Tivoli EcoResort Praia do Forte: eco-chique

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Tivoli Eco Resort Praia do Forte

Desde que inaugurou, em 1985, o Tivoli Eco Resort Praia do Forte é um dos hotéis de praia mais desejados do Brasil. O resort foi a ponta-de-lança do modelo de ocupação de baixo impacto ambiental da Praia do Forte -- que hoje é a mais organizada das vilas de praia próximas a uma capital. O mentor do modelo (fundador do resort e dono da maioria das terras posteriormente loteadas), o paulista Klaus Peters, vendeu o resort ao grupo português Tivoli em 2006.

De lá para cá, os portugueses deram um belíssimo banho de charme no resort. A antiga rusticidade espartana (ou alemã?) está confinada aos apartamentos standard. Os ambientes sociais e apartamentos master permitem que você esqueça que está num resortão e se imagine num hotel de luxo.

A pulseirinha de identificação foi abolida. Não há um único móvel de plástico em todo o resort -- nem mesmo na piscina. Desapareceram o código de regras e as placas que ensinavam o hóspede a se comportar (e que me incomodavam muitíssimo). A gastronomia está tão sofisticada que dá para usar esse termo mesmo -- gastronomia.

O resort não funciona com sistema all-inclusive e os extras não são baratos -- mas são compatíveis com o luxo proposto pelo hotel.

A localização

Xangô, orixá da Praia do Forte

Imediatamente ao sul do vilarejo da Praia do Forte. O pórtico de entrada fica na estrada de acesso ao centrinho. Pela areia, chega-se em vinte minutos à prainha da igreja (onde está o Projeto Tamar). Um tuc-tuc (uma  minijardineira montada num chassis de romiseta) ao centrinho sai R$ 15. O aeroporto de Salvador está a 55 km. Os primeiros 40 km são duplicados.

A praia

A praia do Tivoli EcoResort Praia do Forte

Tivoli EcoResort Praia do Forte

É um dos pouquíssimos resorts do Brasil que pode dizer que está instalado na melhor praia da sua região. Klaus Peters escolheu a dedo a posição do hotel, numa enseada de mar calmo e com uma bonita curva à esquerda. A praia só não está perfeita para banho quando há sargaços em demasia -- não é freqüente, mas acontece. À direita o mar é mais encrespado e tem ondas pequenas ideais para surfistas iniciantes. A praia à direita é totalmente deserta. Na maré baixa dá para caminhar até o rio Pojuca, em Itacimirim (leva-se pouco mais de uma hora até lá).

Outra marca registrada do resort é o gramado onde se espalham as espreguiçadeiras -- bastante copiado no litoral norte baiano.

As instalações

Tivoli EcoResort Praia do Forte

O hotel é formado por blocos que se sucedem num eixo paralelo à praia, a uma distância ecologicamente correta do mar. No bloco central estão o lobby e a ala de lojinhas. Perto dali (há um bloco de apartamentos master no meio) fica o complexo com piscinas, bar, anfiteatro e restaurante principal.

Tivoli EcoResort Praia do Forte

Entre os blocos e a praia, mais perto da areia, estão a piscina tranqüila, dois restaurantes, um lounge de praia e o centro náutico.

Atrás dos blocos ficam o kid's club, o spa e as quadras de esporte.

Os apartamentos

Tivoli EcoResort Praia do Forte: apartamento master

São quase 300, esparramados por vinte pequenos blocos de dois andares, sem elevador.

Tivoli EcoRecort Praia do Forte: apartamento master

Todos os apartamentos já foram renovados. Os master têm salinha, e as suítes deluxe, sala separada e jacuzzi integrada ao quarto. A TV é de LCD. Na sacada (no andar de cima) ou varanda (no térreo) você encontra, além da rede, poltronas confortáveis. As suítes deluxe ficam na ala sul (à direita do lobby, olhando para a praia) próximas à piscina calma. Os apartamentos master podem estar perto da piscina calma, ou então entre o lobby e o restaurante, e também na ala norte (à esquerda do lobby, olhando para a praia) -- onde estão a piscina de atividades, o kid's club e o spa. Os apartamentos master mais distantes são os master spa; mas os hóspedes destes apartamentos podem usar a piscina do spa, que é vizinha.

Os apartamentos standard têm sacada (no segundo andar) ou varanda (no térreo) com rede. Estão todos na ala sul (à direita do lobby, olhando para a praia). Os mais distantes são os standard plus; hospedando-se no standard-standard você economiza três blocos de caminhada.

Piscinas

Tivoli EcoResort: piscina principal

Há piscinas em quatro pontos do resort. Próximo à recepção, na ala norte (à esquerda de quem olha para a praia) fica o complexo de piscinas de atividades. Ali há música e acontecem as aulas de hidroginástica. Não há bar molhado.

Tivoli EcoResort: piscinas principais

Longe dali, mais ou menos à altura das suítes deluxe da ala sul (à direita de quem olha para a praia) fica a piscina tranqüila. Não há música e não é permitido ir com crianças. Dentro d'água há sensação de borda infinita.

Tivoli EcoResort Praia do Forte: piscina calma

Tivoli EcoResort Praia do Forte: piscina calma

Tivoli EcoResort Praia do Forte: piscina quieta

O spa também tem sua piscina, que pode ser freqüentada por quem contratar algum tratamento no dia ou estiver hospedado nos apartamentos master spa. A música é de relaxamento.

Tivoli EcoResort Praia do Forte: a piscina do spa

O quarto ponto onde há piscinas é o kid's club.

Kid's club

Tivoli EcoResort Praia do Forte: kid's club

O clubinho -- chamado Careta Careta -- fica atrás dos blocos da ala norte (à esquerda do lobby, olhando para a praia). O espaço é amplo, tem duas piscinas, playground e brinquedoteca. Os tios fazem atividades também fora de lá.

Copa do bebê

Fica dentro do Kid's Club. Tem frutas, leite e pós. As papinhas são servidas no restaurante.

Refeições

Tivoli EcoResort: restaurante principal

O resort funciona no sistema meia-pensão, com jantar (incluindo cerveja e refrigerantes consumidos no jantar).

Estação de risoto no Tivoli EcoResort

O buffet da noite, que sempre foi um dos pontos altos do hotel, está ainda melhor -- visivelmente mais sofisticado. Na noite em que estive, além das tradicionais estações de massas e grelhados, havia um cozinheiro encarregado de fazer risoto de frutos do mar na hora, aos poucos, numa panela pequena.

Arroz de pequi!

Entre os pratos quentes na minha noite havia muitos que usavam ingredientes brasileiros: purê de mandioquinha, lasanha de carne seca, arroz de pequi, tempurá de quiabo (espetacular).

Buffet de sobremesas, Tivoli EcoResort Praia do Forte

(Ah, sim: foi o único buffet de resort em que encontrei arroz integral!)

Tivoli EcoResort Praia do Forte:restaurante Tabaréu

O almoço pode ser feito em dois restaurantes. O principal restaurante do dia é o Tabaréu, próximo à praia, à altura das piscinas de atividades. A pedida por ali é a pizza (sim, tem pizza de dia). Na piscina, tem baiana de acarajé.

Bar do restaurante À sombra do coqueiral

Junto à piscina calma fica o outro restaurante, À Sombra do Coqueiral. Tem um cardápio de petiscos semelhante ao Tabaréu e pratos como moqueca, carne de sol e picanha.

Uma opção mais econômica -- e muito divertida -- de almoço é ir à vilinha da Praia do Forte comer nas barracas da praia da igreja ou nos restaurantes da vila. Pela areia são vinte minutos (mais agradável na maré baixa). De tuc-tuc, cinco minutos. Vá de um jeito, volte de outro.

Bebidas

Em 2010, quando estivemos da última vez, havia cervejas e refrigerantes de todos os fabricantes. Se este é um item essencial na sua escolha, recomendo contactar diretamente o hotel para informar-se sobre o acordo atual.

Refrigerante, cerveja e água de coco estão incluídos no jantar.

As barracas de praia mais próxima estão a vinte minutos de caminhada, na vilinha da Praia do Forte.

Entretenimento noturno

Há música à beira da piscina à noite -- reproduzido pelas caixas de som do restaurante. Pode haver algum show folclórico no anfiteatro.

O spa

Piscina de seixos no Thalasso spa do Tivoli EcoResort Praia do Forte

Seu diferencial é estar baseado na talassoterapia -- tratamentos com água do mar em diferentes temperaturas. Há um circuito de piscinas a ser feito -- uma delas, com seixos. Para usar as piscinas é preciso comprar um day-use do spa (R$ 60) ou então alguma massagem (nesse caso, o uso do spa durante todo o dia do tratamento está incluído). Hóspedes dos apartamentos master spa tem o uso do spa incluído (mas precisam pagar os tratamentos à parte).

Sala de ginástica

Tivoli EcoResort Praia do Forte: sala de ginástica

Fica próxima ao spa e é toda aberta, rodeada por folhagens.

Centro náutico

Aproveita as boas condições do mar em frente para alugar caiaques e equipamento de vela. Há programas de mergulho nos corais em frente (quando a visibilidade permite) e nas proximidades. Também oferece aulas de surf. Todos os serviços são cobrados à parte.

Um cantinho

Tivoli EcoResort Praia do Forte: lounge Chandon

O lounge Chandon, quase pé-na-areia.

Passeios

Existe uma agência de receptivo na ala de lojinhas.

De todo modo, minha recomendação é alugar um carro. Você vai ter total mobilidade para ir à vilinha da Praia do Forte quando quiser, e vai poder fazer os passeios da região (Itacimirim a 5 km, Imbassaí a 10 km, Massarandupió a 30 km, Mangue Seco a 160 km, Arembepe a 30 km) no seu ritmo. O Pelourinho está a 85 km.

Entalhe do Doidão

O hotel Tivoli EcoResort, na Praia do Forte...

  • É para você: que curte a estrutura, mas não curte o ambiente massificado dos grandes resorts.
  • Talvez não seja pra você: que está procurando uma pechincha.

Leia mais:

141 comentários

rosangela
rosangelaPermalinkResponder

Tomas ,

Estivemos no Tivoli em março e há somente cerveja Skol como cortesia no jantar. As demais marcas são pagas e bem cobradas. Mas , apesar dos preços das bebidas serem salgados , e este ano tbém bem carinho o restaurante da praia , continua sendo uma ótima opção a estadia.Boa viagem

tomas
tomasPermalinkResponder

Legal, Rosangela. Bom saber que continua tudo bom, apesar de caro. Mas com isso eu ja contava.
Obrigado pela resposta.

ana
anaPermalinkResponder

Como moro em Salvador gostaria de saber se o resort tem o day use ,pra mim seria a melhor opção .

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana! Consulte o hotel. Nunca ouvimos falar disso no Tivoli, mas é possível que façam na baixa temporada.

tomas
tomasPermalinkResponder

Oi Ana, estive lá em julho e uma amiga que estava em condominio na Pria do Forte, perguntou se havia day use. Com a Bóia salientou, na alta temporada eles não fazem. Mas na baixa, sai por R$ 200,00 só pra usar a estrutura (piscinas, quiosques, academia), sem nada mais incluido (bebidas, comida, spa, etc). Durante a estada conhecemos um casal de Salvador, inclusive, mas que havia reservado o fim de semana, como hóspede normal.

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Boa noite!

Gostaria de saber se todas as acomodações do hotel foram renovadas, e qual é o padrão do apartamento standard.

Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! Todo o hotel foi renovado. Clique no site para ver o padrão.

Ludmila
LudmilaPermalinkResponder

Olá, bom dia.

Vocês possuem serviço de Day Use?
Qual o valor por pessoa?
A o que tem direito?

Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ludmila! Somos um site independente. Entre em contato com o Tivoli para esta consulta!

Luciana Arena
Luciana ArenaPermalinkResponder

Olá,

Fui ao Tivoli com as crianças há três anos no mês de outubro. Tinha muita alga na praia, chegava a enroscar os pés pra entrar no mar. Vocês sabem se em janeiro a situação é a mesma? Obrigada!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Sargaços aparecem fortuitamente, quando há mudança de temperatura com vento forte. Não dá para prever.

Délcio Neto
Délcio NetoPermalinkResponder

Você já conheceu o Txai Resort e o kiaroa eco luxury resort?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Delcio! Fazem parte de outra categoria, a dos resorts de charme, com bem menos apartamentos do que esses resorts dessa série.

Temos um post sobre o Kiaroa:
https://www.viajenaviagem.com/2009/08/fotoblog-kiaroa-seis-anos-depois/

Leia sobre Barra Grande/Maraú e Itacaré:
https://www.viajenaviagem.com/2012/12/praias-bahia-itaparica-morro-sao-paulo-boipeba-barra-grande-marau-itacare-ilheus-una-comandatuba-canavieiras/

Michelle
MichellePermalinkResponder

Olá!! Estou indo nesta 3feira para lá com meu marido e nosso filho de 1 ano.
Ficaremos no Ap Premium (que acredito ser o standard).
Qual a melhor localização para solicitar com bebê? Além de pedir um andar térreo!
Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Michelle! Térreo é essencial. Fora isso, o mais próximo possível da área do restaurante.

Michelle
MichellePermalinkResponder

Obrigada! E acha válido fazer um upgrade de categoria? Ou o standard atende?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Michelle! Parece que todos os apartamentos já foram reformados, mas não voltamos lá para confirmar pessoalmente.

Michelle
MichellePermalinkResponder

Obrigada mais uma vez!

Michelle
MichellePermalinkResponder

Olá. Estou indo nesta 3feira para lá com meu marido e nosso filho de 1 ano.
Ficaremos no Ap Premium (que acredito ser o standard).
Qual a melhor localização para solicitar com bebê? Além de pedir um andar térreo.
Obrigada

Paula
PaulaPermalinkResponder

Estive no tivoli em janeiro de 2014. Fiquei no quarto mais simples, mas já estava reformado! Achei tudo sensacional, a comida, o serviço, o quarto. A unica coisa meio chata é a distancia do quarto até a sede, os quartos premium para familia com bebe são um pouco maiores ,mas todos longes, eu fiquei no ultimo! Mas dá para chamar o carrinho de golfe que chega super rápido.
O kids club é ótimo e ainda tem serviço de baba, que pode ser por hora, super organizado.
Realmente é caro, mas vale muito a pena. Completamente diferente de all inclusive.......

Aline Moraes Pedreira

Boa Tarde,
Gostaria de saber quanto fica o "day use" para grupos. Vi no site R$60,00 o spa apenas ou esse valor inclui refeições?
Atenciosamente,
Aline Moraes

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Aline! Esse valor é apena para o uso das piscinas do spa, sem tratamentos; não é um day use do hotel.

Livia
LiviaPermalinkResponder

Vocês poderiam me ajudar? Planejo ir com meus bebês de 11 meses em Julho. Alguém sabe se essa época o tempo é agradável? Obrigada!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Livia! Julho é um mês chuvoso na Praia do Forte. O que não quer dizer que vá chover o tempo todo. Para saber mais, veja o nosso Praiômetro: https://www.viajenaviagem.com/2012/10/praiometro-nordeste-caribe/

Para saber as médias históricas de temperatura no período, veja o Jornal do Tempo: http://jornaldotempo.uol.com.br/climatologia.html/Itaparica-BA/

Délcio Neto
Délcio NetoPermalinkResponder

Olá,
Quando você vai fazer o post do Dom Pedro Laguna? Pois estou louco para ver!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Délcio! O Ricardo Freire está trabalhando na reestruturação do site e não conseguiu fazer o post do Dom Pedro ainda. Mas é um ótimo hotel, pode ir sem medo.

Ana
AnaPermalinkResponder

Ricardo, parabéns pelo Blog! Estive no Tivoli em três ocasiões: em 2012, em maio de 2013 e em julho de 2014. Sempre achei o hotel fantástico, mas me decepcionei em minha última estadia. Um dos pontos fortes desse resort sempre foi a culinária. Quando cheguei no hotel em julho desse ano, já estava na expectativa pelo jantar. E foi uma decepção. Estranhei muito...comida não estava bem temperada e faltou variedade. Na recepção do hotel fui informada que o chef de cozinha mudou, o que explicou muita coisa. A estrutura do hotel continua maravilhosa, mas a parte da culinária...perdeu muito. Espero que isso seja resolvido logo. Quem conheceu o Tivoli em outras temporadas vai sentir a mudança.

Kaue
KauePermalinkResponder

Quanto gasta-se de refeição em média por pessoa no Hotel?

Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Kaue! Para saber preços dos restaurantes, entre em contato com o hotel e peça uma média de valores por refeição ou uma cópia dos cardápios.

Kaue
KauePermalinkResponder

Obrigado e parabéns pelo site!!

Miriam
MiriamPermalinkResponder

Conforme lia a descrição do hotel, especificamente a ênfase dada à "alta gastronomia " fiquei pensando : será que estivemos no mesmo hotel? Daí, cheguei no trecho que informa que vcs estiveram lá em 2010, e aí entendí. Riq, vc precisa ir lá de novo urgente para atualizar seu post. A descrição do hotel confere, é lindo, confortável, muito bom. Mas, a comida.... deu um downgrade fora de série. Estivemos lá em 2010 e a comida era excepcional, tanto em relação à variedade, qualidade dos itens oferecidos e sabor, preparação sem igual. Mas, ao retornarmos no natal de 2012, tudo estava mudado. Restringiram muito o cardápio, poucas opções e o sabor deixou muito a desejar. Onde antes havia vários tipos de preparação de camarão, então batata doce cozida, sopa de caldo verde, e assim por diante, bem pobrinho. Como estranhamos a mudança, perguntamos para alguns funcionários o que havia acontecido. Informaram que mandaram muitos funcionários embora, especialmente os da cozinha e da recreação. Acho que além disso, decidiram reduzir os custos com a comida.

carolina
carolinaPermalinkResponder

Pretendo viajar em outubro e estou na dúvida entre este hotel - que não conheço - e o Nannai, no qual já estive três vezes. Estou preocupada com o clima. Será que chove muito nessa época na Bahia?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! Para saber se a chance de chuva é grande ou pequena na época da sua viagem, veja o nosso Praiômetro: https://www.viajenaviagem.com/2012/10/praiometro-nordeste-caribe/

MARCELO
MARCELOPermalinkResponder

To querendo conhecer o Tivoli mas to na duvida entre o iberostar que ja conheço. Em relação ao custo benéfico qual a melhor opção?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcelo! Como já respondemos um pouco acima, o Tivoli é mais sofisticado e está em uma praia mais calma. O Iberostar é mais para quem procura um resortão, com animadores e atividades. Como você já conhece o Iberostar, leia o post sobre o Tivoli acima e decida você mesmo se vale a pena ou não. O que é legal para uma pessoa, pode não ser para outra. Por isso é difícil opinar. wink

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Bóia,me ajuda por favor?!
O hotel me cobrou 1248 reais pelo transfer privativo ida e volta (casal)!!!!!!! Pedi o privativo pois estou indo com bebê e achei um absurdo de caro!
Ha outras empresas de transfer em Salvador? Melhor alugar um carro? Como é a estrada? Será que consigo agendar um taxi equipado com bebê conforto com antecedência?
Obrigada!
Fernand

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! Orce com esse táxi:

http://www.valdeciofranco.com.br/

Paulo R. Santana

Vim ao Tivoli Ecoresort pela terceira vez. A impressão é que só piorou. Não é um hotel de luxo, exceto pelos preços das diárias. A comida: nada excepcional. No restaurante Tabaréu o preço por pessoa sai facilmente mais de cem reais. Isso me lembra que é mais vantajoso ir ao Rufino's ou no Rubayat. O cardápio dos demais restaurantes é pobre, desinteressante. O jantar, que é o ápice da gastronomia, mais elaborado, não justifica porém o entusiasmo de alguns. Pena que todo esse descuido custe tão caro ao hóspede!

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Estivemos no Tivoli agora em janeiro e gostaria de dar a minha opinião. Adoramos o hotel. O melhor hotel de lazer em que já estivemos no Brasil. Os pontos positivos já foram citados aqui: a comida é surpreendente, tanto no jantar quanto no café da manhã. Os quartos foram todos remodelados e não há diferença em qualidade entre o premium (standard) e o master. A diferença é que no master há um sofá-cama onde podem ficar até duas crianças. Os funcionários são extremamente educados e gentis. No momento das refeições, porém, eles deixam a desejar: não conseguem perceber que um hóspede está chamando. Então, a gente chega, coloca nossas coisas na mesa e quando volta com o prato servido, ainda não colocaram talheres (ou xícaras, se de manhã). Nada que desabone o hotel, mas sonhava que tudo deveria ser perfeito... Na parte externa, durante o dia, os garçons que atendem os quiosques também falham. Custam a passar (não dá para chamar, é muito longe) e depois demoram com o pedido. O preço das bebidas e comidas é um pouco caro, mas já esperado. O que achei negativo foi a pouca variedade e, em alguns itens, a pouquíssima quantidade. Um porção de batata frita servida em uma tigela dessas de salada de fruta é muito pouco! O buffet almoço também tem um preço pesado: R$ 99,00 por pessoa.
Gostamos muito do hotel e mais ainda da praia. Ela é calma, não tem ondas agitadas. Isso foi o que mais me surpreendeu, já que do hotel já tinha ouvido maravilhas. Ano que vem estaremos lá de novo!

Ana
AnaPermalinkResponder

Fernanda,
Vc que esteve no hotel recentemente, há muitos micos nas áreas comuns do hotel?
Tenho medo deles e além disso estou com 2 crianças pequenas que tbm tem medo...
Na sua opinião, minha estadia nesse hotel poderia estar prejudicada por este fator?!?
Super obrigada!
Ana

VF
VFPermalinkResponder

É possível acessar o trecho de praia do Tivoli sem estar hospedado no hotel? Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, VF! Perfeitamente. Dá 20 minutos de caminhada desde a vila, pela areia da praia. Mais 45 minutos e você chega em Itacimirim.

Agnes
AgnesPermalinkResponder

As informações já estão bem defasadas, não tem bebida alcoólica inclusa, as comidas das crianças são deixadas na Copa Baby na geladeira, você escolhe preenchendo ficha do que quer na marmitinha até as 9:30 da manhã , já escolhe almoço e janta e depois pega na geladeira da Copa escolhida. Esse benefício é apenas para crianças até 3 anos. Serviço atendimento conforme li uns comentários está bem melhor porém me deparo sempre com mesas “pre-reservadas” (alguns garçons que querem fazer agrado apenas a alguns hóspedes).

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar