eu adorei.

Kamila
KamilaPermalinkResponder

Visconde de Maua
Pousada Casa Bonita

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Ilha Grande, em dia de semana, antes do verão.
A Serra também sempre é uma boa sugestão..

Maria Helena de Oliveira

Oi, Rita, fui a Paraty no ano passado totalmente só! Adorei! Fiquei na Pousada do Príncipe e me senti bastante segura. A pousada é fora das "correntes" mas bem perto do Centro Histórico. Cada dia ia comer em um restaurante diferente e bati muita perna observando o casario! Fui e voltei, a partir do Rio, de ônibus.

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Rita,
depende muito do tipo de destino que você gosta, eu particularmente adoro recarregar as energias em Buzios. É um destino completo: tem praia pra relaxar, o movimento da Rua das Pedras pra distrair e o porto da barra tem um pôr do sol imperdível!

Edson Outani
Edson OutaniPermalinkResponder

Oi Rita. Um lugar próximo do Rio e mais ou menos como você descreveu é São Pedro da Serra. Tem pousadas bbb e é bem calmo, mas com atividades de dia, tipo cachoeiras, e à noite, com restaurantes com música mas sem muvuca. Boa recuperação.

Jackie
JackiePermalinkResponder

Eu indicaria Mauá, pois é mais em conta que Buzios ou Paraty e tem opçoes super charmosas. Além disso, é bem fresquinha e tem cachoeiras. E cachoeira é uma maravilha pra recarregar a energia, né? A cidade também tem boas opcoes de restaurantes. Gosto muito da Pousada Tijupá. Já ficamos lá com nossos cachorros.

Diego Maia
Diego MaiaPermalinkResponder

Fui a Manaus no feriado de Tiradentes deste ano por conta de uma promoção imperdível da Gol (cerca de 300 reais ida e volta) e encontrei a cidade relativamente tranquila com os passeios legais (Cachoeiras de Figueiredo + passeio de barco de dia inteiro) funcionando, além de hospedagem acessível, pouca chuva e rio cheio. Valeu muito a pena!

Ilma Madureira

Muito boas as dicas. Anotadas para um futuro bem próximo, assim espero.
Grata

Lu
LuPermalinkResponder

Mto bom!!!

Lu
LuPermalinkResponder

Como estou querendo fugir da muvuca do Rio no réveillon, vou embarcar no post do Thiago (embaixador do Espírito Santo, rsrsrs): Rota do Lagarto. E levar a bike!
Só n sei como vai ser a estrada ...

Suely Ramos
Suely RamosPermalinkResponder

Olá Bóia
Por gentileza, gostaria do seu pitaco sobre o seguinte...vou para Floripa dia 25/12 saindo de São Paulo de carro e parando em Curitiba para dormir...com entrada numa pousada em 26/12.
Minha dúvida está na volta...retorno dia 02/01 e queria fazer um pernoite.... Pensei na cidade de Registro...o que acha? Adoro o site. Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Suely! É uma parada conveniente.

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Reportagem maravilhosa, traduz o calendário brasileiro para viajantes!?

Claudia P.
Claudia P.PermalinkResponder

Falando em fugir das chuvas, eu moro em Florianópolis e posso dizer que tem chovido constantemente aqui desde o início de setembro. Estamos em uma primavera muito chuvosa e fria sob influência intensa do El Niño
Hoje é dia 4 de novembro, eu fui à praia com sol bonito e que durou o dia todo no dia 30 de agosto, de lá para cá ou está nublado ou está chovendo. São dois meses em que o sol praticamente não apareceu! Impressionante!
E as previsões climáticas para os próximos três meses não são nada animadoras: chuva acima da média. Para quem planeja viajar para cá em dezembro, janeiro ou fevereiro seria melhor ficar atento as previsões e pensar melhor se essa é mesmo uma boa ideia.

Fabio Pastorello

Mais uma vez excelente. Eu sempre dou uma passadinha no Praiometro antes de decidir uma viagem, agora vou passar por aqui também. Finalzinho de março desse ano fui para Praia do Rosa seguindo a dica de vocês e foi ótimo, dias lindos e sem chuva. Abraços.

Tânia Maria Granzotto

Parabéns, ficou show de bola, amei!

Michele
MichelePermalinkResponder

No mês de Julho tem o Estado do Tocantins. O Jalapão e as praias de água doce são ótimas nessa época do ano. Palmas tem suas cachoeiras e praias. Nosso estado é excelente.

Felipe
FelipePermalinkResponder

Estou de casamento marcado para final de outubro do próximo ano (2016). Gostaria de saber um local romântico para a lua de mel nesse período.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Felipe! Pense na Rota Ecológica.

Suzana Milanez

Vou a um casamento em Curitiba, dia 27 de fevereiro. Depois estava pensando em ir até Balneário Camboriú, alugar um carro e ficar em Bombinhas por 4, 5 dias. Quem conhece a região, acha melhor ficar lá mesmo ou ir logo até Floripa? O detalhe é que o vôo da volta sai do Aeroporto Internacional de Florianópolis às 11:15 da manhã. Consigo chegar a tempo, saindo de Bombinhas ou é arriscado?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Suzana! De Bombinhas ao aeroporto de Floripa você vai levar 2 horas se o trânsito na ponte estiver fluindo. Todas as praias da região valem a pena nesta época, escolha o trecho que mais lhe apetecer.

Maria Helena de Oliveira

Suzana, bom dia! Minha sugestão é que você fique em Bombinhas até a véspera do seu voo.Vá a Camboriú devolver o carro, pegue um ônibus pra Floripa e hospede-se num hotel no centro da cidade pra sair de lá com calma no outro dia de manhã e ir pra o aeroporto. Início de março, em SC, não é mais férias escolares mas as estradas ainda estão cheias de quem gosta de aproveitar o resto do verão. Se você puder devolver o carro no aeroporto de Florianópolis, melhor ainda; venha direto de Bombinhas, vá jantar em Santo Antônio de Lisboa e volte para o hotel no centro. Bons passeios!

Rosana
RosanaPermalinkResponder

Olá, moro em Salvador e gosto de fugir da muvuca durante o carnaval. Gostaria de ir para Bonito. Lá vai está cheio e caro nesta época?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rosana! Todo lugar turístico fica cheio e com hotelaria mais cara no carnaval.

Carol Guelber
Carol GuelberPermalinkResponder

Post excelente, como sempre! Parabéns !!!!

Mirela
MirelaPermalinkResponder

Simplesmente amei o post! Tudo que eu precisava pra planejar as próximas viagens! Obrigada!

Renata Maia
Renata MaiaPermalinkResponder

Como sempre o Ricardo mandando bem em suas dicas. Ótimo post, parabéns!

Duas indicações dele, eu comprovei esse ano e assino embaixo: Noronha em agosto está perfeito! Não foi barato, mas valeu cada centavo investido! E Nordeste em novembro: fui à Barra Grande (BA) e foi simplesmente di-vi-no!

Tudo devidamente contado lá no meu blog!

http://www.renataviaja.com/search/label/noronha

http://www.renataviaja.com/2015/12/barra-grande.html

Valeu VnV!

=)

leandro
leandroPermalinkResponder

Parabéns, certamente foi um dos posts mais úteis que ja li a respeito de viagens. vai ajudar muito no planejamento das próximas ferias...

Carla
CarlaPermalinkResponder

REGIÃO DOS LAGOS E SERRAS CARIOCAS EM JULHO DE 2016: por conta das Olimpíadas, as férias escolares (e a alta temporada) estão deslocadas para agosto no Rio este ano wink

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Fugindo do carnaval e da altíssima temporada, eis o meu roteiro desse ano:

2a feira de carnaval chegando em BH, visita ao Mercado Central e ao gastropub da Wals; 3a e 4a feira em Inhotim (e 4a a entrada é grátis); 5a feira em Congonhas e pátio da Backer e 6a a domingo em Tiradentes.

Isabela
IsabelaPermalinkResponder

Moro no litoral de Santa Catarina, e entre dezembro-fevereiro de fato lota tudo aqui, passando o carnaval ou a partr da segunda quinzena de fevereiro vira um paraíso. A minha dica para fugir de preços abusivos, é se hospedar em PORTO BELO, cidade vizinha de Bombinhas. Aqui vc encontra diarias mais honestas e restaurantes mais realistas. Até final de abrill, inicio de maio voce ainda consegue pegar praia de boa.

Marcelle Ribeiro

Gente, preciso de um help. Programei as férias para meados de março a meados de abril. Seguindo os conselhos do comandante, vou matar a vontade de conhecer o litoral de Santa Catarina (Bombinhas, Balneário Camboriú, Porto Bela e Floripa, que são as cidades onde ainda não fui) e também a Serra Gaúcha (Aparados da Serra). Queria escolher um outro destino que coubesse em 5 dias e que fosse bom de visitar no início de abril. Moro no Rio e por aqui, já conheço tudo. Nordeste nessa época já tá chovendo, né? Ou tem algum lugar aproveitável? Pantanal ainda está alagado? Estou tentada a ir de novo para a Chapada dos Veadeiros, mas motivada pelo desejo de conhecer uma cachoeira que pode ficar barrenta e perder toda a graça caso tenha chovido (a de Santa Bárbara, em Cavalcante). Alguma dica de onde pode estar bom no início de abril? Vale arriscar a Chapada?
Obrigada!
Abs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcelle! Abril marca a transição da estação chuvosa para a seca no centro do Brasil. Às vezes a chuva se estende até meados de maio, então se for à Chapada dos Veadeiros informe-se antes como o tempo está se comportando por lá. A Chapada Diamantina vale a pena o ano inteiro; tomara que chova o suficiente no verão para aoagar os focos de incêndio. Você pode pensar também em Bonito, Cuiabá e arredores, Gramado e Bento, e nas serras entre SP e Minas -- São Francisco Xavier, Gonçalves, Monte Verde.

Roney
RoneyPermalinkResponder

Olá Marcelle, se puder, inclua no seu roteiro, as praias de Governador Celso Ramos (Palmas do Arvoredo e Fazenda Armação), são maravilhosas e ainda pouco conhecidas. O Guga, a Gisele Bunchen e Byoncé já curtiram. Aproveite.
Roney CWB.

Marcus
MarcusPermalinkResponder

Ótimo post porém esqueceram de incluir a serra do Rio de junho a setembro que é uma época maravilhosa e as praias do litoral do Estado do Rio de março a setembro . Não tem muvuca e os preços estão no bom padrão

Valeria
ValeriaPermalinkResponder

Olá. Vou tirar ferias em junho e queria levar meus filhos de 4 anos e gêmeos de 8 meses para a praia. Achei um pacote com bom custo-benefício no ceará. Mas estou preocupada com o zica vírus. Alguma recomendação? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Valeria! Infelizmente há aedes aegypti em todo o Brasil, inclusive onde você e eu moramos.

Suzy
SuzyPermalinkResponder

Olá... Preciso urgentemente de ajuda!
Vou me casar em junho de 2016 e como só agora conseguimos grana pra comprar a viagem de lua de mel, estou em cima da hora. Então, eu queria demais ir para a praia, mais precisamente para Maceió. Pesquisando, vi que não é a época de ir p lá devido a grande incidência de chuvas. Qual a sugestão de praias entre 13-20 de junho?

Liane
LianePermalinkResponder

Já somos aposentados e sempre viajamos fora de períodos de férias. Estou adorando as dicas!

Kamila
KamilaPermalinkResponder

Outubro é uma boa época para conhecer Morretes e Antonina e passear de trem? O sul do Brasil estará muito frio ainda?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Kamila! Esse passeio é uma loteria o ano inteiro. A temperatura também é imprevisível: se passar frente fria, nessa época ainda pode fazee frio.

Marilda
MarildaPermalinkResponder

Foi otimo.

Alyssa
AlyssaPermalinkResponder

Amei esse post! Já salvei nos favoritos para a próxima vez que for planejar uma viagem dentro do Brasil <3

Deivson Santana

O ES é uma boa pedida o ano todo. Aliás, o estado conta com várias cidades maravilhosas, mas que não são tão conhecidas assim.

Alan
AlanPermalinkResponder

Isso mesmo Deivson. O ES é espetacular e muito pouco conhecido. Uma pena!

niuara leal
niuara lealPermalinkResponder

Faltou acrescentar no Litoral Norte São Sebastião, com tantas praias maravilhosas como Maresias, Juquehy, Pauba, Calhetas, Barra do Sahy e outras! De maio a setembro preço super atrativos e tudo tranquilo. Gostaria inclusive de deixar um convite ao Bóia aqui, posso te levar pessoalmente à todas para conhecer, temos uma asociação de hotéis que ficaria muito feliz em recebê-los e lhes mostrar tudo.

Nathalia
NathaliaPermalinkResponder

Moro em Porto Alegre, não viria pra uma praia no sul se não fosse no auge do verão, já bati queixo de frio em SC em dezembro! Aliás, a água por aqui sempre me parece fria, pelo menos no forte do verão o sol aquece!

André
AndréPermalinkResponder

Riq (e Bóia): alguma chance de um post desse tipo mas com destinos para o exterior? Sempre uso esse seu post como consulta, e um internacional desses seria sensacional (e é facinho, já que tem poucas opções, né? rs).
Abraços

Maíra S
Maíra SPermalinkResponder

É por esses e outros posts que o Viaje na Viagem é o melhor site de turismo do Brasil! Marquei minhas férias do ano que vem para março, pensando em ir para o Caribe ou Miami, mas o dólar que não baixa está me fazendo mudar de ideia. Sabendo que só chove no litoral paulista e carioca nessa época do ano corri para o VnV e descubro Santa Catarina como destino ideal. Que maravilha!! Obrigada, Ric Freire!

Roni
RoniPermalinkResponder

Faltou Rio Grande do Sul.
Serra gaúcha, vale do vinhedos e Gramado.

Eduardo Cardoso de Alcântara

Ouço sempre as dicas na Band News, gosto muito.

Walter Pereira

Bóia, depois de 2 anos de férias apenas no eixo RJ X ES esse ano quero fazer uma loucura com minha esposa e meu filho de 3 anos. Quero ir a Fortaleza na segunda quinzena de junho, entretanto, tb quero muito ir a Jericoacoara. Elaborei um pequeno roteiro para os dias no Estado cearense, pretendo ficar de 17 a 20/06 em Aquiraz para curtir o Beach Park, de 20 a 23/06 no Centro de Fortaleza, de 23 a 26/06 em Jericoacoara e finalizando de 26 a 29/06 para descansar no Vila Galé Cumbuco.
Gostaria dá sua opinião sobre esse pequeno roteiro é uma indicação para alugar um carro, retirando no aeroporto e devolvendo em Cumbuco ou local mais próximo do Vila Galé, não estou achando nenhuma opção. Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Walter! Não haverá agências no Cumbuco. O que você pode fazer é ligar para o resort e perguntar se alguma locadora entrega carros por lá; então alugue nesta locadora, por telefone, especificando que a devolução vai ser no Vila Galé.

Note, porém, que seu carro será inútil nos três dias em Jeri. Só vale a pena ir de carro alugado se você parasse pelo caminho, pernoitando em Flexeiras e Icaraizinho, por exemplo. Se não é o caso, o melhor seria devolver o carro numa agência da região da Beira-Mar/Aldeota e ir de ônibus ou trânsfer compartilhado para Jeri.

Denise
DenisePermalinkResponder

Tem que tentar dar mais algumas dicas para julho!!! América do Sul sem ser para esquiar, Europa com preços moderados, EUA sem ser Miami e Orlando! Onde? Por favor, uma luz!

Rauce Helcias
Rauce HelciasPermalinkResponder

Muito útil todas as dicas e orientações do: custo benefício mês a mês.

Atenção: Bóia de férias! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 2 de outubro de 2017. Obrigado pela compreensão!
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar