Feice (minha crônica no Divirta-se do Estadão)

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Ilustração: Daniel Kondo

Ilustração | Daniel Kondo

Se você foi uma das noventa e duas pessoas que eu aceitei anteontem no meu Facebook, desculpe a demora. Não, eu não fiquei meses olhando para o seu nome todos os dias para decidir se adicionava ou não. O que aconteceu é que eu fiquei meses sem entrar no Facebook.

A essa altura eu devo ser o único brasileiro com acesso à internet que não sabe brincar de Feice. Toda vez que eu me dou conta de que passei meses sem entrar – e eu sempre passo meses sem entrar – eu me proponho a mudar. Afinal, só ET não está no FB.

Há uns dois anos, no auge do meu entusiasmo pelo Twitter, escrevi: “Ou bem você tuíta, ou bem você feicebuca”. As duas redes sociais seriam incompatíveis. Na época, recebi inúmeros apoios de tuiteiros avessos ao FB. “É isso mesmo!” Pois muito bem. Onde estão essas pessoas hoje? Hmpf: feicebucando como se não houvesse conexão amanhã.

O pior é que, para não pegar mal, eu vou aceitando todas as solicitações de amizade – só para depois fazer uma desfeita infinitamente maior: não ler as mensagens que os amigos deixam. Ano passado me esqueci de dar uma passadinha até no dia do meu aniversário, para agradecer os cumprimentos. Mal educado no último! Cogitei facebookcídio.

Anteontem encontrei no meu mural centenas de mensagens à espera de resposta – inúmeros pedidos de dicas urgentes de viagem, alguns olás de amigos de encarnações passadas, duas propostas comerciais e o convite para a festa de aniversário do André Laurentino. Ano que vem eu vou, Dedé – só me manda um email, pufavô!


Mas tem uma coisa que me incomoda ainda mais do que essa segunda caixa postal virtual: a sensação de cidadezinha do interior online, em que todo mundo está na janela controlando a vida dos outros nos mínimos detalhes.

No fundo eu sei que essa minha implicância passaria se eu me dedicasse só um pouquinho a entender a coisa. Muito mais inteligente do que não usar é usar com moderação. Sei que, de longe, eu sou o maior prejudicado por não estar de verdade no Facebook.

OK, vou tentar. Mas enquanto eu não aprendo a feicebucar, posso ficar mais um pouquinho no play do Instagram? Valeu, obrigado.

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


57 comentários

Carmen
CarmenPermalinkResponder

ET e eu...

Eunice
EunicePermalinkResponder

ET, Carmen e eu...eek)

val
valPermalinkResponder

E eu! pior que nem Twiter tenho...rs

Alexandre
AlexandrePermalinkResponder

Não tenho nenhum desses, e trabalho com TI desde 1997

Rosabsb
RosabsbPermalinkResponder

Mais uma na lista: ET Rosa BSB

Rita
RitaPermalinkResponder

Olha outra ET aqui. Não tenho facebook nem twitter. Às vezes, penso que sou uma "antissocial virtual", mas não me importo porque o tempo que eu "gastaria" nessas redes sociais eu utilizo em coisas mais relevantes, pelo menos para mim.
E essa definição "ET", atribuída a quem não está nessas redes é bem apropriada para os dias atuais! É exatamente como me sinto quando me pedem meu facebook e/ou meu twitter e eu respondo que não tenho!!! Quem sabe um dia eu entre nessas redes...

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalinkResponder

Eu tambem sou ET! Assumida e sem a menor vergonha.

Rodrigo Barneche

Facebook é para encontrar os amigos que se tornaram estranhos. Twitter é para encontrar os estranhos que poderiam ser amigos.

Li isso uma vez não sei onde e achei que fazia sentido... wink

Lena
LenaPermalinkResponder

Haha! Muito bom ?

Augusto Rocha
Augusto RochaPermalinkResponder

Riq,

tenho constantes discussões sobre aceitar todos os pedidos ou não, eu pessoalmente me sinto muito desconfortável de dizer para alguém que não quero a amizade oferecida.

Abs

gabebritto
gabebrittoPermalinkResponder

Ah, sim. Tem esse ponto também. Ando meio cabreiro com os pedidos de amizade de gente que não conheço. Mas deixo passar alguns, porque eu também já fiz dessas coisas antes de perceber que não era legal. =/

Guilherme Lopes

E quando você não liga da pessoa te acompanhar pelo Face. Mas fica com preguiça de acompanhá-la (excesso de mensagens de auto-ajuda, religião...)?

Antes eu excluía. Até eu descobrir que você simplesmente cancelar a assinatura.

Uma dica para o Ricardo Freire é criar uma página que aceite assinaturas.

; )

Ana Veloso
Ana VelosoPermalinkResponder

E o contrário se aplica a mim... até hoje não consegui aderir ao Twitter!! sad

gabebritto
gabebrittoPermalinkResponder

Essas 3 semanas que passei em países sem internet (ou sem Facebook e Twitter) me fizeram um bem enorme. Eu já achava o FB um pé no saco e voltei achando mais ainda. Reduzi minhas participações ao mínimo. Mas não vou fazer Facebookcídio porque hoje é lá que as pessoas te enviam mensagens. Poucos amigos ainda usam e-mail. É tudo no FB.

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Eu também sou ET. Não tenho nem twitter nem facebook. A analogia com cidade do interior foi muito boa, é bem isso que eu sinto. Se as pessoas quiserem falar comigo, podem usar o e-mail ou telefone. Já acho trabalhoso administrar a minha vida de verdade, não sobra muito tempo para administrar ainda uma vida virtual.

Patricia Luck
Patricia LuckPermalinkResponder

Apoiada...sou uma ET também.
Não tenho nada contra quem esta 100% conectado, mas não suporto a cara que me fazem quando digo que não tenho FB, orkut, Twitter e o escambau...

CarlaZ
CarlaZPermalinkResponder

Não sou muito adepta do Facebook, mesmo tendo uma vida virtual grin Gostei bastante que comecei a usar os grupos. Eles são legais, uma boa forma de conversar com mais pessoas.
Mas continuo limitando o FB a minha vida virtual, não aceitei nenhum desses amigos de infância, família, etc.
Várias vezes me sinto meio ET, um monte de coisa acontece no FB e eu nem sei.

yara xavier
yara xavierPermalinkResponder

Para mim, Twitter é utilidade pública e o Facebook, como bem disse o Riq, uma pracinha de cidade do interior. Uso os dois: o twitter como fonte de informação mesmo e o facebook como espantador de tédio. Difícil, no facebook, é não aceitar a tia, as primas, o namorado da filha.

Aríete Nickenig

Seu blog é um dos meus preferidos @riqfreire, tem textos ótimos, dicas essenciais e (coisa maravilhosa) bons comentários. Desisti de ler comentários em outras publicações, mas aqui adoro. Gente informada e educada!!

A. L.
A. L.PermalinkResponder

O Facebook melhorou bastante, pois agora ele permite simplesmente ignorar os Wall Posts de quem quer que seja. E com um pouco de paciencia pra configurar a primeira vez (15 minutos), vc pode criar grupos com configuracoes de privacidade distintas.

E' isso o que eu faco: tenho um group soh para os "conhecidos", com acesso minimo aos meus dados, mas cujos pedidos de "add friend" podem ser aceitos sem celeumas.

Regian
RegianPermalinkResponder

Eu tbem me sinto uma Et. Não consigo entender o feice, além de tudo me sinto nessa cidadezinha do interior da qual fugi a vida inteira.

Victor Hugo
Victor HugoPermalinkResponder

A única coisa q eu importaria do FB aqui pro VnV era o botão "curtir" principalmente em algumas respostas da charada de 6ª!

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq, como você é divertido, adoro suas crônicas lol
Bem, hoje em dia, a minha maior fonte de informações é o twitter, e de divertimento também wink E é tudo muito rápido em 140 caracteres.
Lembrando que entramos todos no twitter por sua causa, há uns 2 anos atrás.
O Facebook é o meio de comunicação entre as pessoas que está substituindo o e-mail. Entro de vez em quando.
Também adoro o Instagram, acompanhamos tudo em tempo real e os novos celulares têm boas câmeras que rendem boas fotos lol

Liliana
LilianaPermalinkResponder

Eu uso bastante o FB( agonia de chamar de feice!!) mas não gosto. Tenho para falar com a família que mora toda longe, e também porque sou uma viciada em internet, confesso. Estou distante de muitos amigos e também é assim que me comunico com deles. Mas me julguem o quanto quiserem, prefiria o orkut. Não prefiro o que ele se transformou com o tempo, mas o que era no princípo. Apesar de todos os pesares e todas as configurações de privacidade que o FB tem, a função dele é muito mais futucar a vida do "vizinho" do que qualquer outra. Agora criei uma página para o blog e quem sabe me animo mais. Mas sinto falta das comunidades de viagem do orkut. Conheci muita gente mesmo, fiz amizades que duram até hoje e durarão para a vida toda por lá. Até viajei com meus amigos de uma comunidade. Mas hoje em dia nem minha senha de lá tenho, aquilo se perdeu, uma pena. E se é FB a única opção que tenho para ficar mais perto dos amigos e da família, fazer o que?

Leila
LeilaPermalinkResponder

Tô com vc...
Que saudade do orkut... aquelas comunidades de viagens eram ótimas. A galera postava até em tempo real as dicas de viagens e viajavamos juntos. Fiz algumas viagens adoráveis com as dicas das comunidades do orkut.
Q pena!

Lali
LaliPermalinkResponder

Só mantinha o Orkut até hoje, por contas suas comunidades. A comunidade de Bariloche do Orkut foi sensacional pra mim no ano passado, com as confusões do vulcão e as dúvidas sobre ir ou não ir. Acabei indo, graças às informações que consegui por lá (e por aqui, claro)... Este ano, fomos p/ Paris e tratei de entrar em comunidades sobre Paris tentando buscar dicas e informações.... Grande decepção: comunidades pouco frequentadas e esvaziadas, não consegui nada de útil por lá... Acabei saindo do Orkut e agora só conto com blogs, já que no Feice não é do mesmo jeito...

Alexandre
AlexandrePermalinkResponder

Eu tinha "feice" e sabia usar muito bem, escolhia quem podia ver o que na minha página, fazia tudo certinho... não ligo que as pessoas fiquem bisbilhotando minha vida,pois eu sabia o que postar e controlava quem podia ver. O que me irritou e que me fez sair do Facebook, foi ficar vendo dia após dia como as pessoas postam coisas inúteis e imbecis ( inclusive amigos e conhecidos próximos ), precisei sair do Facebook, pois ou eu saia do "feice"ou chegaria num ponto em que eu não conseguiria mais olhar pra cara de algumas pessoas quando encontrasse na rua, no fundo eu perdi o respeito por muitas pessoas ao ver o que postavam no Facebook. Acho estranho que muitas pessoas vivem se controlando na vida real, não querendo demonstrar o que fazem, sendo falsas. Aí no facebook, que é escrito, e na internet ainda, onde escrever algo imbecil fica pra posteridade... enfim, saí já faz quase um ano, foi uma libertação, quase uma carta de alforria!

Marcia Palhares

Eu gosto do face, mas concordo com vc, é impressionante o que as pessoas falam, ou melhor, escrevem! Parece que pode tudo, que ninguem está vendo, entao vamos liberar e escrever qq coisa.

zuzu
zuzuPermalinkResponder

Aproveitei e te mandei uma solicitaçao de amizade, hahaha...n sabia q vc estava como pessoa física lá...aceita aí, rsrsrs...

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Também não tenho StalkBook, e conheço mais gente aqui no Brasil e no exterior que também não tem.

Certa vez ouvi a impressionante pergunta "ué, então você não tem amigos?". Disse a mim a pessoa com 4 mil estranhos adicionados no seu profile.

Lena
LenaPermalinkResponder

Stalkbook ????

Lena
LenaPermalinkResponder

Ué? No lugar da gargalhada, entro um monte de interrogação :-s

Amaro - Recife

Tenho feice. Detesto e não uso. Meus únicos 4 'amigos' são minha filha, sobrinho, irmã e mãe.
O interessante é que eles recebem a mensagem 'ajude o Amaro, ele tem poucos amigos'.
Se Zuckerberg soubesse a minha tristeza por não saber da vida dos outros e nem eles da minha sad

Georgia
GeorgiaPermalinkResponder

O que acho chato é aquela pessoa que mal te conhece no trabalho e te adiciona te deixando numa saia justa...
O jeito que tem é personalizar o perfil e criar grupo vip pra não se sentir tão incomodada com estranhos te olhando.

Maryanne
MaryannePermalinkResponder

Eu adoro o Instagram, acho uma delícia ver a foto e ler a legenda. Me diz muito mais que o twitter e o FB. Acabei fazendo um FB pro blog, por necessidade mesmo, pq acho importante, pq todo mundo espera que vc tenha um. Mas confesso que ainda não achei uma função diferenciada pra ele.Vou tentando..

Lena
LenaPermalinkResponder

Também tô curtindo muito o instagram! Melhor de todos! Pena que só tenho no ipad e não carrego ele comigo o tempo todo. Pela primeira vez tenho um desejo forte de comprar um iphone grin

E essa imagem de cidade do interior foi a melhor!!

Camila Torres - Colecionando Imãs

Bem vindo ao FB, Riq! Você já passou por uma etapa importante: curtir a página do Colecionando Ímãs smile

Não me acostumei a usar o Twitter porque não gosto de ficar conectada o tempo todo. E lá, se não retwittar na hora, perde a piada. Essa semana, por exemplo, vi suas fotos na Roberta Sudbrack com dois dias de atraso, e aí não deu tempo de te avisar que ela odeia que os clientes tirem foto dos pratos antes de comer... Disse numa entrevista que o processo da cozinha dela é todo pensado para que o prato chegue na sua frente na temperatura exata, e a pausa pra foto mata o processo. smile

[]s!
Camila

Lúcia
LúciaPermalinkResponder

Gosto do FB, nele localizei primos distantes, amigas de infância, e coisas importantes que estão acontecendo no mundo, a Primavera Árabe começou a se espalhar assim peelas redes sociais.
Twitter é bom para se comunicar rapidamente e se mantr atualizada.

Naila Soares
Naila SoaresPermalinkResponder

"no fundo eu perdi o respeito por muitas pessoas ao ver o que postavam no Facebook"....O Alexandre disse tudo com essa frase.
Mas continuo no Face e tuitando...

Yracema
YracemaPermalinkResponder

Sou leitora de Rq desde sempre e assumo ser ET...Twitter e Facebook não constam de minha lista no entanto, respeito quem tuita e face.Minha ferramenta de trabalho é a Internet; por ser cadeirante e refém da ausância de acessibilidade,optei por encontrar pessoalmente meus verdadeiros amigos uma vez ao mês.
Ainda assim uso emails e blogs para enviar e receber trabalho.
Camila Torres,traduziu fielmente como me sinto diante das redes...

cnocchi
cnocchiPermalinkResponder

Ai que bom saber que não sou um ET vagando sozinho por aí!!

Rita
RitaPermalinkResponder

Pelo que estou percebendo aqui, a quantidade de ETs é maior do que eu pensava! Que bom!!!

Yracema
YracemaPermalinkResponder

Por que será que meu nome, email e http://LivreparaVoar - que eu não o digitei - permanecem sob a frase:" ATENÇÃO: Vai perguntar? Veja se a dúvida já está respondida no texto. Perguntas redundantes e comentáriosem em maiúsculas serão deletados." (Grafados na cor azul)

Ótimo domingo para todos ccomentaristas, apesar das saudades de Ebe Camargo...

bjs. Livre para Voar...

A. L.
A. L.PermalinkResponder

Isso eh um cookie no seu browser. So aparece para vc.

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Eu não estou no Twitter, meu Orkut tá abandonado, não estou no Instagram, não tenho blog, ufa, pelo menos estou no Facebook e de vez em quando! Sempre recebo os recados "vc tem perdido históricos populares". Pior acho quem exclui o outro por que o outro não está lá. Não me convide por facebook, quem quer que eu veja, me liga ou manda email, sou dessa linha tb Riq!

Nick
NickPermalinkResponder

Oi Riq
Concordo com tudo o que vc disse...Parabéns pela clareza !!!!!!

Fernanda M
Fernanda MPermalinkResponder

Mais uma ET por aqui... Daqui a pouco começaremos o fórum das viagens interplanetárias...

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Facebook pra mim é só pra falar com amigos e combinar alguma coisa. Às vezes jogo no mural algumas fotos que faço e outras vezes algum clipe de música boa. smile

Mas postar coisas mesmo, contando como foi, como são etc., posto bem pouco, nunca senti vontade desde que entrei lá.

Viajar nas palavras? Tem o Twitter e 140 caracteres - já tá bom; pra mais que isso é melhor chamar os amigos. ;D

Abs.,

Patricia B
Patricia BPermalinkResponder

Outra ET aqui. Prefiro usar esse tempo lendo os posts do VnV!

Verônica Barros

Também me incluo entre os anti-sociais do mundo virtual.
Pra que serve mesmo o Facebook, o twiter? Pra mim são ferramentas que nos roubam muito tempo, e foram feitas pra quem não tem o que fazer.

Pati Venturini - De Garfos e de Quartos

Riq... Instagram é muito mais legal que FB! De acordo! smile

Lucia
LuciaPermalinkResponder

Oi, eu sou meio ET, não tenho Twitter. Tenho facebook mas não coloquei meus sobrenomes que são muito diferentes, assim poucas pessoas me encontram...Encontro quem eu quero. Como faço para não me expor: criei listas, tem a família, os colegas de trabalho, etc e quando posto alguma coisa, seleciono qual a lista que pode ver. Tb tenho grupos secretos: dos primos da família da mãe, da família do pai, dos amigos mais queridos e intimos. Uso mais os grupos secretos, pois só os membros podem ver! Escaniei as fotos do meu casamento e dos aniversários dos filhos e coloquei nos grupos secretos da família , foi uma farra, fotos de mais de trinta anos! São poucas as fotos abertas a todos os amigos, alugumas de viagem, nas quais não aparecemos, só o atrativo ou a curiosidade.! Se coloco fotos, tb seleciono quem pode ver, qual istas, etc. Para os amigos que vivem postando mensagens de bichinhos, flores, santos, piadinhas bobas, eu coloco não mostrar no feed de notícias.
E o mais importante, como tenho filhos que moram em outra cidade, conversamos via facebook, que cai direto no iphone deles. é mais ecomômico e rápido! Espero ter ajudado!

Sobre o email, mandei um email para o xongas e nunca recebi resposta. Ah, não sou amiga do Ricardo Freire no facebook!!

Abs

Paula
PaulaPermalinkResponder

Boia, comentarei aqui, pq nao achei outro local adequado. Mas já teve aqui no blog algum post sobre as cooperativas de turismo, tipo Coobrastur. O que vc acha disto, e o guru Ricardo e e tambem os leitores do blog, se possivel. Uma amiga comentou muito entusiasmada sobre isto e para mim foi novidade e parece interessante. Será? grin

A. L.
A. L.PermalinkResponder

Olha, até onde sei muitos dos hoteis dessas cooperativas são blocões das décadas de 1970 e 1980, quando os governos da época deram um "impulso" com crédito fácil.

Pessoalmente acho que todo tipo de produto que te vincula a uma rede pequena de hospedagem, de time-share até a limitação máxima - a compra de uma "casa de praia/campo/montanha" -, é contraproducente porque em geral temos tão pouco tempo de férias e quando mais liberdade tivermos de escolher um destino/hotel porque é legal e torna a experiência interessante, e não porque "já pago uma mensalidade para usá-lo", melhor.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Obrigada pelo comentario, A.L.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Boia, me responde! smile Se puder, claro! Agradeço!

Naomi
NaomiPermalinkResponder

eu tb sou ET, raras vezes eu "feicebuco" e nunca tuitei...

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar