Feriadões 2020

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Carnaval 2020: as melhores viagens

Veja nesta página as melhores viagens para fazer no Carnaval 2020:

Carnaval 2020: as datas

  • Feriadão de 4 dias
  • Véspera de feriado: sexta 21 de fevereiro
  • Feriadão: sábado 22 a terça 25 de fevereiro

Viagens para pular o Carnaval

Tradicionais: Rio de Janeiro, Salvador e Recife

Carnaval de Salvador

Carnaval de Salvador

As três cidades mais carnavalescas do Brasil continuam as rainhas da folia, mesmo com o crescimento do carnaval de rua em outras capitais.

No Rio de Janeiro você pode assistir ao maior espetáculo da Terra no Sambódromo e ainda pular nas ruas -- em bloquinhos (os melhores), blocões (os mais famosos) ou megablocos (fuja desses, só tem confusão). Dá para ir à praia e visitar as principais atrações turísticas. Mas vá sabendo que o trânsito fica caótico, por causa das ruas interditadas para blocos, e o metrô fica punk no horário de desfile de megablocos.

Em Salvador o espaço da pipoca (foliões que pulam sem abadá, fora das cordas dos blocos) vem aumentando ano a ano. Mas só vá se for para participar do Carnaval. Fora pular, só dá para pegar praia e visitar igrejas.

No Recife e em Olinda o Carnaval sempre foi o mais democrático do Brasil. Saia fantasiado para se divertir mais. O Uber barateou o transporte entre Recife e Olinda.

Emergentes: São Paulo, Belo Horizonte (e Brasília)

Capitais que há 10 anos eram túmulos do samba viram seu carnaval de rua renascer, no rastro do que aconteceu no Rio.

Carnaval em São Paulo

A se acreditar na estatística da prefeitura, em 2019 São Paulo ultrapassou o Rio de Janeiro em número de foliões nas ruas. Mesmo que você não acredite nisso (eu tenho minhas dúvidas), é incontestável que o carnaval de rua paulistano não deve nada a nenhum outro.

Das atrações turísticas, o Mercado Municipal abre sábado, domingo e segunda. O Masp, o Museu do Futebol, o Instituto Moreira Salles e o Farol Santander abrem sábado, domingo e terça. Os parques (Parque da Mônica, Kidzania, Hopi Hari, Wetn'Wild, Aquário) abrem todos os dias.

Carnaval em Belo Horizonte

De cidade dos botecos, Belo Horizonte se tornou a cidade dos bloquinhos. E o que é melhor: os botecos continuam abertos no carnaval, para matar a sede dos foliões. Na parte turística, os museus da cidade fecham -- mas o Inhotim funciona todos os dias. O Mercado Central, outro patrimônio da cidade, abre sábado em horário normal, e de domingo a terça até as 13h.

Carnaval em Brasília

O carnaval de Brasília ainda não entrou para o radar nacional, mas tem suas qualidades. Os amplos espaços da capital comportam as multidões sem grande desconforto. E a diversidade de ritmos impera -- tem bloco de rock, de MPB, de funk...

A hotelaria é uma pechincha (quem pensa em passar o carnaval em Brasília?). E algumas (poucas, é verdade) atrações funcionam: dá para visitar a Catedral (sábado e domingo), o Catetinho (sábado e domingo), o Congresso Nacional e o Memorial JK.

A Bóia recomenda: carnavais emergentes

São Paulo
Mini-roteiro de feriadão
Onde ficar em São Paulo

Belo Horizonte
Onde ficar em Belo Horizonte
Como visitar Inhotim

Brasília
Onde ficar em Brasília

Carnavais no interior

Todo estado tem carnavais famosos em cidades do interior. Mas se é para viajar para longe para aproveitar um carnaval interiorano, ficam aqui três sugestões: as mineiras Ouro Preto (100 km de Belo Horizonte), e Diamantina (300 km de Belo Horizonte), e a paulista São Luiz do Paraitinga (175 km de São Paulo).

Em comum, as três cidades têm a arquitetura colonial preservada e o respeito às tradições. Com exceção das igrejas, haverá pouco a visitar, mas a farra é garantida.

A Bóia recomenda: carnavais no interior

Ouro Preto
Onde ficar em Ouro Preto

Diamantina
Onde ficar em Belo Horizonte

São Luiz do Paraitinga
Pousadas e casas de São Luiz do Paraitinga no Booking

Carnavais LGBT

Praticamente todos grandes os carnavais de rua do Brasil -- tradicionais, emergentes ou do interior -- têm participação de público LGBT. Em todo lugar há os blocos que são preferidos pela comunidade.

Mas se for para eleger um destino que mobiliza o público gay (sobretudo masculino), este destino é Florianópolis. Para além da folia de rua, o carnaval em Floripa é um acontecimento social, com balada e muita muvuca no canto esquerdo da Praia Mole.

A Bóia recomenda: destino LGBT no carnaval

Florianópolis
Onde ficar em Florianópolis
Guia completo de Florianópolis

Voltar | Topo

Viagens para fugir da bagunça

Carnaval nos destinos-curinga

Carnaval em Bento Gonçalves: vindima

Bento Gonçalves: época da vindima

O Viaje na Viagem indica 7 lugares que servem em qualquer feriadão ao longo do ano: são os destinos-curinga.

Desses, três são indicados para quem quer pular carnaval (e estão listados mais acima): Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília.

Os outros quatro são perfeitos para fugir da bagunça.

Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, está em plena vindima -- a época da colheita das uvas. Você vai encontrar uvas maduras em alguns vinhedos e vai poder participar da pisa simbólica de uvas em algumas vinícolas.

Foz do Iguaçu fica supercheia, mas tem mais estrutura para acolher os visitantes do que qualquer vilarejo de praia ou montanha. Chegue cedo ao parque das Cataratas (tanto no lado brasileiro quanto no argentino) e garanta com antecedência seu ingresso para o passeio de Itaipu.

Curitiba mantém todos os parques funcionando. O Museu Oscar Niemeyer também abre (exceto na segunda-feira). Também dá para fazer o passeio de trem pela Serra do Mar a Morretes.

Em Buenos Aires a segunda e a terça-feira são feriados, mas restaurantes abrem (e o comércio em Palermo Soho também). Atrações básicas como o Caminito, o Café Tortoni, o cemitério da Recoleta, a feira de San Telmo e a visita guiada ao Teatro Colón permanecem funcionando. O museu Malba só fecha na 3ª. Compre com antecedência a travessia a Colonia del Sacramento.

Carnaval nas capitais nordestinas

Natal: piscinas naturais de Perobas

Perobas, piscinas naturais perto de Natal

Quer aproveitar o Carnaval para descansar na praia, mas sem enfrentar trânsito nas estradas, falta d'água, queda de energia e filas em restaurantes em vilarejos praianos superlotados? A solução é simples: viaje a uma das capitais nordestinas que não tenham carnaval de rua. Ou seja: todas, menos Salvador e Recife.

Como a lua nova entra no domingo de carnaval, quem for a Maceió, João Pessoa e Natal vai poder fazer passeios proveitosos às piscinas naturais.

Ao programar sua viagem a Fortaleza, dê preferência à hospedagem na praia de Iracema, porque a Beira-Mar de Meireles e Mucuripe está em obras, e sem provisoriamente sem calçadão (a Feirinha também foi remanejada para Iracema).

Carnaval no Sul da Bahia e Chapada Diamantina

Vale do Paty, Chapada Diamantina, no Carnaval

Vale do Paty, Chapada Diamantina

Se você não curte viajar para uma grande cidade, mas não quer sofrer com praias e cidades de montanha entupidas de gente, pense em lugares longe de capitais.

Nessas horas, eu sempre penso na Bahia, que tem duas regiões maravilhosas que, graças à distância, estão a salvo do êxodo dos moradores da capital.

As praias do Sul da Bahia (Santo André, Porto Seguro, Arraial d'Ajuda, Trancoso, Espelho, Caraíva, Corumbau, Cumuruxatiba e Prado) estão entre 600 e 700 km de Salvador (e 600 a 700 km de Vitória). Vão estar cheias, certamente, mas a capacidade de atração de visitantes é limitada pela falta de vôos. (A propósito: se você vai a Corumbau, Cumuxuratiba ou Prado, voe a Teixeira de Freitas, não a Porto Seguro).

E a esplêndida Chapada Diamantina, a 500 km de Salvador, mesmo tendo seus atrativos mais populares (as grutas e lapinhas) invadidas por turistas da região, não fica com vilarejos superlotados. E as paisagens e cachoeiras com acesso por trilhas continuarão belas e com pouca densidade demográfica. Voe a Lençóis.

A Bóia recomenda: Carnaval no Sul da Bahia e na Chapada Diamantina

Sul da Bahia
Guia de praias do Sul da Bahia: Santo André, Porto Seguro, Arraial d'Ajuda, Trancoso, Espelho, Caraíva, Corumbau, Cumuruxatiba e Prado

Chapada Diamantina
Miniguia: Chapada Diamantina

Carnaval no Exterior

Mendoza: carnaval nas vinícolas

Mendoza

Vários destinos da América do Sul cabem numa viagem de 4 ou 5 dias.

Argentina

Nosso destino-curinga Buenos Aires não vai estar no seu melhor momento (faz muito calor, e a cidade vai estar vazia de porteños), mas sempre é uma opção à mão. Falamos de Buenos Aires aqui.

El Calafate, pelo contrário, apresentará suas melhores condições -- mas você precisa de quatro pernoites por lá para ter três dias livres para passear (reserve os passeios do minitrekking e da navegação nos glaciares com antecedência).

Uma viagem a Mendoza faz o seu carnaval mudar da água para o vinho (ops, desculpaí).

Uruguai

Montevidéu vai estar meia-bomba, porque a população debanda e muitos restaurantes fecham.

Mas as atrações turísticas funcionam. Nesta época, o melhor é aproveitar a muvuca de Punta del Este, que vai estar a mil (mas com os preços quase tão caros como no Réveillon).

Chile

No Chile, Carnaval não é feriado. Tudo funciona normalmente.

Mas só vá a Santiago consciente de que vai encontrar uma cidade pichada e com manifestações diárias (ainda que pequenas) na plaza Italia. Até tudo voltar ao normal, evite hospedar-se no Centro e nos bairros Lastarria e Bellavista. Prefira hotéis em Providencia, El Bosque, El Golf, Vitacura e Las Condes.

Uma viagem aos Lagos Andinos requer cinco pernoites, para que você tenha 4 dias inteiros para passear. Compre passagens a Puerto Montt.

(Só vá para o Atacama se dispuser de 7 noites, para ter 6 dias inteiros para passear.)

Peru

No Peru o carnaval só é feriado em cidades do interior onde a festa é forte. Não é uma época conveniente, no entanto, para ir a Cusco ou Machu Picchu: a época das chuvas vai até o fim de março.

Mas não há nenhum inconveniente para fazer uma viagem gastronômica a Lima.

Colômbia

O carnaval mais importante da Colômbia acontece em Barranquilla (a terra da Shakira).

Cartagena tem um carnaval com alguns desfiles de rua, mas não chega a ser um evento que impacte muito a lotação ou os preços das diárias de hotel. A época é de sol, tanto em Cartagena quanto em San Andrés.

A capital Bogotá festeja o carnaval em agosto. Durante o "nosso" carnaval a cidade vai funcionar normalmente. Prepare-se para o frio (a altitude faz com que o casaco seja necessário o ano inteiro, à noite e nos dias sem sol).

Não se esqueça de se vacinar contra febre amarela até 10 dias antes da viagem e emitir o certificado internacional. Sem o certificado você não embarca para a Colômbia.

A Bóia recomenda: escapadas pela América do Sul no Carnaval

El Calafate
Onde ficar em El Calafate
Guia completo de El Calafate

Mendoza
Onde ficar em Mendoza
Guia completo de Mendoza

Montevidéu
Onde ficar em Montevidéu
Guia completo de Montevidéu

Punta del Este
Onde ficar em Punta del Este
Guia completo de Punta del Este

Santiago
Onde ficar em Santiago
Guia completo de Santiago

Lagos Andinos
Roteiro de 4 dias nos Lagos Andinos (inclui onde ficar)

Lima
Roteiro de 3 dias em Lima (inclui onde ficar)

Cartagena
4 dias em Cartagena (a viagem da Miriam)

San Andrés
Onde ficar em San Andrés
Guia completo de San Andrés

Bogotá
4 dias em Bogotá (a viagem da Miriam)

Voltar | Topo

6 comentários

Leo
LeoPermalinkResponder

Eita, finalmente este post!!! Rsrsrs...
Obrigada!
Em 2019, fomos a Foz do Iguaçu, e a sugestão que dou é não ir às cataratas no domingo pq fica insuportável!! Nos demais dias, tudo fica cheio, mas dá pra aproveitar.
Pra quem pode esticar a semana toda, depois da terça de carnaval sempre é bem tranquilo, mesmo nas praias do nordeste.
Como sugestão de outras sugestões perto do Rio pra fugir do carnaval, tem a região serrana e Penedo/Itatiaia. Depois de terça, até Visconde de Mauá fica mais tranquila.
Neste carnaval, vamos fugir da muvuca carioca indo pra região de Curitiba. Depois passo aqui pra dizer como foi.
Abs.

Edilene Nascimento

E como ficam nossas viagens internacionais no carnaval em tempos de epidemia de coronavirus quanto a cobertura dos seguros viagens que excluem tratamentos?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Edilene! Precisei procurar bastante, e no que se refere especificamente a seguros-viagem a única coisa que consegui achar foi que, na Nova Zelândia, as seguradoras não estavam mais cobrindo viagens à China para seguros comprados depois da declaração da OMS de epidemia global.

Edilene Nascimento

Eu vi que tem uma cláusula no contrato da Allianz que exclue cobertura em casos de epidemia internacional e em outros seguros também de praxe. Quero ir para a Disney Orlando no Carnaval. Estava tudo pronto desde dezembro, mas agora estou receosa, sobretudo se precisar de atendimento médico por esta causa sem cobertura, pois não temos controle da evolução da doença. Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Edilene! Obrigada por avisar. Infelizmente não há o que eu possa lhe dizer, a não ser que cruzeiros continuam partindo normalmente, pessoas continuam viajando de avião, apenas tomando as precauções recomendadas. Mas se você vai perder o sono por causa disso, cancele. Acho difícil que você consiga reembolso total, mas desejo-lhe boa sorte, de coração.

Guta | Blog Vambora!

Já faz alguns anos que passo o carnaval em São Paulo e a cada ano está maior e melhor. Só uma dica: o transporte público tende a ficar muito cheio e o preço de carros por aplicativo sobe também muito! Então vale a pena em cada dia de folia (e isso vale para os períodos pré e pós carnaval também), chegar de manhã numa região escolhida (seja no centro, Vila Madalena, Pinheiros, etc), por volta das 10h/11h e curtir nesse dia todos os blocos da região até o fim do dia.
Quem vai mais tarde ou resolve se deslocar entre regiões acaba passando perrengue, seja no trânsito, seja no metrô e trens, extremamente lotados.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar